OS ENCANTOS DA ESPANHA

Por Claudia Liechavicius

Madrid e Barcelona cativam por seus humores diferentes

Entre palácios, “tapas”, castanholas, sangrias, paellas, touradas e flamenco, a Espanha mostra o esplendor de sua cultura, numa arquitetura estampada na forma de museu a céu aberto. Mas, por onde começar, Madrid ou Barcelona? Essas cidades simbolizam os dois lados de uma mesma moeda. Metrópoles cheias de rivalidade, com temperamentos bem diferentes.










Madrid tem uma arquitetura suntuosa.










Barcelona é uma cidade exótica para os padrões espanhóis. Acima, as torres da Sagrada Família.


Madrid é mais recatada, sede da monarquia, uma capital de ritmo agitado, trânsito intenso pela Gran Via que foi recentemente recuperada e ganhou nova iluminação. Já Barcelona, é a capital da Catalunha, cidade portuária, mais excêntrica, de arquitetura arrojada que transborda numa alegria a beira-mar.
 






Na foto de cima, a cidade de Madrid. Abaixo, Barcelona. Cidades de temperamentos opostos.



Para revelar seus contornos, tanto Madrid como Barcelona, contam com um ônibus turístico panorâmico de dois andares, que serpenteia pelos principais pontos de interesse. Para quem está na cidade pela primeira vez, certamente essa é uma boa opção para se ter uma idéia do todo. O ticket dá ao visitante a possibilidade de subir e descer livremente do veículo, ao longo do dia, nos locais turísticos que desejar.





Madrid foi fundada pelos árabes como uma fortaleza e assim permaneceu por muitos anos. Somente, em 1561, é que Felipe II fez dela a capital da corte. Sua arquitetura é notável, com prédios, palácios e monumentos imponentes espalhados por toda a cidade. Após o rei Juan Carlos subir ao trono, em 1975, a cidade abriu as portas para a modernidade.

Um marco da cidade é a Plaza Mayor. Foi construída na época renascentista e continua sendo o umbigo da capital espanhola. No século XVII foi palco de touradas, festas, sacrifício de cristãos e importantes recepções. Após sofrer um incêndio em 1970, a praça foi totalmente restaurada. No seu centro fica a estátua de Felipe III e vários restaurantes, bares e cafés típicos convidam os visitantes ao deleite gastronômico. Tomar uma sangria para acompanhar aquela "Paella" é garantia de felicidade. Olé!

Um almoço na Plaza Mayor deve constar no seu programa. Além de deliciosos "tapas", paella e sangria, o astral é muito bom.


Ao lado da Plaza Mayor fica o Mercado de São Miguel. Com paredes de vidro e estrutura de ferro foi construído no começo do século XX e abriga lojas de frutas, verduras, peixes e tapas.

O Museu do Prado é o mais importante museu da cidade e um dos maiores do mundo. O prédio tem estilo neoclássico. Foi construído no final do século XVIII. Em seu acervo destacam-se obras preciosas de Velásquez, El Greco e Goya. As filas são sempre enormes para entrar, mas vale a pena ter paciência.

Além dele, o Rainha Sofia, instalado num antigo prédio onde funcionava um hospital, também tem um belo acervo de obras contemporâneas de artistas como Miró, Dali e Picasso. Lá está Guernica, de Picasso, que retrata em estilo cubista um bombardeio da Guerra Civil Espanhola - é a tela mais emblemática do século XX. Outro museu que merece uma visita é o Thyssen Bornemisza. Ele guarda tesouros que vão de pinturas do século XVIII à peças de vanguarda do século XX. Tem obras de Rembrandt, Renoir, Van Gogh, Kandinsky, Cézanne e muitos outros. Esses três museus ficam próximos um ao outro, na mesma avenida - Paseo del Prado.


Museu do Prado. 


O Palácio Real é a residência oficial do Rei Carlos III. Guarda um impressionante conjunto arquitetônico, sendo considerado como uma das obras mais importantes da Europa. Fica no coração da cidade. Junto ao palácio ficam os Jardins de Sabatini e o Campo del Moro duas atrações que merecem atenção.








Palácio Real, em Madrid.



A Puerta del Sol foi a mais importante porta de entrada da cidade no sec. XV. Mantém prédios com belas fachadas, bem pertinho da Plaza Mayor.








Puerta del Sol.
.
Boa dica: não deixe de provar os melhores churros de Madrid, na Chocolateria San Gínes (Pasadizo de San Gínes, 11).

Barcelona ganhou novos ares com os Jogos Olímpicos de 1992. Suas ruas convidam à caminhada. Uma boa opção é começar o passeio, como diria Caetano, pelas “Ramblas do planeta”, que são ruas de pedestres, com quiosques de flores, souveniers, animais domésticos e uma grande variedade de artistas locais. No trajeto, fica o mercado La Boqueria, onde se pode comer frutos do mar, presunto “Pata Negra” e uma grande variedade de pratos locais.

Nas Ramblas de Barcelona muita gente passeia entre flores ( foto superior) e artistas locais (foto debaixo). Uma parada no mercado La Boqueria é ótima pedida (foto central).

Seguindo em frente, fica a belíssima região portuária cheia de restaurantes. É o lugar ideal para se degustar uma bela “Paella”; visitar o aquário; tomar o teleférico para ver a cidade do alto ou simplesmente sentar para ver a vida passar ao sol.








Barcelona é uma cidade sempre efervescente.


A montanha de Montjuïc é o pulmão da cidade e lugar obrigatório para se passear entre museus, jardins, fontes e conhecer as instalações esportivas preparadas em 92.



A arquitetura da cidade é fascinante, não se pode deixar de visitar as obras de Gaudí, dentre elas a Casa Batlló e La Pedrera, situadas no Passeig de Grácia; o Parque Güell, onde o artista residiu por muitos anos e a Igreja Sagrada Família, que não pôde ser finalizada devido a sua morte e continua em obra até os dias de hoje. Miro e Picasso, também merecem atenção.

A cidade tem assinaturas de Gaudi por todos os lados. Uma de suas principais obras de arquitetura é La Pedrera.

As duas fotos acima são do Parque Güell que foi residência de Gaudi por muitos anos.

Os detalhes da Sagrada Família impressionam pela sua criatividade. Mas, a igreja não foi concluída até hoje.

Onde ficar

Em Madrid, o Palace Hotel tem excelente localização, fica na Plaza de las Cores 7 e o Gran Melia Fênix é muito charmoso, considerado um dos hotéis do roteiro de charme da Espanha, fica na Plaza de Colon, Hermosilla, 2.

Em Barcelona, o Mandarin Oriental no Passeig de Gracia tem decoração assinada pela designer espanhola Patricia Urquiola e dentro do hotel no novíssimo restaurante MOments, a chef Carme Ruscalleda dá as cartas. Na praia de La Barceloneta, o W Hotel domina a paisagem em uma arquitetura semelhante ao formato de um barco e conta também com a cozinha de Carles Abellan (discípulo de Ferran Adrià) no restaurante Bravo.

Onde comer em Madrid
.
Taberna de Antonio Sanchez. Serve os tradicionais tapas madrileños desde 1830. Fica na Mesón de Paredes, 13.

Sobrino de Botin. É um dos restaurantes mais antigos do mundo. Funciona desde 1725 ao lado da Plaza Mayor, Calle de los Cuchilleros, 17. Sua especialidade é o leitão assado na brasa. http://www.botin.es/

Café de la Ópera. Restaurante interessante em que os próprios garçons cantam óperas. Fica na Callle Arieta, 6 (em frente ao Teatro Real de Madrid).

Corral de la Moreria. Jantar acompanhado de show de Flamenco.

Mercado de San Miguel. No coração da cidade, esse local histórico ficou fechado por muito tempo e no final de 2009 foi reinaugurado. Com astral descontraído tem de ostras à chocolate. Plaza de Oriente, 3. Telefone: (91) 541.5104. http://www.mercadodesanmiguel.es/

Santceloni. Do estrelado chef Santi Santamaria. Com duas estrelas Michelin, o restaurante fica no coração de Madrid - Paseo de la Castellana, 57. Telefone (91) 2108840. www.restaurantsantceloni.com

Sergi Arola Gastro. Outro chef estrelaado (também com duas estrelas MIchelin). Calle Zurbano, 3. Telefone (91) 3102169. www.sergiarola.es

La Terraza del Casino. Calle de Alcalá, 15. Telefone: (91) 5321275. www.casinodemadrid.es
Fora by Ramón Freixa. Calle Claudio Coello, 67. Telefone: (91) 7818262. www.ramonfreixamadrid.com
.
Outlet em Madrid
.
A 45 minutos da cidade fica o Outlet Las Rosas Village com grifes como Carolina Herrera, Diesel, Versace e Dolce & Gabana. Para chegar lá basta tomar o ônibus 625 ou o 628 na Estação de Moncloa, no centro. A tarifa custa 20 euros, ida e volta.
.
Onde comer em Barcelona
.
4 Gats. É um restaurante lendário. Funciona desde 1897 e foi sede do movimento modernista do início do século XX. Além disso, era o favorito de Picasso. Fica no Paseo de Gracia e o ambiente mantém um clima de nostalgia que remete ao período em que foi aberto. Serve especialidades mediterrâneas.

Casa Leopoldo. É um dos mais tradicionais da cidade e funciona desde 1929. Fica no coração do bairro portuário e serve a típica cozinha catalã com influência mediterrânea. É um dos favoritos do Rei Juan Carlos.

Tickets. Do estrelado Ferran Adrià, na Av. del Paralelo 164. Ele também comanda a coqueteleria 41, ao lado.
.
Dicas importantes

Ø Clima: no período de outubro a abril as temperaturas são baixas e de maio a setembro o clima é mais ameno com temperatura agradável.
.
Ø Câmbio: A moeda atual é o Euro. Um Euro vale R$ 2.63.

Ø Visto: brasileiros não precisam de visto para entrar no país.


Para se entender a Espanha de hoje, é imprescindível visitar Madrid e Barcelona. Como auxílio vale consultar o site http://www.spaininfo.com/.

Boa viagem!

Compartilhe:

COMENTÁRIOS

  1. O blog de vocês é lindo, que coisa linda, to encantada.
    'Gosh, I'm in love...with the world.'

    ResponderExcluir
  2. O blog de vocês é lindo, que coisa linda, to encantada.
    'Gosh, I'm in love...with the world.'

    ResponderExcluir
  3. O post sobre Madrid e Barcelona tem boas dicas. Vocês sim que sabem viajar pelo Mundo
    Um saludo
    Carmen

    ResponderExcluir
  4. Carmen,
    Venha sempre compartilhar nossas viagens!

    ResponderExcluir
  5. oi,me chamo murat,
    sou turco e sou guia na turquia.falo frances.estou com minha mulher em salvador da bahia para aprender portugeuse.tenemos uma agencia de viajem na istanbul.organizamos as circuitas pelos os grupos ou pelos os individual.se voces presisam um informaçao sobre turquia,podem contactar connoscosobre:gnrlmrt1967@gmail.com

    ResponderExcluir
  6. Lindo blog! Fotos lindas e texto excelente! Parabéns!

    ResponderExcluir
  7. Parabéns pelo blog, principalmente pela organização, clareza e informações precisas.
    Vou ficar assíduo.
    Comecei um blog sobre as viagens que fazemos, mas até ainda está muito latente!!
    Dê uma olhadinha:
    www.vivanaviagem.blogspot.com

    Tudo de bom!
    Luiz

    ResponderExcluir
  8. Passei por aqui pela primeira vez...e confesso fiquei morrendo de inveja...rsrsrs. Estou planejando minha viagem pela Europa, que começa dia 26/12. Passa pelo meu blog: http://estouindoparaeuropa.blogspot.com/ e deixa umas dicas. Você será uma visitante de honra. Boas viagens!!!

    ResponderExcluir
  9. Oi Michelle.

    Você pegar a Europa no inverno. O astral dessa época é ótimo. O espírito natalino está no ar. Aproveite muito.
    Bj
    Claudia

    ResponderExcluir
  10. Cláudia, vou visitar umas 8 cidades na Europa em meados do ano que vem e não vou ter muito tempo para cada uma. Por isso, só vou poder passar 3 noites em Barcelona. Acontece que meu voo do primeiro dia chega à cidade praticamente à noite. Então, só terei mesmo 2 dias para explorar a cidade. Você acha que 2 dias inteiros em Barcelona dão para conhecer os principais pontos turísticos? Se não forem suficientes, acho que vou preferir incluir uma cidade menor. Mais uma vez, obrigada pelas dicas!

    ResponderExcluir
  11. Regina!
    Mas, você vai rodar pela Europa, hein? Quantos países...
    Olha, Barcelona não é uma cidade muito grande. Em dois dias dá para conhecer o essencial. Ver as obras fantásticas de arquitetura de Gaudi: Casa Batló, La Pedrera, Parque Guell. Uma visita obrigatória é a Igreja Sagrada Família. Além de obras de Miró e Picasso. Também não deixe de circular pelo Mercado La Boqueria e ir ao Montjuic.
    Aproveite.
    Beijos
    Claudia

    ResponderExcluir
  12. Oiii Claudia,

    Acabo de voltar de Barcelona!!!Que cidade LINDAAA!!!! Montjuic e o Parque Guell sao realmente LINDOS,, mas a Sagrada Família é INCRIVEL!!!!
    Fiz 2 dias de Tour, com o Barcelona da Gema, sao meninas brasileiras que moram há anos em Barcelona, ADOREIII!! #ficaadica
    Já estou pensando na minha proxima viagem!!!
    Bjs
    Adriana :-)

    ResponderExcluir
  13. Oi Adriana,
    Viajar é uma delícia. Depois que a gente põe o pé na estrada não para mais.
    Bj
    Claudia

    ResponderExcluir
  14. Olá, Cláudia, tudo bem? Você saberia me informar o site desses ônibus turísticos panorâmicos?

    ResponderExcluir
  15. Tássia,
    Dê uma olhada nesses sites:
    www.tmb.cat
    www.barcelonaturisme.cat

    ResponderExcluir
  16. Olá!!

    Estou planejando ir para a Espanha em abril ou maio deste ano. Barcelona-Granada-Sevilha-Madrid. A dúvida é qual o melhor transporte. Vejo muito falar de trem , mas ninguém fala em avião e ao pesquisar no site da decolar, as passagens de avião Barcelona - Granada são ridículas de baratas. Há algum motivo para preferir trem à avião?

    ResponderExcluir
  17. Olá Anônimo,

    OS aviões acabam levando mais tempo para trajetos tão curtos. Você vai ao aeroporto, espera pelo menos uma hora, voa para aeroportos distantes do centro da cidade.

    Por isso, os trens são mais usados na Europa.

    ResponderExcluir
  18. O post é um pouco antigo mas vou arriscar fazer uma pergunta: estou fazendo um tour na Europa, quero visitar a Espanha e tenho disponibilidade de dois dias inteiros. Vem a pergunta: passo um dia em Madrid e outro em Barcelona ou dois dias em uma delas? Se for dois dias, qual você recomenda?

    Desde já agradeço

    Cristiano Melo

    ResponderExcluir
  19. Cristiano,

    O post é antigo. Verdade. Tenho que atualizar. Rs.

    Um dia para Madrid ou Barcelona é pouco. Qual escolher? Bem, eu prefiro Barcelona. Ficaria sem pensar muito dois dias em Barcelona. É muito mais alto astral. Tem arte pelas ruas. É uma cidade mais solta. Acho Madrid mais clássica. É elegante e mais sisudinha. Tudo depende do seu estilo.

    ResponderExcluir
  20. Já que o amigo arriscou perguntar em 2015, não custa arriscar perguntar agora. Bete-volta de Madri a Barcelona fica fora de cogitação?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Acho muito pouco tempo para explorar a cidade. Tanto Madrid como Barcelona merecem mais de um dia. Pelo menos dois ou três.

      Excluir

Deixe seu comentário. Obrigada!