17 abril 2013

O CANTÃO DE LUCERNE

Por Claudia Liechavicius

A Suiça é um país de sonho. É um reino pequenino, mas com muitas faces. Picos espetaculares cobertos de neve, vales deslumbrantes, lagos cristalinos cheios de cisnes, cidades tranquilas, muito chocolate, o melhor fondue do mundo, uma arquitetura tão charmosa que remete a um mundo encantado e tudo isso conectado por uma malha ferroviária excelente. Para completar, é cercada por uma vizinhança poderosa: Alemanha, França, Itália, Áustria e Liechtenstein.

Mapa da Suiça.

É bem no coração da Suiça que fica uma das suas cidades mais encantadoras: Lucerne.

Emoldurada pelos Alpes, Lucerne é uma simpática cidade medieval banhada pelo Lago dos Quatro Cantões, à beira do rio Reuss, na parte alemã da Suiça.

De cara, a mistura do velho com o novo salta aos olhos. Várias torres medievais (Museggmauer) formam uma muralha que protege a cidade desde 1350. Três delas ficam abertas à visitação durante o verão: Schirmer, Zyt e Mannli. O relógio mais antigo da cidade fica na Torre Zyt e continua marcando as horas.

Acima, as torres medievais da Museggmauer mais altas do que os prédios modernos.

Apesar do inverno ser convidativo para quem gosta do friozinho ou de esquiar, nos meses mais quentes Lucerne tem um colorido todo especial. As pessoas saem às ruas, bares e restaurantes ficam lotados, o lago se enche de vida. Pedalinhos, barcos e veleiros dão um toque especial. As ciclovias se enchem de gente. A cidade resplandece. 

Lucerne no verão se enche de vida.

Todos saem às ruas em busca dos raios do sol.

Lucerne se ilumina nos dias mais quentes.

O principal cartão-postal de Lucerne é a Ponte da Capela com a Torre de Água. A ponte de madeira data de 1333. É toda decorada com flores e foi construída alguns anos depois da torre quando o nível do rio subiu. A Torre de Água abastecia a cidade. Pouco do que se vê hoje é original. Um incêndio recente, em 1993, destruiu quase tudo levando embora até os desenhos pintados ao longo da ponte, que contavam sua história. Tudo foi refeito em 8 meses.


A Ponte da Capela já serviu como prisão e local de tortura.

Pinturas na passagem da Ponte da Capela.


Hoje a Ponte da Capela é o principal cartão-postal de Lucerne.

Além da ponte, a Igreja Hof também sofreu danos com um incêndio em 1633. O antigo monastério beneditino foi reconstruído em 1645.


Igreja Hof com suas torres em estilo gótico.

E por falar em igreja, observe a igreja jesuíta de São Francisco Xavier. Ela foi a primeira igreja barroca a ser construída nos Alpes. Foi feita no século XVII. Hoje, ela não é mais usada como igreja, apenas mantém a fachada preservada. 

Igreja jesuíta de São Francisco Xavier.

Outro local bastante visitado na cidade é o Monumento do Leão. Um felino agonizando com uma lança cravada no dorso foi esculpido em uma rocha de pedra sabão, em 1821, como uma homenagem aos guardas suiços que morreram em Paris na época da Revolução Francesa. Fica um pouco distante do centro, mas dá para ir andando facilmente. O caminho mais fácil é pela Zurichstrasse - uma das principais ruas comerciais da cidade.

O Monumento do Leão tem 9 metros de largura e 6 de altura.

Para quem estiver em busca de um ícone da arquitetura moderna, Lucerne também tem. É o Centro de  Cultura, conhecido como KKL. O prédio é moderno e arrojado. Foi projetado por Jean Nouvel, um dos arquitetos franceses mais celebrados. Seus palcos recebem importantes festivais. Ele fica na beira do lago, ao lado da Estação Ferroviária.

A cidade pode ser toda percorrida em poucas horas. Caminhe sem pressa. Observe os diferentes estilos arquitetônicos. Aprecie os desenhos e os afrescos dos prédios. Veja o contraste entre o antigo e o moderno.

Fachada de um prédio na Cidade Velha.



Os prédios na beira do rio Reuss são repletos de bares e restaurantes.

Quando cansar e a fome apertar sente num dos tantos restaurantes da cidade e peça para começar fatias de queijo alpino derretido sobre pão rústico. Depois teste o prato tradicional da região, o Lozarner Chügelipastetli, uma espécie de empadão redondo recheado com um ensopado de carne de vitela picadinha com cogumelos. De sobremesa, talvez o pão de pêras, uma versão local do strudel, mas se preferir também pode ser a vez de um bom chocolate. 


Suíça combina perfeitamente com chocolate.

E, se ainda sobrar algum tempo livre, caminhe, caminhe e caminhe....

Lucerne é uma cidade de bonecas.

INFORMAÇÕES ÚTEIS

Moeda: Franco suiço
Idioma: Alemão
Fuso horário: 4 horas à frente do Brasil
Documentos: apenas passaporte, não é preciso visto de entrada para quem permanecer até 90 dias no país.
Meio de transporte mais prático: trem

20 comentários:

turistaocasional disse...

Suiça é mesmo um pais riquíssimo em termos turísticos, tal a diversidade que tem para oferecer.

Lucerne como muito bem referiu, e maravilhosamente demonstrou com as suas fotos, é uma cidade encantadora a juntar a tantas outras que o país tem para "exibir".

Beijinhos

Claudia Liechavicius disse...

Turista,

Seu blog me auxiliou muito a encontrar cantinhos escondidos pelo país. Fiz uma viagem rápida, mas rodei bastante. Fiquei hospedada em Lausanne (que adoro) e fui para Vevey, Gruyeres, Fribourg, Bern, Lucerne, Evian (França).
Adoro em Suiça em todas as estações do ano.
Beijo
Claudia

Tahitiehaqui disse...

Claudia,

Viajar é o melhor dos investimentos e a mais potente terapia.

A Suiça é encantadora!

Estou aguardando as novidades da sua próxima parada, lugares que ainda não tive a oportunidade de conhecer.

Beijos e aproveite muito!

Andressa

Claudia Liechavicius disse...

Andressa,

O lado de lá do mundo é fonte de muita curiosidade para mim. Sempre que posso escolher, minha tendência é sair do básico e percorrer culturas distantes.

Essa viagem promete ser bastante interessante.

Vou contando quando conseguir tempo para escrever. No instagram as fotos serão em tempo real.rs

Beijos

Margarida Nobre disse...

Claudia

Fotos lindas,lindas lindas!!!

Eu gosto de tudo na Suiça,qualquer cidade,aldeia,lago ou montanha!!hehe

Em Lucerna há um pequeno museu pouco conhecido mas encantador.É o museu Rosengart, que expõe uma colecção de obras super originais de Picasso , muito diferentes das que se encontram nos grandes museus.Picasso era grande amigo da familia Rosengart ( pai e filha) e ofereceu-lhes ao longo dos anos inúmeras peças que actualmente constituiem a colecção aberta ao público.Há também fotografias que documentam a relação do pintor com essa familia...muito interessante,mesmo!Se vc não foi lá desta vez,não deixe de ir numa próxima viagem!Afinal a Suiça é daqueles países que se visita sempre com prazer...

beijos

MT disse...

Querida Cláudia :

Lindo , lindo ! Já li e reli teu post.Sou encantada pela Suiça ,Lucerna é um sonho e Zurich seria a cidade que eu esscolheria para viver na Europa.
Eu e a Ana faremos um passeio vapt-vupt a NYork e Boston e na volta te contaremos as novidades.
Bjs
MT

Claudia Liechavicius disse...

Margarida,

Eu também adoro tudo na Suiça. Vou sempre feliz!
Não visitei o museu. Com certeza na próxima estará na minha programação. Não sabia sobre ele. Adorei sua dica poderosa!!! Aliás, você sempre tem super indicações.

Dessa vez fui à Gruyeres e fiquei apaixonada. Que fondue! Que queijos!!!! Preciso voltar.

E em Lausanne, conheci um restaurante de Batata Rosti espetacular!!!!

A Suiça é de conto de fadas!!!

Um beijo,

Claudia

Claudia Liechavicius disse...

MT,

Zurich é realmente charmosíssima! Sabe que eu adoraria morar na Suiça? É um país que me encanta. As pessoas são extremamente educadas, tudo é limpo, as coisas funccionam, os chocolates me matam, o inverno é maravilhoso. Gosto demais.

Aproveitem muito NY e Boston. Que bom ir à NY sem nenhum transtorno. Alguns amigos estiveram lá na semana passada e pegaram Sandy em cheio. Foi muito chato. Ruas desertas, vento, todos assustados. Vocês vão na hora certa!

Um beijo

Claudia

Margarida Nobre disse...

Claudinha

Nem me fale em fondue de queijo!!rsrs...apesar de gostar de todos os tipos de queijo não aguento o foundue...hehe...o que eu gosto mesmo é de fondue de chocolate!!Huummm...delícia!!
A minha cunhada mudou agora de Barcelona para Zurique.Acho que nos próximos tempos vou voltar a circular bastante pela Suiça!

Beijos

Claudia Liechavicius disse...

Margarida

Eu sou muito gulosa. Goste de comer quase tudo. Poucas são as coisas que não como. rs

Algumas dessas coisas estavam na China. hehehehe.

Pelo menos não passo aperto em viagem!!!! Tudo tem lá suas vantagens.

E, circular bastante pela Suiça não é nada ruim. Que bom, não é mesmo? Se você não come queijo isso não é problema. Basta caprichar no chocolate. rs

Beijo

Manu disse...

Claudia, que lindo!!! Amei amei, parece uma cidade meio lúdica sabe? E esse céu azul que sou apaixonada!
Qual a melhor forma de chegar lá, trem ou avião?
Bjocass

Claudia Liechavicius disse...

Manu,

Os trens na Suiça são ótimos. Se você estiver na Europa trem é boa opção. Eu estava hospedada em Lausane e fui de trem para passar o dia. Duas horas de trajeto. Super tranquilo. A Suiça é de sonho. Tem várias cidades como Lucerne. Eu sou apaixonada pelo país.

Beijos

Fernanda Viana disse...

Oiee! Adorei as dicas, que post COMPLETO! Obrigada por compartilhar, hehe. Gostaria de saber soh uma coisa, quanto custa mais ou menos os chocolates por la? Vou passar soh um dia na cidade e queria saber quanto de dinheiro levo na moeda de lah...

Obrigada!
Bjooo

Claudia Liechavicius disse...

Fernanda,

Essa pergunta é muito pessoal. Depende de quanto chocolate vc vai comprar. Não vou conseguir te responder. Isso pode ir de 20 a 500. Muito relativo.

Conisdere sua compulsão por chocolate e vá em frente.

Aproveite a cidade que é linda.

Beijos

Oscar | MauOscar.com disse...

Lindo Post!!

Luzern foi uma das cidades que conheci da Suiça.. Ela é muito fotogênica.. Na verdade é defícil um lugar na Suiça não ser.. Mas o que mais me impressionou na cidade foi a transparência do lago e do rio Reuss.. É uma pena que a ponte coberta tenha sido quase que totalmente destruída pelo incêndio.. Mas a reconstrução foi muito bem feita e se não fosse pelo desgaste da madeira e diferente tonalidade não daria para dizer que a ponte (parte reconstruída) é digamos tão nova..

Bjs

Carmem disse...

Oi, Claudia!
Adoro seu blog! Acho que é super bonito e bem escrito. Estou indo para Suíça daqui a 15 dias e reservei um dia para conhecer Lucerna. Será suficiente ou devo reservar mais um?

Obrigada e um abraço,

Carmem disse...

Oi, Claudia.

Estou indo para Suíça daqui a 15 dias e reservei um dia para conhecer Lucerna. Será suficiente e devo reservar mais um?

Adoro seu blog. Acho super bonito.
Obrigada e um abraço,

Claudia Liechavicius disse...

Carmem,

Um dia é suficiente, sim. A cidade é pequena. Mas, claro que ficar mais de um dia é melhor ainda. O astral do dia e da noite são diferentes.

Bj e boa viagem

Carol Veit disse...

Oi Cláudia!
Estou adorando todas as suas dicas. Vou fazer um roteiro em março incluindo Alemanha (frankfurt e Baviera pra ver o castelo de Neuschwanstein), Suíça (base em Zurich na casa de uma amiga, mais Berna e Lucerna)e Áustria (Innsbruck e Salzburg). Já li os outros posts e estou adorando demais!!!
Fiquei com uma dúvida. Achas que uma noite em Innsbruck e uma noite em Salzburg é suficiente???
Bjos, Carol

Claudia Liechavicius disse...

Carol,

Para dar uma circulada e conhecer o básico é suficiente. Eu fiquei uma semana em Innsbruck e achei o que fazer o tempo todo. Depende da sua intenção.

Boa viagem. Aproveite muito!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...