CRISTO REDENTOR, UMA DAS SETE MARAVILHAS DO MUNDO MODERNO


No topo do morro do Corcovado, o Cristo Redentor mantém os braços abertos dia e noite abençoando a Cidade Maravilhosa. A estátua feita em pedra sabão e concreto foi inaugurada em 1931 é o principal cartão-postal do Rio de Janeiro. 

Morro do Corcovado visto do Mirante do Pasmado.

O Cristo pode ser visto de quase todos os cantos da cidade. Tem 38 metros de altura e 28 de largura. É parte da paisagem carioca. Impossível visitar o Rio e deixar esse ícone fora do roteiro. Considerado pela UNESCO como Patrimônio da Humanidade e eleito em 2006 como uma das Sete Maravilhas do Mundo Moderno. As outras seis Maravilhas do Mundo Moderno são: Coliseu (Itália), Chichén Itzá (México), Machu Picchu (Peru), Grande Muralha (China), Petra (Jordânia), Taj Mahal (India).

Recentemente, o monumento recebeu nova iluminação, elevadores panorâmicos, escadas rolantes para facilitar a visita e seu interior foi transformado em uma capela dedicada a Nossa Senhora Aparecida.

Morro do Corcovado visto da mureta da Urca.

O Cristo Redentor pode ser visitado todos os dias da semana das 8 horas da manhã às 19 horas. Para chegar aos seus pés atualmente há duas possibilidades: o Trem do Corcovado ou vans credenciadas. 

O trem, com capacidade para 345 pessoas, parte da rua Cosme Velho, número 513 e é o modo mais bucólico de transporte. No entanto, pode haver filas. Se você não tiver pressa é ótima ideia. O trajeto dura 20 minutos e passa por dentro da mata. A arrecadação da bilheteria é revertida ao IBAMA para auxiliar na preservação da Mata Atlântica. Se quiser mais agilidade há vans que partem do Largo do Machado (Catete), Praça do Lido (Copacabana) e da Estrada das Paineiras (ponto mais próximo). Carros particulares não podem subir até o Cristo, apenas até as Paineiras.

Consulte os valores dos ingressos no site cristoredentoroficial.com.br/ingressos

O Cristo Redentor é uma visita imperdível no Rio!

Compartilhe:

Comentários

0 comentários:

Postar um comentário

Deixe seu comentário. Obrigada!