17 HOTÉIS SUSTENTÁVEIS PARA O PERÍODO PÓS ISOLAMENTO


As viagens pós-quarentena certamente serão diferentes. Muita reflexão sobre o futuro do planeta veio à tona exatamente no mês de abril de 2020, quando se comemora o Dia Mundial da Terra. O alerta soou no momento em que a natureza se manifestou de forma surpreendente com águas mais limpas e céu menos poluído durante o período de isolamento social compulsório. Mudanças que se fizeram perceber em tão pouco tempo. Vimos que é possível sim, ter um planeta mais limpo e agora não há por que voltar ao estágio anterior. Que a lição dada durante a pandemia sirva como aprendizado, como evolução e nos direcione para escolhas mais conscientes. Para celebrar a data vamos fazer coro com hotéis incríveis que têm um olhar atento para a preservação do meio ambiente e sustentabilidade. 


Esse paradisíaco eco-resort foi o reduto secreto de Marlon Brando e certamente, foi um dos hotéis mais especiais em que já me hospedei. O respeito pela natureza é levado muito a sério. Todo o sistema de refrigeração da ilha foi bolado pelo próprio ator e utiliza a água gelada do fundo do mar. Já, o aquecimento do The Brando é feito com luz solar. Esses são apenas alguns pontos interessantes desse lugar fenomenal.

The Brando.


Um lugar diferente de tudo que você já viu em termos de hospedagem. Suas 48 vilas, são verdadeiros ninhos rústicos construídos em bambu, de frente para o azul do mar do Caribe, sem eletricidade, sem ar condicionado e sem televisão. O Azulik tem espírito inovador, das dependências à cozinha de gastronomia fusion mexicana-japonesa com conceito saudável, da horta para a mesa.

Em Tulum também olhe a Casa de las Olas, o único hotel do México com classificação Platina LEED (Leadership in Energy and Environmental Design).

Azulik.

3. AMANKILA, BALI, INDONÉSIA

Não escondo de ninguém minha paixão pelos hotéis da rede Aman. Na Indonésia, o Amankila, além de ser um sonho no topo de uma colina e voltado para o Estreito de Lombok, tem o foco na sustentabilidade. Abraça um projeto de proteção da ave nacional de Bali e participa do programa de reciclagem “Waste to Wonder”, da Fundação ROLE, auxiliando as comunidades vizinhas. Os hotéis Amandari e Aman Villas at Nusa Dua, também em Bali, seguem os mesmos princípios.

 Amankila.

4. LAGUNA LODGE, LAGO ATITLÁN, GUATEMALA

Uma bela surpresa na Guatemala, às margens do Lago Atitlán e com o visual dos vulcões ao seu redor. O hotel-boutique foi construído sobre palafitas, com pedras vulcânicas, adobe e folhas de palmeira. É totalmente integrado a natureza. Faz coleta da água da chuva e utiliza energia solar. Na decoração, usa objetos produzidos pelos artesãos locais, além de mão de obra dos nativos da região e produtos orgânicos sazonais na cozinha.

Laguna Lodge.


O Camboja é um país de história difícil e que emociona com sua hospitalidade. A ilha de Song Saa é um pequeno tesouro protegido pela Fundação Song Saa, com o objetivo de preservar os corais, a vida marinha, restaurar os manguezais e apoiar as comunidades locais. O resort utiliza a água extraída de uma ilha vizinha através de uma bomba, a qual é filtrada e tratada. Tudo é pensado para causar o menor impacto ambiental possível.

Song Saa.


Combinação de conforto, paz e ecologia. É o lugar certo para quem quer viver uma experiência de serenidade, em contato com a natureza, dentro da filosofia de sustentabilidade, e cercado pelos mimos de um serviço de excelente padrão. O hotel-boutique ocupa antigas casas balinesas e há algumas áreas feitas em bambu. As piscinas são de pedra de lava e sua limpeza é feita sem produtos químicos. A energia é solar, o lixo é reciclado e a cozinha utiliza orgânicos da própria horta.

Bambu Indah.

7. PIKAIA LODGE, GALÁPAGOS, EQUADOR

Pequeno, mas poderoso. Um hotel-boutique, com selo Relais & Chateaux, com 14 acomodações, remoto, no topo de uma colina das Ilhas Galápagos, voltado para quem valoriza a natureza. A energia solar é usada para gerar eletricidade e para aquecer a água coletada da chuva. A ventilação e a luz natural são aproveitadas. E, o restaurante tem menu vegano e vegetariano. Um prato cheio para quem quer conhecer as famosas aves de patas azuis, ver iguanas, tartarugas imensas, pinguins, leões marinhos, tubarões e uma infinidade de outras espécies.


Pikaia Lodge.


Definitivamente Phuket não é meu cantinho preferido da Tailândia, mas a experiência pode ganhar ares de conto de fadas se você ficar hospedado num ninho ou casa na árvore do espetacular Keemala, na parte oeste da ilha, longe do agito. Tudo ali foi pensado para ter o menor impacto possível na natureza. As árvores da mata não foram derrubadas, a luz natural é bem aproveitada para reduzir a necessidade de eletricidade, a água é tratada com um sistema próprio que tem acompanhamento de um laboratório, plásticos foram abolidos do hotel, o spa utiliza plantas medicinais nativas, maus tratos com animais não são tolerados (como passeios de elefantes e shows de golfinhos), muitos ingredientes usados no preparo dos alimentos são cultivados no próprio hotel.

 Keemala.


Que a Jamaica é uma ilha caribenha muito azul e cheia de personalidade você já deve saber. Agora olha esse hotel eco-friendly em Negril. O Rockhouse fica em uma das partes mais bonitas e rochosas da ilha. Como o próprio nome sugere, ele foi construído no topo de um penhasco, repleto de cavernas subterrâneas, sem interferir na natureza, usando materiais reaproveitados. Ele mantém a Fundação Rockhouse que auxilia na construção de escolas nas comunidades carentes e forma professores. Um belo projeto na terra de Bob Marley.

Rockhouse.

10. 1 HOTEL BROOKLYN BRIDGE

Em plena Nova York, uma das cidades mais movimentadas do mundo, mas um hotel com um conceito tão inovador que vai transportar você para um universo paralelo. Quando conseguir tirar os olhos da bela vista da Ponte do Brooklyn e do skyline de Manhattan você perceberá que o prédio e seu mobiliário foram projetados com materiais locais reciclados, tem janelões que aproveitam a luz natural, chuveiros com controle de tempo para economizar água e, as placas da porta do quarto de "Não Perturbe" foram substituídas por pedras. O hotel recebeu certificado LEED (Leadership in Energy and Environmental Design).

1 Hotel Brooklyn Bridge

11. SIX SENSES ZIGHY BAY, BAÍA DE MUSANDAM, OMAN

Um verdadeiro oásis, na costa leste de Oman, entre o mar e a montanha. Um lugar remoto e idílico, construído em total sintonia com o ambiente. Toda a água consumida no eco-resort é produzida através de um processo cuidadoso de desalinização e filtragem. Os produtos de limpeza são biodegradáveis. Plásticos foram eliminados. A cozinha do hotel é abastecida com alimentos cultivados ali mesmo ou vem de pequenos produtores locais. Há várias estratégias, como sensores de movimento, para a redução do consumo de energia. Um projeto de turismo responsável, uma marca do grupo Six Senses.


Six Senses.

12. ZURI ZANZIBAR, TANZÂNIA

O hotel foi projetado nos moldes de uma vila africana, tendo foco na natureza. Cada palafita se equilibra sobre plantas nativas na areia da praia e tem telhado de palha. A preocupação com o ecossistema é grande, utiliza amenities orgânicas, tem sistema de ventilação de baixo impacto ambiental e tratamento de resíduos. Além disso, implementa iniciativas de longo prazo em conjunto com a comunidade para manter os oceanos limpos, promovendo a educação e gerando empregos. Recebeu o certificado Gold Design de sustentabilidade, da EarthCheck.

Zuri Zanzibar.


Essa ilha super exclusiva no Oceano Pacífico é alimentada por uma instalação solar alimentada por baterias Tesla, num dos maiores sistemas de energia limpa da região. Plásticos foram eliminados do hotel. A água é coletada da chuva e transformada em água potável com um sistema de última geração. O armazenamento é feito em garrafas reutilizáveis. Além de todo esse cuidado, o hotel é sensacional!

Nas Ilhas Fiji, em Vanua Levu, também dê uma olhada no Jean-Michel Cousteau Eco-Resort.

Six Senses Fiji.

14. PARKROYAL COLLECTION ON PICKERING, SINGAPURA

Um verdadeiro jardim suspenso numa das esquinas mais movimentadas de Singapura. O ParkRoyal Pickering foi eleito o Hotel Mais Verde do Mundo (World’s Best Green Hotel), em 2018. Singapura é por si só uma bela caixinha de surpresas e para os amantes de construções sustentáveis inusitadas, um prato cheio.

ParkRoyal.


Relativamente novo, o Limalimo foi criado por um guia de trekking da região e sua esposa inglesa, com apenas 12 acomodações contemporâneas, minimalistas e elegantes. Vem chamando atenção dos viajantes para as colinas do norte da Etiópia. Foi construído pelos moradores das montanhas, dentro de padrões de sustentabilidade, como sistema de captação de água da chuva. Incluída na diária é cobrada uma taxa, que é revertida para a preservação do Parque Nacional das Montanhas Simien.

Limalimo Lodge.


Ao norte da Namíbia, o lodge Serra Cafema é um refúgio remoto que se destaque numa paisagem deserta onde habitam as últimas tribos semi-nômades do planeta, os Himbas. As tendas do acampamento são totalmente movidas a energia solar e o lodge tem o cuidado de preservar os recursos naturais e  auxiliar as comunidades vizinhas.

 Serra Cafema.

17. COMUNA DO IBITIPOCA, MINAS GERAIS, BRASIL

Essa belíssima fazenda mineira espalhada ao redor de um casarão colonial do século XVIII já nasceu como um sonho verde. Os mais de 3 mil hectares da Comuna do Ibitipoca circundam o Parque Nacional de Ibitipoca e abraçam um projeto de preservação ambiental encantador que conta com o envolvimento da comunidade da região. Além disso, a sede da fazenda, onde funciona o hotel foi restaurada pelo arquiteto Helio Pellegrino com foco total na sustentabilidade. Um lugar que recomendo no Brasil.

Comuna do Ibitipoca.

É hora de valorizarmos definitivamente o turismo responsável, os hotéis que dão suporte às comunidades locais e que abraçam projetos de preservação do ecossistema. Que a sustentabilidade e a solidariedade sejam uma constante.

LEIA TAMBÉM 

VIAGENS E CORONAVÍRUS

TETIAROA, UMA ILHA CHAMADA DESEJO

RESERVA DO IBITIPOCA, O LUXO DA SIMPLICIDADE

CANCUN, TULUM OU PLAYA DEL CARMEN

O REINO ENCANTADO DO CAMBODIA

ESCOLHA UM DESTINO DE SONHO PARA SE ISOLAR NA QUARENTENA

Booking.com

Compartilhe:

COMENTÁRIOS

  1. Bela matéria Claudia!
    Que as pessoas saiam da quarentena melhores. Que valorizem os hotéis preocupados com a natureza. Que sejam mais responsáveis. Sustentabilidade já é um caminho de ida para um futuro melhor.
    Beijo
    Martha

    ResponderExcluir
  2. JULIANA M M ASSREUY29 de abril de 2020 19:54

    Cláudia, eu escrevi um texto muito legal sobre o futuro do turismo, pós pandemia.
    Eu ficaria muito feliz e honrada se você pudesse dar uma lida no meu texto. O site é www.passaportefeliz.com.br (eu escrevo nele e no Jutours, amo escrever!)
    Eu amei meu texto! hahaha... o seu post ficou perfeito, como se tívessemos combinado.
    Vou add o link desse post la no meu, posso?

    Beijos! Adorooooo seu insta e seu blog.

    ResponderExcluir

Deixe seu comentário. Obrigada!