APOSTE ALTO NO BRASIL EM 2020


Não é preciso ir muito longe para garantir um novo ano recheado de destinos surpreendentes. O Brasil é lindo. Riquíssimo em flora e fauna, de norte a sul. Tem uma natureza embalada para presente. Sem falar nas influências culturais que colorem de tintas próprias cada cantinho do país. Se você ainda está decidindo para onde ir no próximo ano, vou te dar uma ajudinha. Veja quais dos destinos abaixo mexem com sua imaginação e mãos à obra. Hora de programar o próximo embarque.

FERNANDO DE NORONHA. Noronha (para os íntimos) é um arquipélago de formação vulcânica, na costa de Pernambuco. Merece destaque na sua wishlist. Tem algumas das praias mais bonitas do mundo, como a Baía do Sancho e a Baía dos Porcos. Outro ponto altíssimo é o mergulho seja de snorkel ou cilindro, ao lado de tartarugas, golfinhos, tubarões e peixinhos de todas as cores. Para desembarcar na ilha é preciso pagar uma taxa ambiental, o que ajuda a controlar o turismo de massa. Noronha é um reduto de celebridades descoladas.

Fernando de Noronha.

AMAZÔNIA. Por incrível que pareça a Floresta Amazônica é muito mais visitada pelos estrangeiros do que pelos próprios brasileiros. Mas não deveria. Que lugar forte, denso, vivo e cheio de personalidade. O encontro das águas dos rios Negro e Solimões, os povos ribeirinhos, as tribos indígenas, os mistérios da mata, a algazarra dos pássaros ao raiar do sol, as frutas exóticas, a culinária peculiar. Embarque num cruzeiro fluvial ou curta algum dos hotéis tão especiais da região. A Amazônia é um dos luxos do Brasil.

Amazônia.

JALAPÃO. Fervedouros, cachoeiras, dunas e chapadões marcam a paisagem do Tocantins, no coração do Brasil. É um destino especial para quem gosta de aventura. Esse diamante bruto merece ser explorado com calma em carro 4x4. Nada de acampamentos fixos! Tem muita beleza natural para ser explorada e é tudo distante. Vale cada sacolejo pelas estradas de terra que recebem o famoso Rali dos Sertões. A simplicidade das pousadas rústicas e as comunidades quilombolas que vivem da arte de tecer o capim dourado tornam a experiência ainda mais rica.

Jalapão.

LENÇÓIS MARANHENSES. Se você ainda não conhece esse paraíso sugiro um embarque imediato. A grandiosidade do único deserto molhado do mundo é de arrepiar. O parque nacional se espalha por 155 mil hectares, uma área maior do que a cidade de São Paulo. Um sobrevôo de teco-teco faz você se surpreender com as incontáveis lagoas azuis nas depressões das dunas de areia branquinha. É um cenário surreal. Escolha uma pousada sossegada e charmosa para curtir belos mergulhos e finais de tarde inesquecíveis.

Lençóis Maranhenses.

BONITO. Eis um daqueles lugares que fazem você se sentir entrando em outra dimensão. Essa não é uma viagem de mera contemplação. Você vai fazer flutuação em rios de água cristalina ao lado de dezenas de cardumes coloridos, vai descer abismos de rapel, vai entrar em algumas cavernas cheias de estalactites e estalagmites e em outras com água de um azul tão forte que chega a ofuscar, vai mergulhar em muitas cachoeiras e não para por aí. Essa região foi tombada pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional, IPHAN, em 1978. Tem que conhecer!

Bonito.

COSTA VERDE FLUMINENSE. A dobradinha Angra-Paraty tem tudo para agradar. Mais de 300 ilhotas cercadas por um mar cristalino em tons de verde esmeralda. E ainda tem a cidade histórica de Paraty como cereja do bolo. Esse vilarejo lindo, na costa do estado do Rio de Janeiro, é considerado Patrimônio Mundial pela UNESCO. A cidade teve seu desenvolvimento durante o Ciclo da Cana-de-Açúcar seguido pelo Ciclo do Ouro, da Prata e do Café, no século XVI. Além do lado histórico do Período Colonial, Paraty tem cachoeiras lindas e um mar de respeito. Vale alugar uma lancha e circular pela Costa Verde. Suspiros na certa.

Costa Verde.

CÂNIONS DE CAMBARÁ DO SUL. A 200 quilômetros de Porto Alegre quase na divisa do Rio Grande do Sul com Santa Catarina ficam o maiores cânions da América do Sul. E com direito a trilhas bem sinalizadas e cachoeiras imensas. O visual é de tirar o fôlego. Agora uma dica de hospedagem cheia de personalidade: Parador Casa da Montanha. Um hotel tipo “glamping” ao melhor estilo gaúcho.

Cânions de Cambará do Sul. 

IBITIPOCA. Um belo combo de natureza intocada e cachoeiras com água cor de Coca-Cola. A entrada do Parque Estadual de Ibitipoca, em Minas Gerais, é limitada a 600 pessoas por dia. Os ingressos esgotam rápido nos finais de semana. Dê preferência aos dias de semana. O parque é bem sinalizado e há várias trilhas. A da Janela do Céu é a mais longa e mais fotogênica. Uma bela cachoeira despenca do penhasco e compensa a caminhada de 8 quilômetros.

Ibitipoca.

CATARATAS DO IGUAÇU. Um dos mais espetaculares conjuntos de queda d’água do mundo. As Cataratas do Iguaçu formam uma frente semicircular de 2.700 metros de extensão. De uma força inexplicável. Desse total, um terço pertence ao Brasil e dois terços a Argentina. A fauna da região é de uma diversidade incrível, onças pintadas, quatis, lagartos e mais de 200 espécies de aves. É considerado Patrimônio Natural da Humanidade pela UNESCO e uma das Sete Maravilhas Naturais do Mundo.

Cataratas do Iguaçú. 


PORTO DE GALINHAS. Basta dizer que já foi eleita a praia mais bonita do Brasil. Águas mornas, transparentes, cheias de piscinas naturais onde deslizam jangadas protegidas por recifes. Porto de Galinhas fica 67 quilômetros ao sul de Recife. Boa opção é alugar um carro e aproveitar para conhecer as praias próximas como Muro Alto e Maracaípe, além de dar uma passadinha por Olinda.

Porto de Galinhas. 

PANTANAL. Está aí um lugar que vem me instigando faz tempo, no coração do Mato Grosso. Ainda não conheço! Mas, não vai demorar. É um destino para quem quer se aventurar entre pântanos e as tantas espécies de animais da região. As duas bases para se explorar o Pantanal são Corumbá e Poconé. Já para a minha lista 2020.

Pantanal.

 Qual deles você escolhe para alegrar seu 2020? 

LEIA TAMBÉM

Booking.com

Compartilhe:

Comentários

0 comentários:

Postar um comentário

Deixe seu comentário. Obrigada!