ROTEIRO DE VIAGEM: UMA SEMANA PELAS ILHAS DE MALTA, GOZO E COMINO


Malta é um pequeno país localizado no mar Mediterrâneo, a meio caminho entre a Tunísia (África) e a Sicília (Europa). É formado por seis ilhotas, sendo que apenas três delas são habitadas: Malta, Gozo e Comino. O tempo ideal para percorrer as ilhas, contemplar suas paisagens dramáticas, desfrutar do mar azul e circular pelos vilarejos repletos de igrejinhas lindas e fortalezas é de uma semana a dez dias.

Valletta, a capital de Malta me conquistou.

Para chegar em Malta não há voos diretos do Brasil. É preciso fazer uma escala em algum país europeu. Optei por fazer um voo Alitalia Rio - Roma - Malta com duração de 11 horas + 3 horas de espera em Roma + 1 hora e 30 até Malta. Também é possível fazer escala na França, Inglaterra, Alemanha, Espanha e outros países.

ROTEIRO MALTA, GOZO E COMINO


Dia 1. Chegada a Malta. Aeroporto pequeno e simpático. Alugue um carro - de mão inglesa - ou vá de táxi - preço fixo de 17 euros para os hotéis de Valletta. Aproveite para comprar um chip para seu telefone ainda no aeroporto, na loja Vodafone, por 20 euros para o período de um mês. Hospedagem em hotel de Valletta sugiro Hotel Boutique Domus Zamittello ou Hotel Phoenicia Malta, muito bem localizados e charmosos. Depois do check in faça uma caminhada para conhecer a cidade, que é a capital de Malta e considerada como Patrimônio da Humanidade pela UNESCO. Visite a Fonte de Triton, as praças, as igrejas, os jardins Barrakka, desça até a parte baixa da cidade pelo elevador Barrakka. Não perca o pôr do sol. Faça uma reserva para jantar no restaurante Rampila.

Valletta, a capital de Malta.

Dia 2. Vá de barquinho de Valletta para Vittoriosa, uma das Three Cities (Vittoriosa, Senglea e Cospicua), basta atravessar um estreito braço de mar do Grand Harbour. Caminhe pelas cidades históricas, sente para um café e retorne para Valletta também de barquinho por 2 euros (mas tem acesso de carro, se preferir). Coma um tradicional patizzi, um salgado feito de massa folhada e recheado com ricota, cogumelos ou outros sabores. Check out do hotel de Valletta. Próxima base: Ilha de Gozo. Aproveite para curtir o trajeto. Faça uma parada na cidade murada de Mdina. Almoce em Mdina. Passe pelo parque temático Popeye Village para uma foto no mirante que fica em frente, ali foi gravado o filme Popeye com Robin Williams. Para quem viaja com os filhos vale programar um dia no parque aquático. Com tempo também vá a Mosta e Rabat. Ferry para Gozo (com o carro). Check in no hotel. Sugiro Boutique Hotel Cesca's em Xlendi ou Kempinski em San Lawrenz. Jantar em Xlendi num dos tantos restaurantes de frutos do mar.

Popeye Village.

Dia 3. Contrate um barco privativo por 4 horas pelo valor de 250 euros para conhecer Gozo e também vá até Comino. Aproveite para mergulhar em Mgarr xini, na espetacular Lagoa Azul, em Cristal Bay e na Baía de Santa Maria. Ao retornar para Gozo almoce no The Boat House. De tarde, circule pelos vilarejos do interior da ilha, vá até as praias do norte Ramla Bay (suba até a Gruta Tal Mixta) e San Blas Bay. Vá até a região de Dwerja onde ficava a Janela Azul que colapsou e onde se pode ver a Pedra do Fungo e a Inland Sea, uma espécie de piscina natural formada pela água do mar que entra por uma pequena fenda formada na pedra. Não perca o pôr do sol nas salinas de Marsalforn.

Ilha de Gozo.

Dia 4. Vá ao desfiladeiro de Wied il- Ghasri, visite os templos megalíticos Ggantija, construídos no planalto Xaghra e declarados como Patrimônio Mundial de Malta, aproveite a proximidade com o Ta’Kola Windmill e conheça esse moinho-museu. Depois, vá a Basílica de Tá Pinu. É tudo pertinho. Check out do hotel e ferry de Gozo para Malta. Logo na saída do ferry vá a L’Ahrax Coral Lagoon, um buraco no desfiladeiro que forma uma piscina incrível conectada ao mar por uma fenda. Faça uma parada na Baía de Mellieha para uma foto, e aproveite para almoçar no Baía Beach Club antes de fazer o check in em St Julien ou outra cidadela de Malta.

Sítio arqueológico de Ggantija.

Dia 5. Vá ao Blue Grotto de barquinho, um passeio rápido de menos de meia hora, na volta reserve um tempo para mergulhar no canal de onde partem os barquinhos (que é lindo!). Na saída faça uma parada no mirante para ver a gruta por outro ângulo. Almoce  no vilarejo de pescadores Marsaxlokk. De tarde exercite sua coragem e salte das pedras na St Peter’s Pool. Jante em St Julien e aproveite para curtir a night mais animada de Malta.

St Peter's Pool.

Dia 6. Mais uma ida à Ilha de Comino, dessa vez de ferry a partir de Malta. Prepare-se para dividir as lajes da ilha com uma multidão na alta temporada. Ao retornar para Malta, faça uma parada no Café del Mar para almoçar.

Ilha de Comino, a cereja do bolo em Malta.

Dia 7. Caminhe pela orla de Balluta Bay, em Sliema, mergulhe nas Rock Pools, em frente ao Surfside, onde piscinas foram esculpidas nas pedras pela mão do homem e são um programa diferente, delicioso e bem ao estilo maltês. Almoce no restaurante maltês tradicional Ta’ Kris. 80 Fawware Lane, Sliema tel 2133 7367 ou 99847713 faça reserva! Curta o sunset em St Julien em algum rooftop.

Rock Pools.

Dia 8. Retorno Malta-Brasil. Dependendo do horário do seu voo vale pegar uma praia e almoçar em algum lugar charmoso. Aos domingos vale explorar a feira de Marsaxlokk, que mostra as raízes de Malta e fica pertinho do aeroporto.

Marsaxlokk., um vilarejo de pescadores cheio de personalidade.

Optei por fazer 3 bases durante a viagem: 2 dias em Valletta (Malta), 3 dias em Xlendi (Gozo) e 4 dias em St Julien’s. Mas, confesso que apenas uma base em Malta e outra em Gozo tornam a viagem mais descomplicada.


Malta merece sua visita!

Agradeço a companhia da Flávia Ribeiro e da sua filha Duda nessa viagem incrível para Malta. Acompanhem ela pelo blog www.viagenseoutrashistorias.com.br e pelo Instagram @viagenseoutrashistorias.

LEIA TAMBÉM 

CÓRSEGA, A ILHA DO IMPERADOR FRANCÊS

PARA VER E REVER EM ROMA

AS MELHORES DICAS DE CAPRI E ANACAPRI

ALBEROBELLO, NA PUGLIA, DICAS DE UM LUGAR ENCANTADOR



Booking.com

Compartilhe:

Comentários

0 comentários:

Postar um comentário

Deixe seu comentário. Obrigada!