ROTEIRO DE 50 DIAS NO SUL DA BAHIA


Como resistir a tanto borogodó? Caetano que me traduza: “Bahia, terra de felicidade. Ô Bahia! Bahia que não me sai do pensamento.” Pois fui embebida por tanto axé, tanta magia e tanta sedução, nesse pedacinho faceiro do Brasil, que de duas semanas acabei ficando quase dois meses e nem vi o tempo passar. Compartilho com vocês o que há de melhor no sul da Bahia num roteiro de sonho.

Ilhéus foi o ponto de partida. Ao desembarcar no aeroporto, aluguei um carro e segui meu coração rumo a Península de Maraú (120 quilômetros) onde fiquei 12 dias hospedada em 3 hotéis impecáveis enquanto explorava as tantas praias, manguezais, cachoeiras e povoados da região.

1. Minha primeira parada foi no sensacional VILLA KANDUI. Um hotel boutique pé na areia, novinho, de astral descontraído, em Taipu de Fora, uma das praias mais bonitas do Brasil, com sete quilômetros. O hotel é muito exclusivo e conta com apenas sete acomodações charmosas. É um destino perfeito para quem procura isolamento e tranquilidade em cenários paradisíacos. 

LEIA MAIS SOBRE O VILLA KANDUI E SOBRE A PENÍNSULA DE MARAÚ AQUI.

Villa Kandui, Península de Maraú.

2. A CASA DOS ARANDIS foi minha segunda parada na Península de Maraú. Está localizada no discreto povoado de Algodões. Esse é um dos hotéis boutique mais aclamados não só da Bahia, como do Brasil e que faz com que os hóspedes se sintam em casa, tamanha hospitalidade. Tem quatro bangalôs de madeira impecáveis, extremamente confortáveis e indevassáveis, em estilo rústico-chic, além de duas casas em alvenaria. Caso queira surfar ou pedalar, o hotel oferece toda estrutura. 

LEIA MAIS SOBRE A CASA DOS ARANDIS AQUI.

Casa dos Arandis, Península de Maraú.

3. Fechei meus dias ensolarados na Península de Maraú, no KA BRU BEACH, um hotel todo branquinho, minimalista, com silhueta grega e DNA baiano. Suas seis acomodações, às margens do rio Carapitangui, são concorridas. O sossego é garantido, pois o hotel é cercado por uma área verde imensa e praticamente isolada. Um convite a desacelerar e sentir o vento soprando no rosto. A cozinha é caprichada do café da manhã ao jantar, com ingredientes orgânicos. 

LEIA MAIS SOBRE O KA BRU AQUI. 

Ka Bru Beach, Península de Maraú.

Andei 60 quilômetros de carro até chegar ao charmoso vilarejo de Itacaré, um reduto de surfistas ao sul da Península de Maraú, cercado por uma natureza exuberante e ainda intocada. Fiquei por oito dias, em dois hotéis espetaculares e de perfis diferentes, mas totalmente complementares para se descobrir o melhor de Itacaré.

4. O BARRACUDA BEACH fica no topo de uma costa rochosa, ao lado da praia do Resende, cinco minutos a pé do centrinho da cidade de Itacaré. O sofisticado hotel nasceu no início de 2020, sendo o refúgio mais luxuoso da região. Fica dentro do condomínio Villas do Resende e conta com 17 acomodações lindas divididas em dois blocos de apartamentos, além de nove casas particulares (de 4 a 6 suítes) para alugar, com o serviço Barracuda. 

LEIA MAIS SOBRE O BARRACUDA BEACH AQUI.

Barracuda Beach, Itacaré.

5. Vinte quilômetros ao sul está o paradisíaco TXAI. Pé na areia, o delicioso resort já nasceu abençoado à beira da praia de Itacarezinho, de areia branquinha, com quatro quilômetros de extensão, e aninhado num coqueiral imenso de 92 hectares. Conta com 38 bangalôs distantes um do outro, com varandas privativas. O spa Shamash é ponto alto tanto pelos tratamentos e pela piscina aquecida de borda infinita como pelo visual espetacular que se tem do topo do morro. O Txai fica pertinho da belíssima Cachoeira de Tijuípe e das praias Engenhoca, Havaizinho e Camboinha. 

LEIA MAIS SOBRE O TXAI AQUI.

Txai, Itacaré.

Seguindo em direção ao sul foram 380 quilômetros a partir do Txai até chegar em Trancoso, onde fiquei quatro dias hospedada na Casa de Perainda e mais quatro na Pousada Capim Santo.

6. A CASA DE PERAINDA nasceu a alguns passos do Quadrado de Trancoso para receber seus hóspedes com muita arte. São cinco suítes de luxo despojado na ala central e duas casas (de 2 e 3 quartos) com capricho total e atenção aos mínimos detalhes. O café da manhã traz um conceito inovador ao celebrar os amanheceres com temas variados e uma explosão de sabores. Um hotel elegante, para pessoas sensíveis, com arte nas veias. 

LEIA MAIS SOBRE A CASA DE PERAINDA AQUI.

Casa de Perainda, Trancoso.

7. A POUSADA CAPIM SANTO é uma das pioneiras de Trancoso. Nasceu em 1987, pelas mãos de Sandra, mãe da chef Morena Leite, inicialmente com dois quartos e um restaurante de cozinha intuitiva. Hoje conta com 21 acomodações de astral descontraído no Quadrado, que prezam pelo conforto e tem foco na sustentabilidade. A cozinha da pousada continua sendo ponto alto. 

LEIA MAIS SOBRE CAPIM SANTO AQUI.

Capim Santo, Trancoso.

Perto de Trancoso, a menos de 30 quilômetros, por uma estradinha rudimentar de terra, chega-se a paradisíaca Praia do Espelho, onde dividi a hospedagem entre duas pousadas. Vale lembrar que o Espelho costuma figurar nas listas que citam as dez praias mais bonitas do Brasil.

8. Pela POUSADA BENDITO SEJA tenho um carinho antigo, de muitas idas e vindas. É um lugar perfeito para se viver dias de tranquilidade, pé na areia, enquanto a maré dança com desenvoltura formando piscinas naturais. A pousada tem apenas 11 acomodações que se abrem para um gramado que alcança a praia. Cada suíte é inspirada em uma cor. A decoração é romântica e conectada com a simplicidade da região. As áreas comuns priorizam mobiliário garimpado em antiquários pela proprietária Tetê. Um enorme Buda ornamentado por samambaias enche o jardim interno de paz. 

LEIA MAIS SOBRE A BENDITO SEJA AQUI.

Pousada Bendito Seja, Praia do Espelho.

9. Alguns metros separam o HOTEL BOUTIQUE MAION da POUSADA BENDITO SEJA. A Maion abriu as portas recentemente, depois de passar por uma grande reforma onde antigamente havia a Pousada do Baiano. Tem 13 suítes divididas em quatro alturas, num grande terreno que desce do alto do morro até o nível do mar. O Maion recebe famílias com crianças, é petfriendly e aceita reservas para day use

LEIA MAIS SOBRE O MAION HOTEL BOUTIQUE AQUI.

Maion Hotel Boutique, Praia do Espelho.

A seguir, foram 20 quilômetros até o reduto mais intocado do sul da Bahia, a Fazenda Ponta de Juacema.

10. A PONTA DE JUACEMA está entre a Praia do Espelho e Caraíva. É um verdadeiro esconderijo secreto no sul da Bahia. Pois foi nessa enseada belíssima, com acesso difícil pela falésia, ou 15 quilômetros de carro ao sul do Espelho, que o italiano Ulisse Baggi construiu sua casa, e para nosso privilégio, transformou recentemente num hotel boutique absolutamente exclusivo com apenas cinco bangalôs. Um sonho de lugar para quem quer se isolar totalmente de aglomeração. 

LEIA MAIS SOBRE A FAZENDA PONTA DE JUACEMA AQUI.

Fazenda Ponta de Juacema.

Caraíva fica pertinho da Ponta de Juacema. Mas, como carros não entram no vilarejo, o estacionamento de Nova Caraíva é o ponto final antes do embarque numa canoa para se fazer a travessia.

11. Em CARAÍVA fiquei hospedada na Cores do Mar. A pousada é pé na areia, tem 12 acomodações rústicas conectadas com o astral descontraído do vilarejo e tem a piscina mais cobiçada de Caraíva, no meio de um gramado cheio de coqueiros, de frente para o mar. O café da manhã é muito gostoso, com pães e bolos servidos ainda quentes. Outro diferencial é a academia de cross fit muito bem equipada e toda aberta. 

LEIA MAIS SOBRE CARAÍVA E SOBRE A POUSADA CORES DO MAR AQUI.

Pousada Cores do Mar, Caraíva.

Saindo de Caraíva contratei um transfer de buggy para cobrir os 15 quilômetros por estradinhas rudimentares, em território pataxó, até o rio Corumbau para então fazer uma rápida travessia de barco até a Ponta do Corumbau.

12. A FAZENDA SÃO FRANCISCO DO CORUMBAU está plantada num refúgio intocado de 167 hectares. Essa antiga fazenda de coco, inserida numa paisagem espetacular, foi repaginada pelo arquiteto Roberto Migotto para ganhar a sofisticação de um hotel de luxo com astral despojado. Conta com apenas 10 acomodações extremamente confortáveis e em total privacidade, tendo dois quilômetros de frente para o mar. O padrão da gastronomia é impecável, assim como a hospitalidade. 

LEIA MAIS SOBRE SÃO FRANCISCO DO CORUMBAU AQUI.

Fazenda São Francisco do Corumbau.

Já pensando em tomar o rumo do aeroporto de Porto Seguro, onde embarcaria para o Rio de Janeiro, fiz minha última parada de quatro dias em Arraial d’Ajuda, no Maitei Hotel.

13. Com apenas 17 acomodações, o MAITEI é o melhor refúgio de Arraial por estar pertinho das praias e a alguns passos do centrinho histórico da cidade. O hotel tem duas piscinas com vista belíssima do mar, um bom restaurante, academia e muita hospitalidade. Erika Sanches circula atenta a todos os detalhes e sugere passeios e programas de acordo com o estilo de cada hóspede. Fui muito mimada e surpreendida com um picnic inesquecível na praia de Taípe e com uma aula de ioga particular no deck de frente para o mar, com direito a por do sol e arco-íris. 

LEIA MAIS SOBRE O MAITEI E ARRAIAL D'AJUDA AQUI.

Maitei, Arraial d'Ajuda.

Assim fechei com chave de ouro essa viagem especial ao sul da Bahia. Foram 50 dias, nos meses de junho e julho, com hospedagem em 13 hotéis e pousadas muito exclusivos, escolhidos a dedo e que classifico como verdadeiros refúgios de paz. A Bahia é puro encanto!

LEIA TAMBÉM 

CASA TURQUESA E O MELHOR DE PARATY

PALÁCIO TANGARÁ, VERSÃO BRASILEIRA DA ELEGANTE OETKER COLLECTION

ISSO É OLINDA

CONHEÇA A ESPETACULAR POUSADA ANTTUNINA EM ALAGOAS

Booking.com

Compartilhe:

Comentários

0 comentários:

Postar um comentário

Deixe seu comentário. Obrigada!