LENÇÓIS MARANHENSES, O DESERTO DAS ÁGUAS


Por Claudia Liechavicius

É bem verdade que viajar por esse mundão faz parte da minha vida. Mas, sinceramente, posso afirmar que poucas paisagens naturais me causaram tanto impacto quanto a visão quase vertiginosa desse deserto "molhado" brasileiro. É de tirar o fôlego! Uma imensidão formada por dunas de areias brancas entremeadas por lagoas azuis cristalinas de águas pluviais. O resultado dessa combinação inusitada não poderia ser outro senão um cenário majestoso, imponente, surreal, inacreditável, esplêndido, quase uma miragem. Adjetivos demais? Certamente, não. Os Lençóis Maranhenses inspiram muito mais do que isso.


Que lugar de sonho! A sensação de paz e grandiosidade é o que melhor descreve uma caminhada pelos Grandes Lençóis. Para atravessa-los de ponta a ponta é preciso "pelo menos" três dias de muita disposição e preparo físico, o ideal é uma semana.

Afinal, são 70 quilômetros de praia ao longo das dunas e 50 em direção ao continente, com direito a parada em dois oásis no meio do trajeto: Baixa Grande e Queimada dos Britos.

Mas, com certeza, vale a pena a empreitada para quem gosta de sol e natureza.

O PARQUE NACIONAL DOS LENÇÓIS

Dividido em Grandes Lençóis e Pequenos Lençóis e tendo o rio Preguiças ao meio, o Parque Nacional dos Lençóis Maranhenses tem uma área maior do que a cidade de São Paulo, 155 mil hectares. É enorme. Foi criado em 1981 para facilitar a preservação de seus ecossistemas. São milhares de dunas e lagoas de água doce abastecidas pelas chuvas que caem com vontade de janeiro à junho - estação chuvosa. Os meses em que mais chove são março, abril e maio. Em junho, julho, agosto e setembro as lagoas estão com seu estoque máximo de água. Algumas delas chegam a ter até cinco metros de profundidade e dois quilômetros de extensão. É a melhor época para visitar a região. Depois disso, elas vão secando gradativamente até chegar o próximo período de chuvas, quando renascem.



O Pólo Parque dos Lençóis engloba os municípios de Santo Amaro, Humberto de Campos, Primeira Cruz e Barreirinhas. Sendo Barreirinhas considerada a principal porta de entrada.

= Os Pequenos Lençóis ficam em direção ao Ceará, do lado direito do rio Preguiças (veja no mapa que está mais acima). Como o próprio nome diz, são pequenos. Isso significa apenas que abrangem uma área menor, mas não que sejam menos bonitos. Como tem acesso mais fácil do que os Grandes Lençóis (uma hora de barco pelo Rio Preguiça) recebem um número maior de visitantes.



É interessante observar que em cada lugar que se vá, o colorido das dunas e das águas é diferente. Nos Pequenos Lençóis a areia é mais amarelada e a água mais escura, o que resulta num belo contraste de cores.

Algumas lagoas têm a água cor de ferrugem. Simplesmente lindo!

= Os Grandes Lençóis ficam em direção ao Pará, do lado esquerdo (ocidental) do rio Preguiças. Tem acesso mais difícil do que os Pequenos Lençóis para os visitantes. É preciso ter um carro de tração nas quatro rodas e que passe sem dificuldade por areais e pequenos riachos. Atolar o carro pode até ser parte do programa. Porém, ao chegar lá... qualquer dificuldade no percurso se justifica. É a visão do paraíso. Areias branquíssimas, águas azuis ou esverdeadas cristalinas, em tons suaves. Deslumbrante. Uma daquelas cenas que não saem jamais da nossa memória.



Esse capricho da natureza vem sendo esculpido ao longo de séculos pelo vento que sopra constantemente por ali e das chuvas sazonais. E, está sempre se modificando. Sorte a nossa. Pois assim, não é possível construir nada, além de algumas palhoças que com o passar do tempo vão sendo demolidas e soterradas pelas mãos da própria natureza que tem a incumbência de cuidar da preservação dos Lençóis.

Grandes Lençóis Maranhenses.




COMO CHEGAR

TAM e Gol voam até São Luis, em horários péssimos. Os voos diretos são noturnos. Eu fui de TAM saindo do Rio as 23:00 e chegando em SL às 2:15h da madrugada. Voltei num horário pior ainda: 3h da madrugada chegando às 6:15 no Rio. Muito cansativo!!!

A partir de São Luis do Maranhão é preciso pegar uma estrada até Barreirinhas, com 260 quilômetros. O asfalto é "relativamente" bom. Na época das chuvas, muitos buraquinhos aparecem na pista. O trajeto é feito em aproximadamente três horas. À noite, é preciso cuidado redobrado, pois animais, muitos animais (vacas, cavalos) dormem no meio da pista. Inacreditável! Um perigo tremendo.

Eu contratei um carro antes da viagem. Ao chegar no aeroporto, o motorista já estava esperando.
Muita gente opta por ir de táxi. Outros preferem ônibus. A Viação Cisne Branco faz o trajeto em quatro horários diários, por 28 reais. Ida: 6h, 8:45h, 14h e 19:30. Volta: 6h, 9h, 14h e 18:30h. Informações pelo site: www.cisnebrancoturismo.com.br
Também é possível fretar um avião de seis lugares para fazer o percurso com mais agilidade.


OS PASSEIOS


1. Sobrevoar os Lençóis. Vale a pena pagar 200 reais por pessoa, num aviãozinho monomotor bem velhinho, para ter uma visão privilegiada da região. Escolha um dia ensolarado para curtir o colorido das dunas e das lagoas. Tem aviões com capacidade para três ou seis passageiros. O telefone da empresa WM é (98) 3349.1340.



2. Lagoa Bonita. Que sem dúvida nenhuma é a mais bonita dos Lençóis. O nome faz jus à lagoa. No entanto, o trajeto para chegar lá é bem rudimentar. Em primeiro lugar é preciso um carro com tração nas quatro rodas, para fazer o percurso de 25 quilômetros, em uma hora entre balsa, areais e trechos alagados. Chegando lá, o restante é feito a pé. Disposição é palavra de ordem. Tem uma duna alta para subir com auxílio de uma corda e no topo dessa rampa íngrime a recompensa é certa. Pois, além de ser linda é a menos visitada, mais virgem e mais sossegada.

É a visão do paraíso!

Em todos os hotéis e no centro de Barreirinhas há agências disponíveis para contratar a aventura. Há duas opções para esse passeio. A primeira e mais confortável é alugar um carro com guia particular por 380 reais, para o máximo de quatro pessoas. O guia é indispensável, pois há muitas trilhas de areia, todas iguais, que se cruzam. Também dá para ir em grupos de até 12 pessoas, por 60 reais cada. Só não sei o que acontece com a coluna daquelas pessoas na volta. Os jipes que atendem aos grupos têm cadeiras duras, são abertos e alguns nem capota têm. Eu diria que é uma grande roubada. Melhor pagar mais caro e garantir o conforto.

Indico o "gente boa" Zeca Leal, com sua Hilux 4x4, turbinada para encarar muita água e areia com bom humor. E-mail: zecaleal4x4@hotmail.com. Telefone: (98) 9155.3964.

O "modelo" da foto é nosso guia: o super simpático, maranhense, Zeca Leal.

Para almoçar paramos no único restaurante que tem no caminho que é o do Constantino. Um senhor muito gentil que prepara com sua esposa uma galinha caipira. O almoço é rústico, com um astral encantador. Algumas, poucas, mesas e cadeiras repousam preguiçosamente num quiosque à sombra de um cajueiro. Depois da comilança se quiser dar um cochilo, redes ficam chamando por você. Não deixe de comprar a castanha de caju torrada na hora pelo seu Constantino. Espetacular!

Esse é o Constantino com seu radinho, pertinho da Lagoa Bonita.

E essas são as castanhas de caju que não podem ser menosprezadas por quem passa pelo Constantino. Perfeitas!

3. Lagoa Azul. Partindo de Barreirinhas são 15 quilômetros por uma estrada bem emocionante. Travessia de balsa, trilhas de areia e muita água pelo caminho.

Que tal a emoção para chegar aos Grandes Lençóis? Tudo começa com uma travessia de balsa pelo rio Preguiças. Tem que entrar no clima. Não dá para ter pressa.

Como o trajeto é menor, o número de visitantes é bem maior... Quem gosta de ficar sozinho, em paz e longe da confusão deve ir à outro lugar que não a lagoa Azul. Com uma pequena caminhada é fácil chegar na Lagoa do Peixe e em várias outras que mudam constantemente de formato e de nome.



A Lagoa Azul é tão cheia de visitantes que até a areia fica diferente, toda pisada, feia. Nesse dia, as fotos ficaram com menos vida, pois estava nublado.

4. Povoados de Vassouras, Caburé, Mandacaru, Atins e visita aos Pequenos Lençóis. Um passeio interessante é subir de barco pelo rio Preguiças até o local onde os Pequenos Lençóis encontram o oceano Atlântico. O rio margeia a cidade de Barreirinhas e se estende até o mar. É cercado por uma vegetação exuberante, tem igarapés e povoados ribeirinhos que vivem do turismo, da pesca e da produção de artesanato feito com a palha do buriti (um tipo de palmeira da região).

O rio Preguiças tem águas calmas e é navegável. Ele é o principal meio de se chegar aos povoados de Vassouras, Moitas, Caburé, Atins e Mandacaru.

A primeira parada do barco é em Vassouras. Dali o acesso para as lagoas dos Pequenos Lençóis é fácil. Caminhe pelas dunas, dê um mergulho na lagoa que preferir e depois faça uma pausa no bar da família Dias para tomar uma água de coco, antes de seguir caminho.

Os periquitos coloridos enfeitam o bar da família Dias que fica na primeira parada do barco, no vilarejo de Vassouras. Macacos-prego também vivem no povoado que tem poucas casas e geralmente é a primeira parada do barco no passeio até a foz do rio Preguiças.

Mas, o ponto alto dessa parada é o mergulho nas lagoas de águas cristalinas do lado oriental dos Lençóis, onde a areia é mais amarelada e a água mais escura.

A próxima parada do barco é em Caburé, um povoado bem maior. Tem algumas pousadas simples, restaurantes que servem peixes fresquíssimos e aluguel de quadriciclo para passear pela praia. É um lugar bem cheio de visitantes.

Caburé é um recanto privilegiado pela natureza. No centro dunas, de um lado o rio Preguiças...

... e do outro um marzão lindo e de águas quentes.

Por uma hora de quadriciclo, em Caburé, é preciso desembolsar 100 reais. É proibido circular pelas dunas. Então, a galera brinca na praia.

Agora é a vez de descer do barco para conhecer Mandacaru e subir no famoso farol listrado de branco e preto. Assim que o barco atraca vem um montão de crianças correndo, em troca de alguns trocados para levar o visitante ao farol e desfiar seu repertório que inclui o "Xote das Meninas", de Luíz Gonzaga.

Para chegar ao topo do Farol Preguiças de Mandacaru é preciso subir 160 degraus.

Mas, ao chegar lá, todo esforço é compensado pelo visual do povoado, do rio e do mar.

Os ribeirinhos vivem do turismo vendendo sorvete, água, refrigerante, bebidas alcoolicas e artesanato em barracas bem simples.

A simpática moça da foto é Ana Lúcia, uma artesã que faz peças lindas em palha de buriti e açaí (que eles chamam de juçara).

Um outro lugar que não consegui chegar por causa da água na região foi o Canto de Atins. Ali, a fama fica por conta do camarão da Luzia e do Antônio. Quem já provou, aprovou! Fica a dica.
O passeio de barco de Barreirinhas até a foz do rio Preguiças em barco pequeno para no máximo seis pessoas sai por 350 reais.




MELHOR ÉPOCA PARA IR


De junho à setembro quando as lagoas estão cheias e terminou a estação das chuvas. Mas, perfeito mesmo é o mês de junho quando a beleza natural dos Lençóis ganha a graça das Festas Juninas e da tradicional Vaquejada de Barreirinhas.




Só não deixe de ir! Que lugar incrível...
Os dois próximos posts serão dedicados a Barreirinhas e São Luis do Maranhão.

Compartilhe:

COMENTÁRIOS

  1. Uau!!!!!

    Uma descrição com acompanhamento fotográfico, que só pode deixar quem ler este seu artigo, com vontade de marcar já a viagem... talvez para Junho conforme sua sugestão.

    As imagens são verdadeiros postais ilustrados, e daqueles verdadeiramente magníficos.
    A sua descrição, aludindo a todos os pormenores, com os habituais conselhos imprescindíveis (como aliás nos tem habituado)é sempre "nota 5".

    Por fim, só posso continuar a repetir-me. Parabéns. É sempre um prazer "viajar" lendo as suas viagens

    ResponderExcluir
  2. Claudinha,
    Amei o post!
    Tenho muita vontade de conhecer os Lençóis e agora com todas as dicas anotadas, meu tour está completo!
    Obrigada!
    Bjos e um lindo fim de semana!

    ResponderExcluir
  3. Obrigada pelos elogios. Fico muito feliz. É um prazer ligar o computador e me deparar com palavras tão animadoras. Isso é o estimula minha vontade de compartilhar as viagens.
    Obrigada!!

    ResponderExcluir
  4. Flávia
    Pelo que acompanho do seu blog acho que você gosta de viagens para lugares de sol, mar e natureza.
    É um lugar que vale uma investida.
    Bj e tenha também um ótimo fim de semana.

    ResponderExcluir
  5. Lindo!! O Brasil ta cheio de lugares incriveis! To doida pra chegar por ai e pegar o carro subindo pelo litoral, ja fiz isso e amei, quero novamente!!
    Fui de Salvador ate Belem, parando em varios cantinhos deliciosos.

    Amo viajar!

    Bjo Claudia!!

    ResponderExcluir
  6. È lindo mesmo!!! Já tive a oportunidade de ir, vale a pena a viagem! Apenas nãopude fazer o passeio de avião, porque a pista estava em obra.

    ResponderExcluir
  7. Cláudia, amei as fotos. Eu sempre quis visitar os Lençóis Maranhenses, mas sempre fui adiando porque li que é preciso tomar vacina contra a febre amarela. E como não gosto de injeções... rs Você tomou a vacina? Beijão e parabéns pela postagem.

    ResponderExcluir
  8. Cláudia,
    Esse lugar é lindo, indescritível. Estive lá há uns 6 anos e amei!
    Fui ao farol também, ô subidinha, hein!
    No dia que marcamos para sobrevoar os lençois, tive uma séria intoxicação alimentar e fui parar no hospital público de Barreirinhas. Uma pena! Nem isso apagou as boas lembranças do lugar.
    Recomendo!!
    Sempre que possível mostro alguma coisa das viagens que fiz, apesar de meu blog ser de culinária.
    Hoje, por exemplo, estou mostrando a semana santa em Málaga, na Espanha.
    Bom final de semana!

    ResponderExcluir
  9. Brenda.
    O Brasil é enorme e cada lugar tem um encanto diferente. No RS é frio, Gramado, Canela e Bento são convidativas para uma boa companhia, muito vinho, chocolate à beira da lareira. Em Santa Catarina a badalação fica por conta das praias. SP é aonde está o coração financeiro. O Rio tem a Cidade Maravilhosa além das paradisíacas ilhas de Angra e dos agitos de Búzios. O Espirito Santo é o campeão das moquecas. Bahia é tudo de bom com muito calor humano, praias desertas, hotéis escondidinhos e a exótica cidade de Salvador, sua terra do coração. No Nordeste as praias são de sonho. E ainda tem o MT com seus campos povoados de gado e a selvagem Amazônia. É muita diversidade.
    Bjs
    Claudia

    ResponderExcluir
  10. Regina.
    Me surpreendi ao perceber que quase não há mosquitos em Barreirinhas e nos Lençóis. Em São Luis é diferente (lá tem sim).
    Não tive nenhuma recomendação para tomar vacina contra febre amarela. Por acaso, eu sempre estou com essa vacina em dia, pois como viajo muito não posso correr o risco de esquecer e ter uma surpresa súbita na hora de entrar em algum país que exija.
    Mas, em Lençóis não tem quase mosquito. Pode ficar tranquila.
    Bj

    ResponderExcluir
  11. Gina.
    Lá é muito quente e apesar dos peixes fresquíssimos é preciso muito cuidado para não comer alguma coisa estragada. Levo sempre remédios para intoxicação alimentar na mala. Pois, quando a gente muda a alimentação para um padrão fora dos nossos hábitos, isso pode acontecer.
    Adorei seu post sobre Málaga. A Espanha é adorável. Que comida!!!!!!!!!
    Beijos

    ResponderExcluir
  12. sem explicação. Vc foi perfeita no seu relato, e o melhor, não deixou de dizer que é uma viagem muito cansativa e difícil, com crianças, seria quase impossível, a não ser que se tenha anjos em casa rsrs.
    bjssss

    ResponderExcluir
  13. Ual!!!

    Eu já ando namorando a região desde os Posts da Patricia do Turomaquia... Mais uma prova qu~e as vezes não precisamos viajar tão longe para encontrar lugares paradisiacos como este..
    Na próxima ida ao Brasil quero voltar à Serra da Bodoquena/Bonito.. Mas quem sabe não mudamos de planos.. Fotos Lindissimas

    Bjs e um ótimo final de semana :D

    ResponderExcluir
  14. Oi Oscar,
    Bonito e Pantanal são os meus dois próximos destinos no Brasil. De resto, acho que já rodei bastante por esse país que é todo lindo e cheio de diversidades.
    Indico Lençóis totalmente. Vai sem medo.
    Bj
    Claudia

    ResponderExcluir
  15. Você é mesmo uma privilegiada Claudia!!! Este "deserto molhado" ninguém mais tem! As fotos então, sem comentários....parecem de revista fotográfica! Fico aqui com essa visão deslumbrante, pensando, quem sabe, um dia chegar até lá....
    Beijinhos,
    Bia
    www.biaviagemambiental.blogspot.com

    ResponderExcluir
  16. Claudia,

    Fotos deslumbrantes, relato perfeito.
    Parabéns.
    Abraços,
    MT

    ResponderExcluir
  17. Bia!
    Acho que esse lugar tem o teu jeito. É lindo e natureza oura. Não deixe de conhecer.
    Bjss

    ResponderExcluir
  18. Olá vizinha, eu estive andando pela redondeza visitando alguns amigos e passei em frente a sua casa (blog) e estava toda iluminada...entrei e me encantei com o que vi!
    Quando você tiver um tempinho, passa lá em CASA para um café e se resolver ficar, coloco meu melhor traje e venho também para ficar !
    Abraço
    Da vizinha Valéria, mas pode me chamar de Vá!

    ResponderExcluir
  19. Oi Vá!
    Adorei sua CASA! Super bom gosto. Até já entrei como sua seguidora e coloquei o link na minha lista de preferidos.
    Obrigada pela visita.
    Bj
    Claudia

    ResponderExcluir
  20. Claudia, bom dia! Seja muito bem vinda ao CASA e já te sigo também! Parabéns pelo post acima, o nosso Brasil é nosso maior patrimonio!
    bj e obrigada pelo carinho! Uma otima semana!

    ResponderExcluir
  21. Claudia!!

    Este é um dos lugares que mais tenho vontade de conhecer no Brasil!!! Que espetáculo!! Suas fotos estão lindas e a descrição, como sempre, arrasou!!

    Bjo grande querida!

    ResponderExcluir
  22. Oi Fê.
    Numa de suas vindas ao Brasil faça um pit stop no Maranhão. Vale a pena. O lugar é bem simples, sem nada de luxo. Mas, em termos de beleza natural...uau...é um espetáculo!!!!
    Beijos
    Claudia

    ResponderExcluir
  23. Claudia, amiga! Ah, meu Deus! Que lugar mais lindo: é o nosso país. Divino! Não conheço ainda, mas está na lista dos desejos. Levei Hermann para Recife, Olinda e Porto de Galinhas. Ele adorou! Beijo

    ResponderExcluir
  24. Oi Ilaine!!
    Esse nosso Brasil é lindo mesmo. Imagino que ele tenha adorado conhecer Recefe, Olinda e Porto de Galinhas.
    Dançou frevo? Mergulhou nas piscinas naturais? Muito bom. Muito nosso.
    bjs
    claudia

    ResponderExcluir
  25. Claudia

    Acho que a minha "listinha Brasil" vai virar uma listona!!rsrs
    Fotos incríveis...parecem as que por vezes vemos na revista da National Geographic!
    Se vc concorresse a um concurso fotográfico com elas ganharia o primeiro prémio!!
    Beijos

    ResponderExcluir
  26. Margarida,
    Esse lugar é tão sensacional que as fotos ficam sempre lindas. Só mesmo nos dias nublados é que perdem o colorido.
    Sei que você não gosta muito de praia. Mas Lençóis na verdade~não é praia. Tem água doce. É diferente de tudo.
    Adorei, especialmente, os passeios em que fiquei de dona das lagoas... bem egoísta... sem ninguém por perto.
    O mundo fica enorme e a gente pequenininha. Incrível.
    bjs
    Claudia

    ResponderExcluir
  27. Que delícia, Claudia!!!!! Tenho muita vontade de conhecer os Lençois! E suas fotos são lindíssimas, como sempre!!!! Beijão!

    ResponderExcluir
  28. Ah, Kátia! Então, ponha na sua agenda. A nova novela da Record "Vidas em Jogo" começou ontem com várias cenas rodadas lá. Estivemos no local onde foram feitas as gravações. Lindo!!
    Bjs
    Claudia

    ResponderExcluir
  29. Claudia
    Muito lindo este lugar!

    Vi ontem na novela da Record e só hoje achei no seu blog.

    Como faço para receber a informação que vc postou matéria nova? No mesmo dia de preferência.
    abs
    VS

    ResponderExcluir
  30. VS

    Tem duas possibilidades. A primeira é entrar como seguidor. A segunda é cadastrar seu e-mail no quadrado abaixo dos seguidores que diz Follow by e-mail. Ali você coloca seu endereço eletrônico e recebe a informação de tudo que for postado no blog.
    Obrigada pela sua visita.
    Volte sempre!
    Claudia

    ResponderExcluir
  31. Oi Claudia!!!! Finalmente estou de volta!!!! Depois de um ano sem ver nossas lindas praias, vir aqui e me deparar com essa praiana foi presente dos Deuses! Hahaha. Adorei!!! Não imaginava que era tão lindo :o))

    Bjocasss

    ResponderExcluir
  32. Manu!!!
    Seja bem-vinda ao Ocidente!! Muito bom estar em casa.
    Grande beijo
    Claudia

    ResponderExcluir
  33. Oi Cláudia, que inveja, infelizmnte meu passeio aos Lençois no feriado de pascoa foi adiado devido a chuva, passei um dia apenas em São Luiz, mas da próxima vez eu vou lá. Parabéns pelo seu blog, adorei! vou passar por aqui sempre. Eu sou comissário de voo e tenho um blog também, me visita lá, http://turisticamentecorreto.blogspot.com/

    abraço

    ResponderExcluir
  34. Oi Julio. Tenho certeza de que não vai faltar sol para você conhecer os Lençóis. A partir do próximo mês é acerto todo dia. Sol em tempo integral.
    Já visitei seu blog e entrei como seguidora também.
    Boas viagens!
    Claudia

    ResponderExcluir
  35. Oi Cláudia, também já coloquei o seu blog na minha lista de links. Obrigado pela visita!

    ResponderExcluir
  36. Que delícia de lugar! Incrível! Esse é um dos destinos que não podem deixar de ser visitados nesse Brasilzão! Fui com a Anima Brasilis (segunda viagem com eles).

    O encantamento do lugar me fez renovar as energias e ver o quanto somos (os brasileiros) abençoados com nossas belas paisagens.

    O blog tá show de bola!

    ResponderExcluir
  37. É verdade, Marcia. Ter um lugar como esse no nosso país é uma benção. Que natureza maravilhosa. Ela foi muito generosa com o Brasil.
    Tenha um bom dia!
    Claudia

    ResponderExcluir
  38. Muito massa os comentários, parabéns pela qualidade da descrição e pelas fotos.

    Cláudia, definitivamente, você acha que ir em abril é uma boa pedida (ou é arriscar demais)?

    Estou nessa pendência em função da promoção bacana da Gol de milhas.

    Estou em dúvidas entre Bonito e Lençóis para viajar na última semana de abril/2012.

    O que me diz?

    Valeu e, mais uma vez, parabéns1

    ResponderExcluir
  39. Guilherme,
    Eu fui em abril do ano passado e passei dias maravilhosos. As lagoas estavam com bastante água. Tinham poucos turistas. Foi perfeito!
    Para ter mais certeza, escolha um hotel da região e ligue para perguntar qual a previsão para esse ano. Eles sempre sabem dizer.
    Boa sorte! Lençois valem a viagem!!!

    ResponderExcluir
  40. Que postagem maravilhosa. Estou indo a São Luis em Julho e quero muito ir aos lençois, aqui você deu informações importantíssimas. Obrigada! =)

    ResponderExcluir
  41. que demais!!!
    to na mesma situação do Guilherme.. a intenção é ir no lá pelo dia 20 de abril.. será que dá pra pegar essas belas paisagens?

    ResponderExcluir
  42. Letícia,

    Eu fui exatamente em abril e peguei os Lençóis cheios de água!!! Tomara que vc dê sorte.

    Boa viagem!

    ResponderExcluir
  43. Moacir Rodrigues de Mendonça4 de setembro de 2013 08:25

    Oi Cláudia:
    Viajo para lá amanhã e tomei conhecimento de seu post hoje.
    Que sorte!
    Parabéns.
    Muito obrigado.
    Moacir - ITU/SP

    ResponderExcluir
  44. Oi Cláudia:
    Viajo para lá amanhã e tomei conhecimento de seu post hoje.
    Que sorte!
    Parabéns.
    Muito obrigado.
    Moacir - ITU/SP

    ResponderExcluir
  45. Moacir,

    Esse lugar é um paraíso! Abençoado pela natureza.

    Tenha uma ótima viagem.

    Claudia

    ResponderExcluir
  46. Olá Cláudia, amei seu post, ele esclareceu tudo que precisava para ir aos lençóis maranhenses, só que ainda restou uma dúvida, estou querendo ir p lá, ano que vem, no feriado da minha cidade, de 10 a 14 de abril, será q vou encontrar água nas lagoas? Vc acha q posso perder o passeio? Desde já agradeço!!! Att. Juliana

    ResponderExcluir
  47. Juliana,

    Difícil prever. O ideal é vc entrar em contato com o hotel onde pretende ficar hospedada e perguntar como está a previsão de chuvas. Eles podem te dar a melhor orientação possível.

    ResponderExcluir
  48. Olá Claudia!

    Para variar, aqui estou eu me inspirando neste post antes de conhecer o meu próximo destino! Chega logo junho!

    Aproveito para deixar uma dica que achei bem bacana. No link abaixo, do site oficial do Parque Lençóis Maranhenses, há informação sobre o nível de água das lagoas. Costumam atualizar de uma a duas vezes por mês. Achei bem interessante para termos uma noção de como estão as lagoas.

    http://parquelencois.com.br/lencois-maranhenses-lagoas/

    Abraços!

    ResponderExcluir

Deixe seu comentário. Obrigada!