CASAS E CORES DE GUANAJUATO

Por Claudia Liechavicius

Ao chegar em Guanajuato o colorido da cidade salta aos olhos de modo estarrecedor. Não dá para evitar um suspiro. Sobe ladeira, desce ladeira e a cada esquina as cores ficam mais evidentes. Nem as igrejas escapam dos tons fortes que colorem essa cidade mexicana considerada uma das mais bonitas da "era da prata". No passado, suas minas forneceram uma quantidade enorme de prata, com isso, os donos das minas construíram casas fantásticas pelas ruelas estreitas morro acima. Mas, não é só isso que põe a cidade em evidência. Muita gente é atraída pelo macabro Museu das Múmias e outros pelo  Festival Internacional Cervantino.


Igreja de San Diego com sua cúpula vermelha e laranja.

O colorido intenso de Guanajuato está impresso por todos os lados.

UMA CIDADE FESTIVA

Todos os anos Guanajuato realiza o Festival Cervantino. Ele acontece, geralmente, no outono (esse ano foi em outubro). Tive a sorte de estar na cidade exatamente nessa época. Artistas fazem muitas performances ao longo de um mês inteiro de comemorações. Cantores de ópera, jazz, música pop, companhias de dança e teatro se apresentam em diferentes pontos  da cidade. A festividade é em honra ao romancista-poeta-dramaturgo Miguel Cervantes que nasceu na Espanha, em 1547 e tem como obra-prima "Don Quixote", considerado o primeiro romance moderno. Bem, mas foi o professor da Universidade de Guanajuato, Enrique Ruelas, quem em 1953 deu o impulso ao festival depois de levar um grupo de alunos a encenar a peça Entremeses, de Cervantes. Alguns anos depois, o governo passou a apoiar o evento, que agora é um dos quatro maiores festivais desse tipo do mundo e leva artistas de renome internacional à cidade. Em 1988, a UNESCO declarou a cidade como Patrimônio Cultural da Humanidade, o que permitiu a restauração de ruas, prédios e teatros de Guanajuato.

Foi no Teatro Universitário de Guanajuato que iniciou o Festival Cervantino.

Como a cidade tem várias universidades, sua população é formada por grande número de jovens estudantes o que favorece o festival.

A Universidade de Guanajuato foi reformada em 1955 ganhando ares mouriscos. Antes era um seminário jesuíta fundado em 1732.

DA PRATA À INDEPENDÊNCIA

Guanajuato é a capital do estado mexicano de mesmo nome, Guanajuato. Mesmo sendo uma capital é relativamente pequena. Tem menos de 80 mil habitantes. Sua história remonta a época pré-colombiana. No início era chamada de Mo-o-ti que significa "lugar de metais". Ou seja, a prata sempre esteve presente na vida da cidade. Na época colonial teve grande desenvolvimento devido às jazidas de prata e ouro. Além disso, Guanajuato também teve papel importante na guerra pela independência do México. A figura central desse episódio foi Miguel Hidalgo, padre da paróquia de Dolores Hidalgo. Ele fazia movimento contra os espanhóis abastados e fazendeiros. Reunia índios e mestiços para discussões frequentes, o que culminou com o chamado "Grito de Dolores", momento em que o sino da igreja tocou chamando a população para a luta. Houve um grande massacre. Depois disso, Hidalgo e vários companheiros foram presos e culpados de heresia e traição, sendo condenados à morte. As cabeças dos conspiradores foram colocadas em gaiolas e expostas publicamente como advertência. Então, a liderança do movimento insurgente foi assumida por Morelos. Ele conseguiu boas negociações políticas, mas teve o mesmo fim trágico de Hidalgo. Os confrontos continuaram e onze anos após a morte de Hidalgo a Independência do México por fim aconteceu.

Alhóndiga de Granaditas é considerado o local de maior vitória dos insurgentes da Guerra da Independência Mexicana. 



O sino que chamou os revolucionários para a luta ainda se encontra exposto no local que agora é um museu. Nas paredes internas do prédio, vários murais retratam cenas desse período de conflitos. Numa delas há a cabeça de Hidalgo exposta como advertência, dentro de uma gaiola.
As lembranças da batalha também estão estampadas nas paredes crivadas de bala e nos ganchos no alto dos quatro cantos da Alhóndiga de Granaditas, onde as cabeças dos revolucionários foram penduradas. Observe na foto acima um pequeno gancho à esquerda ao lado da placa com o nome de Allende. 

O ESTRANHO MUSEU DAS MÚMIAS

Que o México tem uma relação diferente da maioria das outras culturas no que se refere aos mortos não é novidade para ninguém. Mas, ainda assim o Museu das Múmias de Guanajuato chama a atenção pelo seu modo, digamos que, exótico e macabro de ser. O primeiro corpo mumificado, foi encontrado em 1865, num cemitério da cidade devido às condições do solo e do clima. Hoje o museu mostra mais de cem corpos. Para chegar lá é preciso ir de carro ou ônibus, pois o museu fica numa colina um pouco afastada do centro histórico.

Museu das Múmias de Guanajuato.

Altar preparado para as festividades do "Dia dos Mortos".

PELA CIDADE

Guanajuato está plantada num terreno bem irregular. Subidas e descidas contornam morros que já foram cheios de ouro e prata. A mina Valenciana é uma das mais profundas do mundo. Ela foi a principal responsável pelo desabrochar de Guanajuato e já chegou a produzir um terço da prata mundial.

Guanajuato em seus altos e baixos.

Uma característica interessante da cidade são os túneis. Em 1905, depois de sofrer uma inundação, o rio que passava por ali foi desviado e túneis construídos onde era seu leito. Atualmente, veículos circulam onde um dia havia um rio. Muita gente se mostra perplexa ao se deparar com túneis numa cidade tão pequena. É interessante.

Um dos túneis de Guanajuato que tomou o lugar do rio.

Já, o Mercado Juarez é ponto alto para quem tem interesse em comprar algum artesanato mexicano e ver as coisas típicas da culinária local. Com cuidado, por causa da pimenta, dá para provar alguma comidinha: machaca, carnitas, enchiladas, mole, pozole, quesadillas, tortillas...

Milho maduro cozido em cal, pronto para se fazer o "Pozole" - uma sopa de milho e porco, claro que com muita pimenta!!!

A casa onde nasceu o muralista Diego Rivera - marido de Frida Kahlo - foi transformada em museu.   No térreo, estão expostos móveis e objetos da época em que a família morava ali. O andar superior, exibe alguns esboços de suas obras. Ainda na mesma rua fica o Museu del Pueblo com um acervo de arte regional, a enorme Universidade de Guanajuato e a linda igreja jesuíta cor de rosa, Templo de La Compañia.

A cúpula original do Templo de la Compañia ruiu e foi substituído, mas a fachada se mantém como era antigamente, no estilo churrigueresco. 

Nativo vestindo trajes típicos passa em frente ao Museu del Pueblo.

Outro ponto interessante do centro histórico é a Plaza de la Paz. A praça é cercada de casas lindas com varandas avançadas, tem um jardim bem cuidado, muitos restaurantes e um belo chafariz que fica bem em frente a Basílica de Nuestra Señora de Guanajuato

Chafariz da Plaza de la Paz.

À esquerda, a Basílica de Nuestra Señora de Guanajuato. 

A Viela do Beijo é um lugar que vive cheio de gente e chega a fazer fila de namorados querendo subir para garantir a sorte no amor. Reza a lenda que um casal apaixonado vivia seu romance escondido dos pais. Ela de família abastada e ele de origem humilde namoravam das sacadas de suas casas, afastadas apenas 68 centímetros uma da outra. Um dia, o pai da moça pegou os dois se beijando na varanda e matou o rapaz. Final trágico, bem ao estilo Shakespeare. 

Para chegar até Callejón del Beso - a Viela do Beijo - é preciso subir por algumas ruas muito estreitas.
PRINCIPAIS ATRATIVOS DA CIDADE
  • Festival Cervantino
  • Museu das Múmias
  • Alhondiga de Granaditas
  • Viela do Beijo
  • Mina de prata "Valenciana"
  • Mercado Juarez


COMO CHEGAR
  • Cidade do México - Guanajuato: são 340 quilômetros
  • Guadalajara - Guanajuato: 300 quilômetros


POR ALI
  • Se for à Guanajuato não deixe de dar um pulo em San Miguel Allende que fica muito perto (68 quilômetros) e é uma cidadezinha linda, com excelentes escolas de gastronomia. 



Vale muito a pena conhecer Guanajuato. Uma cidade interessante, com bela arquitetura da "era da prata", ladeiras simpáticas, muita história, museu de múmias, gente jovem e festeira. Se possível conjugue Guanajuato com San Miguel Allende. Dê preferência à um hotel em San Miguel Allende. Os melhores são Matilda e Rosewood. Assim você poderá desfrutar da beleza das duas cidades mexicanas e da gastronomia da região.

Compartilhe:

COMENTÁRIOS

  1. As cores "mexicanas" são sempre uma atração à parte, o que me agrada enormemente!!!
    Belíssimas imagens Claudia, como sempre!!!
    Beijinhos e um bom feriado!
    Bia
    www.biaviagemambiental.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. Claudia
    Que show de cores!!!
    Amei esta minha visita virtual acompanhando seu delicioso texto e viajando na história de Romeu e Julieta mexicanos.
    Parabéns e + uma vez obrigado.
    abs
    VS

    ResponderExcluir
  3. Oi Bia! Bom dia!!
    Essa cidade me deixou fascinada. O México tem tanta coisa interessante, é um país tão diversificado, que merece uma visita detalhada.
    Obrigada pela visita e tenha um ótimo final de feriado!
    Bj
    Claudia

    ResponderExcluir
  4. VS,
    Guanajuato é bem conhecida pelo romance Shakespeareano. Muito interessante. E as cores da cidade são demais!!! As fotos ficam lindas!!!
    Claudia

    ResponderExcluir
  5. Claudinha,
    Adoro o colorido do México!
    As fotos estão belíssimas, em especial a última com a bicicleta, merece um quadro!

    Um beijo grande e obrigada por nos encantar com tantas maravilhas!
    Bom feriadão

    ResponderExcluir
  6. Oi Flavinha!
    Adorei essa foto também!!! Que varandinha bem cuidada. Fica numa praça onde os estudantes de Guanajuato costumam se encontrar. É o ponto de entrada para se chegar à Viela do Beijo.
    Obrigada pela visita.
    Desejo um super final de feriado para você.
    Claudia

    ResponderExcluir
  7. Esse colorido das casas chama mesmo a atenção, é muito bonito. Gostei muito das fotos, a bicicleta está bem original, a foto que mais gostei foi da última com a varanda na rua estreita.
    bjus

    ResponderExcluir
  8. Cris,
    Voltei a dar uma olhada na foto com atenção, pois receber um elogio de quem entende do assunto é muito bom.
    Beijo e ótimo dia para você.
    Claudia

    ResponderExcluir
  9. Cores, arquitetura, tradições, tudo isso é identidade de um povo.
    E dá-lhe pimenta!
    Bjs.

    ResponderExcluir
  10. Ula-lá Gina!
    E bota pimenta nisso!!!!! Eu que o diga...
    Beijos
    Claudia

    ResponderExcluir
  11. Claudia,
    Muito legal seus posts sobre o Mexico. Aprendi coisas novas, como a planta de onde fazem a tequila e eu nao sabia nada sobre isso. Tb nao sabia q essa era a cidade do Diego Rivera...Sonho mt conhecer esse pais. Ja ate comprei um guia da Publifolha (rsrsrs).
    Parabens pelas fotos!
    Ana Paula

    ResponderExcluir
  12. Ana Paula,
    Recomendo!!! E, se você já comprou um guia sobre o México, então deu o primeiro passo. Agora é se programar e fazer as malas.
    Vou torcer para que isso se realiza.
    Bj
    Claudia

    ResponderExcluir
  13. Tem toda a razão, o colorido realça mesmo em quase todas as fotos deste seu artigo, pelo que deu para ficar com uma ideia do quão colorida é esta cidade.

    Um artigo, como sempre, magnifico e com informações preciosas e uteis.

    Beijinho

    ResponderExcluir
  14. Claudia, seus post são incriveis, quero viajar com voce !! Abra uma agencia e vou levar minha familia ( é grande !! ) junto
    Parabens
    Cristiana Renault

    ResponderExcluir
  15. Bom dia, Turista!
    Só vi seu comentário hoje, pois ontem foi um dia muito cheio e nem consegui abrir o computador.
    Obrigada pela visita.
    Tenha um dia lindo!!
    Claudia

    ResponderExcluir
  16. Oi Cristiana,
    Que belo elogio. Obrigada. Quando precisar de alguma ajuda basta pedir, se eu puder contribuir será um prazer, mesmo não tendo uma agencia. hahaha
    Beijo
    Claudia

    ResponderExcluir
  17. Que post lindo!
    Todo colorido e repleto de dicas incriveis.
    Parabens! Adorei! :D

    ResponderExcluir
  18. Claudinha, suas fotos são sempre um espetáculo. Amo ver as nuvens, o céu azul e o colorido dos objetos que nas suas mãos fica ainda mais colorido. Adorei a foto do casal, estavam tão distraídos !!!

    bj

    ResponderExcluir
  19. Vivian,
    Para subir naquela varanda e tirar uma foto, a fila é enorme.
    Os casais todos querem ter a tal foto abençoada. Na verdade pela lenda.... parece que está mais para amaldiçoada. Afinal, o rapaz do tal beijo na varanda foi morto pelo pai da menina. Ufa!!! Trágico!!!
    Bj
    Claudia

    ResponderExcluir
  20. O teu "percurso" mexicano está a ser deveras interessante...

    ResponderExcluir
  21. Oi Pinguim,
    Quanto tempo!!! Que bom receber você por aqui!!!
    O México é um país incrível. Muitas vezes ouvimos pessoas falando sobre violência e pobreza, e até desencorajando uma visita. Mas, eu adorei!!!
    Quanta história. Que cultura rica. Culinária exótica. Praias lindas. Muita coisa bacana para se viver.
    Um beijo
    Claudia

    ResponderExcluir
  22. Claudia,que cidade colorida ! Amei!
    As fotos estão lindas e,como sempre,o texto impecável
    Bjs
    MT

    ResponderExcluir
  23. MT,
    Que elogio delicioso!!!
    Obrigada.
    Um beijo
    Claudia

    ResponderExcluir
  24. Claudia, quanta história e riqueza de detalhes! Se eu tivesse que indicar o melhor blog de viagens que conheço, você sabe que está bem no topo, né? Na verdade, te colocaria em primeiro lugar! Menina, eu demoro tanto e tenho um trabalho enorme quando preparo posts de viagens e isso me faz admirar ainda mais sua produtividade e dedicação! Parabéns! Beijão!

    ResponderExcluir
  25. Katia, mas assim vou ficar toda metida!!! Obrigada. Receber um elogio de quem tem um super blog é o máximo!!!
    Um beijo
    Claudia

    ResponderExcluir
  26. Olá, gostaria de saber quantos dias são suficientes para conhecer guanajauto?

    Abs,
    Juliana
    julianarib007@gmail.com

    ResponderExcluir
  27. Juliana,

    Eu conheci em um dia. Fiz um bate-e-volta a partir de Guadalajara. Mas, dois dias é mais bacana. Dormir na cidade deve ser bem interessante.

    Bj

    ResponderExcluir
  28. Claudia! Adorei de novo!
    Minha família esta vindo pra cá e vou leva-los a Guanajuato! É uma cidadezinha ímpar! Parabéns!
    Você conheceu San Miguel de Allende?
    Besitos!
    Mel.

    ResponderExcluir

Deixe seu comentário. Obrigada!