SYDNEY, A MENINA DOS OLHOS DA OCEANIA


Jovem, linda e longe. Assim é Sydney, a capital da Nova Gales do Sul, na Austrália. É jovem, tem pouco mais de 200 anos. É linda, tem os cartões postais da Harbour Bridge e da Opera House como ícones, além de ser cercada por praias e florestas tropicais. É longe, para se chegar lá é preciso encarar um vôo transpolar e um jet lag enorme. Afinal, a diferença de fuso horário é, nada mais nada menos, do que 13 horas à frente do horário de Brasília. Vai encarar? Então, boa viagem. O caminho é longo, mas a recompensa é certa. Sydney é uma pérola australiana.




A Opera House é realmente uma pérola.


Terra de aborígenes, que já viviam por lá há mais de 40 mil anos, quando o inglês James Cook aportou - em 1770 – a procura de um lugar para enviar os condenados britânicos. O local foi escolhido para abrigar uma colônia penal e por influência dos brancos, os nativos foram quase dizimados com a varíola. Quem diria que uma cidade tão hospitaleira, segura e cosmopolita surgiu assim. A população de Sydney descende principalmente desses colonizadores. Isso explica em parte o sotaque britânico, no entanto o inglês australiano é todo cheio de particularidades no vocabulário. Mas, os “aussies” são tão atenciosos que é fácil responder confortavelmente ao tradicional "G' day".



Darling Harbour é um lugar sempre cheio de gente animada indo e vindo.



O CENTRO DA CIDADE

Andar em Sydney é muito fácil. O centro é pequeno e cercado por quatro pontos que servem como referência: ao norte Circular Quay, ao sul China Town, à oeste Darling Harbour e ao leste Hyde Park. Não tem como se perder.

Darling Harbour. É um área portuária que foi revitalizada na época dos jogos olímpicos e agora abriga várias atrações turísticas num complexo de entretenimento delicioso e cheio de vida. Além de restaurantes, de um shopping, de um parquinho infantil e de um jardim chinês, também abriga o Sydney Aquarium – com várias espécies de animais marinhos encontrados na grande barreira de corais, inclusive tubarões; o Sydney Wildlife World – pequeno zoológico que encanta com seus coalas e cangurus; o IMAX, cinema em 3D com uma tela gigantesca; o Powerhouse Museam – museu que conta parte da história da Austrália e tem áreas destinadas à interatividade; o Maritime Museam – que mostra detalhes da vida marítima do país e tem um navio atracado permanentemente para visitação. A área é grande, mas pode ser explorada a pé. Para quem não gosta muito de caminhar, o monorail – trem urbano de superfície – circula nessa área e leva a vários pontos de interesse.

Sydney é uma cidade muito alegre e isso fica evidente especialmente em Darling Harbour.

O Monorail circula pela parte central da cidade. O percurso é pequeno, mas já ajuda no deslocamento.



Darling Harbour com o IMAX ao fundo.


Sydney Wildlife World mantém algumas das espécies tradicionais do país em uma área central, fácil de visitar.




Passear pelo Darling Harbour é obrigatório para descobrir o astral de Sydney. 



Circular Quay. É de lá que partem barcos com destino às praias de Manly, Watsons Bay, aos bairros mais distantes como Parramata e inclusive ao Taronga Zoo. Esse ponto é privilegiado em termos de beleza. Na extremidade direita fica a Opera House, casa de concertos inspirada em velas de barcos pelo arquiteto dinamarquês Jorn Utzon e inaugurada em 1973 e do lado esquerdo fica a Harbour Bridge, ponte enorme de ferro que conecta duas regiões da cidade e se debruça sobre a antiga região chamada The Rocks, com construções em tijolos à vista, que é a parte mais antiga da cidade e abriga atualmente museus, lojinhas, bares, cafés e restaurantes.

Circular Quay ponto de partida dos barcos que circulam pela cidade. Sua localização não podia ser mais perfeita. Entre a Ópera e a Ponte.

A Opera House oferece diversos espetáculos e visitas guiadas em vários horários. Basta agendar.


Harbour Bridge, um dos cartões-postais da cidade.
  O Taronga Zoo precisa ser visitado. Afinal, a fauna australiana é privilegiada. Coalas e cangurus não podem ser vistos em qualquer lugar.



Praia de Marubra. Areias brancas e boas ondas.



Hyde Park. O parque recebeu esse nome por herança inglesa. Tem uma fonte charmosa e um pequeno museu. Os australianos costumam caminhar por lá na hora do almoço e até mesmo fazem pic-nic nos momento de lazer. O Hyde Park se conecta com outra grande área verde da cidade que é o Royal Botanic Garden. O lugar é belíssimo e garante fotos deslumbrantes da Ópera e da Ponte.
.


Dar uma caminhada pelo Hyde Park garante bons momentos.



China Town. Fica em uma área animada, cheia de restaurantes com lanternas vermelhas, locais para se fazer uma boa massagem chinesa, lojinhas de bugigangas. A colônia chinesa é enorme.

No meio desses quatro pontos fica o centro da cidade com seu comércio agitado, o maravilhoso prédio do shopping Queen Victoria Building, a Casa do Parlamento, a igreja de St. James, a catedral de St. Mary’s, o Australian Museum e a Sydney Tower, de onde se pode ter uma visão global da cidade.

O prédio Queen Victoria abriga um shopping pequeno e charmoso num ponto bem central de Sydney.


ONDE FICAR 

Pullman at Sydney Olympic Park – fica um pouco distante do centro, mas é lindo, bem decorado e novíssimo. http://www.pullmanhotels.com/ 

Four Points by Sheraton – localizado num ponto maravilhoso, com vista para Darling Harbour, mas já não é tão novo, a decoração é bem convencional. http://www.sheraton.com/

Para quem adora fugir para cantinhos super exclusivos e luxuosos, o grupo árabe Emirates Hotels & Resorts do Sheikh al-Maktoum acaba de inaugurar o Wolgan Valley Resort & Spa, em Blue Mountains. O hotel fica a duas horas de Sidney, numa reserva ambiental australiana. São apenas 40 acomodações que parecem casas com piscina aquecida, varanda privativa e lareira. No cardápio do hotel, os hóspedes podem experimentar os melhores alimentos orgânicos da Austrália. As diárias são a partir de U$ 1.800,00 para casal, com todas as refeições incluídas. Telefone 61 2 9290.9733 - www.emirateshotelsresorts.com/wolgan-valley

INFORMAÇÕES ÚTEIS

Documentos necessários: para entrar no país é preciso obter um visto de turismo na Embaixada Australiana que fica em Brasília (61/3226.3111) e vacina contra febre amarela.

Idioma: inglês

Moeda: dólar australiano - AUD

Fuso horário: 13 horas a frente do horário de Brasília.

Imperdível: ir até Cairns, na Costa Leste, e de lá fazer um passeio pela Barreira de Corais que é considerada pelos australianos a "oitava maravilha do mundo". É o ponto de partida mais popular para se explorar a região. Tem uma grande comunidade aborígene e sua tradição pode ser conhecida no Parque Tjapukai, onde fazem apresentações de dança e demonstrações do uso do bumerangue.

Ir à Austrália e não conhecer a Grande Barreira de Corais é como ir à Roma e não visitar o Vaticano. É imperdível!!!

NoParque Aborígene Tjapukai há diversas apresentações que mostram as tradições dos povos primitivos da região.


Programe essa viagem. Você não vai se arrepender!!!

Compartilhe:

COMENTÁRIOS

  1. Claudia,

    texto é uma delicia, mesmo quem nunca teve a ideia de viajar para a Oceania, tenho certeza que coloca no "radar" depois de ler um texto tao legal, rico, leve e prazerozo!!!!!! Parabens.
    Bjs
    Chris Paquelet

    ResponderExcluir
  2. Adorei o comentário. Quero muitos outros....
    Bj
    Claudia

    ResponderExcluir
  3. Gostei do texto. Estou indo pra Sydney em um mês e as dicas são sempre ótimas :D

    ResponderExcluir
  4. NÃO! SIDNEY NÃO É A CAPITAL DA AUSTRALIA, NAO NAO

    ResponderExcluir
  5. Oi Paula!
    Claro que não. Canberra é a capital da Austrália. Sydney é a capital da Nova Gales do Sul (um estado da Austrália).
    Já fui três vezes à Austrália e inclusive em uma delas visitei Canberra. Uma cidade bem básica.
    Acho que você não leu com atenção o que eu escrevi.
    Obrigada pela visita.
    Claudia

    ResponderExcluir
  6. OLÁ !
    Sou um viajante, escritor e colunista de jornal. Estou escrevendo um livro sobre viagens com a idéia de incentivar e ajudar as pessoas a viajar. É o resultado de um grande sonho e projeto, além de muitas pesquisas; O sonho de conhecer as maravilhas que existem na terra ( lugares diferentes, exclusivos, únicos ou pouco conhecidos, além dos tradicionais ) e também a realização e comprovação de que é possível viajar ao invés da necessidade inerente e avassaladora comum de consumo dos seres humanos e das sociedades.
    Tenho uma coluna no jornal site Paraná Online ( abaixo ) e já publiquei alguns textos em outros meios de comunicação. Estou ampliando a divulgação, pois tenho convicção que será um excelente livro de incentivo ao turismo e viagens, com roteiros e dicas importantes baseadas em experiências e argumentos contundentes de que viajar não é só para ricos e sim para aqueles que se esforçam e vêem o mundo como um só, com a possibilidade de cultura e conhecimento.

    Viajar é opção de vida, pois a única coisa que se leva dessa vida é a vida que se leva, afinal você faz suas escolhas e suas escolhas fazem você !Destaco que é importante despreendimento e coragem com mensagens positivas para aqueles que sonham em viajar ou ir a um lugar distante, pois a única coisa que ninguém lhe tira são as lembranças, essas são para sempre, nada mais ! E quem não gosta de viajar ? O problema é que muitas vezes as pessoas ficam presas em certos paradigmas pessoais a serem quebrados. Tudo isso aliado a um alerta ao que os seres humanos estão fazendo com nosso planeta. É também um ensino de como podemos atingir nossos objetivos através do pensamento, da atração, das percepções e emoções, aliados ao impulso de curiosidade inerente ao ser humano em desbravar, com a idéia de nunca deixar para depois o que se pode fazer hoje, porque viver é impreciso ... viajar é preciso !

    Convido para visitar o site e o blog. Qualquer idéia, elogio ou crítica são importantes para mim e se puder passar alguma dica ou indicação com relação a uma futura possível edição, apoio ou divulgação da idéia, também agradeço muito. Se por um acaso tiver algum site, blog ou saiba de alguém que o tenha e queira também fazer parceria em divulgação, já tenho alguns PARCEIROS expostos em minha primeira página do BLOG que está sendo muito visitado, no Brasil e no exterior por vários países e territórios por todos os continentes da terra como por exemplo Alemanha, Argentina, Austrália, Áustria, Bélgica, Canadá, Chile, Croácia, Dinamarca, Equador, Espanha, Estados Unidos, Finlândia, França, Holanda, Irlanda, Islândia, Itália, Japão, Jordânia, Israel, Japão, Maurício, Maldivas, México, Moçambique, Noruega, Nova Zelândia, Peru, Portugal, Reino Unido, Rússia, Polinésia Francesa, Uruguai, Venezuela, Vietnã ... e outros que talvez eu não me lembre agora ...

    POR FAVOR, ENCAMINHE AOS SEUS CONTATOS QUE GOSTEM DO ASSUNTO.

    Muito obrigado.
    Aguardo sua visita, seu comentário e seu retorno ...
    Felicidades, paz, saúde, bons negócios, sucesso...e boas viagens !

    Marcelo Kasprzak > www.omundoseuviaje.blogspot.com
    “ O MUNDO É SEU VIAJE ! “ Para você que deseja conhecer o lugar dos seus sonhos !
    www.parana-online.com.br/canal/viagem-e-turismo
    omundoseuviaje@hotmail.com

    ResponderExcluir
  7. Ok MArcelo.
    Vou visitar seu blog.
    Abraço
    Claudia

    ResponderExcluir
  8. Oi Claudia, td bem? Como passou de festas?
    Me diz uma coisa, qual foi a época do ano que você foi para a Sydney?
    Beijos :o)

    ResponderExcluir
  9. Oi Carol,
    O que exatamente você quer saber sobre o clima? Já estive lá em janeiro (época bem quente), estive em julho ( a época mais fria que peguei - chegou a uns 12 graus à noite) e em setembro (a mais agradável de todas as vezes em que estive lá). Está pensando em ir para a Austrália?
    Ótima pedida.
    Bj
    Claudia

    ResponderExcluir
  10. Oi Claudia,

    Nossa que legal, você já foi várias vezes lá né? Deve conhecer bem.
    Na verdade eu estou pensando ir em Maio para Sydney e Auckland. O problema é que não quero levar roupas demais e então queria saber se é muito frio em Maio ou se um casaquinho segura o frio. Não queria levar bota e nem casaco pesado, rs.
    Se fizer frio só a noite de 12 graus mais ou menos está ótimo!

    Beijos :o)

    Ah, passa lá no meu blog que tem sorteio :o)

    ResponderExcluir
  11. Oi Claudia...
    Acabei de postar no post de Vegas e agora estou passeando pelos outros...
    Morei na Australia por um ano e é emocionante ver como vc colocou tudo de uma forma maravilhosa e simples!
    Essa ponta do mundo é fabulosa nao é? Quero mtooo voltar la outra vez! E once more, parabens pelo seu incrivel trabalho misturado com prazer! Vc é mto boa nessa arte de escrever sobre suas trips...

    ResponderExcluir
  12. Claudia,
    Estou c planos de viajar pra Australia e Nova Zelandia em Junho,passar um mes lá com um amigo, depois que li seu blog, minha vontade triplicou..vc esta de parabéns, mas conversando com uma amiga ela indicou um mini roteiro de Indonesia, Australia e Nova Zelandia, vc acredita que 30 dias é tempo suficiente para se conhecer tudo? ou é melhor priorizar Australia (sidney, gold coast, byron bay, cairns ,melbourne ou Brisbarne, ir p Auckland, Christchurch, e depois Queestwon, pela sua experiencia,o que vc acha desse reoteiro? o que é melhor Melborne ou Brisbarne? To ansiosa aguradando a sua opnião...
    Obrigada!!!

    ResponderExcluir
  13. Karina,

    Um mês é bastante tempo. Mas, depende de você. Melbourne e Brisbane são cidades um pouco sem graça. Gosto mais dos outros lugares que vc citou na Austrália. NZ é muito bacana. Vale explorar as duas ihas. Se der para conjugar com a Indonésia a viagem ficará fantástica. Depende da sua velocidade.

    Beijos.

    ResponderExcluir
  14. Oi Claudia, até chorei!
    Passei um mes em Sydney, janeiro 2012. Amei de paixão tudo, tudo.
    Pretendia morar lá, mas é difícil, eu e Husband somos aposentados e a grana não é tão grande para bancar tudo.
    Você relatou tudo muito bem, me senti lá novamente. Parabéns.
    Muito obrigada pelo passeio rsrs
    Beijos.

    ResponderExcluir
  15. Jo.


    Que bacana. Fico muito feliz. Também adoro Sydney e já passei um mês lá. Como você. A Austrália é muito cheia de vida e parecida em alguns aspectos com o Brasil. Gosto muito.

    Beijos

    ResponderExcluir
  16. Oi, Claudia. Boa tarde. Vou visitar Sydney em janeiro e adorei suas dicas. Obrigada por compartilhar conosco!

    ResponderExcluir

Deixe seu comentário. Obrigada!

_Business_Class_728x90_SAO_ORL