REVISITANDO "DUBAI" A ILHA DA FANTASIA

Por Claudia Liechavicius

Esta é minha segunda aventura pela surreal, pródiga, opulenta e extravagante (até em excesso) Dubai. Da primeira vez em que aqui estive, há menos de dois anos, passei três dias. Agora, em uma semana consegui entender melhor o "espírito da coisa". E isso aconteceu, especialmente, por ter encontrado com a Fê Costta, do blog Viaggio Mondo, que me ajudou a desvendar os mistérios do Oriente Médio.


Encontro de blogueiras, apaixonadas por desbravar os quatro cantos do mundo, eu (Viajar pelo Mundo) e Fê Costta (Viaggio Mondo), no Hotel Atlantis, em Dubai. Por coincidência, o nome de nossos blogs é o mesmo sendo o meu em português e o da Fê, em italiano.

Dubai é um oásis vertical - ainda em construção - que surpreende a cada esquina. É quase uma miragem que brota das areias do deserto em direção aos céus dos Emirados Árabes, na roupagem de espigões arrojados, hotéis mágicos e shoppings descomunais. Seus empreendimentos são tão exuberantes que quase beiram o mau gosto. Além disso, a cidade cultua o ápice do luxo consumista para atrair gente do mundo todo, de homens de negócios à turistas. É incrível que em menos de meio século, um punhado de petrodólares somado ao espírito visionário de um sheik tenha transformado um vilarejo de beduínos, em uma "Ilha da Fantasia". E, nem mesmo a crise foi capaz de atrapalhar esse sonho megalômano. Mas, para quem está em busca da essência da cultura e das tradições, os bairros antigos de Deira e Bur Dubai, ainda mantém uma aparência fiel ao que se espera do mundo árabe. Antigas embarcações de madeira fazem lentamente a travessia do Creek, souqs de ouro, especiarias, perfumes e tecidos aguçam os sentidos de quem passa. Então, vamos do antigo ao novo.
.
EM BUR DUBAI E DEIRA, COMO ANTIGAMENTE Era uma vez uma área desértica do Golfo Pérsico, onde uma aldeia de beduínos vivia de modo rudimentar até 1966 quando o petróleo transformou o povoado na megacidade Dubai. Apesar dessa explosão superlativa, resquícios dos tempos idos se mantém vivos em Bur Dubai, o bairro mais antigo da cidade. Para mergulhar nesse passado recente - que os novos empreendimentos quase escondem - é preciso se embrenhar pelas ruelas, mesquitas, mercados e museus que guardam a essência da cultura árabe.
.
Cenas do dia a dia na velha Dubai.

Um bom lugar para começar a entender a vida do país é o Museu de Dubai. Ele ocupa o antigo Forte Al Fahidi, que data de 1800. Foi erguido para defender a cidade dos ataques de piratas e, também, serviu como residência de alguns sheiks. A construção é relativamente pequena, com torres de tamanhos diferentes e paredes pardas, que até lembram um Castelo de Areia. O museu tem uma coletânia de personagens árabes em cera, que mostram cenas cotidianas da vida do povo e suas tradições. Fica na rua Al Fahidi e o ingresso custa 3 dhs.

O Museu de Dubai é kitsh, mas interessante.


A uma quadra do museu fica o recém restaurado labirinto de ruelas de Bastakia, que dá uma visão perfeita da antiga Dubai. Sua construção original data de 1920 e surgiu pelas mãos de comerciantes Bastak (o que dá origem ao nome da região). Este pequeno, digamos vilarejo, é repleto de casas monocromáticas, nos moldes tradicionais da cidade de outrora, com muitas torres de vento. Também têm galerias de arte, uma mesquita, restaurantes, cafés e uma área com camelos e tendas de beduínos. Vale uma caminhada por ali com certeza. O problema maior é o calor. Por isso, o ideal é ir ao entardecer e aproveitar para jantar no restaurante Bastakiah Nights (telefone: 971.43537772), especializado na cozinha do Oriente Médio.

Pouca gente circula por Bastakia durante o dia, pois o calor assusta. Mas, ao entardecer fica mais agradável. A foto maior mostra o pátio interno do restaurante Bastakiah Nights.


Ainda nessa região, duas mesquitas iranianas que quase ficam lado a lado merecem uma parada para fotografia. Uma delas tem cor de areia e quatro cúpulas ovaladas lindas. A outra é toda colorida, predominantemente em tons de azul e tanto a fachada quanto a cúpula são revestidas de mosaicos decorados com motivos florais. Belíssima, mas é xiita. Aviso às mulheres... nem tentem entrar. Também vale conhecer a Grande Mesquita que foi construída bem recentemente (1990), mas foi feita nos moldes antigos, em cor de areia e com 18 domos.

As duas mesquitas acima são iranianas.

A Grande Mesquita é a maior de Dubai. Tem um movimento mais intenso do que as duas acima.


O Old Souq (MercadoTêxtil) merece uma visita antes da travessia de barquinho para o outro lado do Creek. O antigo mercado é uma área de comercialização de roupas e tecidos que ocupa algumas galerias cobertas por tetos de madeira que auxiliam a manter o local mais fresco em pleno calor do dia.

No Old Souq as opções de compras são bastante limitadas pela má qualidade dos produtos, mas vale o passeio.

Se seu tempo estiver sobrando dê uma pulo até a Casa do Sheik Saeed Al Maktoum que fica em direção a Shindagha. A antiga residência, que agora é um museu, abrigou a família real de Dubai de 1896 à 1958. O acervo conta com fotografias, selos, moedas e documentos do Emirado Árabe. Mas, se seu tempo na cidade for escasso deixe para outra oportunidade, pois a casa é simples e pouca gente circula por ali. O ingresso custa 2 dhs.


A Casa do Sheik Saeed Al Maktoum é uma das edificações mais antigas da cidade. A residência tem tom de areia e é repleta de torres de vento, que são a forma mais antiga de manter o ar circulando para refrescar o ambiente.

Agora é hora de atravessar o Creek para sarandar pelo Gold Souq (Mercado do Ouro), Spice Souq (Mercado de Especiarias) e pelo Dhow Wharfage (cais do porto). Essa área antiga se mistura a imponentes prédios modernos. Para isso, o melhor meio é embarcar num barquinho chamado de abra e sentar ao lado dos locais. A travessia até Deira é bem rapidinha e custa 1 dh.

Em Dubai, apesar da obsessão pelo moderno, atravessar o Creek ainda é uma experiência nos padrões antigos. Há duas rotas: uma do Mercado de Especiarias até o Mercado Textil e outra Cais do Porto até o Mercado Têxtil.


O Gold Souq deve ser a primeira parada ao se chegar no bairro de Deira. Corredores cheios de lojinhas com vitrines douradas são protegidos por tetos de madeira. Braceletes reluzentes em ouro maciço, correntes, brincos e anéis um tanto extravagantes e exóticos (para os padrões ocidentais) são exibidos em profusão e vendidos pelo peso do ouro. Dizem que o mercado vende peças a preços bastante interessantes e que não há risco de se levar "gato por lebre". Mas, pelo sim, pelo não, melhor não arriscar sem ser bem orientado. Lembre-se sempre que pechinchar em Dubai é preciso.

Vitrine de jóias do Gold Souq.


Pertinho dali, o aroma conduz o visitante até o Spice Souq. Encontra-se uma variedade enorme de especiarias culinárias, medicinais e cosméticas. Entre elas: canela, cominho, coentro, cardamomo, limão seco, pepinos desidratados, hibiscos, pétalas de rosas... Mas, a mais valorizada é o açafrão e a mais oferecida pelos vendedores é o "Viagra natural" (que não passa de uma mistura de mel, ginseng e outros componentes). Andando pelos mesmos corredores chega-se ao Perfume Souq. Ali, algumas poucas lojas de perfumes com fragrâncias florais e enjoativos ainda persistem vendendo produtos baratos em frascos exóticos de vidro.

Aromas exóticos perfumam o ar do Mercado de Especiarias.


Um pouco adiante antigos dhows de madeira (embarcações tradicionais de Dubai) atracam constantemente para carga e descarga de todo tipo de mercadoria que se possa imaginar, desde geladeiras até tâmaras. Elas ficam armazenadas a céu aberto, cobertas apenas por lonas e sem nenhuma proteção contra roubo. A tripulação dos dhows é composta basicamente por estrangeiros que moram a bordo, conforme mostram as roupas estendidas ao sol para secar e as pilhas de panelas. É surreal. Parece um set de filmagem.

O cais de Dubai oferece uma das visões mais fascinantes da tradição marítima local. É impressinante como isso se mantém intacto no meio da opulencia da cidade.

O MELHOR DA ANTIGA DUBAI
  • Souqs (ouro, especiarias, perfumes, tecidos e roupas)
  • Bastakia
  • Museu de Dubai
  • Mesquitas
  • Dhow Wharfage
  • Casa do Sheik
  • Atravessar o Creek de barco
PELA AVENIDA SHEIKH AL ZAYED RUMO AO FUTURO

Ao se afastar do Creek, logo aparece uma cortina de arranha-céus ao longo da grandiosa avenida Sheikh Al Zayed (que se estende até Abu Dhabi) e seus arredores. Muitos espigões, um mais arrojado que o outro, desfilam arrogantes aos olhos de quem passa. É aí que mora a Dubai pós-moderna.

O planejamento urbano de Dubai é grandioso e avesso à circulação de pedestres. Imagine uma senhora vestida com os trajes típicos árabes, num dia ensolarado, tentando atravessar a pé a Avenida Sheikh Al Zayed de um lado a outro. Tarefa praticamente impossível. Circular por aqui... só de carro.

Em meio a essa modernidade toda, a estrela maior do momento é o Burj Khalifa. Nada mais nada menos do que o prédio mais alto do mundo, com 828 metros de altura. A torre já está aberta à visitação. Elevadores extremamete rápidos que sobem dez metros por segundo, com iluminação futurista e design high tech conduzem os visitantes ao andar de número 124 em poucos segundos e sem pressão nos ouvidos. Para ter acesso ao observatório é preciso comprar o ingresso no Dubai Mall. Depois é só torcer para pegar uma fila pequena.

O Armani Dubai Hotel está abrindo suas portas no Burj Khalifa. O hotel ocupa 8 andares do prédio e os hóspedes terão um bélissimo spa, várias lojas de luxo, oito restaurantes de gastronomia japonesa, indiana, mediterrânica e italiana. Que tal?

Ao descer do observatório vale caminhar pelos corredores do Dubai Mall. Simplesmente, o maior shopping do mundo. Tem todas as lojas européias e americanas que se possa imaginar. Dentre elas: Bloomingdale's, Galeries Lafayette, Marks & Spencer, Louis Vuitton, Valentino, Fauchon, Ladurré, Bulgari, Cartier, Guess, Levi's, Empório Armani, Diesel, Prada, Gucci e por aí vai. São mais de 1.200 lojas. Além disso, ainda tem 22 cinemas, uma praça de alimentação com 160 opções de fast food e 120 restaurantes, um Gold Souq nos moldes antigos, uma pista de patinação (Dubai Ice Rink) e o maior aquário do mundo citado pelo Guiness Book. O Dubai Mall fica às margens do Lago Burj Khalifa com suas fontes de águas dançantes e ao lado do novíssmo Souq Al Bahar.

Foto tirada da torre do Burj Kalifa, o prédio mais alto do mundo. Vista de cima, a cidade parece uma maquete, totalmente planejada. A esquerda pode-se ver Dubai Mall e bem no centro o Souq Al Bahar cercado pelas águas do Lago Burj Khalifa. Uma pequena ponte liga o mall ao souq.

O Souq Al Bahar ainda está em final de construção. Poucas lojas e restaurantes estão abertos. Mas, em breve promete ser mais uma grande atração de Dubai.

Dubai tem se revelado um ode ao consumo. Assim sendo, vários grupos de crianças e adolescentes desembarcam no Dubai Mall para fazer passeio escolar. Bem diferente do que estamos acostumados a ver no Ocidente. Observe a roupa das professoras. Deve ser bem confortável trabalhar assim.

A Bloomingdale's ocupa uma área enorme e muito bem decorada do Dubai Mall.


Continuando a caminhada avista-se ao longe o icônico Burj Al Arab, o hotel sete estrelas que colocou Dubai em evidência. O projeto arquitetônico é um tributo contemporâneo às tradições marítimas do emirado. Seu desenho reproduz a forma da vela de um dhow, antiga embarcação árabe de madeira. Hospedar-se nele é considerado um luxo (apesar da decoração excessivamente exuberante) e visitá-lo é tarefa difícil. Para entrar é preciso fazer uma reserva em um de seus restaurantes que não tem nada de especial, além da vista (a cozinha não oferece nada bombástico nem condizente com os preços exorbitantes). Então, a melhor opção recai sobre o chá da tarde (cem dólares por pessoa) quando o astral ensolarado do hotel é muito mais convidativo.

Da piscina do Burj Al Arab, que é bem pequena e aconchegante, a vista que se tem da cidade é encantadora.

Ao entardecer a silhueta do Burj Al Arab recebe tons dourados.


O hall do hotel é imponente, grandioso e cheio de cores extravagantes.


Do salão de chá, que fica no 270 andar, se tem uma visão privilegiada da badalada praia de Jumeirah e do Hotel Jumeirah Beach - no formato de uma onda.

O Hotel Jumeirah Beach é outro ícone da cidade.

Nessa região outro complexo que chama a atenção é o Madinat Jumeirah. Ele abrange, além de um souq muito charmoso com excelentes restaurantes, dois hotéis luxuosos - o Mina A'Salam e Al Qasr - e nababescas casas duplex, Malakiya Villas, (com área que varia entre 250 e 560 metros quadrados) para sultão nenhum botar defeito. A construção do complexo tem a forma de uma cidadela em estilo árabe, com prédios cor de areia, ornados por torres de vento, dispostos ao redor de canais artificiais por onde circulam abras.

O Souq Madinat Jumeirah é elegante. Sua arquitetura tenta reproduzir os ares dos mercados tradicionais da cidade, mas sua sofisticação é encantadora e os produtos têm melhor qualidade do que nos souqs populares.

O MELHOR DA MODERNA DUBAI
  • Subir no Burj Khalifa para ver a cidade de cima
  • Tomar um chá no Burj Al Arab
  • Circular pelas 1200 lojas do Dubai Mall e fazer uma refeição leve no Fauchom
  • Passear pelo Souq Madinat Jumeirah
  • Tomar um drinque no Buddha Bar
  • Jantar no NOBU e no VERRE
  • Fazer compras ao estilo árabe no Souq Khan Murjan (que fica dentro do WAFI) e almoçar no charmoso restaurante Khan Murjan
O Souq Khan Murjan vende uma enorme variedade de produtos árabes, especialmente vestimentas.

FESTA NO DESERTO

Da primeira vez em que estive em Dubai fiz aquele passeio tradicional de Jeep 4x4 pelas dunas do deserto com direito a jantar como um beduíno, assistir dançarinas do ventre, provar o narguilé, fazer tatuagem na mão e passear de camelo. Mas, confesso que achei o passeio enjoativo (parece que você está numa montanha russa). Muita gente adora, mas eu não achei o máximo. No entanto, dessa vez fui convidada para uma festa tipicamente árabe na praia e amei a experiência. Mais de mil pessoas sentadas em almofadões coloridos distribuídos sobre tapetes persas, jantando à luz de velas. O cardápio incluía carneiro, lagosta, camarões e todos aqueles pratos típicos dos emirados. Mulheres sentadas no chão faziam o pão exatamente nos moldes tradicionais do deserto. Camelos e cavalos árabes estavam à disposição para um passeio à beira-mar. Um encanto!
.
Uma típica festa árabe inclui muita comida, incenso, dança, iluminação feita com velas, camelos, cavalos árabes e almofadões jogados pelo chão sobre tapetes persas. Lindo!
.
HOTEL ATLANTIS THE PALM
.
Hotéis cinco estrelas não faltam pela cidade. Tem um melhor do que o outro. Mas, um dos hotéis mais inusitados de Dubai é o Atlantis. Em primeiro lugar por ficar na ilha artificial "The Palm" - um empreendimento das arábias. Depois, porque você se sente como num daqueles hotéis que ficam dentro do complexo da Disney. Uma loucura! Já na recepção a grandiosidade do projeto causa impacto (apesar das características exuberantes e da mistura de materiais na decoração dos ambientes que beiram a cafonice). São mais de 1500 quartos divididos em duas grandes alas. A maior atração é sem dúvida nenhuma o aquário gigantesco que fica no interior do hotel. Alguns quartos e o restaurante Ossiano têm vista para o aquário. Como se isso não bastasse o hotel ainda conta com um parque aquático - Aquaventure - que tem piscinas com ondas, um trajeto de dois quilômetros para ser percorrido de boião, mergulho em piscina com golfinhos e um toboágua que passa dentro de um aquário com tubarões. Outra coisa que me chamou a atenção foi o café da manhã. A variedade de opções é incrível. As crianças enlouquecem com as balas de ursinhos, cascata de chocolate e os marshmallows coloridos. É uma festa para os olhos e bem pouco saudável para o corpo. O site do hotel é http://www.atlantisthepalm.com/
.
Na praia, areia fina, água muito calma e quente contam com a ajuda de espreguiçadeiras super confortáveis para o deleite dos turistas. Além disso, funcionários muito discretos circulam silenciosamente entre os hóspedes oferecendo toalhas brancas geladas para refrescar do calor e spray francês para limpar os óculos. Gostou? Isso só tem em Dubai.
.
Os quartos do Hotel Atlantis The Palm tem decoração clássica, até simples para a exuberância do projeto. Mas, são bem grandes e confortáveis.

Para nadar com os golfinhos é preciso desembolsar alguns dirhams. Para quem viaja com crianças é alegria garantida. Os pequenos ficam em êxtase. .


OUTROS HOTÉIS

Para quem não quer muito barulho e prefere ficar hospedado num local mais romântico, o One & Only Royal Mirage é perfeito. Cheio de cantinhos super bem decorados. Tem uma piscina linda, pequena praia particular e ótimos restaurantes e bares. http://www.oneandonlyroyalmirage.com/

Se a idéia for uma pausa no deserto, então vale experimentar os hotéis Al Maha Desert Resort and Spa ou o Bab Al Shams. O primeiro é muito exclusivo e fica a 60 quilômetros da cidade, numa área de preservação ambiental onde se pode (com sorte) ver gazelas e antílopes. As diárias é que são salgadas, a partir de 3300 dhs - http://www.al-maha.com/. Já o outro fica mais perto da cidade e é uma réplica de um forte árabe. Muita gente vai de Dubai até lá no final do dia para curtir o por-do-sol no deserto, jantar e assistir um show de dança do ventre. http://www.jumeirahbabalshams.com/

BONS RESTAURANTES

Opções não faltam. Tem de tudo. Chefs estrelados, cozinha italiana, libanesa, iraniana, francesa, persa, mediterrânea, japonesa, tailandesa... Basta escolher. Os restaurantes costumam ficar nos hotéis ou shoppings.

DICA: A revista TIME OUT traz uma seleção enorme de restaurantes, bares, cafés e boites. Vale conferir as novidades, pois todo dia tem uma nova casa abrindo as portas na cidade.

O melhor de todos os restaurantes que experimentei em Dubai foi o NOBU (do Chef Nobu Matsuhisa), no Hotel Atlantis. Impecável como sempre. Não tem erro para quem gosta da culinária japonesa. Também no Atlantis, vale conferir o LEVANTINE, de cozinha libanesa. Além da excelente cozinha, a casa tem decoração típica, shows de dança do ventre e oferece a chance de experimentar um narguile muito perfumado. Mas, fuja do estrelado OSSIANO (também no Atlantis) que tem preços exorbitantes sem grandes justificativas. O melhor do restaurante é sentar de frente para um aquário gigantesco e ficar embevecido com os peixinhos, peixões, tubarões a arraias que circulam tranquilamente.

Quer um chef super estrelado? Gordon Ramsay acabou de abrir as portas do VERRE. O cara é sempre um arraso. Fica no Hotel Hilton Dubai Creek, no antigo bairro de Deira e abre somente para o jantar. Telefone: 04 2127551.
.
Para tomar um drinque e curtir um clima romântico à luz de velas (mas ao mesmo tempo badalado), nada melhor do que o BUDDHA BAR. Nos moldes da casa francesa, o ambiente em tons avermelhados, com a estátua de um Buda gigante não poderia ser mais charmoso. Vale a pena conferir seja para beber alguma coisa ou para jantar. Telefone: 04 3998888.

Salão principal do Buddha Bar.


INFORMAÇÕES IMPORTANTES
.
Idioma: o oficial é o árabe, mas o inglês é falado por todos.

Documentos: além do passaporte é preciso obter um visto que pode ser conseguido através do próprio hotel onde você ficará hospedado. Se você quiser conhecer algum outro lugar por perto e for sair do país, não esqueça de pedir um visto com dupla entrada. Eles são bem chatos com isso.

Moeda: é o dirham, R$ 1 vale 2,09 dirhams.
.
Fuso horário: 7 horas à frente do horário de Brasília (no mês de maio).

Como circular pela cidade: para se achar em Dubai, da primeira vez em que se vai à cidade o ônibus vermelho “The Big Bus Company” é boa alternativa. Dá direito a percorrer duas rotas, uma azul (que para em todos so shoppings da cidade) e outra vermelha (que circula pela região mais antiga e interessante da cidade), visitar o Museu de Dubai e fazer um passeio de barco de uma hora pelo Creek, braço de água do mar que corta a cidade em duas partes. Para quem já conhece a cidade alugar um carro é ótima opção. Para quem não se garante na direção fora de casa, os taxis são ótimos e com bom preço.
.
Melhor época: é o inverno, especialmente de dezembro à fevereiro, quando as temperatras estão mais amenas e a média diária fica em torno dos 20 graus. Mas, essa é a alta temporada e as tarifas dos hotéis ficam elevadas. Se quiser fugir desses períodos vá em março, abril, maio, setembro, outubro ou novembro. Os termômetros estarão marcando 30 graus, um pouco mais quente, no entanto os preços ficam mais convidativos. De maio à setembro o calor impera e a marca de 40 graus nos termômetros passa a ser uma constante. Haja ar condicionado!

CURIOSIDADE


Cabines com ar condicionado para esperar o ônibus sem derreter no calor do deserto, só mesmo em Dubai.
Assim é Dubai!

Compartilhe:

COMENTÁRIOS

  1. Claudia

    Este é um lugar do Mundo que todos tem muita curiosidade e você ajudou a satisfazer! obrigado!
    Adorei as fotos do alto do hotel Burj al Arab
    Parabéns
    bjs
    VS

    ResponderExcluir
  2. Cláudia,

    Sensacional!!! Você soube contar em suas sempre belas palavras a verdaderia essência de Dubai, do velho ao novo, do tradicional ao ultra-moderno! Além disso, as dicas gastronômicas estão bárbaras! Adorei mesmo!!!

    Foi ótimo encontrar vocês, vamos combinar mais vezes! :)

    Beijo grande!!

    ResponderExcluir
  3. Fê!!!!
    Fico feliz com seu comentário. Afinal, não poderia partir de alguém mais preparado para falar sobre Dubai..hehe
    Vamos nos encontrar em breve, com certeza!
    Bjs Claudia

    ResponderExcluir
  4. Claúdia, que luxo !!
    Fantastico texto e excelentes fotos !! Dubai é um destino que desejamos ir!! E suas informações estão completissimas, muito bom !!
    Bjs
    Ellen & Antonio
    Ah!! Que show esse encontro com a Fê !!

    ResponderExcluir
  5. Oi casal!
    Adorei conhecer a Fê. Ela é um amor. Com a ajuda de quem está morando na cidade, tudo fica mais fácil, né?
    Dubai é muito bacana. Vale a viagem. Já fui duas vezes e adorei.
    Bjs
    Claudia

    ResponderExcluir
  6. Ola! Ótimo blog! Já adicionei nos meus favoritos e nos do Brasil com Z! www.brasilcomz.wordpress.com

    ResponderExcluir
  7. Claudia!

    Parabens!! Esses dois Posts sobre Doha e Dubai ficaram muito legais!! Um Dia espero poder conhecer tb!!

    Ps: Mudei o nome do meu Blog (Uniquely Singapore) depois que sai de Cingapura, para Mauoscar.

    Grande Abraço
    Oscar

    ResponderExcluir
  8. Oi Oscar.
    Já mudei o nome do seu blog na minha lista de favoritos.
    Vou para Cingapura em agosto. Depois vou dar uma passada com calma no seu blog para ver as dicas de quem conhece.
    Bj
    Claudia

    ResponderExcluir
  9. Menina... que é do mundo! Por onde tudo você anda? Realmente, Dubai é uma extravagância. Parabéns pelo post perfeito. Beijo

    ResponderExcluir
  10. Ilaine querida!
    Saudade de você.
    Bj
    Claudia

    ResponderExcluir
  11. Claudia, você sem dúvida tem um dos melhores blogs de viagem que já vi!!!! Completíssimo, cheio de informações relevantes com um toque pessoal inteligente e perspicaz! Adoro passar por aqui e ler sobre essas cidades que quero muito conhecer algum dia! E você já esteve em Dubai duas vezes, que delícia! Realmente a cada vez que agente viaja, percebe coisas diferentes! Uma viagem nunca é igual a outra! Beijos e parabéns pelo relato tao detalhado!

    ResponderExcluir
  12. Claudia!

    Realmente o Dubai é um mundo á parte...pelo menos para mim...
    Gostei das cabines com ar condicionado...muito úteis para quem não aguenta o excesso de calor como eu!
    Adorei a sua foto com a Fê...estão lindas as duas!!
    Num próximo encontro eu também quero ficar na foto...hehe

    Beijo grande

    ResponderExcluir
  13. Margarida.
    Foi muito legal encontrar com a Fê. Quem sabe não te encontro na Itália?
    Bj
    Claudia

    ResponderExcluir
  14. Katia.
    Adorei os elogios! Uau! Volte sempre para viajar comigo.
    Bjs
    Claudia

    ResponderExcluir
  15. EI garota dos lindos cabelos!

    Caprichou nas fotos dessa viagem heim!!! adorei, tem uma foto que parece até o palácio das mil e uma noites!!!!

    aguardo as fotos da próxima viagem!

    bjs
    Marcia Cabral

    ResponderExcluir
  16. Que Legal Cláudia que voce esta indo para Cingapura, se voce precisar de alguma coisa ou dica do que fazer lá so entra em contato comigo!!
    Vc vai adorar Cingapura!! Vai visitar outros lugares na Regiao??

    Abraço

    Oscar

    ResponderExcluir
  17. Bem, Oscar, ainda não programei exatamente o que farei por lá. Mas, provavelmente Bali estará no roteiro.
    Vou querer dicas suas, sim!
    Abs
    Claudia

    ResponderExcluir
  18. Adorei a matéria! Aproveito e indico a Pousada Estalagem Don Pablo em Bombinhas- SC! Eu recomento! www.pousadaestalahgemdonpablo.com.br

    ResponderExcluir
  19. Parabéns pelo post. Alis, pelo Blog inteiro, estou lendo tudo. Um dia vou em Dubai, do jeito que eu sou doido por prédio...

    ResponderExcluir
  20. Claudia
    Estou pasma! Se vc nao dissesse, e nao comprovasse com fotos, eu jamais iria imaginar que tem uma parte antiga e tradicional em Dubai!
    Muito legal ver esse outro lado! E mais legal ainda foi ver vc e a Fe juntas!
    Quando vcs vem pra Italia?
    Bjs

    ResponderExcluir
  21. Ei Luisa! Vou dia 12 de junho para a Itália. Onde vc mora? Em Milão? Vou direto para Firenze. Vou dar um giro de uma semana pela Toscana. Quem sabe não conseguimos nos encontrar? Eu adoraria.
    Bj
    Claudia

    ResponderExcluir
  22. Oi Claudia,
    Mas vc vem justo na semana em que eu completo um ano de casada! :(
    E, para comemorar, nada melhor do que uma viagem... Nao vou estar em casa... Uma pena!
    Bjs

    ResponderExcluir
  23. Ah, Luisa! Uma pena que a data seja coincidente. Mas, muito bom completar uma ano de casada. E, comemorar em grande estilo é perfeito.
    Haverá uma próxima oportunidade para nos encontrarmos com certeza. Afinal, Itália é um destino delicioso. Meu marido morou aí 3 anos e temos muitos amigos italianos.
    Aproveite sua viagem.
    Bj
    Claudia

    ResponderExcluir
  24. Oi Cláudia,
    Acabo de descobrir seu blog e adorei! Parabéns! Super completo e bem escrito. Vou listar você no meu blog http://paixaoporviagens.blogspot.com/. Quando tiver um tempinho, dê uma passada por lá. beijo, Renata

    ResponderExcluir
  25. Renata! Passei pelo seu blog e vi que adora viajar como eu!
    Boa viagem no final do ano. Espero ter ajudado na inspiração de sua escolha.
    Bj
    Claudia

    ResponderExcluir
  26. Claudia, fico encantada com a riqueza de detalhes dos seus posts. Se um dia eu for à Dubai (espero que sim!!!!), acho que não tem lugar melhor pra pesquisar tudo sobre a viagem!!!!! E você conheceu a Fê, ela é uma amor!!! Comecei a visitar o blog dela e me encantei! Adoraria conhecê-la pessoalmente também!!!! Mil beijos e parabéns! Você deveria publicar um guia de viagens, eu compraria e estaria presente na noite de autógrafos!!!!! Bjs!

    ResponderExcluir
  27. Katia!
    Dubai é super interessante, pois tem um lado antigo que faz um contraste incrível que a modernidade total. Além disso, temos a sorte de contar com a Fê para dar uma ajuda. Obrigada pelos elogios.
    Um beijo.
    Claudia

    ResponderExcluir
  28. Com vc contando, Dubai fica o paraíso na terra!!!
    Tipo assim o melhor lugar de todos :+)
    Amei tds as fotos e lugares...
    Milhares de kisses,
    KK

    ResponderExcluir
  29. Maravilhoso post! Que riqueza de detalhes e fotos lindas! E que beleza de encontro de viajantes, nao? Adorei ;)

    ResponderExcluir
  30. Oi Mari! Que Bom receber usa visita. O blog faz a gente conhecer pessoas incriveis no mundo todo . Isso eh muito bacana. Ña semana pasada estive em Cingapura e quem me deu as dicas foi o Oscar do blog www.mauoscar.com
    Ágora estou fora do Brasil, mas assim que voltar vou retribuir sua visita.
    Bj
    Claudia

    ResponderExcluir
  31. querida, seu blog é maravilhoso...gostaria de saber como chegar a Dubai através de uma agencia brasileira confiável? uma empresa que nos coloque em Dubai, auxiliando em tudo? obrigado

    ResponderExcluir
  32. Para ir à Dubai não precisa o intermédio de uma agência. Basta comprar o bilhete SP- Dubai direto e escolher o hotel pela internet. A cidade é fácil e muito cosmopolita. Não tem nenhum perigo.Mas, em viagens mais complicadas costumo usar a Tamoyo Turismo www.tamoyo.com.br
    Boa sorte.
    Obrigada pela visita.

    ResponderExcluir
  33. Claudia,

    Adorei seu blog! Estou indo para Australia com um stop de 3 dias em Dubai. Gostaria de umas dicas para uma viagem tao curta!!

    Bjs!

    Tami

    ResponderExcluir
  34. Tamy,
    Três dias não é pouco para Dubai. Da primeira vez que fui até lá fiquei três dias e vi muita coisa. Da segunda fiquei uma semana e entrei muito mais a fundo no espírito da cidade. Mas, em três dias para rodar pela cidade toda. Recomendo começar pela parte antiga da cidade que é mais interessante e depois circular pelos shoppings no tempo que sobrar. Na parte antiga vale circular pela região de Bastakia, ir ao Museu de Dubai, ao Gold Souk e ao Spice Souk. Não vale a pena visitar a antiga casa do Sheik com pouco tempo. Atravessar o creek (braço de mar que corta a cidade) com o povo é bacana.
    Quanto aos shoppings o mais novo e maior é o Dubai Mall. Também vale ir ao Emirates Mall que tem a pista de esqui.
    Isso já é bastante.
    Boa viagem
    Claudia

    ResponderExcluir
  35. fantastico, fantastico, parabens pelo blog.
    Estou indo em Breve para Dubai,
    voce sabe me informar qual lugar mais em conta para comprar colares de ouro? muito obrigado.
    paulo fonseca
    fonseca456@gmail.com

    ResponderExcluir
  36. Xi, Paulo.
    Aí você me pegou. Não sou a pessoa mais indicada para te responder sobre ouro. Dizem que em Dubai as peças são vendidas pelo peso e que eles são confiáveis. Acho melhor você perguntar para a Fê Costta do blog Viaggio Mondo. Ela mora em Dubai e talvez possa te orientar melhor.
    Boa sorte.
    Claudia

    ResponderExcluir
  37. Ola Claudia,

    Fantastico o seu blog. Agora nao te perderei de vista. Os comentarios sao super ricos e as fotos espetaculares. Que camera usa?
    Agora em julho estamos nos mudando do Chile para Doha. Quanta mudanca, nao? Estamos apostando em adaptacao e muito aprendizado.
    Estou querendo trocar alguns moveis, sabe se vale a pena faze-lo por ai mesmo? Se encontra coisas modernas e de qualidade? O que poderia acrescentar de sua vivencia?
    Muito obrigada e continue nos proporcionando viajar com seus relatos.
    Mil beijos,
    Ana Luzia

    ResponderExcluir
  38. Bom dia Ana Luzia!
    Quanta mudança. Mas, é muito bom passar por novas experiências.
    O mundo árabe é totalmente diferente do que vivemos aqui na América do Sul e muito interessante.
    Quanto às fotos, obrigada pelo elogio. Atualmente, tenho usado uma camera Canon G12. Ela é pequena, fácil de carregar e tem ótimos recursos.
    Aproveite sua mudança e volte aqui para contar como está sendo.
    Bj
    Claudia

    ResponderExcluir
  39. Parabéns pelo seu blog. Gostei muito das dicas e das informações que você disponibiliza. Vou seguir o seu blog se não se importar e deixo aqui o link do meu para uma posterior visitar
    www.viajarnomundo.blogspot.com

    ResponderExcluir
  40. Lidia!
    Tentei retribuir a visita, mas sua página está sem nenhum conteúdo. Depois, vou tentar passar por lá outra vez.
    Um beijo.
    Claudia

    ResponderExcluir
  41. Olá Cláudia! Parabéns pelo blog que é sensacional e, desde ja, agradeço pela sua disposição em dividir a sua experiência com a gente!
    Ficarei 5 dias em Dubai e sinceramente, com tantas coisas bacanas, nem sei por onde começar... Cláudia, se puder responder, eu gostaria de saber sobre as refeições... Eu e minha família não somos chegados a uma aventura gastronômica, sabe? É possível encontrar cantinas ou refeições semelhantes a nossa? Mais uma vez, agradeço!

    ResponderExcluir
  42. oi ad
    orei tudo muito linndo eu tive um namoro virtual com um rapaz indiano que mora em dubai eu tenho muita vontade de conhecer dubai mais dinheiro ta dificio beijos

    ResponderExcluir
  43. OLAAA, GOSTARIA DE SABER MAIS INFORMACOES SOBRE ESSA NOITE DAS ARABIAS COM JANTAR E TUDO MAIS QUE VC SUGERIU AO INVES DO PASSEIO NO DESERTO NOS JIPES. ESTOU INDO DIA 22 DE JANEIRO E AMEIIIII SEU BLOG. COM CTZZ FOI DE GRANDE VALIA SUAS DICAS!!!! DESDE JA MUITISSIMO OBRIGADA!!

    ResponderExcluir
  44. GOstaria de ter mais informacoes sobre essauma festa tipicamente árabe na praia. Mais de mil pessoas sentadas em almofadões coloridos distribuídos sobre tapetes persas, jantando à luz de velas. O cardápio incluía carneiro, lagosta, camarões e todos aqueles pratos típicos dos emirados. Mulheres sentadas no chão faziam o pão exatamente nos moldes tradicionais do deserto. como posso fazer esse passeio/jantar?

    ResponderExcluir
  45. Fleury,
    Essa vou ficar te devendo... Pois, a festa era particular. Não é para turistas.... Tive o prazer e a sorte de experimentar uma festa super tradicional em Dubai.
    Mas, nos passeios pelo deserto têm jantares, claro que não tão exuberantes como esse em que fui, porém parecidos.
    É isso.
    Claudia

    ResponderExcluir
  46. Amei seu blog, estou mudando para Dubai em 3 meses e estou pesquisando sobre a cidade, achei muito legal e útil seu post, Obrigadaaaa:D

    ResponderExcluir
  47. Fiquei muito interessada no jantar árabe na praia. Voce disse que foi convidada, mas sabe me dizer se é possível participar como pagante? Onde consigo informações?
    Obrigada
    Claudia Malotti

    ResponderExcluir
  48. Claudia,

    Foi uma festa privada. Se você conhecer alguém no país talvez consiga ser convidada para uma festa desse tipo. Não foi um evento pago, mas um convite particular. Super interessante.

    Bj

    ResponderExcluir
  49. Vou finalmente conhecer Dubai daqui alguns dias!!!
    Vim aqui conferir suas dicas

    Bjs

    ResponderExcluir
  50. Que bom!

    Espero que gostem. Já fui várias vezes. Na primeira vez em que lá estive levei um susto com os excessos. Depois, fui ficando mais acostumada com a opulência extravagante e passei a curtir muito a cidade. Hoje, adoro dar uma paradinha de alguns dias rumo à Ásia. Vocês vão encontrar com a Fê? Aproveitem muito!

    Beijos

    ResponderExcluir
  51. Ola Claudia,
    Adorei seu relato! Me ajudou muito! Pretendo ir em janeiro (embora seja mais caro), mas não tenho outra opção! Quantos dias você acha razoavel para conhecer Dubai e Abu Dhabi? Obrigada, Fatima

    ResponderExcluir
  52. Fatima,

    No mínimo quatro dias. Mas, acho uma semana perfeito. Se quiser dormir em Abu Dhabi talvez 10 dias. Eu só fiz um bate-e-volta para Abu Dhabi, pois é perto. De carro se chega em 1 hora e meia. Outra coisa bacana é dormir um dia num dos hotéis do deserto.

    Boa viagem! Aproveita bastante.

    ResponderExcluir
  53. Oi Claudia, tudo bem. Adorei o seu post sobre Dubai. Em abril e maio eu e uma amiga vamos ao Japão e a China e planejamos passar 4 dias em Dubai na volta.Gostaria de uma dica de passeios. Além disso, é realmente necessário ter um guia?

    Grata
    Maria Angelica

    ResponderExcluir
  54. Angelica,

    Já fui várias vezes para Dubai e nunca usei guia. Dá para fazer tudo sozinha sem problema. Taxis são acessíveis e se vocês quiserem dar uma circulada geral pela cidade, Dubai tem aqueles ônibus turístcos que circulam em duas rotas. É prático, barato e funciona bem para uma primeira investida num lugar novo. Foi assim que comecei a explorar Dubai.

    Não deixe de conhecer a parte antiga da cidade, que foi onde tudo começou e continua parecendo uma cidade cenográfica. É o que acho mais incrível em Dubai. E, abuse dos bons restaurantes. Os melhores chefs do mundo têm casas lá.

    Se sobrar tempo faça um passeio pelo deserto.

    Bj e boa viagem.

    ResponderExcluir
  55. Oi Claudia seu blog é fantástico. Parabéns!

    Irei para Dubai no fim de ano agora, gostaria de algumas sugestões suas, são elas:

    Alguma sugestão de local para passar o Reveillon?

    Você acha que 5 dias inteiros em Dubai e 2 em Abu Dhabi são suficientes?

    Qual sua opinião sobre alugar um veículo por lá?

    Gostaria de conhecer mais algum país próximo, estou muito inclinado por Qatar, especificamente em Doha, mas andei lendo sobre o Kuwait e surgiu certo interesse. O que você recomenda?

    Desde já agradeço e mais uma vez parabéns pelo Blog, ele é excelente.

    Fernando

    ResponderExcluir
  56. Oi Fernando,

    Uma semana em Dubai e Abu Dhabi é legal. Nunca passei reveillon por lá. Alugar um carro é ótimo para ir de Dubai à Abu Dhabi e para circular pela cidade que é bem fácil.

    Quanto a visitar outro país Qatar é interessante, já o Kwait não conheço. Tenho um amigo que morou lá e fala bem do país.

    Espero ter ajudado.

    Boa viagem.

    ResponderExcluir
  57. Boa tarde, gostaria de saber a média de valor gasto em passeios, restaurantes, transportes locais? Conhece algum hotel bom e com custo médio ? Obrigado

    ResponderExcluir
  58. André,

    Falar sobre valor a ser gasto em uma viagem é difícil. Cada um escolhe hotéis, passeios e restaurantes conforme sua possibilidade. Por isso, não tenho como te dar uma referência.

    Os hotéis que indico são os que conheço e estão citados nos textos sobre Dubai.

    Boa viagem.

    ResponderExcluir
  59. OI Claudia,

    Adorei tudo que você escreveu sobre Dubai, agora preciso da dica matadora, como ir à festa típica na praia?
    Bjo

    ResponderExcluir
  60. Oi Claudia... parabéns pelos relatos, super bem escritos. Gostaria de dicas para lugares imperdiveis para 1 dia em Dubai. é possivel ? estarei voltando da tailandia... desde ja obrigada... abraços

    ResponderExcluir
  61. Oi Claudia... parabéns pelos relatos, super bem escritos. Gostaria de dicas para lugares imperdiveis para 1 dia em Dubai. é possivel ? estarei voltando da tailandia... desde ja obrigada... abraços

    ResponderExcluir
  62. Ola Claudia! parabens pelos relatos, muito bem escritos! gostaria te consultar sobre o que fazer em 1 dia em Dubai.... estarei voltando da Tailandia. Obrigada desde ja, abraços

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. OI Jessica,

      POr favor entre em contato comigo pelo e-mail claudia@viajarpelomundo.com

      Fico aguardando.

      Bj

      Excluir

Deixe seu comentário. Obrigada!