TETIAROA, UMA ILHA CHAMADA DESEJO


Definitivamente, Tetiaroa foi a ilha mais marcante da Polinésia Francesa. Por dois motivos. Além de ter uma beleza natural inacreditável foi o lugar que escolhemos para casar. Totalmente mágico!

Enfim, casados!

Tetiaroa é um pedacinho do paraíso no arquipélago das Ilhas da Sociedade, no Tahiti.  É um daqueles lugares que as palavras não têm força suficiente para descrever. Imagina um atol cercado por uma barreira de corais, formado por uma dúzia de ilhotas com praias de areia branca, muitos coqueiros, aquele mar em vários tons de azul com uma água inacreditavelmente cristalina e povoado por uma fauna marinha espetacular. É um sonho. Objeto de desejo!

Tetiaroa.

O PODEROSO CHEFÃO SABIA DAS COISAS!

A ilha foi o refúgio secreto de Marlon Brando por mais de 30 anos, desde que ele filmou "O Grande Motim", na década de 60. O ator se apaixonou não só pela ilha como também pela taitiana Tarita Teriipaia com quem se casou. Eles tiveram dois filhos e um relacionamento pra lá de turbulento que durou 43 anos. Brando comprou a ilha em 1966 e se mudou para lá onde era visto desfilando com frequência em seu pareô. O cara sabia das coisas! A ilha é realmente paradisíaca. 

Tetiaroa é um atol singular nas Ilhas da Sociedade.

Em 1970 Marlon Brando contratou um arquiteto americano para construir uma casa em Tetiaroa, que não agredisse o meio ambiente. Sempre teve uma grande preocupação com a preservação da natureza. Infelizmente, em 1983 um furacão devastou a ilha e destruiu grande parte das construções que havia. 

Alguns anos depois, na década de 90, ele teve problemas financeiros e voltou a atuar em cinema. Nessa época começou a idealizar o projeto de um resort para construir na ilha. Infelizmente, não chegou a ver seu projeto finalizado. Faleceu em 2004 e suas cinzas foram jogadas na ilha onde ele viveu grande parte de sua vida. Foi então que sua ex-mulher, a atriz Tarita, resolveu escrever o livro "Marlon, My Love, My Suffering" revelando ao mundo, detalhes desse amor "hollywoodiano" que teve Tetiaroa como palco.

Reduto de Marlon Brando.

Conforme o sonho de Marlon Brando, em 2014, dez anos depois de sua partida, o luxuoso eco-resort foi inaugurado. O nome não poderia ser outro: The Brando. Como o atol ainda pertence aos herdeiros da família a condição para a construção do hotel era a de que fosse o mais ecológico possível. E assim foi. Os dedos do ator seguem apontando a direção.

 Meu super bangalô.

Para você ter uma ideia de como o projeto do hotel é bacana, imagina que o sistema de refrigeração, idealizado pelo próprio Marlon Brando, utiliza a água gelada do fundo do mar e o sistema de aquecimento aproveita a energia solar. Incrível! Outro projeto interessante desenvolvido na ilha é uma experiência feita por cientistas que ali moram e trabalham para erradicar mosquitos transmissores de doenças, com tecnologia muito simples, sem usar pesticidas nem engenharia genética. O objetivo é a esterelização dos mosquitos machos. Os funcionários da ilha falam sobre o projeto com muito entusiasmo. E eles vem conseguindo excelentes resultados. Realmente, quase não vi mosquitos em Tetiaroa.

A ilha é realmente um paraíso secreto

VOANDO PARA TETIAROA

Esse cantinho do mundo não tem como ser mais exclusivo. A começar pelo acesso à ilha. Um pequeno avião de oito lugares da Air Tetiaroa faz um voo panorâmico belíssimo de 15 minutos a partir de Papeete, saindo de um terminal exclusivo do aeroporto internacional de Faa'a, que não poderia ser mais luxuoso. É um voo que percorre apenas 57 quilômetros de muitos suspiros! Inesquecível.

Avião da Air Tetiaroa sobrevoando o atol.


EIS A CHEGADA TRIUNFAL

De repente você avista uma "mini" pista de pouso pela janela do avião, localizada em uma das ilhotas do atol. O avião aponta para lá e em alguns instantes os hóspedes são recebidos com uma tradicional apresentação de ukulele da Polinésia, com música e dança local, além de toalhas geladas, um colar de flores e muita gentileza. 


Pista de pouso da ilha Tetiaroa.


Finalmente, a chegada ao tão esperado The Brando!


Depois da calorosa recepção, (calorosa mesmo! Pois além de nos sentirmos muito bem recebidos, chegamos num dia lindo ensolarado, delicioso!) um carrinho de golfe movido a energia solar se encarrega de levar os hóspedes aos bangalôs, onde os detalhes são todos pensados nos mínimos detalhes, da decoração aos mimos. É de cair o queixo. E nesse ponto já estávamos absolutamente seduzidos pelo feitiço de Tetiaroa, no espetacular The Brando.

The Brando!

MEGA BANGALÔS

São apenas 35 bangalôs super elegantes, com conceito rústico-chique, totalmente integrados ao ambiente natural. Trinta deles tem apenas um quarto, há outros 4 com dois quartos e apenas 1 com três quartos para famílias maiores.

Chegada no paraíso com carinho total.

Ao colocar os pés no nosso bangalô de um quarto e quase cem metros quadrados (maravilhoso!!!!) fomos recebidos com frutas, macarrons, bolos, café expresso, flores, vinho, champagne, um mini bar muito bem equipado e um IPad indicando as condições climáticas do dia e a programação oferecida pelo hotel. Sensação de estar em casa. 


Um lugar para chamar de "meu", em Tetiaroa.


Acordamos por quase uma semana num quarto lindo, com um janelão de vidro de frente para o mar e tendo muito sol para alegrar a alma. Os bangalôs são enormes. Têm duas salas muito aconchegantes, quarto delicioso, closet amplo e banheiro todo envidraçado. Do lado de fora, um deck com piscina, gazebo para fazer as refeições (caso não queira ir até os restaurantes), banheira de hidromassagem a céu aberto para curtir as estrelas e praia privativa. Já deu para sentir o super astral. Precisa mais alguma coisa?


 Salas do "nosso" bangalô 210 do hotel The Brando e um wi-fi que funciona super bem. 
(Uma raridade no Tahiti).

Banheiro integrado à natureza.


E hidromassagem para relaxar!


Sabe um daqueles lugares que faz você sorrir de orelha a orelha sem parar? O The Brando é assim. Foi o resort mais marcante da nossa viagem ao Tahiti. Tanto que escolhemos casar no The Brando. E foi perfeito. Uma lua-de-mel inesquecível!

 Nosso infinito particular.

VAI DE BIKE

Para andar pela ilha, o hotel oferece bicicletas aos hóspedes. Mais simpático impossível. As "bikes" ficam a disposição na porta do bangalô. É só subir e pedalar. Já ajuda a sair da inércia, pois o lugar realmente convida ao "dolce far niente".

 Cada bangalô tem suas bicicletas.

PRO DIA NASCER FELIZ!

O hotel funciona em sistema all inclusive. Para começar o dia, o café da manhã é servido de frente para o mar, no Beachcomber Café (que também atende no almoço). Um espetáculo! Uma maneira especial de dar o "start". 

 Um super café da manhã! E a vista....

NA HORA DA FOME

Para almoçar, jantar ou tomar um drink, o resort oferece dois restaurantes com cozinha da polinésia (Beachcomber e Les Mutinés) e dois bares super simpáticos (Te Manu e o Bob's Bar). O cardápio do restaurante principal, o Les Mutinés é assinado por Guy Martin, chef francês badalado, com duas estrelas Michelin no Le Grand Véfour, em Paris. O bolo do nosso casamento foi feito pela equipe de Guy Martin e além de lindo, estava delicioso! Muitos dos vegetais e legumes servidos são plantados na própria ilha. Os peixes são fresquíssimos e vem das redondezas. 

Restaurante Les Mutinés

Que tal almoçar com esse visual? 

E depois sentar sem pressa para curtir a tarde numa sombra como essa.

PÉROLAS NEGRAS

O hotel tem duas lojas para os hóspedes. Uma delas com roupas, peças de banho e tudo aquilo que você pode precisar durante a viagem. A outra - Hinerava - vende as tradicionais peças feitas com pérolas negras tahitianas. Tem joias lindas. 

Hinerava

UMA MASSAGEM PARA RELAXAR

Para terminar o dia, a ordem é fazer uma bela massagem. Quem não gosta? O spa Varua Te Ora é puro charme. Fica numa área reservada do atol, muito arborizada e de frente para um lago repleto de plantas aquáticas. Ao anoitecer, os caminhos de madeira que conduzem aos "ninhos de massagem" ganham iluminação discreta e astral mágico. Imperdível!

Spa Varua Te Ora.

As salas de massagem do spa parecem "ninhos". Mais aconchegante impossível!

ACHEI O PARAÍSO NA TERRA!

Acordar sem o despertador tocar num lugar que parece sonho. Tomar o café da manhã na hora que der vontade, sem nenhuma pressa. Depois dar uma caminhada pela praia, um mergulho nos corais intocados, relaxar na "sua" piscina privativa ou na área comum do hotel que também é muito reservada. Andar de caiaque ou stand up paddle nas lagoas cristalinas do atol. Visitar de barco alguma ilhota e admirar as tartarugas, os tubarões, os peixinhos coloridos, as arraias e os pássaros que aparecerem pelo caminho. Almoçar somente com sua cara metade numa ilha perdida no Pacífico. Dar um pulo no spa. Ver o sol se pôr. Jantar num super restaurante francês. Namorar muito. Ler um bom livro. Ouvir boa música (nossa trilha sonora no Tahiti foi Anavitória). E começar tudo de novo!!!! E de novo.... E de novo...

Curtir cada cantinho desse atol inesquecível.

Aceitar o convite do mar azul para um passeio

Descubrir os segredos do fundo do mar.

Curtir as cores do pôr do sol.


PARTIR COM A FORÇA DE MANA

Essa viagem foi uma das mais marcantes da nossa vida! Ficamos enfeitiçados! Fomos abraçados com força pelo MANA que emana daquele paraíso. A cultura polinésia denomina de MANA a magia que emana da força da natureza, da qual são feitos todos os seres e todos as coisas da vida. Uma vez tocados por essa energia, ao partir, levamos um pouco da alma polinésia no nosso coração. E assim nos despedimos desse lugar intenso, suave, acolhedor e inesquecível levando a certeza de que queremos voltar! 

Compartilhe:

COMENTÁRIOS

  1. incrivel o lugar ! realmente dá vontade de conhecer pelo excelente relato de sua experiencia que "dá agua na boca " obrigado por nos inspirar para nossas viagens

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Newtinho,

      Esse é um cantinho muito especial do mundo.

      Vivemos dias memoráveis.

      Fico feliz que tenha conseguido transmitir um pouco da nossa energia e que tenha conseguido inspirar.

      Ótimas viagens!

      Excluir
  2. Respostas
    1. Obrigada!!!!

      Viagem sensacional. O Tahiti é um escândalo de lindo. E, o hotel The Brando é o que há de mais exclusivo por lá.

      Ótimo domingo e muitas viagens!!!!

      Excluir
  3. Assim todos querem casar também!!!!
    Lindo!
    Parabéns à noiva@!!
    VS

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Verdade. Casar no paraíso é perfeito.
      Obrigada pela visita, VS.

      Excluir
  4. Claudia, você conseguiu descrever o indescritível! Parabéns pelo post, fotos lindas! Adorei!!!

    ResponderExcluir
  5. Claudia,

    Antes mesmo de embarcar eu sabia que as fotos que você traria do Tahiti seriam "embasbacantes". Que lugar!

    Quando dizemos que o Tahiti é mágico, espero que as pessoas acreditem.

    Tetiaroa é maravilhosa e o The Brando deu um upgrade nela. É tudo perfeito. Um hotel de luxo mas despretensioso. Lugar onde quase não se vê os outros hóspedes, isolado, com serviço impecável e vistas de tirar o fôlego.

    Dá para passar uma porção de dias por lá, não dá?

    Para mim a Polinésia Francesa é o botão OFF, onde me transporto a uma outra vibração.

    Adorei acompanhar pelo IG tua bela viagem por aquelas ilhas paradisíacas que amo tanto, com direito à cerimônia de casamento e dias de encantamento.

    Que você possa voltar muitas e muitas vezes e reviver os dias ensolarados e mágicos que teve por lá.

    Beijos,

    Andressa
    www.tahitiehaqui.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Andressa,

      De Tahiti você é expert. Sabe tudo!!!! Sabe o quanto a Polinésia Francesa é mágica. O The Brando, em Tetiaroa foi uma super experiência. Amei cada minuto e trago lembranças especiais.

      Um beijo

      Excluir

Deixe seu comentário. Obrigada!