E QUANDO UM ROBÔ BATE À SUA PORTA... NUM HOTEL DO VALE DO SILÍCIO, EM CUPERTINO?

  
Lembro com saudade do meu primeiro PC. Não faz muito tempo. Década de 90. Era pesado. Complicado de manusear. Para cada comando eu precisava digitar um código gigantesco que ficava anotado num caderninho. Deixou boas lembranças numa fase importante da minha vida. Depois desse “start”, a revolução tecnológica passou a fazer parte do nosso dia-a-dia. Novidades insistem em quebrar nossos paradigmas na velocidade da luz. Todos os dias nos deparamos com surpresas.

A última delas vivi no Hotel Aloft, na cidade de Cupertino, no Vale do Silício onde fiquei hospedada enquanto meu marido fazia um curso espetacular na Singularity University, focado exatamente em inovações tecnológicas.

Hotel Aloft Cupertino. (Foto divulgação)

O Aloft Cupertino fica no quarteirão do quartel general da Apple. Não foge do que se espera de um hotel executivo localizado na região americana considerada berço de tantas empresas como Apple, HP, IBM... É confortável, moderno, tem quartos amplos com Apple TV, wifi que é um foguete, iluminação discreta, boa academia e serviço eficiente. Opa! Mas, é exatamente no quesito serviço de quarto que vem a surpresa. A.L.O. Botlr, um adorável robô de 90 centímetros de altura e 45 quilos que foi “contratado” exatamente com esse fim, para ser um mordomo.

A.L.O. Botlr, o mordomo.

Ao solicitar uma “toalha extra” pelo telefone adivinha quem veio trazer? O robô! Pasmem. Vocês não imaginam minha reação quando vi aquela figura simpática me chamando na porta, acendendo luzinhas e emitindo sons. Fiquei ao mesmo tempo perplexa e apaixonada. Os robôs são muito carismáticos. Nos conquistam de cara e são realmente eficientes. Todo serviço de entrega nos quartos é feito pelo robô. Me senti num filme da Família Jetsons.

Funciona assim. O concierge, ao receber uma solicitação de algum quarto, programa o robô, que tem wifi e conexão 4G, para fazer a entrega. Ele sai do lobby sozinho, chama o elevador, aciona o andar em que deseja descer, anda pelo corredor sem tocar em nada, desvia do que houver pelo caminho e ao chegar à porta toca o telefone do quarto pedindo para você abrir. Quando você chega, ele abre automaticamente uma tampa superior e deixa à mostra seu pedido. Ao retirar o objeto solicitado, ele agradece, pede para você avaliar o serviço clicando numa tela touchscreen, diz “goodbye” e volta para o elevador. Se estiver vazio, ele entra, caso contrário ele espera por outro elevador e desce até seu ponto de recarga no lobby. Não é demais?

Assista o vídeo aqui ou clique nesse link do Youtube

O robô é um sucesso. Na semana de moda de Los Angeles 2017, foi passear por lá e virou uma estrela. É pura simpatia!

Esses robôs são produzidos pela startup americana Savioke apoiada pela Google Ventures. Eles têm um contrato de exclusividade com a Starwood, a empresa que controla a marca Aloft desde 2014. Mas, em breve isso vai mudar. A empresa já está se programando para distribuir seus mordomos por outros cantos.

Quanto a Cupertino, a cidade é bem recente. Nasceu em 1955 para sediar mais de 60 empresas de alta tecnologia. A maioria das instalações é usada para gerenciar e planejar novos produtos. A produção local é mínima. Recentemente, foi escolhida pela revista Money como “uma das melhores pequenas cidades norte-americanas para se viver”, ocupando a 270 posição nos Estados Unidos e a 20 na Califórnia. O que mais impressiona é a quantidade de chineses e indianos que moram na cidade trabalhando para as empresas de tecnologia. A área ao redor da Santana Row, no caminho entre Cupertino e San Jose, tem excelentes restaurantes e lojas, além daqueles carrões de sonho!

Quer saber? Vale muito a pena dar uma passadinha na meca do desenvolvimento tecnológico para conhecer Cupertino e Palo Alto. O Vale do Silício é pura fonte de inspiração para a nova Economia Exponencial com muitas ideias disruptivas.

Compartilhe:

Comentários

0 comentários:

Postar um comentário

Deixe seu comentário. Obrigada!