ENFIM KO PHI PHI


Definitivamente, a culpa é dele. Quem mandou Leonardo de Caprio escolher aquele pedacinho de paraíso para filmar "A Praia"? Ele espalhou o segredo. Ko Phi Phi virou celebridade e agora sofre com a fama. O que era idílico e sereno no sul da Tailândia há 14 anos, agora é disputado palmo a palmo por centenas de turistas.


Praia de Laem Tong onde fica a Sea Gypsy Village, a região mais sossegada de Ko Phi Phi.

São raros os lugares onde você ainda consegue ficar sossegado. É gente circulando por todo lado desde o amanhecer até o por do sol. Então, se decidir ir à Ko Phi Phi você já sabe que deve ser generoso e vai ter que dividir sua paz tranquilamente com pessoas dos quatro cantos do mundo ávidas por umas férias inesquecíveis.

Ataque turístico em Maya Beach, Ko Phi Phi. Não tem nem como sentar na areia. 
Quer saber o horário dessa foto? Oito e meia da manhã. A galera chega cedinho. 

UM PEDACINHO DO PARAÍSO

Tirando a multidão, Ko Phi Phi é tudo aquilo que a gente imagina. Uma ilha escandalosamente bonita. Na verdade, o que se chama de Ko Phi Phi é um arquipélago formado por seis ilhas. As duas ilhas maiores são as famosas Phi Phi Don e Phi Phi Leh e as outras quatro ilhotinhas menores são desabitadas: Mosquito, Bamboo e as Bidas (que são duas).

O arquipélago é cercado pelo mar mais transparente que existe, num degrade de tons azul-esverdeados que chega a ofuscar os olhos.

As ilhas têm imponentes falésias de pedra calcárea que fazem parte de um parque nacional desde 1983 e são área de proteção ambiental.

Mapa de Ko Phi Phi.

Ko Phi Phi é acessível apenas pelo mar, a partir de Phuket (48 quilômetros) ou Krabi (42 quilômetros). O trajeto pode ser feito de lancha rápida ou de ferry. A maioria das pessoas opta pelos ferries por serem muito mais em conta, apesar de demorarem o dobro do tempo. O ferry custa ao redor de 450 bahts (30 reais) e as lanchas entre 2.000 e 4.000 bahts.

Dá uma olhada no site: phiphi-ferry.com

Mapa da Tailândia. 

SUSTO NO MAR

Agora vou contar o aperto que passei. Optei por ir de lancha rápida oferecida pelo hotel Zeavola - onde fiquei hospedada por três dias em Ko Phi Phi - e me arrependi. Não pelo hotel, e sim pela lancha. Além do preço da lancha ser muito mais alto do que o ferry as lanchas são menores e o mar pode virar a qualquer instante por influência das monções. Foi o aconteceu! Saí de Phuket por volta das 14 horas numa tarde ensolarada com outras 10 pessoas que iam para o mesmo hotel. De repente, o tempo fechou. Uma tempestade pegou a lancha bem no meio do caminho. O marinheiro não conseguia ver um palmo à frente do nariz. Precisou ligar o GPS para se localizar. Tensão geral! Capas de chuva e toalhas foram distribuídas. A chuva era tão forte que entrava por todos os lados. As malas ficaram totalmente molhadas. Algumas famílias tinham crianças pequenas e os pais ficaram muito apreensivos. O clima pesou literalmente. Ondas enormes começaram a se formar ao redor do barco. Por sorte, dava para ver outras ilhas ao longe e havia muitos coletes salva-vidas debaixo dos bancos. Mas, o barco teve que ser desligado e ficou parado no mar embalado apenas pelas ondas até a chuva acalmar. Isso durou menos de meia hora, mas pareceu uma tarde inteira. Finalmente, o céu começou a limpar, a chuva diminuiu e a lancha retomou seu caminho guiada pelo GPS. Chegamos em Ko Phi Phi debaixo de chuva e um trator veio auxiliar no desembarque dos passageiros e das malas. Não foi nada tranquilo. Se estivéssemos num ferry de grande porte certamente o impacto da tempestade teria sido bem menor. Então, fica a dica. Ferry é melhor e mais barato do que lancha.

Tempestades são frequentes no sul da Tailândia e podem atrapalhar suas férias no paraíso. 

Passado o susto da viagem, o tempo abriu totalmente e tivemos dois dias lindos para explorar Ko Phi Phi.

Mosquito Island, em Ko Phi Phi.

CURTINDO KO PHI PHI

Mesmo tendo lido muito sobre esse destino antes da viagem tive certa dificuldade em entender o contexto enquanto não cheguei lá.

Pois bem, Ko Phi Phi fica exatamente no meio do caminho entre Phuket e Krabi como já falei acima. É acessível apenas de barco e muita gente opta por fazer apenas um bate-e-volta para conhecer a ilha. Nesse tipo de passeio, o roteiro tem como principal atração a praia onde foi rodado o filme de Leonardo di Caprio. Portanto, Maya Beach vive lotada. Depois, o barco circula pela ilha, dá mais uma ou duas paradas e volta para Phuket ou Krabi. Imagino o quanto seja cansativo, pois só para chegar em Ko Phi Phi são quase duas horas, mais outra hora para rodar a ilha. Ou seja, você vai passar mais tempo sacolejando numa lancha apertada do que curtindo o paraíso.


A famosa Maya Beach, em Ko Phi Phi.

Então, a melhor opção é ficar hospedado em Ko Phi Phi por alguns dias para desfrutar com calma desse cenário maravilhoso.

Phi Phi Don é onde estão concentrados os hotéis, restaurantes, bares e vilarejos. Tem um população pequena de 3500 habitantes. A maioria dos hotéis fica nas praias de Ton Sai e Lodalum. Para quem gosta de movimento esses são os lugares mais animados para ficar. E tudo é feito a pé. Não há carros na ilha. Apenas alguns tratores, poucas bicicletas e raras motos que andam pelas praias, pois não há ruas nem estradas na ilha. Só alguns caminhos pela areia ou de pedras.

 Lodalum Bay ao amanhecer..

Ton Sai é a praia de onde partem os ferries para Phuket e Krabi.

No entanto, se sua escolha é pelo sossego recomendo escolher a praia de Laem Tong. É afastada do centrinho da ilha. O acesso só pode ser feito de barco ou com longas caminhadas. Então, só circula por ali quem está hospedado na Sea Gypsy Village, onde há alguns hotéis e poucos restaurantes.

A tranquila praia de Laem Tong.

Com essa foto dá para se ter uma boa ideia de como é a ponta norte de Ko Phi Phi. 
À esquerda, Laem Tong e à direita, Lanna Bay.

O hotel que recomendo é o Zeavola, em Laem Tong. Puro charme. Um hotel pé na areia com poucos bangalôs. Tranquilo. Com ótimo café da manhã e um restaurante muito gostoso. Os quartos têm decoração bem rústica que combina perfeitamente com o astral da ilha.

Quarto do hotel Zeavola.

O dia em Ko Phi Phi deve começar cedo. Há muitas praias para se explorar no arquipélago e tem programa para todos os estilos: snorkeling, mergulho de profundidade, caiaque, SUP, exploração de cavernas, montanhismo ou simplesmente curtir um "dolce far niente".

Geralmente, tudo começa com o agendamento de um programa de cinco horas de barco, em grupo, no hotel. Para aqueles que preferem um pouco mais de independência e privacidade, a melhor saída é contratar um barco local "long tail" para rodar pela ilha conforme a sua vontade. O valor da diária costuma ser ao redor de 2000 bahts para um casal. Dá para negociar e conseguir chegar em 1.500.

Sugestão de passeio oferecido pelo hotel Zeavola.

Inegavelmente, a estrela maior é a praia de Maya Beach, em Phi Phi Leh. Sua beleza é estonteante e isso é inegável. Porém, tendo em vista a quantidade avassaladora de "companheiros" que desembarcam a todo instante por ali, vale dar uma conferida, tirar algumas fotos e rumar para outras águas mais tranquilas.

A sempre lotada Maya Beach, em Phi Phi Leh.



Maya Beach é um sonho. Ah... se fosse tranquila.

Ainda em Phi Phi Leh é obrigatório dar uma parada nas baías de Loh Sanah e Pi Leh. Essas enseadas tem águas muito calmas e convidativas. Muitos barcos fazem um pit stop para a galera dar um mergulho. Para quem gosta de scuba diving, nas Bida Islands tem muitos peixes coloridos, tartarugas, mantas e tubarões. Fique atento também para ver a Viking Cave ao retornar para Phi Phi Don. Dizem que nas paredes da caverna há várias pinturas antigas de embarcações Vikings. 

Baía de Loh Sanah é ótima para snorkeling.

Baía de Pi Leh, em Ko Phi Phi Leh. Maravilhosa!

Viking Cave.

Depois de conhecer Phi Phi Leh e mergulhar nas Bidas é hora de circular pela ilha maior, Phi Phi Don. As praias mais movimentadas são Ton Sai e Lodalum. Mas, as melhores são as mais vazias. A praia em frente ao hotel Zeavola, Laem Tong é uma das mais gostosas da ilha. Transparente. De temperatura muito agradável e perfeita para snorkeling.

Laem Tong, uma das melhores praias para a turma da paz. 

Nui Bay é calma para um mergulho e tem lugares interessantes para scuba diving perto da "Pedra do Camelo". Quando a maré está baixa dá para explorar pequenas cavernas formadas nas falésias. 

Nui Bay, em Phi Phi Don. Observe a pedra com o formato de um camelo. 

Outra praia interessante é a Yong Ka Sen. Ela também é chamada de Monkey Beach. O nome diz tudo. Muitos macacos vivem ali. Eles adoram circular entre os banhistas para conseguir alguma comida e se divertir roubando os pertences dos mais descuidados. No entanto, em alguns horários do dia a maré enche e a areia praticamente some.

Falésias alaranjadas espetaculares no trajeto para Yong Ka Sen Beach.

Logo abaixo de Yong Ka Sen observe outra caverna escondidinha, a Wang Long Cave. Altas falésias de um lado e outro deixam uma pequena passagem para uma pequena lagoa com uma prainha. Só dá para chegar com a maré alta.

Wang Long Cave, em Phi Phi Don.

Também vale a pena conhecer as pequenas ilhas que ficam ao norte de Phi Phi Don: Bamboo (Ko Phai) e Mosquito (Ko Yung). Elas ficam muito próximas uma da outra. A Bamboo é mais baixa e espalhada. Tem muitas prainhas de areia branca. Já, a Mosquito é bem mais alta e formada por falésias enormes. Dizem que tem esse nome por ter nuvens de mosquitos ao entardecer.

 Mosquito Island, Ko Phi Phi.

Bamboo Island.

RESUMINDO O QUE VALE A PENA VER EM KO PHI PHI

1. Em Ko Phi Phi Don 
  • Nui Bay (praia charmosa em frente a Pedra do Camelo)
  • Lodalum Bay (onde fica o centrinho, bem movimentada)
  • Yong Ka Sen Bay (praia dos macacos)
  • Wang Long Cove (caverna entre as falésias)
  • Ton Sai Beach (a praia mais movimentada, de onde partem os ferries)
  • Laem Tong Beach (praia tranquila, ao norte, onde fica o hotel Zeavola)
2. Em Ko Phi Phi Leh
  • Maya Beach (locação do filme "A Praia", abarrotada de gente sempre)
  • Loh Sanah Bay (enseada deliciosa para snorkeling)
  • Pi Leh Bay (um dos lugares mais bonitos de Phi Phi)
  • Viking Cave
3. Mergulhar nas Bidas que são desabitadas

4. Curtir as prainhas da Bamboo Island

5. Conhecer a Mosquito Island e suas falésias enormes. 


COMO FUNCIONAM OS FERRIES EM KO PHI PHI

Os ferries partem diariamente em vários horários para Phuket e Krabi do pier de Ton Sai. Os barcos são grandes e nem sempre são novos e confortáveis. Leve pouca bagagem, pois ninguém vai te ajudar a carregar nada. Sua mala ficará empilhada com muitas outras na entrada do barco. Esteja preparado para o caos tanto na entrada do ferry como na saída. 

Se seu hotel não for em Ton Sai, como era meu caso, você precisará pegar um "long tail" para chegar ao pier. Lembre-se que nesse trajeto sua bagagem invariavelmente ficará molhada. Se o dia estiver calmo, com pouco vento, considere-se uma pessoa de sorte.  

Esteja preparado e leve tudo na esportiva. Essa bagunça faz parte do programa!

Pier de Ko Phi Phi Don, na baía de Ton Sai. 

E assim vai sua querida malinha no ferry. 

CONCLUINDO

A pergunta que muitas pessoas têm feito é: "Vale a pena ficar hospedado em Ko Phi Phi?".

Sim. Opte por ficar hospedado dois ou três dias em Ko Phi Phi. A ilha é espetacular, mesmo com a muvuca. Em programas tipo bate-e-volta você vai cansar e nem vai aproveitar como deve a tranquilidade das prainhas mais calmas e charmosas. Circule com um "long tail" contratado por dia só para você e fuja dos horários de ataques turísticos. 

Mas, se pretende ficar hospedado em algum outro local para fazer apenas uma visita à Ko Phi Phi, sugiro ficar em Railay, em Krabi. As falésias da região são espetaculares e ainda não é tão lotado como Phuket. Phuket não vale a pena. Cheio demais, longe das ilhas mais bonitas e sem grandes atrativos. 

É isso!

Ko Phi Phi.



Compartilhe:

COMENTÁRIOS

  1. Nossa que lugar lindo *.*
    Lendo seu post da vontade de pegar o primeiro avisai para a Tailandia! Qual seu proximo destino?

    ResponderExcluir
  2. Cada cartão postal de enlouquecer! Claudia,você tem sorte de estar sempre num paraíso diferente, não é!
    Beijinhos e bons ventos!!!

    <°))))< Bia

    ResponderExcluir
  3. Claudia,

    Fico feliz que tenhas aproveitado a viagem, apesar do susto inicial. Acho que na minha lista de viagens, KO PHi PHI ficará apenas com a lembrança de tuas fotos .

    Bjos
    Ana

    ResponderExcluir
  4. Obrigada, Bia!!!!

    Desejo um lindo Natal e um ano cheio de realizações!!!!

    Bjs

    ResponderExcluir
  5. Ana,

    O sul da Tailândia está visto. Para mim não foi um lugar que tenha deixado vontade de voltar. Para muita gente é. No entanto, prefiro praias mais calmas. Gosto de gente. Gosto de bater papo com as pessoas quando viajo. O que não gosto é de não ter sossego e de turismo sexual.

    Aproveito para desejar um Feliz Natal e um Ano Novo cheio de boas viagens.

    Bjss

    ResponderExcluir
  6. Gostei muitoooo do post! Acho que é um ótimo choque de realidade para se preparar para o lugar além do cartão postal que a gente sempre vê...mas mesmo com os poréns, vou ter que um dia ir! :-)
    Claudia, aproveito para desejar um Feliz Natal e um ótimo 2015 para vc e toda família! Que esse novo ano venha cheio de saude, alegrias e mais viagens incríveis!
    Bjus

    ResponderExcluir
  7. Oi Cláudia!
    Há muito tempo sonho ir à Tailândia. Já programei umas 2 vezes, mas acabou não rolando, por conta de meteorologia e do alto $$ das passagens.
    Seu post e suas fotos são maravilhosos. Trazem mt inspiração para quem sonha com esse destino tão incrível!
    Bjs

    ResponderExcluir
  8. Guta,

    Eu tinha a mesma sensação. Achava que iria ficar louca com a multidão e mesmo assim queria conhecer para ter a minha opinião. Para mim foi um daqueles lugares "viu, está visto". É lindo realmente. Já conheci e matei minha vontade. rs.

    Desejo um novo ano cheio de viagens!!!!

    Bjs

    ResponderExcluir
  9. Ana Paula.

    Não deixe de programar numa época sem chuva!!!! Caso contrário, você vai se decepcionar e ter problemas. Qdo começa a chover por lá... não para nunca mais. Destino de praia com chuva não funciona!!!!

    Bjs

    ResponderExcluir
  10. Excelentes fotos e comentários. Aproveitarei as dicas, já que estarei em Ko Phi Phi de 17 a 19 de março 2015.

    ResponderExcluir
  11. Claudia,

    Vou para lá em novembro e não poderia ter recebido melhores dicas. Você escreve muito bem e com detalhes. Muito obrigado e parabéns!

    ResponderExcluir
  12. Alceu,

    Desejo ótima viagem à essa região tão bonita. Aproveite muito.

    ResponderExcluir
  13. Ola!

    Estou planejamento uma viagem de 30 dias em feveiro/março do ano que vem para Dubai, Tailandia, Camboja e Singapura. Vou com minha esposa e dois filhos(1 ano e meio ; 3 anos).

    Tenho 9 dias livres que pensei em dedicar as praias da Tailandia. Pensei em me hospedar 5 dias em Railay e 4 em Ko Phi Phi. Você acha que são muitos dias para essa regiao? Essa regiao da Tailandia é tranquila de ir com criancas?

    Abraços,
    Vinicius

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Essa região é muito tranquila, mas ir com uma criança de 1 ano é sempre um risco.
      É preciso ponderar assistência de saúde e os hospitais mais próximos são em phuket acessível apenas de barco.
      Os mosquitos nas ilhas são aos milhares

      Excluir
  14. Saudades.
    Estive em outubro 2013 no zeavola com promessa de lá voltar.

    ResponderExcluir
  15. Concordo com o Pedro. Viajar com crianças pequenas para lugares sem muita infra-estrutura não é a melhor opção. Sempre levei meus filhos comigo em viagens pelo mundo todo, mas escolhia lugares que me deixassem tranquila. Dubai e Singapura são ótimos para crianças. Já, o sul da Tailândia e o Camboja não me parecem tão interessantes para eles. Ko Phi Phi é um lugar de difícil acesso. Quando o mar resolve ficar emburrado os barcos não saem. Não tem avião que chegue na ilha. Opte por praias no continente em vez de ilhas tão isoladas. Mas, não deixe de levar seus filhos. Cultura é o que de melhor podemos dar aos nossos filhos.

    Boa viagem!

    ResponderExcluir
  16. BOM DIA. Parabéns pelo Blog, muito esclarecedor e com postagens eficientes. Estou indo para la em Dezembro, e quero fazer mergulho, gostaria de saber se tem agencias ou lojas que fazem os mesmos (mergulhos 18m com Divers/instrutores) sem necessidade de PADI, pois quando fui mergulhar em Cozumel tinha esta opção para mergulho até 18m, ou todos tem a necessidade de ter certificado. Pois sei que para se fazer mergulho autônomo tem necessidade.

    Obrigado.

    Manoel.

    ResponderExcluir
  17. Manoel,

    Sugiro que você entre em contato pela internet com uma agência local para se certificar. Como o mar estava muito mexido e a água turva quando estive em Ko Phi Phi, pois era final do período de monções, optei por não mergulhar. Então, não sou a melhor pessoa para te dar essa informação.

    Boa sorte e excelente viagem.

    ResponderExcluir
  18. Bom dia Cláudia!

    Parabéns! Seus comentários, fotos, dicas e etc são EXCELENTES! Obrigado.

    Vou passar 3 noites no Zeavola em janeiro, pois será o final da viagem e quero descanso e paz! A única dúvida é com relação ao almoço e janta. Como você fez? Comeu apenas no Hotel e na Vila Gipsy ao lado?

    Se eu quiser ir jantar em Ton Sai à noite como faço?

    Se não for pedir muito, acrescente as dicas de lugares para almoçar e jantar.

    Outra pergunta, os quartos do Zeavola tem tela mosquiteiro nas janelas e portas?

    Será que dá para alugar um long tail para ir a Maya Beach tipo 7hs da manha? Ele tem capacidade para fazer esse percurso? Creio que esse horário não vai ter ninguém?


    Muitoooooo obrigadooooooo

    Delfim

    ResponderExcluir
  19. Oi Delfim,

    Em Kho Phi Phi fiz as refeições todas no próprio Zeavola.

    Para ir a Ton Sai você precisa contratar um barco. À noite não sei se é interessante. Melhor ir de dia aproveitar as praias e almoçar.

    Os quartos do Zeavola tem telas sim, nas portas. E tem mosquiteiro na cama.

    Para ir à Maya Beach fui de long tail alugado na praia atrás do hotel.

    Boa viagem.

    ResponderExcluir
  20. Estou de viagem marcada para lá. Voce disse que em Phi Phi é melhor ficar perto do pier. Já que chego com bagagem e não volto a Phuket pois vou a Ktabi e voo para Koh Samui), o que voce recomenda? O que voce chama de "long tail"?
    Mande sua reposta para gcsartori@hotmail.com. Assim podemos trocar informações. Obrigada

    ResponderExcluir
  21. Não sei se voce recebeu minha mensagem. Ficarei em Phi Phi e depois saio de lá para Krabi e voo para Koh Samui. Portanto não volto a Phuket. Como estarei com 01 mala voce sugere que eu fique em hotel proximo do pier? O que voce chama de "long Tail"? Se eu quiser ficar em hotel mais distante do pier como faço?
    Grata.
    meu email é gcsartori@hotmail.com

    ResponderExcluir
  22. Oi Cristina,

    Os hotéis em Koh Phi Phi são sempre fáceis de acesso. Eles estão acostumados a descer na praia. Um trator busca as malas no barco se você chegar de lancha, fora do pier. Não tem nenhum problema.

    Long Tail são os barcos típicos da região. Aqueles de madeira. Eles servem para passeios curtos pelas ilhas.

    Espero ter ajudado.

    Bj

    Claudia

    ResponderExcluir
  23. Claudia,
    adorei seu blog!
    muitas informações úteis!!
    estaremos na Tailândia em dezembro e a forma como vc descreve as coisas, ajuda muito!!
    um abraço
    Danielle

    ResponderExcluir
  24. Obrigada, Danielle.

    Espero que vc faça uma super viagem.

    Beijo

    ResponderExcluir
  25. Olá!

    Os barcos que fazem o trajeto phi phi/ krabi e vice versa, rodam o tempo todo? ou começa a partir de certo horário?
    Consigo checar em algum site a frequência de saídas?

    Obrigado.

    ResponderExcluir
  26. Félix,

    Sobre os barcos, há alguns horários diários pré-estabelecidos que você pode procurar na internet. Mas, também dá para contratar lancha particular. O próprio hotel faz essa reserva. Se tiver dificuldade de achar os horários dos barcos, envie um e-mail para o hotel e solicite os horários que eles enviam para você.

    Boa viagem.

    Claudia

    ResponderExcluir
  27. Ola Claudia,

    Boas dicas, belissimas fotos e muita energia no seu blog!

    Você disse que as malas são geralmente empilhadas no ferry e tal tal tal. Poderia me dar uma luz do que fazer com computador, e câmeras? Faco umas fotos e preciso desse material. Ja vi em muitos blogs essa questao do risco de agua nas malas . Como você fez ou poderia de dizer algo!?

    Obrigado

    ResponderExcluir
  28. HAlan,

    Mantenha esses objetos numa mochila com você. É mais seguro. Eu sempre levo computador e câmera nas minhas viagens. Sempre comigo. Rs.

    Boa sorte.

    ResponderExcluir
  29. Oi, Claudia,

    Estamos de viagem marcada para Phuket, agora em janeiro de 2016, e estamos na dúvida se vale a pena ou não ficar em Kho Phi Phi, mas depois de ler seus argumentos, estamos quase nos convencendo que pode ser uma boa ficar uns dois ou três dias lá. Muito obrigado pelas suas explicações. Excelentes! Parabéns!
    Heverson

    ResponderExcluir
  30. Heverson,

    Fiquei alguns dias em Phuket e outros em Ko Phi Phi. Foi uma escolha acertada.
    Se algum dia retornar à essa região vou optar por fazer a base em Krabi e alguns dias em Ko Phi Phi.
    Desejo excelente viagem.

    ResponderExcluir
  31. Olá Claudia vou para Tailândia em Fevereiro, vou ficar 7 dias em Bangkok depois sigo para Koh Samui onde fico 8 dias. Após vou para Koh Phi Phi onde fico 3 dias no Hotel Holiday In em seguida vou para Ralay Beach onde fico mais 3 dias. Retorno para Bangkok com destino Nova York. Estou pensando em pegar um Ferry de samui para Phi Phi, são 7 horas de barco e bus, mas chego em Phi Phi mais cedo do que pegar voo até Krabi ou Phuket e barco até Phi Phi. O que acha deste trajeto? Será que vale à pena?


    abs Cézar

    ResponderExcluir
  32. Cézar,

    Eu prefiro avião. Não gosto de ficar horas num barco. Esse mar é muito sujeito a mudanças bruscas. Mas, se você curte é prático.

    Boa viagem.

    Claudia

    ResponderExcluir
  33. Claudia!

    Nada de Filipinas ainda? Vim aqui só pra ver se você já tinha ido para pegar dicas :)
    Estou investigando o destino, muita vontade!!!!

    Beijos grande

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Carol,

      Quem acabou de voltar das Filipinas foi a Carol Guelber do blog Vícios de Viagem. Ela sabe tudo. Fala com ela.

      Quero muito conhecer.

      Beijos

      Excluir
  34. Boa tarde.

    Claudia, qual o mês que você esteve em Krabi que pegou aquela chuva indo pra ilha ?

    ResponderExcluir
  35. Claudia, estou montando minha viagem para Tailândia, Vietnã e Camboja para fevereiro/2017. Estou com muita dúvida onde ficar no Sul da Tailândia. Vi que você recomenda Krabi, Railay beach. Você sabe indicar algum hotel em Railay? Vi que a área é muito bonita, porém não achei nem um hotel muito bom. Abs Mirinha

    ResponderExcluir
  36. Claudia, voa para a Thailandia em Novembro e ficarei hospedada por 6 dias no Zeavola. De lá, consigo pegar uma lancha ou boat e passear a noite pelo centrinho?
    Beijos e obrigada!!!
    Helô

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Helô,

      Eu só fui ao centrinho durante o dia. Não achei muito prudente circular no mar escuro com aqueles barquinhos. Melhor enquanto tem claridade.

      Beijo e ótima viagem.

      Excluir
  37. Oi Claudia,
    Adorei o seu blog, com várias dicas de passeios que eu irei fazer com certeza.
    Vou para Tailândia dia 20 deste mês, e estou com um probleminha. O meu voo chega em Krabi as 15:40, por esse motivo terei pegar um speedboat privativo para Ko Phi Phi conforme você não recomendou rsrsrs, mas eu não tenho outra alternativa, pois os Ferrys só saem até as 16:00 h, e por isso não daria tempo. Esse Speeadboat que você pegou, você conseguiu encontrar na hora ou você agendou com antecedência? Você sabe me dizer o nome da agência? Obrigada!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Isabella,

      Peça para seu hotel providenciar esse transfer ou te ajudar com uma indicação. Eles conhecem tudo e são as pessoas mais indicadas para prestar esse auxílio.

      Fui de barco privativo de Phuket para Ko Phi Phi. O hotel Anantara providenciou tudo conforme minha solicitação. De Ko Phi Phi fui de ferry. Comprei o bilhete dentro do próprio barco. Super fácil.

      Boa viagem.

      Excluir
  38. estou querendo fazer de ko samui minha base na tailandia...vc acha que consigo ir pra kho phi phi de kho samui e voltar...qual sua opiniao ...nao queria ficar em phuket...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Iggor,

      É muito longe. Phuket, Krabi e Ko PhiPhi são do lado esquerdo da península. Ko Samui é do lado direito. Essa duas regiões têm inclusive épocas diferentes recomendadas para visitação por causa das condições climáticas.

      Informe-se com atenção.

      Dê uma lida no post sobre Phuket onde falo sobre isso.

      Excluir
    2. Olha Iggor:

      IMPORTANTE: É interessante observar que a melhor época para se conhecer as praias de um lado e do outro, ou seja do Mar de Andaman e do Golfo da Tailândia, são diferentes. Para ir à Phuket, Ko Phi Phi e Krabi a melhor época vai de novembro a fevereiro. E, para ir à Ko Samui de fevereiro a abril.

      Excluir
  39. Seu relato está incrível! Estive na em Phi Phi em 2014 e concordo com tudo o que escreveu!

    ResponderExcluir

  40. Olá Cláudia! Parabéns e obrigada pelo post! Irei a Phi Phi em março do ano que vem! Vc esteve lá em que mês? Outra coisa... vc acha que dá pra ir com criança? Vou com meu filho de 3 anos! E o idioma? Só com inglês dá pra desenrolar legal? Obrigada novamente!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Camilla,

      Estive em novembro. Sobre ir com crianças, vi muitas famílias com crianças. Mas, sinceramente, eu não acho que seja muito legal para os pequenos pois quase tudo deve ser feito em barcos pequenos e sem muito luxo. O mar pode bater e deixar seu filho enjoado. Quanto ao idioma, com inglês dá para se virar bem

      Bj

      Excluir
  41. Oi Claudia! Muito legal o seu relato, está contribuindo muito pro nosso planejamento! Tenho duas dúvidas, será que você saberia alguma informação?
    (i) estaremos em ko phi phi e região no Natal. Será que os passeios costumam funcionar normalmente mesmo em datas festivas (inclusive nos dias 24 e 25)?
    (ii) o meu marido tem muito problema de enjôo no mar. Você sabe se podemos pagar algum assento/ posição do ferry que contribua para aliviar esse problema?
    Muito obrigada!
    Caroline

    ResponderExcluir
  42. Oi Claudia! Muito bom seu relato, parabéns! Está contribuindo muito pros nossos planos de viagem.
    Será que você consegue ajudar com duas questões?
    (i) vamos para Ko Phi Phi e região no natal. Será que as atividades continuam por lá, mesmo em datas festivas (24 e 25 de dezembro)
    (ii) o meu marido tem muito problema com enjôo no mar. Será que podemos comprar algum assento/posição no ferry em que esse problema seja aliviado?
    Obrigada!
    Caroline

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Caroline,

      Os lugares no ferry são livres. Não tem lugar definido. Olhe no site os horários de funcionamento em épocas festivas. No site costuma ter tudo detalhado.

      Boa viagem.

      Excluir
  43. Oi Claudia!
    Ficando muito fã do seu blog! Ainda mais com esses resuminhos de final de texto, hehe..
    Seus relatos sobre Beijing já me ajudaram muito, agora é a vez da Tailândia. :)
    Abraços e obrigada!!

    ResponderExcluir
  44. Oi Cláudia!!! Primeiramente muito obrigada pelas dicas, adorei o teu blog!!
    Gostaria de me hospedar em Laem Tong Beach, mas não tem mais disponibiladade no hotel que eu gostaria e os demais são muitos caros para mim. Mas com o seu relato, fiquei MUITO interessada de pelo menos passar o dia em Laem Tong. Vc lembra se é fácil sair de Ton Sai, se tem um barquinho que faça bate volta com horarios definidos? Ou vou ter que contratar um barqueiro para ficar lá me esperando? E Também gostaria de saber se não estando hospedada nestes hoteis da praia é possivel alugar um caiaque? queria ir até as ilhas que tem na frente (dizem que é fácil de chegar, assim espero kkk) Desde já, muito obrigada. Abraço Natália Matos

    ResponderExcluir

Deixe seu comentário. Obrigada!