09 julho 2010

PITIGLIANO, SOVANA E SORANO



Por Claudia Liechavicius

Boas surpresas não faltam no interior da Itália. As cidades etruscas de Pitigliano, Sovana e Sorana são um desses tesouros escondidos na região sul da Toscana. Parecem ter andado por muito tempo sem contato com a civilização. É como se o progresso ainda não tivesse chegado ali. Casas muito antigas e até mesmo mal conservadas, muitos gatos, moradores de idade avançada e costumes de séculos atrás fazem parte dos dias que passam sem pressa. Nos seus arredores, sítios arqueológicos etruscos são entrecortados por tumbas e túneis que dizem ter sido escavados há mais de quatro mil anos. Uau! Isso é que é história. Ali cada pedra tem seus segredos.

A ANTIGA CIDADE DE PITIGLIANO

Bem ao sul da Toscana, mais perto de Roma (130 Km) do que de Florença (200 Km), a cidade de Pitigliano brota no topo de uma colina rochosa como se fosse um prolongamento dela. As casas são quase todas do mesmo material da montanha, barro e rochas extraídos do próprio local. Então, ao se avistar de longe a cidade e seus penhascos, a sensação que se tem é de que tudo é feito em uma só cor: terracota. Nos seus subterrâneos, um emaranhado de túneis, tumbas e celas etruscas talhadas há mais de quatro mil anos repousam na penumbra. São mais de 15 caminhos entrecortando o vale, sendo o mais importante o que liga Pitigliano à Sovana, com 8 quilômetros de extensão por baixo da terra. Para quem quiser se aventurar, algumas dessas trilhas estão abertas. Esse não foi o meu caso. Preferi percorrer os labirintos das ruelas medievais que escondem um pequeno Bairro Judeu, formado no século XVII, quando eles fugiam da perseguição da igreja católica; conhecer o Palazzo Orsini (residência atual do bispo) que desde sua construção em 1545 conta com um impressionante aqueduto para fazer seu abastecimento de água; o Museo Zucarelli com um pequeno acervo de obras do artista que viveu na cidade; a Duomo, localizada na Piazza San Gregorio e o Museo Etrusco com achados dos antigos povos do local. A cidade é bem pequena e tudo isso pode ser alcançado facilmente a pé ou de lambreta. Carros não entram.

Entre as ruas Zuccarelli e Marghera fica a entrada do antigo bairro hebreu de Pitigliano e sua sinagoga, do século XVII. A cidade recebeu o apelido de "Pequena Jerusalém" por ter abrigado um grupo de judeus refugiados da perseguição católica. Hoje restam ali poucos descendentes.


Fachada da Duomo de Pitigliano, Catedral de San Pietro e Paolo, construída no século XVI. No seu altar há duas obras de Zuccarelli.

O aqueduto de pedra é a obra mais importante de Pitigliano. Foi construído no século XVI para abastecer a cidade de água.


A PITORESCA SOVANA

Sovana é uma pequenina aldeia da era etrusca que ainda hoje sobrevive alegremente com seus 100 habitantes. Tem uma rua só, que começa no portão de uma antiga roca e termina na Duomo. Seu ponto central fica em torno da Piazza del Pretorio onde está a igreja de Santa Maria e alguns restaurantes de aparência simples e simpática. Dessas três cidades da chamada "Baixa Toscana", ela é a mais encantadora e a mais bem cuidada. Suas casas antigas, cor de mel são enfeitadas por flores e as ruas rústicas com chão de pedra convidam à uma caminhada. A cidade é tão graciosa que não conseguimos ir adiante e resolvemos passar a noite por ali. Ficamos hospedados no Hotel & Resort Sovana (o termo "resort" eu diria que é um pouco demais). Bem, o hotel é um simpático 4 estrelas localizado em frente à Duomo e cercado por um enorme parque. Mais informações http://www.sovanahotel.it/

À noite, a iluminação rudimentar de Sovana dá um clima medieval à cidade. É ao redor dessa praça, a Piazza del Pretorio, que ficam os restaurantes. A pizza da La Tavernetta feita pelos proprietários Mauro e Angela é maravilhosa.

Essa é a única rua de Sovana. Muito bonitinha. Até a padaria tem um jeitinho especial.


No final dessa ruazinha fica a Duomo construída em estilo românico. Ela mantém os relevos e as esculturas de uma outra igreja que havia anteriormente no local. Alguns dos mais interessantes túmulos etruscos da região ficam nos seus arredores. Muitos têm fácil acesso a partir da aldeia. Um túnel de oito quilômetros de extensão, da era etrusca, faz uma ligação subterrânea entre Sovana e Pitigliano. Há duas hipóteses para justificar a presença desses túneis: rota de fuga ou rota sagrada. A região é muito interessante!

A SOMBRIA SORANO

Muito perto da florida Sovana fica a sombria Sorano. Apenas oito quilômetros separam uma da outra. Mas, em termos de astral elas estão muito distantes. A cidade parece fantasmagórica, abandonada, habitada apenas por felinos e algumas pessoas bem idosas que não se preocupam muito com sua conservação. Sorano é uma aldeia pacata, com ruas estreitas, casas de pedras e roupas estendidas nas janelas. Quase ninguém circula por ali. Confesso que senti até certo receio ao andar sozinha por seus labirintos, que muitas vezes acabam de repente em uma caverna cheia de gatos. É no mínimo inusitado. Nem os próprios italianos conhecem muito bem essa região.

Em Sorano quase não se veem pessoas andando pelas ruas. Parece uma cidade abandonada.

É MUITA HISTÓRIA...

Essa região, chamada de Baixa Toscana, foi o local onde os etruscos - vindos do oriente- escolheram para se estabelecer na Itália. Eles chegaram inicialmente no litoral e depois foram indo para o interior, atravessando montes e lagos. Essa expansão ocorreu por volta do século IX A.C. No século VI reis etruscos ainda dominavam Roma, mas depois foram derrotados.

Assim é a Toscana. Cheia de cantinhos cercados por muita história. Alguns lindos. Outros nem tanto. Mas, que valem pelo que conta seu passado.

9 comentários:

Manuela disse...

Mais um passeio de sonho. Obrigada.

Claudia Liechavicius disse...

Manuela. Realmente muiiiito bom!
Bj
Claudia

Margarida Nobre disse...

Sovana e o seu hotelzinho já vão pra listinha...hehe
Estranho esse ambiente em Sorano...não é muito habitual nas localidades italianas...

Beijo

Claudia Liechavicius disse...

Margarida.
A cidade de Sorano é muito antiga e pouco cuidada. Nos seus arredores há alguns prédios mais novos, mas no centro antigo é realmente tudo muito antigo! Dá uma sensação estranha!
Já as outras duas são bem charmosas. Vale a pena conhecer Sovana e Pitigliano.
O hotelzinho de Sovana é muito bonitinho. Vale ter como referência.
Bj
Claudia

Natalie disse...

Essa série de posts sobre a Itália é um tesouro super caprichado. Adorei os relatos e as fotos :)

Katia Bonfadini disse...

Claudia, que delícia de post, de imagens e que nostalgia! Estive em Florença em 1996. Foi minha primeira viagem à Europa e estive lá com minha irmã do meio e meus avós maternos! Lembro que foi muito difícil tirar uma foto do Duomo porque é tudo muito estreitinho e a obra pé sensacional! Você conseguiu fotografar de ângulos incríveis! Parabéns pelo relato, pelas fotos e pelo carisma! Beijão!

Claudia Liechavicius disse...

Oi Katia!
Tirar fotos da Duomo é realmente bem complicado e sem espaço suficiente. Tamabém peguei um dia de chuva - o que atrapalha o céu azul que eu adoro! Mas, Florença é um dos grandes espetáculos da Itália.
Beijo grande
Claudia

Juliana disse...

Fiquei dois dias em Sorano, fiquei hospedada em hotelzinho que fica na fortaleza que cerca a cidade, e no dia cinco de janeiro teve uma festa logo a noite, era a festa da befana, vários homens se fantasiaram da bruxa que traz doces as crianças e teve muita música, depois fui em Sovana, que é realmente linda, com muitas flores, e almoçamos em um agroturismo delicioso, uma das melhores comidas que já comi. Realmente, Sorano é bem sombria, de manhã fizemos uma ótima caminhada pelo borgo e suas ruas. Mas é uma das cidades mais lindas que já estive, e me remete muito ao estilo medieval, confesso que liguei para um corretor de imovíeis, pois tive um interesse imenso numa propriedade realmente rústica em Sorano, enfim, foi um passeio maravilhoso!

Claudia Liechavicius disse...

Juliana,

A Itália tem lugares incríveis e de astral tão diferentes relativamente perto. Sorano, Sovana e Pitigliano são cidades não muito conhecidas da Toscana. Cheias de história, lindas!

Sempre é bom voltar à Itália.

Beijo

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...