SALVADOR DE TANTAS CORES E SABORES

Por Claudia Liechavicius

Mas afinal, o que é que a baiana tem? Tem saia rodada tem, enfeites como ninguém, tem cores brilhantes tem, sorriso elegante tem e mistério como ninguém... Só isso já basta para ficar intrigado com esse pedacinho tão faceiro do Brasil. Salvador - capital de Bahia - é pura alegria, magia e sedução. São tantos santos e crenças, aromas, cores e sabores que é impossível não se encantar. A história tão recente do Brasil ainda pulsa viva em suas esquinas. A cidade foi fundada em meados do século XVI e logo se tornou a capital do Brasil. Durante mais de 200 anos manteve a hegemonia cultural e política do país. Suas ruas mesclam as tradições dos brancos portugueses e dos negros africanos - que ali desembarcavam - numa sinergia ímpar. Tanto que sua baía foi chamada de "Baía de Todos os Santos" e igrejas, a cidade têm 365, uma para cada dia do ano. Graças a essa diversidade cultural, originária da fusão de raças e costumes é que Salvador se vangloria de ser a segunda cidade brasileira mais visitada pelos turistas (perdendo apenas para o Rio de Janeiro).
.
São tantas igrejas em Salvador que fica difícil escolher por onde começar.
.
SOOOOBE!
.
Salvador é dividida em Cidade Alta e Cidade Baixa. Na ala superior costumavam ficar os moradores mais ilustres da cidade e na parte baixa o comércio dominava a região portuária. O modo mais fácil de subir ou descer é pelo Elevador Lacerda que liga rapidamente o desnível de 72 metros em 30 segundos, por 25 centavos. Quatro elevadores fechados - uma pena, pois o visual é lindo - trabalham exaustivamente para poupar a caminhada ladeira acima na hora do sol escaldante. Mas, ao desembarcar na Praça Tomé de Souza, na parte alta, o que se vê merece ser fotografado: a Baía de Todos os Santos, o Forte de São Marcelo, o Mercado Modelo e muitos prédios da Cidade Baixa.


Subir pelo Elevador Lacerda é um modo de se sentir bem perto do povo baiano. Ele foi inaugurado em 1873 e atualmente transporta em torno de 900 mil pessoas por mês.


Ao descer do elevador o visual que se tem da Cidade Baixa é lindo! Baía de Todos os Santos e Mercado Modelo - o maior centro de artesanato do país.

Lugar ideal para comprar um berimbau - instrumento típico da Bahia- é o Mercado Modelo. Na entrada do mercado, capoeiristas lutam ao som desse inusitado instrumento.

OLHA A FITINHA!

Tem data marcada a reunião dos católicos com os seguidores do candomblé. Todo ano, no segundo domingo de janeiro, depois do Dia de Reis os fiéis se reúnem para a lavagem das escadarias do Bonfim. Os oito quilômetros que ligam o Largo da Conceição ao Largo da Igreja do Nosso Senhor do Bonfim são percorridos por perto de um milhão de pessoas. Na escadaria, um grupo de baianas esfregam com vassouras e água-de-cheiro os degraus e o átrio da igreja, ao som de cânticos de iorubá embalados por atabaques. As famosas fitinhas protetoras do Bonfim são vendidas em profusão pela cidade.

A majestosa Igreja de Nosso Senhor de Bonfim é o maior símbolo da religiosidade baiana e celebra a festa do padroeiro desde 1773.

VAI UM ACARAJÉ, MEU REI?

Bolinho de feijão fradinho frito no azeite de dendê e recheado com camarões secos, salada de tomate e vatapá temperado com uma boa pimentinha é coisa da Bahia. O acarajé é um dos quitutes tradicionais da culinária baiana tão cheia de sabores exóticos. É vendido na rua pelas baianas, que usam uma indumentária ligada aos rituais do candomblé. As baianas também vendem o abará (bolinho de feijão ralado e camarão seco, cozido e enrolado na folha da bananeira), o bolinho do estudante (tapioca com côco) e cocadas de vários tipos.

Entre as baianas mais famosas de Salvador estão a Dinha (Largo de Santana, bairro do Rio Vermelho), a concorrente Regina (também no Largo do Santana) e a absoluta Cira (Largo da Sereia, em Itapuã).

NO CORAÇÃO DO PELÔ

A região do Pelourinho - Pelô para os íntimos - não pode passar em branco, pois é o principal símbolo da Bahia. É bem verdade que é preciso ficar de olhos abertos para circular pela região que já foi área de prostituição e ponto de vendas de drogas. Mas, o policiamento está cada vez melhor, o que ajuda bastante o passeio pelo bairro histórico que foi tombado e está sendo lentamente restaurado e revitalizado. Afinal, são mais de 800 casas na região - que vai da Praça Castro Alves até o Convento do Carmo - com preciosidades reveladas nos detalhes arquitetônicos das igrejas e casinhas. É preciso fôlego para se embrenhar nas ruelas estreitas com calçamento de paralelepípedo, em pleno horário de sol a pino. Sim, pois depois que o sol se põe fica perigoso circular por ali. Para se localizar melhor tome como marco zero o Largo do Pelô, onde fica a Igreja Nossa Senhora do Rosário dos Pretos.

A Fundação Casa de Jorge Amado e a igreja de São Francisco (toda banhada em ouro) ficam no Pelourinho.

O Pelourinho é sede também do grupo afoxé Filhos de Gandhy e do Olodum.

DICA NO PELÔ

Todas as terças-feiras, às 18 hs, na Igreja Nossa Senhora do Rosário dos Pretos (aquela azul que fica no Largo do Pelourinho) é celebrada uma missa ao som de atabaques e cantos tradicionais. Os fiéis dançam passos do candomblé e em um dado momento deixam uma cesta de pães no altar que é benzida e distribuída aos presentes.

HOSPEDADO COMO UM MONGE

O Pestana Convento do Carmo foi reformado recentemente, no Pelourinho e suas celas foram convertidas em quartos. Os corredores à meia-luz mantém a atmosfera do século XVI quando abrigava os monges carmelitas. O spa L'Occitanne garante bons momentos de relax e a restaurante Conventual tem ótimas receitas portuguesas. Fica na Rua do Carmo, 1 - Pelourinho. Telefone: (71) 3327.8400. http://www.pestanabahia.com.br/

OLHA A ONDA

Sol em Salvador tem o ano inteiro. Praias são 50 quilômetros. A mais conhecida? Itapuã com seus coqueirais e recifes que formam piscinas naturais. A da galera? Porto da Barra. Lotadíssima! Boas ondas, gente bonita e mordomia? Flamengo. No momento, ela é considerada a mais badalada. Mas, fica distante uma hora do centro de Salvador. A das piscinas naturais? Amaralina (no entanto, a parte mais bonita que fica nas pedras e forma piscinas naturais pertence aos militares). Mas, quer saber sinceramente? Salvador vale mais pela sua tradição cultural do que pelas praias da cidade. Então, se sua preferência recair sobre "praias" fuja para os arredores que você vai encontrar lugares incríveis como a Praia do Forte (80 Km ao norte de Salvador - abriga Projeto Tamar), Arembepe (aldeia hippie a 50 Km ao norte de Salvador), Mangue Seco (vilarejo de Tieta do Agreste a 220 Km ao norte de Salvador), Itaparica (a 14 km de Salvador - chega-se em 50 minutos partindo de balsa da região portuária), Costa do Sauípe (100 km ao norte), Morro de São Paulo, Boipeba, Itacaré (440 Km ao sul de Salvador), Trancoso (7o0 Km ao sul de Salvador) , Praia do Espelho, Caraíva, Ponta do Corumbau, Cumuruxatiba e tantas outras.

Porto da Barra vive lotada. É uma das praias mais centrais da cidade. As praias mais distantes são muito melhores.

FAROL DA BARRA

O Farol da Barra fica no Forte de Santo Antônio da Barra e foi construído no século XVI. Tem a fama de ter sido o primeiro da América. Em seu interior abriga o Museu Náutico da Bahia.

O Farol da Barra é um dos pontos turísticos mais visitados da cidade.

BOA NOITE, SOL!

Assistir à retirada do astro rei, sentado nos arredores do Forte de Santo Antônio da Barra é inspirador até para os baianos acostumados com esse cenário. O pôr-do-sol é imperdível em seus tons dourados.

Esse pôr-do-sol é imperdível!


ONDE IR
  • Mercado Modelo
  • Elevador Lacerda
  • Pelourinho
  • Igreja Nosso Senhor do Bonfim
  • Solar do Unhão - antigo engenho de cana-de-açúcar
  • Forte de Santo Antônio da Barra
  • Convento de São Francisco
  • Mosteiro de São Bento
  • Terreiro do Gantois - da Mãe Menininha
  • Lagoa do Abaeté
  • Mercado do Peixe - Rio Vermelho
  • Praias


BONS RESTAURANTES
.
Bargaço. Adoro! A moqueca de siri mole é maravilhosa! Além de todas as outras moquecas e pratos baianos. Fica na Rua Antonio da Silva Coelho Qd 43, lote 18/19 - Jardim Armação. O telefone é (71) 3231.1000/ 3231.5141.
.
Amado. O visual da Baía de Todos os Santos agrada tanto quanto a cozinha do aclamado chef do ano Edinho Engel. Fica na Avenida Lafayete Coutinho, 660. Telefone: (71) 3322.3520.
.
Yemanjá. Moças em trajes típicos da Bahia servem a culinária local. Avenida Otávio Mangabeira. 4655. Praia de J. Armação. Telefone: (71) 3461.9010.
.
Dona Mariquita. Considerado o melhor restaurante de comida brasileira de Salvador. Fica na Rua do Meio, 178, Rio Vermelho. Telefone: (71) 3334.6947/6988.
.
Chez Bernard. Para quem prefere um bom restaurante francês esse é boa pedida. Fica na Rua Gamboa de Cima, 11. Aflitos. Telefone: (71) 3328.1566.
.
Paraíso Tropical. O chef Beto Pimentel usa apenas produtos naturais no preparo de seus pratos. Além disso, o restaurante fica numa chácara enorme onde já funcionou uma rinha de galos. Rua Edgar Loureiro, 98 B - Cabula. Telefone: (71) 3384.7464.
.

Você já foi à Bahia, nega? Não? Então, vá! Há muito que se fazer em Salvador. Não é só de carnaval que vive a Bahia. Tem capoeira. Tem moqueca, xinxim e acarajé. Tem batuque em cada esquina. Arte em profusão. Cores e sabores inusitados. É um Brasil que impressiona pela sua singularidade. E, para completar, no quesito hospitalidade os baianos são imbatíveis!

Compartilhe:

COMENTÁRIOS

  1. Somos apaixonados por Salvador!!
    Em maio daremos uma voltinha por lá !!
    Claudia, Feliz Pascoa para vc também!!
    Bjs

    ResponderExcluir
  2. Menina, que fotos!!! Tive a oportunidade de conhecer Salvador - faz tempo - e adorei. Recentemente, falei para meu marido que vamos viajar juntos para a Bahia dia desses, e disse que ele e os meninos vão adorar. É tão Brasil, tanta cultura, tão típico e lindo.

    Obrigada por estes sabores e cheiros... de tão longe!
    Beijo

    ResponderExcluir
  3. Oh, Ilaine. De longe deve dar uma nostalgia danada, né? MAs, hora dessas venha saborear uma bela moqueca baiana por aqui.
    Bjs e Feliz Páscoa!

    ResponderExcluir
  4. Oi Casal viajante profissional! Vocês estão sempre com o pé na estrada. Que delícia! Aproveitem Salvador.
    Boa Páscoa!

    ResponderExcluir
  5. Olá,
    vc me fez lembrar da Dira em Iapuãn, que sabores e cores o tabuleiro dela tem.
    Um bom domigo de Páscoa p/ vc e toda tua familia.
    Obrigado p/ visita ao meu blog.
    SUCESOO E PAZ!

    ResponderExcluir
  6. Parabéns pela excelente postagem sobre Salvador. Texto repleto de informações e fotos lindas.
    Feliz Páscoa!
    beijos

    ResponderExcluir
  7. Obrigada, Marlene.
    Desejo uma Páscoa muito feliz!!
    Bj
    Claudia

    ResponderExcluir
  8. Salvador é de facto uma cidade mesmo muito colorida. É uma das cidades que mais curiosidade nos desperta no Brasil. Muito bom o post!
    Bjs

    ResponderExcluir
  9. Salvadô!!! Que delícia! Sem contar as redondezas né... adoro.

    ResponderExcluir
  10. Claudia

    Tenho que confessar que não gostei muito de Salvador para além da zona do Pelourinho que é magnífica!
    Depois de ler o seu post fiquei a pensar que na verdade talvez tivesse ficado com uma ideia errada da cidade...nos dias em que estivemos lá choveu torrencialmente ,o que condicionou muito os nossos passeios.
    Acho que vou ter que voltar...rsrs

    Beijinhos

    ResponderExcluir
  11. Ei Margarida!!!!
    Voltou de Budapeste? Estou ansiosa para ver seu post.
    Bem, quanto à Salvador é preciso saber circular pela cidade. Alguns familiares meus moraram lá. Por isso, conheço bem a cidade e arredores. A Bahia é encantadora. É um Brasil muito diferente: no sotaque, nos ritmos, nas crenças, na culinária. Enfim, no estilo de vida. Com chuva...perde completamente a graça. Você precisa voltar, sim!!! Estamos todos torcendo pela sua vinda ao Brasil novamente!
    Bj

    ResponderExcluir
  12. Claudia
    Realmente deu água na boca lembrar da muqueca de Siri Mole.

    Mas aproveito para dar uma dica para quem não puder ir a Salvador mas passar pelo Rio de Janeiro, lá tem um restaurante do mesmo grupo do Bargaço onde se come também o mesmo delicioso prato, é o SIRI MOLE e CIA no Posto 6 em Copacabana.
    Parabéns e abraços
    VS

    ResponderExcluir
  13. Olá Cláudia,
    Em julho faremos uma viagem pelo nordeste e passaremos, claro, por Salvador.
    Queríamos dizer que gostamos muitos do seu blog e das suas dicas. As de Salvador já estão anotadas!
    Abraços.

    ResponderExcluir
  14. Manu e Tilso.
    Sejam muito bem-vindos ao Viajar pelo Mundo e voltem sempre!!
    Bj
    Claudia

    ResponderExcluir
  15. Oi!
    Bom "post" sobre Salvador. Eu costumo ir muito lá, de facto estou indo de novo em breve, e vou aproveitar para fazer uma resenha sobre mais um restaurante que eu gosto muito...

    Curioso tenho lá pelo blog a sugestão do Amado também.

    Parabéns pelo blog, a qualidade das fotos também é muito boa!

    Mário

    www.myfavouriterestaurants.wordpress.com

    ResponderExcluir
  16. Mário!
    Adoro Salvador também. Tenho parentes lá. Então, conheço bem!!
    Obrigada pela visita.
    Claudia

    ResponderExcluir
  17. queria ter essa visao ludica q vcs postam sobre salvador , moro ak ha 8 meses odeioooooooooooooooooooooooooo suja ,feia,povo mal educado

    ResponderExcluir
  18. Poxa! Morar num lugar que não agrada deve ser horrível. Mas, a vida é feita de escolhas e você pode direcionar seus caminhos para outro destino. Cada um escolhe que história quer escrever.
    Anime-se isso pode ser passageiro!
    Se a vida te der um limão faz uma limonada.
    Procure tirar proveito!!

    ResponderExcluir
  19. Um otimo lugar a conhecer pra quem visita Salvador, e pretente visitar uma ilha semi-paradisiaca, a dica é Ilha de Boipeba- lugar que impressiona por sua natureza quase intocada...

    ResponderExcluir
  20. viajar até à Bahia é quase como não sair de casa. Não fosse as cores, o sotaque brasileiro eu diria que não tinha saído de Portugal. Se Portugal e Brasil são países irmaos creio que Lisboa e Bahia são gémeas mesmo duas das cidades mais linda do mundo. Por alguma razão se chama a Bahia a Lisboa tropical e depois de ter visitado tenho a certeza que sim. Parabens pelo post e pelas excelentes fotos

    ResponderExcluir
  21. Boa noite Claudia!
    Sou super fã de seu blog e recorro mais uma vez a você para sanar uma dúvida. EStou planejando passar um final de semana em Salvador, mas valerá a pena três dias para conhecer a cidade? Essa é mais uma viagem para fugir da rotina, pois precisamos né?
    Beijos!!
    Nathália Lucas

    ResponderExcluir
  22. Nathália,

    Vale a pena, sim. E também tem algumas coisas por perto como a Praia do Forte que é um encanto para ir de manhã e voltar no final do dia, caso você não queira ficar parada em uma cidade só. Mas, Salvador é cheia de charme e vale até mais do que três dias.

    Bj

    ResponderExcluir
  23. Salvador??!! CREEEEDOOOOO...nunca mais... Cidade suja, fedida, gente querendo arrancar dinheiro de você a todo custo, as fotos postadas no blog nao representam aquilo naummm... o lugar é um nojo. E olha que conheço muitos lugares....foi o pior!!!!

    ResponderExcluir
  24. Oi Anônimo!

    Cada um faz a sua viagem. Se você voltar muitas vezes ao mesmo lugar sua percepção será diferente a cada ida. Já fui a Salvador bem mais de 10 vezes. Hoje gosto muito da cidade, mas também já tive alguns momentos de implicância.

    Garanto que se você ficar num bom hotel, comer nos restaurantes certos e tiver auxílio de quem realmente conhece a cidade, fora de alta temporada, seu encanto será diferente.

    Experimente voltar. Quem sabe você não muda de ideia?

    ResponderExcluir
  25. Olá.
    Passei as festas de final do ano/2012 em Salvador (Hotel Vila Gallé/Ondina).Tudo ótimo. Salvador como toda as cidades grandes tem qualidades e defeitos. Eu viajo muito e prefiro só guardar só as "coisas boas" as más eu guardo só como experiência. Já estou c/ saudades da comida do Rest. Picuí e do Iemanjá.
    Salvador é MASSA.
    O blog é nota 10. Obrigado desse carioca que adora viajar.
    Isaac Blau

    ResponderExcluir
  26. Isaac,

    O ideal é sempre buscar em cada lugar o lado interessante e que combina com nosso perfil. Lógico que sempre há lembranças fantásticas e outras nem tanto dos lugares por onde passamos.
    Feliz de quem consegue guardar as boas!
    Eu tento ser assim e me divirto muito por onde passo.

    Obrigada pelo comentário tão gentil.

    Claudia

    ResponderExcluir

Deixe seu comentário. Obrigada!

_Business_Class_728x90_SAO_ORL