CINCO DESTINOS PARA EXPLORAR DE BIKE


Esqueça metrô, ônibus, carro, bonde e qualquer outro meio de transporte que tenha um motor. Algumas cidades fazem um verdadeiro convite para explorar suas ruas de bicicleta. São locais planos, com ciclovias que dão acesso a tudo, calçamento impecável e uma legião de moradores locais indo e voltando do trabalho, e de turistas explorando bairro a bairro em duas rodas. Isso ficou muito mais fácil com o sistema de aluguel de bicicletas compartilhadas, uma prática já muito comum em diversos países. Nestas cinco cidades, vá por mim: de bike é muito mais gostoso.

AMSTERDÃ, NA HOLANDA

Para onde quer que o seu olhar mire, vai encontrar uma magrela em movimento, presa por um cadeado numa ponte ou perdida nos enormes bike parkings da cidade. Pedalar é a melhor forma (e a mais comum) de conhecer ruas, praças e casas charmosas ao longo dos anéis de canais. Mas tome cuidado com o cruzamento dos bondes e com a velocidade com que as pessoas circulam por lá.

 Amsterdã.

TORONTO, NO CANADÁ

No verão, só dá ela! Quando esquenta, os canadenses (e os turistas também) aproveitam o clima mais ameno para pedalar pela cidade, que fica às margens do Lago Ontário. Há sistema de compartilhamento que possibilita pedalando conhecer diferentes pontos turísticos. Inclusive, dá para atravessar no ferry com a bicicleta para as ilhas e assistir o melhor por do sol da cidade.

 Toronto.

ESTOCOLMO, NA SUÉCIA

A cidade, que não é muito grande, está estrategicamente posicionada sobre 14 ilhas ligadas por mais de 50 pontes. O melhor modo de circular por elas é de bicicleta. Há muitas ciclovias conectando as ilhas e a população tem o hábito de usar a bicicleta como meio de transporte. Com a City Bikes, você compra um cartão e com ele tem direito a retirar uma bicicleta de um dos mais de 100 pontos espalhados pela cidade. Pode devolver onde quiser e pegar outra a qualquer momento. Se em um determinado local, eventualmente não houver ponto de devolução, basta deixar a bicicleta encostada num cantinho qualquer, enquanto visita um museu, almoça ou toma um café. E, quando você voltar, vai encontrar a bicicleta no mesmíssimo lugar. Ninguém mexe! O país é muito civilizado, o povo educado, e a segurança, total. 

 Estocolmo.

COPENHAGUE, NA DINAMARCA 

Uma cidade saída literalmente de um conto de fadas. Além de uma “sereia”, tem castelos, reis, rainhas, vikings, cisnes brancos, barcos, parques de diversões, guarda real, casinhas coloridas e... muitas bicicletas. Portanto, alugar uma bike é a melhor opção para circular pela capital da Dinamarca como fazem os moradores. É incrível que mesmo com frio ou com chuva, quarenta por cento da população use a bicicleta para ir trabalhar. Por isso, o índice de poluição do ar é muito baixo e de quebra todo mundo garante uma cota de atividade física diária. Entre no clima!

 Copenhague.

GENT, NA BÉLGICA

Por ser uma cidade universitária, alegre, cheia de jovens, nada mais local do que andar por ali de bicicleta. Gent é pequena e dá para percorrer seu centro histórico e os principais pontos de interesse em um dia. No verão, festivais de música e de cinema convidam todos às ruas. 

Gent.


LEIA TAMBÉM



Compartilhe:

Comentários

0 comentários:

Postar um comentário

Deixe seu comentário. Obrigada!