AVIGNON, A CIDADE DOS PAPAS


Antiga. Murada. Linda. Medieval. Cheia de história para contar. Avignon tem mais de dois mil anos e já foi o Vaticano do século XIV, época em que se tornou uma das cidades mais importantes da Europa. Você não acha que ela merece uma visita?

Vista noturna de Avignon. 
Ao fundo o Palácio dos Papas e em primeiro plano a Ponte Saint-Bénézet.

COMO SE ACHAR EM AVIGNON

Avignon fica estrategicamente posicionada à beira do rio Ródano que é atravessado pela ponte Saint-Bénézet desde o século XII. Ela foi construída com 22 arcos. Quase todos foram destruídos pela força da água, restam apenas alguns deles. Mas, como uma benção, a pequenina Capela de St. Nicolas continua singela, graciosa e firme sobre um dos arcos remanescentes.

Observe a Capela de St. Niclas sobre a ponte.

Ao chegar à cidade, que não é pequena, você vai logo perceber que a parte antiga é toda fortificada. Passe pelos portões em arco que dão acesso ao centro histórico e procure com calma uma vaga para estacionar o carro. Aliás, essa não é uma tarefa muito fácil. Depois, caminhe pela Rue de la Republique até chegar na Place de H’Horologe. Ela é o ponto de encontro tanto dos moradores como dos turistas. Por ali, há muitos cafés, restaurantes, lojinhas que vendem produtos locais à base de lavanda, azeite e mel e; claro, um carrossel, uma constante nas praças francesas.

Place de H’Horologe.


Lojas de sabonetes nos arredores da praça. 
A cara da Provence.

CURIOSIDADE

A cidade é cercada de água, como suas vizinhas Fontaine de Vaucluse e Isle sur la Sorgue (sobre as quais vou escrever no próximo post). Por isso, até o século XIX, Avignon tinha moinhos d’água que eram usados para estampar tecido em uma padronagem alegre chamada de indienne que deu origem ao estilo provençal. Ainda existem alguns dos antigos moinhos usados nesse processo.

Estampas provençal indienne.

O PALÁCIO DOS PAPAS

O ponto alto da antiga “Cidade dos Papas” gira em torno do Palácio dos Papas. Ele abrigou a corte papal de 1309 a 1377 por determinação do Papa Clemente V, após uma ruptura com a igreja de Roma. Nesse tempo, o modesto prédio episcopal que havia foi transformado num suntuoso palácio fortificado para mostrar o poder da Igreja Católica. É o maior palácio gótico da Europa. Pena que seu mobiliário luxuoso e muitas das obras de arte que havia na época foram saqueados ou destruído durante a Revolução Francesa. O Palácio é dividido em duas partes: Palácio Velho e Palácio Novo. Sete papas reinaram em Avignon até o retorno da Cúria para Roma. Com um passado tão rico, Avignon foi tombada pela UNESCO como Patrimônio da Humanidade, em 1995.

Palácio dos Papas.

Na lojinha do Palácio dos Papas é possível comprar uma garrafa Chateauneuf du Pape, o vinho dos papas é produzido na Provence, a 20 km de Avignon.

A entrada para visitar o Palácio dos Papas custa 11 euros. O áudio guia 2 euros e tem a opção do idioma português.

Audioguia em português. Difícil de encontrar.

FESTIVAL DE AVIGNON

De meados de julho a agosto, acontece o Festival de Avignon, um dos maiores eventos culturais da França, desde 1947. Há concertos clássicos, apresentações de ballet, teatro, até música folclórica. As ruas medievais entram em ebulição.


QUAL A MELHOR BASE? AVIGNON OU AIX EN PROVENCE?

Avignon é escolhida por muita gente como base para conhecer a Provence. Na verdade, considero Aix en Provence a melhor opção tanto em termos de localização como pelo astral jovem e animado da cidade.

 Avignon.

INDICAÇÃO DE HOTÉIS EM AVIGNON

Não fiquei hospedada em Avignon, mas gostei muito do charme do hotel La Mirande, atrás do Palácio dos Papas e também adorei a localização do básico-eficiente do Mercure Hotel, entre a Place de L’Horologe e o Palácio dos Papas.

 PS: Avignon foi a cidade da Provence que entrou no meu roteiro no terceiro dia de viagem.

E pelas estradas, o espetáculo dos campos de lavanda, nos arredores de Avignon.


LEIA TAMBÉM 


Compartilhe:

COMENTÁRIOS

  1. Bom dia Claudia!
    Também apreciei bastante Avignon quando a visitei no ano passado. Mas concordo consigo, Aix-en- Provence tem um astral mais animado e bem mais estratégico no coração da Provença.
    Beijinhos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Turista,

      Que bom ver você por aqui.

      Eu gostei muito de fazer de Aix en Provence minha base por uma semana. A cidade é encantadora e cheia de vida. Tem muita gente jovem. Isso dá um astral alegre para a cidade.

      Beijos e quero ver você mais vezes por aqui.

      Claudia

      Excluir
  2. Boa noite. Tenho 6 noites na Provence no fim de setembro e estou em duvida se os divido entre Avignon e Aix en Provence como bases, ou se deixo os 6 dias para alguma das 2. Aix Provence é movimentado tb aos domingos, segunda e terça? Li que a cidade "morre" aos domingos...
    Obrigada.

    ResponderExcluir

Deixe seu comentário. Obrigada!