A RELIGIOSA ZAPOPAN

Por Claudia Liechavicius

É exatamente no dia 21 de outubro que uma multidão de peregrinos parte da Basílica de Zapopan, desde 1734, rumo à Catedral de Guadalajara. Num trajeto de aproximadamente 7 quilômetros, milhares de fiéis acompanham "La Generala", como é chamada a Virgem de Zapopan, aquela que alivia os males causados pelas catástrofes naturais.



Que o México tem uma forte tradição religiosa não é nenhuma novidade, basta observar a quantidade de igrejas espalhadas pelas ruas. Mas, essa é uma das maiores romarias do país. Um grande evento nacional. 

O belíssimo santuário franciscano fica no coração do município de mesmo nome, Zapopan.

A fachada da igreja chama atenção pelo rebuscado trabalho em pedras, em estilo Barroco. 

Interior da Basílica de Zapopan.

Ao lado do templo se encontra o Museu da Arte Huichol, que mostra os costumes e as tradições desse grupo de índios da região. Ainda existem cerca de 50 mil índios Huichóis no México. Eles são conhecidos pelos ritos religiosos secretos. Nessas cerimônias, eles usam um cacto de poder alucinógeno - o peiote. Além disso, têm uma forte tradição em trabalhos manuais como tapeçaria e bordados feitos com contas.

Museu de Arte Huichol.

Não satisfeita em ter "um" museu, a pequenina cidade ainda tem outro - o Museu de Arte de Zapopan (MAZ) dedicado à exposições de obras de artistas nacionais e internacionais. É um museu bem singelo.

Museu de Arte de Zapopan.

Em frente à basílica fica a Plaza de las Americas Juan Pablo II, com jardins bem cuidados e um coreto. Na hora em que der aquela vontade de sentar e ver a vida acontecendo, esse é um bom lugar, quando o sol não está avassalador.

Plaza de las Americas Juan Pablo II.

Uma simpática família caminha  na Plaza de las Americas Juan Pablo II, no centro de Zapopan.

Seguindo em frente, pela Andador 20 de Noviembre, rua principal, onde ficam alguns bares, barraquinhas e restaurantes - se chega ao imponente arco da entrada da cidade, com 20 metros de altura. 

Rua principal de Zapopan, Andador 20 de Noviembre.

Arco de Ingresso.

O arco foi construído em homenagem aos fundadores de Zapopan.

Também vale a pena dar uma caminhada e conhecer a Paróquia de São Pedro Apóstolo, a uma quadra da Basílica de Zapopan. A igrejinha é muito bonitinha, acolhedora, feita em pedras.

Paróquia de São Pedro Apóstolo.

A paróquia é toda murada e do lado de fora não poderia faltar um chafariz. 

Por último entre no Palácio Municipal, na avenida Hidalgo. O prédio é aberto a visitação e no seu interior há pinturas de Guillermo Chavez, a mais importante é "La revolución universal".

Palácio Municipal de Zapopan.

Interior do Palácio Municipal. 

Essa cidade me encantou principalmente pela beleza do seu templo. 
A Basílica de Zapopan foi a igreja mais simpática e acolhedora que visitei no México. E, a cidade fica praticamente colada a Guadalajara. 
Quando for ao estado de Jalisco não deixe de conhecer Zapopan.

Compartilhe:

COMENTÁRIOS

  1. Oi Linda, Gostei do seu blog! Já estou te seguindo, ficarei muito feliz se me seguir também. bjs de Sammya

    ResponderExcluir
  2. Belíssimas fotos !
    Encantei-me com Zapopan!
    Bj
    MT

    ResponderExcluir
  3. Oi Sammya!
    Obrigada pela visita. Já fui conhecer seu blog também.
    Bj
    Claudia

    ResponderExcluir
  4. Maria Tereza, sabe que eu também gostei muito Zapopan. A igreja é espetacular. A fachada é belíssima!
    E, Zapopan é praticamente dentro de Guadalajara, mas é outro município. Imagina que uma igreja à outra, o percurso da romaria é de 7 quilômetros. Longe para ir andando. No entanto muito perto para ser outra cidade.
    Bj
    Claudia

    ResponderExcluir
  5. Claudia, que lugar magnifico, amei esse bebzão gorducho, dá vontade de morder as bochechas rs

    bj

    ResponderExcluir
  6. Vivian.
    O bebê é fofíssimo. Parece um mini monge. Uma graça.
    Beijos
    Claudia

    ResponderExcluir
  7. Adorei Clau!
    Sempre aprendemos um pouco passeando no seu blog!
    Belas fotos!
    Bjos :)

    ResponderExcluir
  8. Pois, Flávia, sabe que o México é muito interessante?
    O país me surpreendeu. Foi melhor do que minha expectativa.
    Na semana que vem espero ter tempo de escrever sobre a Cidade do México e as pirâmides de Teotihuacan.
    Um beijo
    Claudia

    ResponderExcluir
  9. Que lugares lindos ,museus e igrejas maravilhosas ,arcos lindos, ja tinha houvido lavar tão ruim do lugar ,mas vendo essas íncrivel fotos não e nada daquilo que as pessoas falaram.Amei parabens por me dar outra empressão do lugar.

    ResponderExcluir
  10. Ess.
    O México tem fama de ser perigoso. E é. Mas, como em qualquer lugar é preciso ter cuidado e andar pelos lugares certos com a ajuda de quem conhece. Foi isso que fiz e adorei conhecer esse país cheio de surpresas.
    Obrigada pela visita.
    Claudia

    ResponderExcluir
  11. Lindas fotos Claudia! Q coisa fofa aquele bebe.
    Sabe que sempre quis ir ao Mexico, mas tenho uma sensaçao muito louca qto a ir mesmo. Sabe aquela força de te empurra em outra direçao? Como me impressiono facil com sensaçoes, prefiro esperar até passar...
    Bjo!

    ResponderExcluir
  12. Brenda,
    O México é muito misterioso mesmo. É um país interessantíssimo. Espere até os ventos te levarem para lá. Um bom começo é Los Cabos. Se seu marido adora curtir o hotel, Las Ventans é um espetáculo e só tem bons ventos.
    Bj
    Claudia

    ResponderExcluir
  13. Claudia, tô sumida por conta da minha tese mas para relaxar, nada melhor que passar aqui e ler das suas viagens :o)
    Amei o destino!!! Estou devagar nos posts mas em breve volto a minha rotina tb.
    Bjocassssss

    ResponderExcluir
  14. Manu,
    Tenho sentido sua falta. Mas, tese é assim mesmo. Não dá para pensar noutra coisa. Quando a gente acaba é um alívio enorme misturado com a sensação de dever cumprido.
    Força que vale a pena!!!!
    Bj
    Claudia

    ResponderExcluir

Deixe seu comentário. Obrigada!