DE VOLTA A PUNTA CANA


Preste atenção a esse retrato... Sol o ano inteiro, praias de areia branca, coqueiros à beira de um marzão azul turquesa inacreditável, muitos cenotes, bachata e merengue ditando o ritmo. Entendeu porque Punta Cana é o principal cartão-postal da caribenha República Dominicana?

A magia do nascer do sol em Punta Cana.

Vou confessar à vocês que essa ilha é paixão antiga. Desde que li “A Festa do Bode”, de Mario Vargas Llosa, que conta sobre a ditadura vivida pelo povo nas mãos de Trujillo, mergulhei na história do país e fiquei louca para conhecer a República Dominicana. Não deu outra. A vida se encarregou de me presentear com algumas idas e vindas a esse paraíso. Já trilhei o país de ponta a ponta e encontrei um lugar para chamar de meu, Punta Cana.

Barceló Bávaro Grand Resort, em Punta Cana.

É aqui que fica a Playa Bávaro, considerada pela Traveller’s Choice Awards como uma das 25 mais bonitas do Caribe e pela UNESCO como uma das dez mais bonitas do mundo. Imagina quanta beleza! A extensa praia é protegida por uma barreira de corais que deixa a água tranquila feito uma lagoa. Um lugar perfeito para a prática de esportes náuticos ou simplesmente para curtir uns dias de “sombra e água fresca”.

Playa Bávaro, em Punta Cana.

Foi exatamente nesse pedacinho de paraíso que passei uma semana deliciosa no Barceló Bávaro Grand Resort. O hotel funciona em sistema all-inclusive e é formado por duas alas. Uma delas, Barceló Bávaro Beach, é destinada apenas a adultos e tem 589 apartamentos em estilo colonial. Essa parte do hotel é mais exclusiva por ser menor e os quartos tem decoração colonial. Já, o Barceló Bávaro Palace tem proposta familiar e conta com 1402 apartamentos e suítes com decoração mais moderna, tendo inclusive uma área Premium, onde fiquei hospedada.

Quarto e sala de estar da suite presidencial do Barceló Bávaro Palace.

Piscina exclusiva para adultos no Barceló Bávaro Palace.

Os hóspedes da ala Premium tem vários privilégios que começam a ser desfrutados logo na hora do check in, que é feito num Lounge super charmoso. Nesse mesmo Premium Lounge é servido diariamente um café da manhã mais exclusivo, além de ter sempre um buffet disponível com snacks e bebidas. Os hóspedes Premium tem wi-fi gratuito, prioridade nas reservas de restaurantes, golfe, spa e passeios. Também é possível solicitar “late check out” e caso haja disponibilidade você não será cobrado por isso. Percebeu que essa ala é a “menina dos olhos”, não é?

Um belo café da manhã pra começar bem o dia em Punta Cana.

A área ocupada pelo hotel é enorme. Para ir do início ao fim da praia você vai caminhar mais de um quilômetro. Por isso, mesmo que a ocupação esteja alta, você não se sente num lugar muito cheio. E não se preocupe com as distâncias. Tem um trenzinho que circula o tempo todo pelo hotel. As crianças amam. E as possibilidades que o hotel oferece são muitas. Só fica parado quem quer. São onze restaurantes à sua escolha, piscinas exclusivamente para adultos, dois parques aquáticos para a garotada, uma praia fantástica, campo de golfe, spa, cassino, boliche, academia de ginástica, teatro, discoteca, vários bares e uma área comercial enorme. Em uma semana você nem vai precisar sair do hotel para se divertir.

Sala de jogos.

Cassino.

 Spa.

Vários restaurantes.

Mas caso queira explorar um pouco mais além dos limites do resort, Punta Cana cresceu muito e conta com boa programação como parque de golfinhos, cenote Hoyo Azul, cenote Las Ondas, caverna Iguabonita, Ilha Saona, se aventurar de buggie pelo interior da ilha até chegar na praia de Macao, ir até a praia Juanillo em Cap Cana, visitar uma aldeia de taínos para conhecer a cultura local e saber como viviam os primeiros habitantes da ilha antes da chegada de Cristóvão Colombo. Para quem quer aproveitar a noite tem um badalado Coco Bongo pertinho do hotel e até uma casa noturna dentro de uma gruta.

Cenote Hoyo Azul.

Aldeia de taínos.

QUANDO IR

Punta Cana é um lugar que pode ser visitado durante o ano inteiro. De dezembro a março tem mais movimento, pois é inverno na América do Norte e Europa e os turistas buscam um lugar ao sol. Se quiser tranquilidade vá de abril a junho. Evite apenas os meses mais chuvosos, de agosto a outubro, pois você não vai querer pegar uma temporada de chuva nesse paraíso, muito menos se arriscar num furacão. Já passei por essa experiência e não recomendo. O sol é a chave para garantir aquele mar azul e dias inesquecíveis.

Barceló Bávaro Grand Resort.

DOCUMENTOS NECESSÁRIOS

Para visitar o país basta apresentar passaporte, preencher formulário de entrada e pagar uma taxa de dez dólares. Já leve o dinheiro trocado para agilizar.

COMO CHEGAR

Voei do Brasil para Punta Cana via Panamá, de Copa Airlines. São sete horas do Rio ao Panamá, troca de aeronave e mais duas horas até Punta Cana. Também é possível optar pela Avianca, Gol, Latam ou American Airlines.

Um paraíso chamado Punta Cana.

CONCLUINDO

Nas primeiras vezes em que estive na República Dominicana, o país oferecia pouca infraestrutura turística, por isso era pequena a quantidade de visitantes. Em Punta Cana desciam somente aviões fretados. O aeroporto era singelo, com telhado de sapê. A maior parte dos turistas entrava no país pela capital Santo Domingo que era conectada a Punta Cana por uma estrada rudimentar cujo trajeto levava mais de quatro horas de carro para ser feito (hoje leva duas horas). Era difícil chegar. Tudo mudou. Agora, o aeroporto é um dos mais movimentados do Caribe e recebe aviões de várias cidades das Américas e da Europa Acompanhei o crescimento turístico vertiginoso dessa ilha que figura como sonho de consumo de muita gente. E com razão. A ilha linda! Paradisíaca. Merece uma visita, ou melhor, várias.

Punta Cana é um dos cantinhos mais especiais do Caribe!

Compartilhe:

Comentários

0 comentários:

Postar um comentário

Deixe seu comentário. Obrigada!