BRITISH COLUMBIA NO TOPO DO PODIUM

Por Claudia Liechavicius

Vestindo traje esportivo e mostrando um astral contagiante, a costa oeste do Canadá recebe de braços abertos atletas do mundo inteiro para os Jogos Olímpicos de Inverno 2010. A Columbia Britânica que já é fotogênica por natureza está ainda mais bonita com roupa de festa. Tendo o mar à sua volta e montanhas às suas costas já serviu como cenário para embalar as aventuras de Indiana Jones, Jumanji, Highlander, Arquivo X e, mais recentemente, Crepúsculo. Agora é a hora de oferecer seus estádios e picos nevados - de Vancouver à Whistler - como palco para as estrelas olímpicas.


A cerimônia de abertura dos Jogos Olímpicos 2010 aconteceu no BC Place. O relógio faz a contagem regressiva para declarar o evento oficialmente aberto.

INSTALAÇÕES DE COMPETIÇÃO
  • Vancouver Olympic Center acolheu as competições de Curling. Que esporte mais estranho! É uma espécie de "boliche" com uma equipe varredora de chão.
  • Pacific Coliseum viu a coordenação perfeita de movimentos do Short Track e da Patinação Artística.
  • UBC Thunderbird Arena também presenciou o Hóquei no Gelo.
  • Richmond Olympic Oval aplaudiu as feras do Speed Skating.
  • Cypress Mountain foi palco para nossa querida Isabel Clark, no Snowboard e também para o Esqui Freestyle.
  • Whistler Sliding Center quase prendeu a respiração para ver o Bobsleigh, Skeleton e Luge voando. Sim, voando. Afinal, a velocidade é tamanha que se alguém piscar os olhos corre o risco de não ver os atletas passando.
  • Whistler Creekside se orgulhou ao ver o clássico Esqui Alpino.
  • Whistler Olympic Park viu os saltos destemidos do Ski Jump, além do Cross Country, Biathlon e Nordic Combined.
  • Canada Hockey Place foi o pano de fundo perfeito para a Cerimônia de Abertura dos Jogos - pois abrigou os atletas antes do evento - além de comportar o disputado Hóquei sobre Gelo. O BC Place é o local destinado às cerimônias de abertura e encerramento.

Ao fundo pode-se ver o BC Place (estádio maior, à esquerda) e o Canada Hockey Place (instalação menor, de cobertura branca, à direita).

VANCOUVER DOWNTOWN EM CLIMA DE FESTA


Uma cidade que tem a honra de sediar uma edição dos Jogos Olímpicos - sejam eles de inverno ou de verão - tem uma sorte e tanto, não é mesmo? A alegria toma conta de tudo e de todos. Em 2009, exatamente no mesmo mês de fevereiro, fui pela primeira vez à Vancouver. A cidade é maravilhosa e isso é ponto pacífico. Mas, a energia que a cidade emana no período das competições é ímpar. O astral é outro. Gente dos quatro cantos do mundo, bandeiras ao vento, caras pintadas, ruas lotadas, meios de transporte à todo vapor (inclusive o novo Sky Train), hotéis maravilhosos e muita euforia.

Apesar do frio (e com muitas roupas de inverno) as pessoas saem às ruas para prestigiar o evento.

Adultos e crianças patinam numa área programada para funcionar no período dos jogos, em plena Robson Street - que ficou fechada para circulação de veículos nesse período.

Um grupo de voluntários, com seus casacos azuis, assistem a um show na Vila Olímpica.


No centro da cidade, o relógio marca ansioso as horas que faltam para o início dos jogos e os turistas registram tudo com suas máquinas fotográficas.

Até os prédios envidraçados, tão característicos da cidade, dão as boas-vindas à todos.

Um estúdio de jornalismo foi montado em plena Robson Street para registrar com fidedignidade os acontecimentos durante os jogos.


Os mascotes Quatchi, Miga, Sumi e o amigo Muk Muk estão espalhados por todos os lugares em Vancouver e Whistler.

PASSEANDO POR VANCOUVER

Para se ter uma visão panorâmica da cidade vale a pena subir os cento e sessenta e nove metros da Vancouver Loukout. A torre é o lugar perfeito para boas fotos. Logo adiante, em direção a baía de Vancouver fica o centro histórico. Foi ali, em Gastown, que a cidade nasceu. As ruazinhas são deliciosas, com prédios vitorianos, um antigo relógio à vapor, lojinhas de souveniers e cafés estrategicamente posicionados para aquele descanso merecido depois de muito caminhar. O músico Bryan Adams tem seu estúdio montado num antigo prédio da região.

Vancouver Lookout é um bom local para se ter uma visão geral da cidade.

Ao descer da torre, partindo de Coal Harbor pelo seawall num trajeto de 22 quilômetros à beira-mar em direção à English Bay passa-se pelo Stanley Park. Pulmão da cidade, com a maior área verde da América do Norte. São 400 hectares cheios de vida. O parque convida à prática esportiva, mesmo no inverno. Há grupos de pessoas que correm, outros pedalam, andam de patins ou simplesmente caminham entre as árvores ou à beira-mar. Abriga diversos restaurantes, totens e o Vancouver Aquarium, onde é possível se deparar com mais de 800 espécies de animais marinhos, shows de baleia Beluga, golfinhos, lontras e focas. No final do Stanley Park fica a English Bay - praia mais procurada pelos moradores da cidade para um bate-papo no inverno ou no verão.

O Stanley Park tem a maior área verde da América do Norte. Mas, ele é apenas um dos 200 parques da cidade.

Próxima parada pode ser na Grouse Mountain. Primeiro é preciso chegar até a Capilano Road, andar até o final e então tomar o bondinho em direção ao topo da montanha. Ela é famosa por ser um criadouro de ursos pardos, além de ser uma região belíssima, especialmente no inverno quando neva. No retorno para o centro da cidade, é preciso conhecer a Capilano Suspense Bridge. A grande atração fica por conta da ponte de setenta metros de altura e 137 de comprimento, suspensa sobre um cânion e que balança durante a travessia. Para chegar lá o ideal é ir de carro num trajeto lindo que passa pelo Stanley Park, atravessa a Lions Gate e pronto. Partindo do centro da cidade até Grouse Mountain são menos de 20 minutos. Outra opção é tomar um barco (seabus) em Waterfront e atravessar pelo mar até chegar à montanha. O ingresso custa em torno de 25 dólares canadenses para adultos.

Para aqueles que têm medo de altura, talvez uma foto de longe seja a melhor alternativa.

Pois, a ponte balança enquanto as pessoas atravessam. É uma perfeita aventura ao estilo Indiana Jones.

A água do derretimento do gelo de Grouse Mountain é represada para consumo da população. No lago e nas corredeiras que desembocam nele, o salmão é figurinha fácil de se encontrar.

Outro lugar interessante é Granville Island. Em torno de 1900 era lá que as fábricas da cidade se localizavam. Hoje há um enorme mercado de produtos frescos, peixes e frutos do mar. Sentar em um restaurante para jantar e ver o pôr-do-sol a beira do mar, com centenas de barcos atracados na marina, com certeza, encerra o dia em grande estilo.

A natureza é sabidamente a maior responsável pelo sucesso de Vancouver, a cidade mais populosa da Columbia Britânica. Mas, além disso, a qualidade de vida na costa oeste canadense é inegável. Basta observar a pesquisa da revista britânica "The Economist" que lista a cidade como um dos melhores locais do mundo para se morar. Suas avenidas são amplas e os prédios envidraçados, embora altos, têm limitação de altura para não comprometer o cenário montanhoso, do entorno da cidade, que pode ser visto de quase todas as esquinas.

Os prédios envidraçados ganham uma iluminação linda à noite.

INDO ÀS COMPRAS

É possível passar o dia todo rodando pelas ruas Robson, Granville, Dunsmuir, West Georgia e Seymour fazendo compras. Mas, se o frio estiver castigando os shoppings subterrâneos podem garantir boas horas de diversão. O Pacific Center é o maior do centro da cidade e tem lojas como MaxMara, Hollister, H&M, The Apple Store, Sephora e outras. http://www.pacificcenter.com/

Nos dias em que o frio aperta, nada melhor do que passear dentro de um shopping quentinho e fechado. A entrada principal do Pacif Center fica ao lado do Hotel Four Seasons, na West Georgia St.


INDICAÇÃO DE HOTÉIS EM VANCOUVER


The Westin Bayshore. Bem localizado, em Coal Harbour, tem um visual incrível da cidade, mar e montanhas nevadas. Dos quartos pode-se ver os hidroaviões que partem a todo o instante para Victoria e outras localidades. Os quartos não são muito espaçosos mas têm boa decoração (tradicional). 1601 Bayshore Drive, Vancouver. Telefone: 1 (604) 682-3377. http://www.starwoodshotels.com/

Hotel Marriott Pinnacle Downtown. Quartos relativamente pequenos, mas com janelões enormes que dão uma visão privilegiada de Coal Harbour. Boa localização. O café da manhã fica no térreo, num salão envidraçado que dá um ar descontraído ao ambiente. 1128 West Hastings Downtown, Vancouver. Telefone: 1 (604) 684-1128. http://www.marriott.com/

Shangri-La. É o prédio mais novo e mais alto da cidade - com 61 andares. Fica numa das principais áreas comerciais do centro, num trecho chamado de Burrard Inlet. Tem uma área destinada aos hóspedes e outra ala residencial. Fica num ponto excelente e é muito bem decorado. 1128 Georgia Street West. Telefone: 1 (604) 689-1120. http://www.shangri-la.com/

Fairmont Airport. É boa opção para quem não se incomoda com a distância do centro. Tem quartos muito agradáveis e preço camarada. Para chegar à cidade basta andar 20 minutos no Sky Train que sai dali mesmo. 3111 Grant Mc Conachie Way. www.fairmont.com/vancouverairport Telefone: 1 (604) 207.5200.

Bons hotéis não faltam. Além desses, outras opções são: Renaissance Vancouver Hotel - Harbourside, Hyatt Regency Vancouver, Loden Hotel (recentemente inaugurado e escolhido por Catherine Zeta-Jones quando está na cidade) , Fairmont Hotel Vancouver, Four Seasons, Pan Pacific. ..

A COZINHA CANADENSE


Senti dificuldade em encontrar bons restaurantes em Vancouver. Afinal, a cozinha local é uma mistura da cozinha americana, britânica e nórdica. Entre "Fish and Chips", grelhados com batatas fritas e hamburgueres preferi ficar com o salmão - que é definitivamente a grande estrela. Portanto, prefiro não indicar restaurantes. Sugiro apenas os "Cupcakes" - na Thurlow St. esquina com Robson - especialmente para quem viaja com as crianças. Elas adoram os bolinhos coloridos e divertidos.


Os Cupcakes de chocolate com baunilha, além de lindos são muito gostosos.

FUSO HORÁRIO. Em relação ao horário de Brasília são - 5 horas.

DOCUMENTOS. Para entrar no país é necessário ter visto canadense no passaporte (que é feito em São Paulo).

CLIMA NO OESTE CANADENSE. Em Vancouver não costuma nevar e é mais quente do que no restante do país. Afinal, correntes de ar provenientes do Havaí trazem bons ares. As temperaturas no inverno se mantém entre 0 e 8 graus (enquanto em Montreal chega facilmente a -20), mas chove bastante. O clima é muito úmido. Já, nas montanhas, o frio é mais intenso, neva com frequência e as temperaturas costumam ficar abaixo de zero. No verão, o clima é mais seco e quente, mas quase nunca passa dos 30 graus.

COMO CHEGAR. Bem, chegar ao Canadá é tarefa árdua por dois motivos. Um deles é a distância. É longe e não tem voos diretos. O outro é pela possibilidade de pegar uma nevasca no meio do caminho. Foi o que aconteceu na minha conexão em Dallas. Tinha neve que não acabava e o avião ficou no pátio recebendo tratamento para poder decolar por 3 horas, com os passageiros à bordo, torcendo para conseguir continuar a viagem. Pois, naquele dia 5700 voos haviam sido cancelados na América do Norte. Uma aventura no gelo.
American Airlines tem voos partindo de SP e Rio com conexões em Miami e Dallas. http://www.aa.com.br/. Telefone: (21) 4502.5005.
Air Canadá parte de SP e faz conexão em Toronto. http://www..aircanada.com.br/. Telefone:(21) 2220.5343.
Continental faz conexão em Houston. http://www.continental.com/. Telefone: 0800.7027500
Delta com conexão em Atlanta e Salt Lake. http://www.delta.com/ Telefone: (21) 4003.2121

Compartilhe:

COMENTÁRIOS

  1. Claudia!

    Tou verdinha de inveja!Pareço o Shrek...hehe...bem verdinho!
    Vancouver parece ter tudo o que eu gosto...neve,lojas e muita animação e com as montanhas bem perto!Eu gosto mais dos JO de Inverno do que de Verão...adoro ver as provas de ski e de patinagem artística...nem parece que sou de um país sem nenhuma tradição nos desportos de Inverno...
    Parece-me que o Canadá fica mais perto de Portugal do que do Brasil...quem sabe um ano desses eu não vou até lá!
    O post está fantástico,fico á espera de mais...
    Beijinho

    ResponderExcluir
  2. Margarida.
    Se você gosta de friozinho (sim, não chega a ser frizão) VAncouver e Whistler são o máximo para umas férias de inverno. Tem muito coisas interessantes e tudo pertinho. Dá para ir à Victoria de hidroavião, esquiar em Whistler, conhecer Seatle em menos de duas horas de carro. Só não consegui comer bem como você no dia de S. Valentine. rs.
    Bj
    Claudia
    Beijinhos

    ResponderExcluir
  3. Claudia
    Adorei o post , como sempre!
    Eu prefiro os Jogos Olímpicos de Verão, e estou ansioso por ver Londres 2012, mas realmente através de seus olhos os JO de Inverno ficaram show!
    O que são estes chapéus verdes na cabeça da família na foto???
    abs
    VS

    ResponderExcluir
  4. Que guia impecável Cláudia!! Com certeza vou usá-lo qquando for conhcer a costa oeste do Canadá...
    infelizmente, já não vai mais ter olimpíadas =/

    beijo!

    ResponderExcluir
  5. Oi, Claudia!
    Você também escreve divinamente. Obrigada pelo carinho, lá. Ah, menina! Estes seus relatos nos dão água na boca e são tão amplos de informações. Muito bom este post. Nunca fui ao Canadá, mas está na minha lista. Quem sabe, um dia...

    Beijo

    ResponderExcluir
  6. Ilaine,

    Da Europa para chegar ao Canadá tem uma bela distância. MAs, numas férias longas, com tempo tudo é possível. O Canadá é encantador especialmente no inverno.
    Lindo país.
    Bj
    Claudia

    ResponderExcluir
  7. Tiago.
    Se você quer ir aos Jogos Olímpicos de Londres eles estão chegando...Afinal, dois anos passam voando. Que tal?
    Antes disso, Programe o Canadá. É incrível.
    Bj
    Claudia

    ResponderExcluir
  8. VS
    Esses adereços todos iguais da foto (gorro verde e preto em formato de maple leaf e cachecol listrado) foram brindes da WADA (World Anti Doping Association)uma associação que trabalha em prol da saúde dos atletas, ao competirem sem o uso de substâncias ilícitas para aumentar seu rendimento. É uma instituição muito séria e com um belo lema. Sou fã dessa causa!!!!
    Abs
    Claudia

    ResponderExcluir
  9. Mas olha só que confusa!!!!

    coloquei o recado na viagem errada!

    Vancouver, me aguarde... uhuuuu!!!

    beijoca
    Claudinha

    ResponderExcluir
  10. Márcia.
    Agora você acertou. Uhuuuu!
    Canadá te espera.
    Bjs

    ResponderExcluir
  11. Uma bela e completíssima matéria, extremamente útil para quem pretende visitar o destino, um verdadeiro GUIA. Dá trabalho fazer, eu sei como é isso, daí, mesmo sem tempo pra comentar, não posso deixar de dar meus parabéns e elogiar o belo conteúdo.

    Abraços,

    Arnaldo

    ResponderExcluir
  12. Arnaldo
    Fico feliz com sua visita. Afinal, sou sua fã. Acompanho seu blog (que é muito bem escrito).Suas fotos são incríveis. Especialmente essas do Marrocos que têm um colorido lindo!
    Obrigada.
    Claudia

    ResponderExcluir
  13. Claudia!!

    Que delícia de passeio, ainda mais no Canadá em pleno jogos de inverno!
    Seu guia está completo, mas vou reclamar de um detalhe: faltou uma fotinho do Aquarium (de peixinhos), pra eu definitivamente me convencer de ir pra lá... risos.

    Brincadeiras a parte, eu tenho certeza que adoraria conhecer o Canadá, acho que deve ser bem parecido com a Nova Zelandia, que eu adorei!

    Beijos

    ResponderExcluir
  14. Carol,
    As fotos dos peixinhos e peixões ficaram horrorosas por isso não pude colocar. Mas, as baleias beluga são muiiiiito simpáticas. Ficam brincando pertinho do vidro o tempo todo. Uma graça!
    E o baby como está? Tudo certo? Pelo visto ele não tem te deixado viajar muito... Em breve, ele poderá mergulhar também.
    Bj
    Claudia

    ResponderExcluir
  15. puxa, mto bacana o blog de vcs.
    as fotos estão espetaculares. varias viagens incriveis... show!
    estou ate com vergonha do meu humilde blog mochileiro.
    parabens! estão na minha lista de favoritos
    abração

    www.mochilabeleza.blogspot.com

    ResponderExcluir
  16. Ramon.
    Fico feliz com seu elogio. Obrigada por ter adicionado o blog na sua lista de preferidos.
    Boas aveturas!

    ResponderExcluir
  17. Amei tudo...
    As fotos, lugares, vcs...
    Tudo lindo maravilhoso e ate o frio n. parece tão forte do lado de ca do computer!!! heheheh
    Milhares de kisses,
    KK

    ResponderExcluir

Deixe seu comentário. Obrigada!