CONHEÇA A INCRÍVEL CATEDRAL DE SAL ZIPAQUIRÁ NA COLÔMBIA


Impossível ir à Bogotá e não visitar a Catedral de Sal Zipaquirá. É um dos lugares mais impressionantes da Colômbia. Sua construção foi feita dentro de uma antiga mina de sal, a 2.600 metros acima do nível do mar, no município de Zipaquirá, 29 quilômetros ao norte da capital colombiana.

 Arcanjo São Miguel no Nártex da Catedral do Sal.

Os depósitos de sal das montanhas de Zipaquirá existem há milhões de anos e túneis foram sendo escavados para a extração do mineral no início no século XVI com a chegada dos espanhóis. Os trabalhadores das minas já dedicavam o lugar a Nossa Senhora do Rosário, que é a padroeira dos mineradores. Em 1932, foi feita uma pequena capela subterrânea. Com a grande devoção dos trabalhadores, em 1950, foi construída uma grande catedral no segundo nível de exploração da mina, que na época tinha quatro níveis, cada um deles com 80 metros de extensão. Como havia falhas estruturais e risco de desmoronar, ela foi fechada em 1992, quando um novo projeto já estava em andamento, 60 metros abaixo da antiga catedral.

Corredores de sal conduzem ao templo no interior da mina.

Na época, 44 projetos foram apresentados e o desenho aprovado para o novo templo religioso foi o proposto pelo arquiteto Roswell Garavito Pearl, de Bogotá. A nova catedral foi inaugurada em 1995 e é espetacular. Tanto que em 2007 foi feito um concurso para escolher as 7 Maravilhas da Colômbia  e a Catedral de Sal obteve a maior votação popular.

Mapa do interior da Catedral de Sal.

Uma visita à Catedral de Sal é obrigatória em Bogotá. Ao entrar na mina você passa por um longo túnel de quase 400 metros de comprimento e 13 de altura que acompanha 14 estações da Via Crúcis representando a caminhada de Jesus desde o momento em que ele foi condenado, crucificado, até seu sepultamento. Os altares foram esculpidos nas rochas de sal e a iluminação tem um efeito especial na escuridão.

Via Crucis Catedral do Sal Zipaquirá.

 Quatorze estações esculpidas em rocha de sal. 

A seguir abre-se um salão com uma enorme cúpula que representa a ligação entre o Céu e a Terra.

Cúpula da Catedral de Sal.

Em frente à cúpula, tem um espaço dedicado ao coral da igreja, com um balcão e um grande anjo, de onde se vê a Nave Central. Escadas e rampas talhadas nas rochas de sal descem até o centro da Catedral que tem três salões: Nave do Nascimento, Nave da Vida e Nave da Morte e Ressurreição. Elas se comunicam por passagens e labirintos. A Nave Central é ancorada por quatro grandes colunas que simbolizam os apóstolos Mateus, Marcos, Lucas e José. Ela ostenta uma cruz de sal muito grande e tem no chão um medalhão que faz referência ao nascimento de Cristo.

Balcão do coro da Catedral de Sal e ao fundo a Nave Central.

Salões e detalhes da Nave Central. 

 Medalhão no chão da Nave Central.

É um lugar singular. Muito especial. Como poucos no mundo. Na Europa também é possível visitar, na Polônia, perto da Cracóvia, as Minas de Sal de Wieliczka que abrigam uma igreja no seu interior.

O valor do ingresso da Catedral de Sal de Zipaquirá é de 50.000 COP por pessoa, ao redor de 55 reais. 


COMO CHEGAR

O ideal é contratar um motorista de taxi para levar você até lá, esperar a visita e trazer de volta. Recomendo: William Ortiz, e-mail williamorlando03@hotmail.com, telefone +57 301 366 5346. Ele fala inglês, morou nos Estados Unidos, tem wifi no carro e usa whatsapp e Rodrigo Lozano, um engenheiro que sabe tudo sobre a história do país, muito gentil, funciona até como guia, e-mail lbernal35@yahoo.com, telefone +57 315 835 3500 para whatsapp.

A Catedral de Sal é um lugar imperdíval na Colômbia.

Compartilhe:

COMENTÁRIOS

  1. Bom dia Claudia
    Mais uma das suas ótimas dicas
    Obrigado e abraços
    VS

    ResponderExcluir

Deixe seu comentário. Obrigada!