A VELHA PORVOO


Completamente apaixonante! A cidade medieval finlandesa de Porvoo é puro charme com seu antigo calçamento de pedras, armazéns em tom vermelho terra na beira do rio e casinhas de madeira coloridas colina acima. É fácil entender porque a segunda cidade mais antiga da Finlândia (depois de Turku) é uma das mais visitadas e fotografadas do país.

Porvoo é muito fotogênica com seu casario à beira-rio.

A Ponte da Velha Porvoo é decorada com tricôs feitos pelos moradores. Um mimo!

Os suecos foram os primeiros a ocupar essa região em 1380, quando ali fundaram 6 vilarejos. É daí que vem o sueco como idioma oficial do país, além do finlandês. Muitas placas de sinalização de rua estão escritas nas duas línguas. Mas, nem por isso fica mais fácil de ler. As duas são difíceis para nós, brasileiros.

Porvoo floresceu. Em 1500 chegou a ser uma das maiores cidades da Finlândia com 1500 habitantes. Hoje moram 50 mil pessoas nesse lugar tranquilo que também já passou pelas mãos de dinamarqueses e russos, além dos suecos.

As casinhas de boneca de Porvoo

A ordem é andar sem pressa pelas ruas deliciosas da Velha Porvoo entre as mais de 500 casas antigas. Hoje, metade delas são ocupadas por moradores e as outras foram transformadas em lojinhas, galerias de arte, restaurantes e cafés. No passado, os armazéns serviam para guardar as mercadorias antes de serem negociadas.

Antigos armazéns de Porvoo.

No alto da colina, no centro do vilarejo, sobressai a catedral dedicada a Maria, mãe de Jesus. Ela é um dos principais pontos a serem visitados. Foi construída no século XV e sofreu cinco incêndios, o último, em 2000. Foi então reconstruída e voltou a abençoar o povoado em 2008 exatamente com suas formas originais.

Catedral de Porvoo.

A catedral fica no alto da colina. É a construção mais alta da cidade.

O poeta finlandês Runeberg foi um dos ilustres moradores de Porvoo. Ele é uma figura muito expressiva na vida do país. Um de seus poemas foi transformado no Hino Nacional. Uma das casas onde ele morou em Porvoo foi transformada em museu, assim como várias outras casas históricas, entre elas a de Holm, um comerciante poderoso da região.

COMO CHEGAR


Porvoo fica a apenas 50 quilômetros de Helsinki. O acesso é muito fácil. Nas épocas mais quentes do ano, de maio ao início de setembro, um barco da empresa J.L. Runeberg parte diariamente do porto de Helsinki as 10 horas da manhã, chega em uma hora no porto de Porvoo e retorna as 16 horas para Helsinki. Nos períodos mais frios basta tomar um ônibus na estação que fica no shopping Kampi, em Helsinki, e em 50 minutos você estará desembarcando na cidade. Cada trecho custa 9 euros por pessoa. Veja os horários no site www.matkahuolto.fi

Porto de Porvoo.

O QUE VISITAR

O centro da Cidade Antiga é muito pequeno e pode ser facilmente percorrido em duas horas. Guias impressos de Porvoo são distribuídos gratuitamente e sugerem o trajeto abaixo, partindo da letra A, (casa de um banqueiro chamado Valtimo) até a letra N (residência de Gabriel Park, um compositor e professor de música), passando pela prefeitura C, por um castelinho D, atravessando o rio de Ea ou Eb até F, caminhando pela ponte até chegar na catedral G, antiga escola H, Escadaria do Demônio Ja, casa onde viveu o poeta Runeberg Jb, área residencial K, estátua do artista finlandês Edelfelt, e outras casas históricas M e N.  

Mapa da Velha Porvoo.


A Escadaria do Demônio recebeu esse nome pois é feita sobre pedras nativas do local e quando neva fica perigosa. Tem até um corrimão para ajudar.


Pelas ruas charmosas de Porvoo.

Recomendo um bate-e-volta a partir de Helsinki até Porvoo. Saia as 10 horas da manhã, caminhe pelas ruas deliciosas sem pressa, pare para um café, entre onde interessar, almoce num dos tantos restaurantes simpáticos e retorne de ônibus quando der vontade, eles partem em muitos horários ao longo do dia. 

Compartilhe:

COMENTÁRIOS

  1. Cláudia, adoro suas postagens!!! Seus textos sempre muito bem escritos. Vou ter que voltar a Helsinque para fazer esse seu roteiro incrível!!!
    Grande beijo,
    Letícia

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Leticia,

      Porvoo é uma gracinha. Tem que visitar. Beijos e obrigada pela visita.

      Excluir

Deixe seu comentário. Obrigada!