HAARLEM NUM BATE-E-VOLTA


Às margens do rio Spaarne, Haarlem é a charmosa capital financeira da Holanda do Norte. Não é grande, apesar ter sido uma poderosa província no passado. É a oitava maior cidade do país e ótima para um bate-e-volta a partir de Amsterdam, pois fica a apenas 20 quilômetros.


Pelas vielas de Haarlem.

No século XIII, a cidade era um grande centro de produção de roupas e contava com doze portas de entrada. Elas serviam para controlar o transporte das mercadorias. No entanto, no século XVI foi saqueada pelos espanhóis e incendiada. Muita coisa foi destruída. Apenas algumas dessas entradas continuam intactas. À oeste está a Amsterdamse Poort, de 1355. Parece um castelinho. Linda.

Porta oeste da cidade de Haarlem, Amsterdamse Poort

O principal atrativo de Haarlem é o centro histórico repleto de ruas adoráveis que partem da Grote Markt, a praça que serve como ponto de encontro dos moradores da cidade e dos turistas. Na Grote Markt fica a Câmara Municipal, o Vleeshal (antigo mercado de carnes que hoje é o Museu Frans Hals), o Hoofdwacht (guarita do século XVII), a Grote Kerk (catedral) e muitos restaurantes.

Grote Markt e ao fundo, à esquerda, está a Câmara Municipal com uma estátua que simboliza a Justiça segurando uma espada e uma balança, em um nicho no terceiro andar

 Grote Markt e a Estátua de Laurens Coster que segundo dizem em Haarlem foi o criador da impressão, alguns anos antes de Gutenberg. Será? Fica a dúvida...

A casa laranja é o antigo mercado de carnes Vleeshal que hoje é um museu de arte moderna.

 Na Grote Markt também fica a enorme igreja de Sint Bravo conhecida como Grote Kerk. A entrada da catedral é pela lateral, por dentro de uma loja. Diferente e interessante. Antigamente, onde tem essa loja havia várias casinhas singelas que eram alugadas para sustentar a igreja. Ao entrar na nave principal o que salta aos olhos primeiro é o teto de madeira trabalhado que se junta ao belíssimo órgão de tubos decorados em tons de vermelho, prata e dourado. Mozart deu um recital usando esse instrumento, em 1766.

Grote Kerk e seu famoso órgão.

Andando alguns quarteirões a partir da praça é possível visitar o Moinho de Adriaan às margens do rio. Esse moinho de vento foi construído em 1778 para produzir cimento, tinta e tabaco. Por muitas décadas foi um dos moinhos mais importantes da Holanda. No entanto, seu destino foi trágico e ele sofreu um incêndio em 1932. Setenta anos mais tarde ele foi reconstruído e atualmente pode ser visitado. É muito fotogênico.

Moinho De Adriaan. 

Outra característica marcante do passado da cidade eram os asilos para idosos, pobres e doentes chamados de hofjes. Eles surgiram no século XVI e eram cuidados pelos comerciantes mais ricos. Um deles foi transformado no Museu Histórico do Haarlem, em 1995 e fica no pátio em frente ao Museu Frans Hals.

Outro museu que vale a pena visitar é o Museu Teylers dedicado a arte, ciência e tecnologia. Ele foi o primeiro museu público da Holanda, fundado em 1778.

Haarlem certamente vai agradar os apreciadores de cerveja. A cidade tem muitas cervejarias, mas uma das mais famosas é a Jopen que existe desde 1407.

E para acompanhar a cerveja vá de queijo holandês (se é que queijo combina com cerveja, mas vamos apostar que sim, especialmente na Holanda). A produção de queijo no país é uma tradição e nas lojas de queijo de Haarlem o cheiro atiça a fome a cada esquina. 

 Não deixe de provar os queijos holandeses

Haarlem é uma graça de cidade e fica pertinho de Amsterdam. De carro ou de trem chega-se em menos de trinta minutos. Pense com carinho nesse bate-e-volta.

Haarlem.

Compartilhe:

COMENTÁRIOS

  1. A Holanda me parece cada vez mais um país dos sonhos....
    E esse queijo maravilhoso, hein! Me aguarde em breve!!!

    Beijinhos e bons ventos sempre CLaudia!

    ResponderExcluir
  2. Oi, Cláudia. Tudo bem? :)

    Seu post foi selecionado para o #linkódromo, do Viaje na Viagem.
    Dá uma olhada em http://www.viajenaviagem.com

    Até mais,
    Bóia – Natalie

    ResponderExcluir
  3. Bia,

    A Holanda é um charme e tudo fica muito perto. É fácil e rápido para ir de uma cidadezinha para outra. Num dia dá para visitar duas ou três cidades super fofas. Adoro o interior do país.

    Os queijos holandeses são bons demais!!!!! Eu também sou louca por queijos.

    Beijos

    ResponderExcluir
  4. Claudia,

    Haarlem é linda não. Costumamos aos sábado ir até o mercado de rua e lá tomamos o nosso "pequeno almoço" ou café da manhã....

    Já visitastes Leiden?? pois bem, estamos em Portugal, no Algarve e, seguimos para Leiden, nesta quinta-feira dia 02/07, pois dia 04/07 é o aniversário do marido e temos um jantar...

    Se for época de viajar novamente até a Holanda, faz-nos gosto, encontrar-mo-nos por lá.

    abs,

    ResponderExcluir
  5. Obrigada pelo convite, Francy. Muito gentil.

    Bj

    Claudia

    ResponderExcluir
  6. Mais uma cidade charmosa e é a capital da Província da Holanda do Norte.

    ResponderExcluir

Deixe seu comentário. Obrigada!