ROSKILDE, O LADO VIKING DA DINAMARCA

Por: Claudia Liechavicius

Roskilde é uma antiga cidadezinha da Dinamarca, à oeste de Copenhague, que mantém viva a memória do passado viking e da realeza de seu povo. Foi sede eclesiástica e capital do país até 1455. Sua história remonta ao século X, quando o Bispo Absalon, o mesmo que fundou Copenhague, começou a construir ali, uma imponente catedral em tijolos vermelhos. Desde então, novas alas foram sendo acrescidas à construção inicial, em diferentes estilos arquitetônicos. Atualmente, a igreja mostra a conjunção perfeita que resultou da soma dos 900 anos de sua trajetória, às margens de um legítimo fiorde dinamarquês.


A Catedral de Roskilde é considerada pela UNESCO, como Patrimônio Cultural da Humanidade. Lá, descansam 20 reis e 17 rainhas do Reino da Dinamarca.



As duas torres da Catedral de Roskilde foram feitas no século XV. 



O MUSEU VIKING


Uma outra parte, ainda mais remota do passado da Dinamarca, pode ser conhecida no Vikingeskibshallen. O museu guarda cinco barcos vikings encontrados no fundo do Fiorde de Roskilde, dois são de guerra e os outros três, mercantes. Eles foram resgatados e restaurados da melhor maneira possível e são considerados preciosidades. Além disso, juntamente com o museu funciona uma escola que ensina a arte da fabricação dessas embarcações e os segredos dos vikings no mar.
. Os alunos da escola de navegação aprendem a construir embarcações vikings, nos mesmos moldes das antigas. Elas são feitas em tamanho real e são usadas para navegação no fiorde.

Alguns barcos mais modernos ficam à disposição dos visitantes, no cais do Museu Viking, para quem quiser circular pelo fiorde com mais conforto.

Na Dinamarca, como o país é muito plano, os fiordes não são emoldurados por altas montanhas, a paisagem é aberta. 


PELOS FIORDES DINAMARQUESES

O Fiorde de Roskilde é um braço do Fiorde de Ise. De lá, os vikings, antigos mercadores, navegaram em direção ao sul para fortalecer seu comércio. Eles começaram suas incursões por outras terras no século V. Para se proteger, eles construíam fortes, ao longo do caminho por onde passavam. Os primeiros relatos de invasões viking datam de 793, quando dinamarqueses atacaram o monastério de Lindisfarne, na Inglaterra. Eles saquearam, mataram os monges que resistiram, carregaram seus navios e retornaram à Escandinávia. Com essa imagem, nos 200 anos seguintes, a história Europeia encontra-se repleta de contos sobre os vikings e suas pilhagens. Mas, na verdade, sua vida se baseava na pesca e no comércio marítimo feito no Norte da Europa. No entanto, eram povos guerreiros. Fabricavam armas, escudos e embarcações de guerra, o que impunha respeito.

Essa réplica de um barco viking foi construída no Museu de Roskilde.


A CIDADE DE ROSKILDE


Roskilde fica a apenas 31 quilômetros de Copenhague. É uma cidadezinha pequena, mas de grande valor histórico. Não deixe de ir ao Museu Viking e passear pelas ruas de pedestres. A igreja fica bem no centro da cidade, pode ser avistada de longe. Vale a pena fazer uma visita breve.


Roskilde é uma cidade calma, com pouco movimento, ruas com chão de pedras. Bastante tranquila, como todo o interior da Dinamarca. Se o tempo para visitar o país for pequeno, o ideal é se concentrar em Copenhague.

Compartilhe:

COMENTÁRIOS

  1. Adoro conhecer cidadezinhas pequenas que muitas vezes ficam fora dos roteiros habituais! Quando for á Dinamarca não vou perder essa...já anotei!

    Beijos

    ResponderExcluir
  2. A cidade é bem pequena. Mas, o museu é super interessante porque tem uma oficina de navegação viking que funciona junto. Além disso, é tão pertinho que em tarde dá para ir até lá.
    E você tem viajado muito?
    Bj
    Claudia

    ResponderExcluir
  3. www.lugareseolhares.com7 de dezembro de 2009 13:01

    Claudia ,maravilhoso post!!!! realmente a Dinamarca é supreendente.Muitos dos lugares visitados por voce eu estive e é muito legal ver outros olhares em mesmos lugares.
    Abraços.boa semana

    ResponderExcluir
  4. Voltar, mesmo que através de textos e fotos, aos lugares por onde já passamos é muito bom!!!

    ResponderExcluir
  5. Oi CLaudia, estou planejando conhecer Rosikild na minha proxima viagem a DInamarca. COmo chegar lá a partir de Copenhagem?
    Obrigada.

    ResponderExcluir
  6. Oi Jussara,

    Eu fui de carro. Talvez haja outras opções além dessa. Desejo uma boa viagem.

    Claudia

    ResponderExcluir
  7. Queria te sugerir a Região de Montanhas do Espírito Santo, pouco conhecida, mas lida, comece a viagem saindo da capital Vitória e subindo de carro passando pela linda e bucólica Domingos Martins, cidade de origem alemã, pequena e de boa comida, continue a viagem até chegar em Pedra Azul passando pela Rota do Lagarto, 8 km de pura delícia, o clima frio gostoso do inverno e fresco no verão. Ali você encontra boa comida, casas de chá com queijos deliciosos, Se você gosta de culinária italiana, segue até Venda Nova do Imigrante, cidade onde a cultura italiana é visível em tudo. Enfim, é um pedaço da Europa na região Sudeste, pouco conhecida e pouco explorada. Conheça e depois me conta, tenho certeza que não vai se arrepender. Prepare-se para uma experiência belíssima. Ah não se esqueça de quando estiver na Rota do Lagarto fazer a trilha da pedra Azul... É tudo de muito bom,

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Aloyr e Marcela,

      Já estive muitas vezes e já conheço Domingos Martins. Estive na Pedra Azul. Lugar belíssimo.

      Obrigada.

      Excluir
  8. RUYJUNIORSS (Instagram)

    Estive em Roskilde em julho desse ano (2016)
    A cidade, como toda a dinamarca, é muito bonita. Os pontos altos são o museu Viking e a Catedral de Roskilde. Sensacional!!!
    A rua de comercial é um convite a gastar dinheiro, com suas lojas de roupas, restaurante com comidas típicas e uma boa cerveja dinamarquesa.
    Pegue uma bike e dê umas voltas pelas ruas da cidade e aprecie a arquitetura local. As casas são incríveis, no melhor estilo "só visto em desenho"

    Abraços

    ResponderExcluir

Deixe seu comentário. Obrigada!