09 maio 2010

DOHA POR TRÁS DO PANO


Por Claudia Liechavicus

Doha, capital do Qatar - país árabe encravado em uma península do Golfo Pérsico - está tão distante geograficamente do Brasil quanto em termos de cultura. Homens vestindo o típico "traje nacional" (túnica branca, chinelo e turbante) e mulheres de preto, cobertas da cabeça aos pés (entre abayas, niqabs, hijabs e burqas) circulam por antigos souqs, shoppings nababescos, prédios arrojados, restaurantes estrelados e aterros marítimos ousados. Por trás das pequenas frestas das roupas deixam transparecer modos de vida instigantes e bem diferentes dos nossos. São polígamos - várias mulheres andam acompanhadas por um único marido. São muçulmanos e atendem a cinco chamados ao dia para oração. Tem olhar arisco e desconfiado. São pouco dados ao trabalho "nos moldes ocidentais". São proibidos por lei de consumir bebidas alcoolicas. E, são muito, mas muito fechados.

Imaginem a dificuldade que deve ser lidar com 4 ou 5 mulheres ao mesmo tempo. Se uma já dá trabalho... Que loucura!

O país-berço da Al Jazeera (canal de televisão caracterizado pela liberdade de expressão no golfo e oposição aos padrões ocidentais) saiu da pobreza nos anos 40 quando o petróleo jorrou da península para o mundo. Antes disso, dependiam basicamente da pesca, da criação de camelos e das pérolas. Foram dominados pelos persas durante muitos anos. Depois pelo Bahrain, pelos turcos otomanos e britânicos. Sua independência aconteceu em 1971 e o Qatar se recusou a fazer parte tanto da Arábia Saudita como dos Emirados Árabes. Agora, o país cresce a cada dia e Doha - a capital e maior cidade do emirado- ganha ares vibrantes. Pois, além do petróleo (cujas jazidas devem se esgotar até o final do século XXI) eles ainda tem o privilégio de contar com uma das maiores reservas de gás natural do mundo.

Uma cortina de prédios espetaculares se ergue imponente à beira-mar, ao longo da Corniche. A maioria deles ainda está em final de construção. É tudo ainda muito novo em Doha.

MODELITOS MUÇULMANOS PARA ELAS


O hijab é um véu que cobre os cabelos e o pescoço deixando o rosto de fora. Que beleza! Dá até para ver alguma coisa e respirar à vontade. Geralmente é usado junto com uma abaya - vestido longo, preto e largo. Outros tipos de véus mais fechados são o khimar e o chador. Já o niqab cobre todo cabelo, pescoço e rosto deixando só uma fresta nos olhos. Muitas vezes é acompanhado de abaya e luvas. A burqa é a pior de todas. Totalmente fechada, apenas com uma tela por onde passa algum ar e dá a impressão de que a mulher vai passar mal a qualquer momento. Sufocante! Imagine isso no alto do calor de 50 graus do deserto... Bem apropriado, não é mesmo?

Entre hijabs, abayas e niqabs as mulheres vão às compras.

As crianças, felizmente, não precisam se esconder do mundo e podem andar mais à vontade.

AS ARTES ÁRABES

De longe já se pode avistar o prédio robusto e poético do Museu de Arte Islâmica, que abriu suas portas ao público em dezembro de 2008. É uma construção magnífica assinada pelo arquiteto I.M. Pei - o mesmo que fez a pirâmide do Louvre, em Paris. No primeiro andar exibições temporárias dividem o espaço com um auditório e com uma loja de souveniers. No segundo e no terceiro encontram-se peças de arte islâmica, do Irã, Ásia Central, Egito, Siria, e Turquia. Se as obras de arte que o museu abriga não forem suficientes para justificar sua visita, certamente o projeto arquitetônico será. O museu se tornou o maior ícone da cidade e reflete justamente a essência do mundo árabe. O horário de funcionamento aos sábados, domingos, segundas, quartas, quintas é das 10:30 às 17:30 hs. Nas terças fica fechado e nas sextas abre das 14:00 às 20:00 hs. O ingresso é gratuito.

O Museu de Arte Islâmica está plantado à beira-mar. Embarcações de madeira, típicas da região, circulam por ali com frequência.

Escadarias, em formas arredondadas, conectam o primeiro andar do museu ao segundo. Seu interior é uma obra de arte. Belíssimo!

AS BARGANHAS DOS BEDUÍNOS

A antiga área onde os beduínos faziam troca de mercadorias hoje se transformou num mercado enorme com um labirinto de ruas repleto de lojas - o Souq Waqif. Ali encontra-se de tudo, desde especiarias, frutas secas, perfumes, ferramentas, tecidos, roupas, sapatos até artigos árabes como incensos, cestos e trajes locais. É um lugar imperdível. É preciso circular por no mínimo duas horas para conseguir andar pelos recantos do souq e curtir sua atmosfera ancestral. Quando cansar da caminhada ou o calor bater com força total, opções de restaurantes não faltam por ali para garantir aquela pausa persa.

O Souq Waqif é o mercado mais antigo de Doha.

É certamente um dos lugares mais interessantes da cidade para se visitar.

O mercado vende de tudo num ponto bem central da cidade e fica pertinho do Museu de Arte Islâmica.

O souq vive cheio de cavalheiros em "traje nacional" e damas de preto. É um lugar bastante curioso. Mas, cuidado para não se empolgar e sair fotografando demais. Eles não gostam e reclamam! Falo por experiência própria.

Na hora do almoço coma tal qual um persa. Sente-se num dos tantos restaurantes da região e não deixe de experimentar o narguilé ou shisha - espécie de cachimbo conectado a um vaso cheio d’água, com fumo aromatizado.

FALCONARIA

Num prédio anexo ao Souq Waqif encontra-se o Mercado dos Falcões. É difícil imaginar que nos dias atuais ainda exista a arte da falconaria. Mas, no mundo árabe ainda existe. É uma tradição muito forte, do tempo em que eles viviam basicamente no deserto e precisavam domar as aves de rapina para que elas capturassem animais pequenos que auxiliariam no sustento da família. O mercado vende falcões já adestrados (por um belo punhado de dólares), além de acessórios para falconaria, como: protetores de braço para aterrissagem das aves, sistema eletrônico de guia e tapa-olhos para os falcões.

Esta ave que estou tocando é empalhada, claro. Mas, no mercado havia muitas delas, vivas e já adestradas, à venda.

Esse senhor é um especialista na confecção de tapa-olhos para as aves de rapina.

OLHA O PINTINHO COR DE ROSA!

Ainda numa ala do Souq Waqif fica o Birds Center (Mercado de Aves). Ali pode-se encontrar pássaros, pintos, galinhas e uma enorme variedade de outros animais. É muito interessante.

O menino brinca com uma ave que está à venda no Birds Center, no Souq Waqif.

Os pintinhos coloridos são tão diferentes do convencional que chamam a atenção até da mulher Qatari que entre tantas roupas faz uma pausa para a foto.

Próximo dali, na Grand Hamad Street fica o Gold Souq - Mercado do Ouro - com suas vitrines reluzentes lotadas de jóias que são vendidas pelo peso do ouro. Vale uma visita breve.

CAMINHADA À BEIRA-MAR

Costuma ser tão quente que caminhar livremente pela cidade é tarefa quase impossível. Mas, para quem quiser arriscar essa proesa, a hora mais amena e mais charmosa é durante o por do sol, na Corniche. O calçadão de sete quilômetros, ao longo do mar, se estende do porto de Doha até o Hotel Sheraton, acompanhado por palmeiras (o que é bem difícil de se ver por lá, devido a aridez do deserto).

Ao longo da Corniche arranha-céus super modernos dividem a cena com antigas embarcações de madeira, algumas mesquitas e com o charmoso prédio do Museu de Arte Islâmica.

CAIA NA GANDAIA

Se quiser experimentar a noite de Doha não esqueça de levar seu passaporte. As regras para admissão de convidados nas casas noturnas são bem rígidas e controladas por lei. A idade mínima para entrar é de 21 anos (e eles conferem sempre); mulheres Qatari não podem frequentar as boites; roupas muito curtas não são permitidas (e eles realmente barram quem estiver muito ousado); sem documento de identidade não tem negociação para entrar. O Crystal Lounge, do Hotel W é considerado atualmente o melhor lugar para se curtir a noite. Aliás, a cadeia W tem se espalhado pelo mundo e sempre leva a fama de lugar descolado. Outra boite das mais badaladas é a Pearl Lounge Club. Cada dia da semana tem um tema diferente: domingo é dia de música libanesa, segunda é a Ladies Night, terça em semanas alternadas tem música romântica e anos 80, quarta é a noite árabe, quinta e sexta música eletrônica e aos sábados é dia de Bollywood dance. Para quem não gosta de sair defumado com o cheiro de cigarro melhor nem ir. O Pearl Lounge Club fica no Hotel Marriott (que é um bom hotel, mas bem antiguinho tem outros muito melhores em Doha). Telefone: + 974 429 8444. Mais informações no site http://www.pearllougedoha@marriott.com/

DAS ARÁBIAS PARA A ITÁLIA

O bombástico Vilaggio Mall abriu recentemente suas portas para quem quiser se sentir na Europa. Réplica perfeita de lugares icônicos da Itália, como os canais de Veneza, inclusive com passeios de gôndola. As grifes de luxo ficam numa ala semelhante a Galeria Vittorio Emanuele, de Milão. Um charme. O shopping fica na região do parque esportivo Aspire, numa área enorme.

Vilaggio Mall.



Na ala mais luxuosa do Villagio Mall grifes famosas dividem o espaço com a super deli Dean & Deluca.


Doha conta com muitos outros shoppings: City Center, Centerpoint, Hyatt Plaza, Landmark Mall, Royal Plaza, The Center, The Mall. E, o mais recente é o mega empreendimento chamado "The Pearl" (que está em final de construção) e é onde já funcionam os melhores restaurantes da cidade, algumas lojas internacionais, além de ter uma área residencial e uma marina.
.
O The Pearl é a região mais nova de Doha. A zona que foi aterrada artificialmente abriga uma área residencial e outra comercial.

CURIOSIDADE

A famosa loja de departamentos britânica Harrod's - que pertencia ao empresário Mohamed Al-Fayed - acaba de ser comprada pela Qatar Holding, fundo de investimento da família real do emirado. O valor da negociação foi de U$ 2.2 bilhões. Sinal do poder financeiro do país!

REGRAS LOCAIS

Não olhe para as pessoas na rua, por mais que sua indumentária seja interessante. Eles ficam irritadíssimos e não são nada tolerantes. Por qualquer desagrado bobo, eles vão logo chamando a polícia!
Não peça informações para uma mulher na rua, especialmente se for homem. É uma ofensa grave. Cuidado!
Não cumprimente pessoas do sexo oposto com aperto de mão. É uma proibição religiosa. Uau!
Não fotografe pessoas sem sua permissão, especialmente pessoas idosas, militares, mulheres sem abaya ou niqab ou hijab. É confusão na certa!
Não espere pontualidade nos compromissos. Eles não são muito acostumados com trabalho nos moldes ocidentais nem se prendem aos horários marcados. Afinal, eles precisam rezar cinco vezes ao dia e isso consome tempo. Seja tolerante!
Não pegue os alimentos com a mão esquerda ao sentar numa mesa com muçulmanos. Essa mão serve prioritariamente para a higiene pessoal. Eca! Será que eles não lavam as mãos depois de ir ao banheiro?
Não tome bebidas alcoolicas. São proibidas no país! Em alguns locais até servem, mas só para estrangeiros. Os Qatari só bebem em locais privados!
Não use roupas coladas ao corpo, transparentes nem curtas - se for mulher. Eles são bem pré-históricos no quesito vestimenta. Leve isso à sério para não ser fulminada pelo olhar árabe. Para os homens está tudo liberado - nenhuma restrição.

Respeite essas regras com seriedade. Afinal, eles são os donos da casa. Nossa cultura é muito diferente da deles. Basta observar as minhas vestimentas (na foto acima) e as roupas das mulheres de preto sentadas logo acima. Que contraste!

BONS RESTAURANTES

MAZE. É o restaurante do badalado inglês Gordon Ramsey. Acabou de abrir suas portas no The Pearl - aterro marítmo feito nos moldes de Dubai. É delicioso. Mas, o cardápio é bem menos glamouroso do que no restaurante de Londres. Serve principalmente peixes e frutos do mar. O ambiente é moderno, clean e discreto. Fica na The Pearl Qatar. Porto Arábia, Parcel I. Telefone: +974 495.3876 ext. 1431. Abre somente para o jantar, das 19 às 23:30 hs. Vale conferir!

Cozinha do Restaurante Maze, do chef Gordon Ramsey.

LE RELAIS DE L'ENTRECÔTE. É outro restaurante maravilhoso que fica na The Pearl. Serve um único prato de filé com fritas que leva um molho dos deuses no seu preparo. A casa de Paris vive lotada. Em Doha, como acabou de abrir, ainda não fica tão movimentado para felicidade dos foodies. Mas, certamente em breve o ambiente agora sossegado terá outro ritmo. O endereço é The Pearl Island, Parcel 1, Unit 41. Telefone: +974 495.3878 ext 1411.

Le Relais de L'Entrecôte, no The Pearl.

AL MOURJAN. É um dos raros restaurantes da cidade que não fica dentro de um hotel ou shopping. Sua localização à beira-mar, na Corniche, talvez seja mais atrativa do que sua cozinha libanesa. Abre para o almoço e tem mesas charmosas na varanda, que só podem ser usufruidas nas épocas de clima mais ameno caso contrário o calor não deixa. Fica perto do Museu de Arte Islâmica e do Souq Waqif. Portanto, é boa escolha para o almoço depois de fazer um desses passeios. Fica numa casa denominada The Balhambar Building, Corniche. Telefone: +974 483.4423 ou 483.4330.

Os narguiles do restaurante Al Murjan, na Corniche, perfumam deliciosamente o ambiente com aroma de abacaxi e maçã.

Além desses tem muitas outras opções de excelentes restaurantes comandados por chefs estrelados pelo Guia Michelin. Um deles é o Saffron Lounge, do indiano Vineet Bhatia. Outro é o Spice Market, do chef Jean-Georges Vongerichten, inspirado nos sabores asiáticos. Vale lembrar também do La Maison du Caviar, bistro francês conhecido internacionalmente. Felizmente comer bem não é difícil no Qatar.


BONS HOTÉIS

É incrível a quantidade de hotéis cinco estrelas que a cidade oferece. Basta escolher.
Gostei muito do La Cigale, tanto pela localização quanto pelo astral badalado. Muito gente circula por ali, pois o hotel se tornou um must depois de receber Andrea Bocelli e Roger Federer. Fica na Rua Suhaim Bin Hamad 60. Telefone: + 974 428 8888. http://www.lacigalehotel.com/

Um outro na mesma região e que pertence ao grupo The Leading Hotels of the World é o Grand Regency. Os quartos são pequenos, mas o hotel é charmosinho. Não espere grandes luxos, apesar do hotel ser cinco estrelas. Telefone: +974 434 3333. http://www.grand-regency.com/

Outras boas opções são o Four Seasons, Grand Hyatt, Sharq Village, The Ritz-Carlton e W Doha.


INFORMAÇÕES IMPORTANTES


Língua oficial: árabe. Mas, o inglês é falado por todos, pois até bem pouco tempo o país foi dominado pelo Reino Unido.

Moeda local: Qatari Ryal (QAR), U$ 1 = QAR 3.64

Fuso horário: + 6 horas em relação à Brasília.

Documentos: é necessário fazer um visto bem complicado antes da chegada ao país. Há necessidade de uma carta-convite de alguma instituição do país.

Clima: desértico, seco, quente e bastante árido. As temperaturas variam de 20 a 45 graus. A época mais quente do ano vai de junho à setembro.

Água potável: parte da água consumida pela população é obtida pela dessalinização da água do mar.

Regime de governo do país: monarquia absoluta liderada por um emir, desde 1971.

População: em torno de um milhão e meio de habitantes.

O número de pessoas que habitam o Qatar é relativamente pequeno. Afinal, a península é pequena. Dessas pessoas 60% são paquistaneses.

QUE TAL TIRAR UM DEDO DE PROSA?

Definitivamente, eles não são dados a muita conversa com os ocidentais. Mas, uma palavra em árabe pode garantir um belo sorriso. Então, é preciso tentar.
Bom dia - saban al khair
Boa tarde- misaa al khair
Como vai? kaif haalak?
Obrigado - shukran
Desculpa - muta' assef

Foi assim que consegui essa bela pose de um beduíno.


O Qatar vive de um modo muito diferente dos padrões ocidentais. O país é fechado, mas interessantíssimo. Adoro fugir dos roteiros comuns de viagem. Posso dizer que conhecer Doha foi uma experiência incrível! Então divirtam-se com mais algumas fotos.

136 comentários:

Vagamundos disse...

Excelente crónica sobre o Doha! Temps curiosidade em visitar alguns paises dos Emirados. Este ano contamos andar lá por perto.
Bjs

Claudia Liechavicius disse...

Pois é, casal, para quem gosta de viagens exóticas e roteiros pouco convencionais Doha é perfeita. Dubai é bem mais internacionalizada, portanto uma boa opção para iniciar a descoberta do mundo árabe.
Bjs

Margarida Nobre disse...

Claudia

Roteiro completíssimo e fotos fantásticas...como sempre!Não vou dizer que anotei tudo porque as probabilidades de eu ir até Doha são bem pequenas...hehe
A minhas incursões por países árabes foram a Marrocos e á Tunisia e na verdade não me deixaram saudades...
Houve uma coisa que despertou a minha curiosidade as lojas das famosas marcas europeias,se só podem vestir os trajes tradicionais??São só para os turistas?
Beijinho

Claudia Liechavicius disse...

Oi Margarida!!!!
Elas só podem usar roupas ocidentais por baixo das roupas pretas. Quando chegam em casa elas podem ficar com roupas normais. Mas, se tiver algum homem por perto elas correm e se cobrem totalmente. É assim... Agora, no avião, saindo do país, elas se transformam em ocidentais já no banheiro e você quase nem as reconhece. Calças apertadas, roupas decotadas. São outras mulheres.
Bj
Claudia

Katia Bonfadini disse...

Claudia, que post super completo e informativo! Se algum dia eu for ao país, com certeza lerei seu texto novamente muitas vezes! Pelo seu relato e fotos, parece um país ainda mais fechado do Egito, mas pode ser impressão. Você fez alguma excursão ou foi por conta própria? Foi sozinha ou acompanhada de um homem? Você tirou fotos ótimas retratando bem e vida local e os costumes. Parabéns, eu adoro esses lugares exóticos e um dia ainda quero conhecer Doha. No Egito, assistíamos a Al Jazeera à noite e víamos muitas notícias sobre o país. Parabéns!! Vou ficar esperando os próximos!!!!

Claudia Liechavicius disse...

Katia.
O Qatar é mais fechado que o Egito. Fui com mue marido. Andar sem um homem por lá é bem difícil. Mas, eles estão tentando imitar Dubai e abrir um pouco mais. Essa semana até compraram a Harrod's de Londres. Estão com muito dinheiro e querendo diversificar os investimentos, o que inclui turismo. É uma viagem bem diferente!!
Bjs
Claudia

Margarida Nobre disse...

Claudia

Acho que falta algum texto no meu comentário...hehe...de qualquer forma vc percebeu a ideia...
Então elas podem vestir roupa normal,mas só para elas e em casa...bem diferente mesmo da nossa cultura!Ufa,ainda bem que eu nasci no ocidente...é que eu gosto mesmo de vestir as roupinhas de marca,mas para andar na rua...hehe

beijos

Claudia Liechavicius disse...

Margarida.
E viva a liberdade!!!!!
Beijinho
Claudia

pinguim disse...

Pode ser muito interessante, mas não tenho qualquer vontade de visitar um país com tantos condicionalismos.

Claudia Liechavicius disse...

Pinguim!
Andava sumido. Que bom receber sua visita. Vou te falar que o Qatar é cheio de regras, mas é muito diferente. Adoro essas viagens malucas!
Bj
Claudia

aerrantecaminhante.com disse...

Claudinha querida, que saudades!
Ando meio sumida por falta de tempo, mas vou tentar ser mais assídua, tanto em meu blog quanto nas visitinhas aos amigos.
Menina, que belo passeio eu fiz pela cultura árabe,através da sua rica postagem.
Bjo no core
Yoyo

Claudia Liechavicius disse...

Yoyo! Senti sua falta! Seja bem-vinda! Bj
Claudia

Fê Costta disse...

Ei Claudia!!!!

Menina, que sucesso este seu guia completíssimo sobre Doha!!! Na próxima vez que eu ver uma promoção da Fly Dubai para lá não penso 2x!! Você acha que dá para conhecer a cidade em 1 dia?

Suas fotos ficaram ótimas, mas vc abusou, hein?! Nem em Dubai eu consegui tantas fotos dos árabes... eles realmente não gostam de ser fotografados e implicam mesmo!

Estava em Petra esta semana, estou encantada!! O lugar é incrível!!! Quando voltar à Dubai, não deixa de marcar de ir até lá, nem que seja 2 dias (um para Petra e o outro para o Mar Morto).

Bjo grande!!

Claudia Liechavicius disse...

Oi Fê!
Realmente achei que você estivesse viajando. Jordânia está no topo da minha lista. Quero ver as fotos!!!!
Quanto ao Qatar um dia dá para conhecer, sim. Pois o que vale mais a pena é o Souq Waqif, o Museu de Arte Islâmica, uma passada pela Corniche e um pulo para conhecer o The Pearl (aterro como o The Palm, de Dubai). Se possível vale almoçar por lá no Gordom Ramsey ou no Le Relais de L'Entrecote. Você está a meia hora de voo de Doha. Fácil, fácil!
Hoje vou tentar escrever sobre Dubai.
Beijos. Saudades.
Claudia

Karen Pimentel disse...

Claudia,
Ja olhei tudo e morri de inveja :+)
Q lugar louco ne?!? quero ver vc de lenço: deve ter ficado linda...
Quem sabe vamos para Singapura juntos?!? To tentando convencer Wal...
Kiss
KK

Claudia Liechavicius disse...

KK, vou adorar viajar novamente com vocês!!!!!!
Bjsss
Claudia

Fê Costta disse...

Que ótimo saber que um dia dá para conhecer e já pegar todo o roteiro pronto aí que vc me deu! Vou só aguardar o calor ficar mais ameno e embarco para uma aventura de 24 horas em Doha! rsr

Mandei as fotos de Petra, depois me diz se recebeu.

Bjos!!

Pri Piffer disse...

Fiquei fascinada, você já tinha me contado muitas coisas mas realmente os detalhes são chocantes! E o seu bom humor ao escrever é fantástico! rs Sua assinatura! "será que eles não lavam as mãos depois de irem ao banheiro" rsrsrs
Adorei e as fotos já estão profissionais!

Parabéns!

Fê Costta disse...

Ué, cadê Dubai?? Tô curiosa!! :)

Bjos!!

Claudia Liechavicius disse...

FÊ!
Prometo que até amanhã sai. Estou bem sem tempo e Dubai tem muitas coisas interessantes.
Beijoka.
Claudia

Raphael Aiech disse...

Olá, Claudia!

Sabe me dizer se para uma simples conexão em Doha é preciso visto?

Claudia Liechavicius disse...

Bem, Raphael.
Não sei dar essa informação com certeza, mas de modo geral para fazer uma conexão não é preciso visto. Busque informações mais exatas.
Boa viagem.

Zany disse...

Cara Claudia,
Farei um voo GRU-BCN com conexão de 8 horas em Doha. Chegada as 23h e saída as 7:50h do dia seguinte. Alguma sugestão do que fazer nesse período? Dá para visitar algum ponto turístico, mesmo que seja a noite? Algum lugar com vida noturna? O tal "The Pearl" funciona até que horas? Estava pensando em ir jantar por lá e depois dar uma volta. É aconselhável? É seguro circular a noite? Os taxistas falam inglês? Grato desde já!

Claudia Liechavicius disse...

Zany.
Os taxistas falam inglês e é muito seguro. Mas, o horário em que você vai estar na cidade é ruim, pois eles não têm uma cultura de muita vida noturna. Os restaurantes não fecham muito tarde. Algumas boites ficam abertas. É preciso levar passaporte para entrar. E, os restaurantes dos hotéis ficam abertos até mais tarde. O Pearl é um ilha artificial que ainda não está totalmente pronta e lá funcionam apenas alguns restaurantes, hotéis e lojas. Como é shopping fecha relativamente cedo.
Boa viagem.
Claudia

Paulo Fernando A. Gottardi disse...

Olá Claudia;

Parabens pelo relato, desperta muita curiosidade no leitor!
Tenho uma conexão em Doha de 19:00 as 7:00 do dia seguinte, acho que pelo horário ficarei meio limitado em conhecer a cidade com mais profundidade como gosto de fazer e penso em aproveitar para fazer compras, já que será no final da minha viagem original (Caminho de Santiago de Compostela), andei lendo que Doha tem preços roupas de grife e eletrônicos bem atrativos, vc chegou a ver algo nesse sentido?
Qual o melhor local para comprar?
Pelo que entendo, artesanato e produtos Árabes é na Souq waqif correto? Sabe do horário de funcionamento?

Obrigado desde já!

Fernando Júnior disse...

Eu também tenho uma conexão de 19h às 7h em Doha! Parece que todos que tem essa conexão tá se refugiando aqui, já que é um dos melhores artigos sobre a cidade!! Parabéns!
Estou pensando em sair do aeroporto pra conhecer o mínimo de Doha, mas nesse horário minhas opções estão bem restritas. Estou na dúvida entre Sky View Bar (hotel La Cigale) e Pearl Lounge Club (Doha Marritt Hotel). Vocês conheceram algum desses? Alguma sugestão?

Obrigado e Parabéns pelo ótimo texto!

Claudia Liechavicius disse...

Paulo.
O problema todo é o seu horário. À noite, fecha tudo. Mas, quanto às compras para eletrônicos achei o preço do Oriente Médio muito alto (por exemplo, um I Pad nos EUA pode ser comprado por U$ 600 e lá você não compra por menos de U$ 1000). Roupas de grife até têm no Vilaggio Mall, mas os modelos tem mais a ver com a cultura local (lembre-se que você vai estar na Europa, onde tudo é lançado). Então, para fazer compras não sei se é o lugar certo!? Eu daria preferência à Espanha.
Boa viagem!
Claudia

Claudia Liechavicius disse...

Fernando, achei o La Cigale com um astral muito melhor do que o Marriott. Pois, ele é mais novo, bem localizado e cheio de gente descolada (para os padrões do Oriente Médio). Já o Pearl Lounge fica no Marriott que é um hotel mais velho, perto do aeroporto e cheio de pessoas tradicionais. Eu escolheria o Sky.
Aproveite!
Claudia

Lívia disse...

Nossa Claudia, este seu post foi pra lá de útil, acho que descobri quase tudo o que eu precisava saber...
Só uma dúvida, as mulheres turistas precisam usar um véu para cobrir os cabelos? Ou não há necessidade? Me parece, pelas fotos, que você não usava.
Muito obrigada.

Claudia Liechavicius disse...

Lívia!
Se você vai para Doha não se preocupe com véu para cobrir os cabelos. Estrangeiras não precisam. Apenas cuide para não usar roupas ousadas demais. Prefira calças compridas e blusas mais soltinhas. Assim, você evitará olhares de reprovação.
Só isso!
Bj
Claudia

Anônimo disse...

O fator respeito è fundamental em qualquer lugar que visitarmos principalmente no de cultura islamica, onde as leis sao severas e muito eficientes, fazer fotos da populacao local sem autorizacao dos mesmos e extremamente inapropriado e deselegante.Seria a mesma coisa se alguem que nao nos conhecesse fizesse o mesmo. Portanto, o curioso para nos pode ser o cotidiano de outros. O Bom Senso vai muito alèm de uma simples curiosidade.

Claudia Liechavicius disse...

É verdade, amigo anônimo italiano!
Quem viaja bastante sabe disso. Respeito é tudo!!!!
Um abraço.
Claudia

Lilian Ivanovas disse...

Olá querida, vou morar em Doha, meu marido já está lá. Gostaria de saber, para visitar mesquitas, museu, preciso de alguma roupa especial ? Posso ir aos Souqs sozinha ? E ao Shopping ? Os casais estrangeiros podem andar de mãos dadas ? Beijar em público ? As roupas que vou levar são basicamente calças jeans, blusinhas e vestidos na altura do joelho, tudo bem qt a isso ? Vc chegou a ir a praia ? Posso usar biquini na praia ou no hotel, ou seria melhor maiô ? Desculpe o questionario rsrsr. Mas é dificil ir para um pais de onde temos tão pouca informação. Beijão e obrigada.

Claudia Liechavicius disse...

Oi Lilian,
Compreendo perfeitamente suas dúvidas. Afinal, o Qatar é um país muito pouco visitado por turistas. Não há quase nada publicado sobre ele. Mas, é bem interessante. Você vai gostar.
Para entrar nas mesquitas, mulheres têm uma sala separada dos homens e geralmente precisam cobrir cabelos e ombros. Nos museus é tão frio (por causa do ar condicionado) que você vai se ver obrigada a usar um casaco. Então, os ombros estarão cobertos. E o cabelo não tem nenhuma exigência de serem cobertos nos museus.
Ir ao souq sozinha até dá, mas eles olham atravessado, pois não há turistas ali. É um local muito frequentado pela população local. Vá com seu marido. É melhor. Já, nos shoppings (os melhores são o Vilaggio Mall e o The Pearl) dá para circular sozinha sem problemas. Evite apenas roupas muito coladas ao corpo. Beijos em público evite. E biquini do tipo brasileiro só nos hotéis. Nas praias, geralmente há espaços reservados para mulheres e mesmo assim elas entram na água com toda sua indumentária, ou seja, cobertas dos pés à cabeça.
Quando chegar jante no Le Relais de Léntrecôte e coma bastante por mim....Adoro aquele restaurante. Simples e espetacular.
Mande notícias, por favor.
Bj
Claudia

Lilian Ivanovas disse...

Muitoooooooooooooo obrigada por responder, nem imaginei que fosse tão rapido rsrsr.
Vou aproveitar suas dicas sim, certeza. Qd vc foi, foi pela Qatar Airways ? Viajou acompanhada ? Vou sozinha, pois meu marido, como já disse, está lá a trabalho.
Qd eu souber a data certinha (ainda esse mes) volto com mais alguma duvida rsrsr.
Beijão e muitissimo obrigada.

Claudia Liechavicius disse...

Lilian,
Fui por Dubai, então voei de Emirates até lá. Não se preocupe, o país é relativamente receptivo com os estrangeiros. Afinal, eles estão tentando abrir para o turismo. Já compraram a Harrod's e agora terminaram as obras do Hotel Royal Monceau (Paris) que é luxo puro num projeto milionário do Plilippe Starck. Eles conhecem bem o modo ocidental de viver. Só evite se dirigir aos homens, olhar as pessoas nos olhos e fotografar sem permitir permissão. Nos mais, o bom senso dita as regras.
Depois me conte como foi.
Bjs
Claudia

Carolina disse...

Ola, meu namorado foi para Doha jogar futebol , ele saiu daqui de GUARULHOS ontem dia 10/11 , ia fazer escala em Londres e de Londres para Doha , qts horas sao de Londrres a Doha voce sabe mais ou menos ? Como e o futebol de la ? tem chances de se dar bem ? Pois se ele assinar contrato vai ter que ficar la e dps eu vou tambem .. disculpe tantas perguntas mais to preocupada .
Um beijoo & um abraco ! Fica com Deus , Carol !

Claudia Liechavicius disse...

Boa tarde, Carol!
O tempo de voo de Londres ao Qatar leva em torno de 10 horas.
O país tem muito dinheiro. Atletas são bem valorizados lá. Eles um têm um centro de treinamento de categoria olímpica chamado de Inspire, pois eles adoram esportes. Todo o mundo árabe costuma pagar bons salários para os jogadores estrangeiros.
Boa sorte para vocês.
Um beijo
Claudia

Carolina disse...

Obrigada por responder minha pergunta . . . se voc puder me add no msn carol_pattygirl1@hotmail.com
Hoje falei com ele pelo orkut, e ele falou que tinha chegado la umas 2h da tarde ( pra gente daki ne )... mais que tinha chegado bem. Me add no msn pra gente conversa ainda tenho muitas perguntas pra te fazer rsrs , Um beijo & obrigada novamente !

Claudia Liechavicius disse...

Carolina, infelizmente não tenho orkut, nem facebook, nem twitter, nem msn. Podemos nos falar pelo blog. Respondo sempre. POde perguntar.
Bj
Claudia

Daniela disse...

Olá! Adorei as informações sobre Doha. Em menos de um mês eu estarei morando e trabalhando lá, numa cia aérea. Mas não conheço muito a respeito do local. Tenho dúvidas a respeito de comportamento e vestuário, afinal são culturas muito diferentes. Eu nem sabia que as mulheres podiam usar calças! Mas vi você usando uma numa das fotos. Você teria alguma dica para mim? Como deve ter dado para perceber, qualquer informação será útil e muito apreciada, rsrs. Desde já, grata.

Claudia Liechavicius disse...

Daniela

Acho que você vai se surpreender positivamente. As mulheres estrangeiras podem manter seus hábitos sem problemas. Eles não são radicais no Qatar. Mas, é bom evitar excessos, como saias curtas demais, shorts exagerados e decotes.
Boa viagem.
Claudia

Daniela disse...

Obrigada pela resposta Cláudia! Sem querer abusar, rs, gostaria de tirar só mais uma dúvida: você falou algo sobre ótimos restaurantes. Já me disseram que em Doha a culinária também é cosmpopolita. Há algo próximo da comida brasileira?

Claudia Liechavicius disse...

Poxa,Daniela. Você vai querer restaurante com comida brasileira no Qatar? Tem que entrar no clima do país. A comida de lá é deliciosa. E, os restaurantes são incríveis. Tem comida internacional em qualquer restaurante. Talvez até encontre algo mais próximo da cozinha brasileira, mas, sinceramente, quando viajo busco me integrar à culinária local. Acho muito mais interessante e divertido. Pode ter certeza de que você não vai emagrecer.
Beijo
Claudia

Anônimo disse...

Ta certa a informação sobre o uso da mão direita? No que eu sei, ele não usam a mão ESQUERDA para comer, cumprimentar etc.

Claudia Liechavicius disse...

Posso até ter escrito errado, pois recebi essas informações em um folheto ao entrar no país. Será que confundi alguma coisa?
Vou verificar.
Thanks!

Aninha Fortunato disse...

Excelente relato sobre Doha!
O lugar é realmente fantástico!!!
Bom saber que existem muitos brasileiros como eu que apreciam os lugares bacanas e mais exóticos do globo como Doha!

Claudia Liechavicius disse...

Aninha. Adoro viagens exóticas. Quanto mais distante do básico melhor. E, sempre sem excursão. Prefiro viajar do meu jeito, podendo escolher o que quiser, na hora que der vontade (com a possibilidade até de mudar totalmente os planos no meio do caminho). Isso é muito bom!!!
Beijos
Claudia

Daniele disse...

Oi Claudia, parabéns pelo blog....adorei as fotos e as informações de Doha. Passei um mês lá e adorei a cidade, fui muito bem recebida e bem tratada em todos os lugares.Ano passado estive em Dubai e, comparando as 2 cidades, prefiro Doha, acho q tem mas belezas naturais!!! Um lugar super bacana q tu não falaste é o deserto de Doha, um lugar incrível,e eu tive a sorte de conhecer um acampamento árabe muito típico no deserto, realmente uma experiência inesquecível!!

Claudia Liechavicius disse...

Daniele,
Pois você sabe que eu realmente não fui ao deserto no Qatar. Eu já tinha feito dois passeios no deserto em Dubai e achei que seriam muito parecidos. Dá uma olhada nos dois posts que fiz sobre Dubai e lá falei sobre essas duas experiências no deserto. Talvez o que você viu tenha sido diferente do que eu vi.
Conta como foi sua experiência.
Bj
Claudia

Anônimo disse...

Claudia, voce é um doce de pessoa com a sua paciencia para responder a todos.

Acho tambem que a mao da higiene é a esquerda.

Mes que vem estou indo para lá trabalhar na Qatar Petroleo, assim como voce, eu me minha namorada futura esposa realizamos uma imersao na cultura, e em breve estarei disponivel para qualquer apoio.

Claudia Liechavicius disse...

Tenho muitos amigos que já moraram no mundo árabe e as experiências que eles trouxeram na mala são muito ricas.
Aproveitem essa temporada no Qatar e depois contem um pouquinho como foi.
Obs: Já coloquei mão esquerda. Eu tinha esquecido de mudar!!!
Obrigada.

Mirella Matthiesen disse...

Santa Claudinha,
Esse post acabou de ser mais que favoritado (risos). Vai ser muito util para nossa viagem em Dezembro, acabei de reservar o hotel que recomendou (La Cigale).
Vou agora tentar convencer a Fê a ir também... eheheh... ela esta a 30 minutinhos de Doha, né?
Bjks

Claudia Liechavicius disse...

Mirella,
Isso mesmo. Tem que estar sempre com a proxima viagem na mira. Doha e' um pais muito diferente do nosso culturalmente. Adoro essas diferencas.
Tomara que voce consiga encontrar com a Fe. E' um pulinho de Dubai para la'.
Um beijo grande.
Claudia

luis disse...

olá vou de madrid para bangkok pala qatar e faço escala em doha das 19horas á 1 hora da manha escala de 6horas será que dá para visitar alguma coisa em doha ou se está alguma coisa aberta a essa hora abraço

Claudia Liechavicius disse...

Luis,
Esse povo realmente não é muito noturno. Eles não bebem, tem vida familiar bem fechada e hábitos muito diferentes dos nossos. Talvez você consiga jantar no The Pearl (área mais moderna da cidade - uma ilha artificial), em um dos restaurantes legais que tem por lá (Le Relais de L'Entrecote ou Maze).
Valeu?
Claudia

Oigres disse...

Claudia, grato pelas estórias e dicas. Vamos ao Qatar daqui a 10 dias, voltando do oriente-China etc. realmente o visto pelo hotel é muito complicado, estou em contato a 2 semanas já mandei tudo e eles demoram. Dizem que só 5 estrelas é mais agil. Quase desisti deles e dos EAU, mas bookei pela Qatar e daí?
Abraços
Sérgio

Claudia Liechavicius disse...

Aproveitem a viagem. A Ásia e o Oriente Médio têm uma cultura fantástica.

Fe cossta - viaggio mondo disse...

Ei Claudia!!
Estou em Doha! Vim reconferir as dicas para aproveitar melhor a cidade depis das reunioes! ;)
Bjao!!

Claudia Liechavicius disse...

Fê!
Você está numa batida louca....não para...
Doha é bem interessante, mas como todo o resto do mundo árabe. Manjado para você!!! Nada diferente do que vc já vem vivendo aaí em Dubai. Vale a pena conhecer o museu (pela arquitetura), ir ao mercado e comer no The Pearl. Em um dia dá para circular nesses lugares.
Seu blog está um arraso!!!!!!!
Beijos
Claudia

Vanete disse...

Oi Claudia, seu blog ta um arraso, é o que tem de melhor na net sobre Doha, meu namorado está lá a trabalho, foi para ficar dez dias e já se vão três meses, e foi aqui que encontrei as melhores informações sobre este país tão diverso do nosso. Parabéns!

Claudia Liechavicius disse...

Vanete,
Obrigada pela visita ao blog.
Você não vai visita-lo no Qatar? Vale muito a pena.
Bj
Claudia

Mirella Matthiesen disse...

Claudinha, estou precisando de uma luz (risos).
Se você voltasse hoje para Doha, escolheria um hotel no Corniche ou ficaria no La Cigale?
Estou para fechar o visto... e agora me deu duvida se devo procurar algo no Corniche :)
Bjin e obrigada

Claudia Liechavicius disse...

Oi Mirella,

Você está querendo ficar à beira-mar é? Hum. Entendi. Bem, a Corniche é um lugar onde pouca gente circula a pé. Além do calor ser insuportável, eles não tem o hábito de caminhar pelo calçadão. Isso é para nós, ocidentais!!! Se o negócio é ficar à beira-mar, então considere ficar num hotel no "The Pearl", a ilha artificial. É uma região mais afastada e ainda não estava terminada quando estive lá. Mas, é lindo e o Hyatt fica lá. Na Corniche, em direção ao aeroporto tem Marriott velho e bem feinho. Na outra ponta da Corniche tem hotéis legais, mas agora não vou lembrar os nomes....
Bj
Claudia

Mirella Matthiesen disse...

Ah... entendi... achei que o Corniches fosse esquema a Marina de Dubai, sabe? Estou indo em dezembro, então talvez a temperatura esteja menos quente (risos).
Super obrigada!!!!
Bjin

Flavia Mariano disse...

Que ótimo post! Estou curiosa para conhecer Doha! Só mesmo com dificuldade em tirar o visto, mas vamos ver no que dá! rs

Beijos

Flavia Mariano
www.juntospelomundo.com

Claudia Liechavicius disse...

Flavia,
Espero que você consiga o visto. O país é muito interessante. Vale uma investida.
Bj
Claudia

Anônimo disse...

"Uma das mais badaladas é a Pearl Lounge Club."

A Pearl ERA a mais badalada, quando abriu, muitos anos atrás..
Desde a abertura do W Hotel na cidade, nenhuma balada conseguiu tirar o mérito do Crystal Lounge.

E quanto às segundas da Pearl, não é dedicada às mulheres.. Chama Ladies Night sim, mas a razão do nome Ladies Night, é por elas receberem um voucher de 1 bebida free para ser consumida naquela noite. Existem em vários países do mundo que organizam Ladies Night para trazer mais mulheres e consequentemente mais homens...
E quanto às regras das Qatari ladies, elas NUNCA podem entrar em em locais que vendem bebida alcólicas, e não existem dias especiais à elas. Pelo simples fato de que para entrar em um club, é necessário efetuar um membership card. O membership card só pode ser feito com id ou passaporte original. E a lei é bem clara: qatari women are not allowed to do membership cards.

Claudia Liechavicius disse...

Obrigada, Anônimo.
Muito bom receber novas informações para atualizar o blog. Afinal, já faz dois anos que essa matéria foi escrita. Nem tinha o W ainda.
Valeu.

Anônimo disse...

Ola, claudia, estou de viagem marcada para passar 4 dias em DOHA e 3 dias em DUBAI. Sou homosexual e estou indo sozinho. A primeira pergunta, eu vou em maio, eu preciso me preocupar com tempestades de areia? e a segunda pergunta, preciso tomar algum cuidado em relacao aos arabes, porque eu sou loco por arabes... e nao consigo parar de olhar...
beijos

Claudia Liechavicius disse...

Oi Anônimo,
Quanto à primeira pergunta sobre tempestade de areia, você vai estar na cidade de Doha e não no deserto. Então, não há preocupação com isso.
Quanta à segunta pergunta, imagino que você seja uma pessoa sensata e saiba respeitar as diferenças culturais. Tudo é uma questão de delicadeza e respeito. Cada país tem suas particularidades e é preciso ficar atento, sim!!!

Silvia disse...

Oi Claudia,
Vou para Doha em março a trabalho sozinha. Vou ficar no hotel W. Você acha complicado passear sozinha por lá?
Além disso, saberia dizer se vale a pena comprar tecidos e pashiminas lá?
Obrigada!!!

Claudia Liechavicius disse...

Oi Silvia,
Doha é tranquilo para mulheres. Basta usar roupas bem compostas e se comportar dentro dos padrões locais. Quanto às compras, sempre acho que vale a pena trazer alguma com a cara do lugar que visitamos.
Boa viagem,
Claudia

Thereza Luiza disse...

Oi Cláudia,
obrigada pelas excelentes informações que constam do seu blog.
Vou passar por Doha e Dubai em julho, mas estou com dificuldades com relação ao visto.
Como foi que vc conseguiu o visto para Doha? Como obter a carta-convite?
E no caso de Dubai, o visto é obtido por meio do hotel?
Muito obrigada!
bjs

Claudia Liechavicius disse...

Bom dia, Thereza,

Quanto aos vistos fiz o de Dubai por intermédio do hotel. Mas, hoje já é possível fazer o visto na entrada do país. Já o de Doha, como fui à trabalho, tinhatudo providenciado previamente. Melhor opção é consultar Embaixada ou Consulado para ter certeza quanto ao melhor procedimento.
Bj
Claudia

Tatiana disse...

Claudia,

Boa Tarde! Me chamo Tatiana e passarei 2 dias em Doha com meu marido e filha de apenas 1 ano e 5 meses. Alguma restrição de comportamento para criança?
Suas dicas de hotel estão acima do meu poder aquisitivo...tem alguma dica de hotel mais economico?
Obrigada!

Claudia Liechavicius disse...

Tatiana,
Com crianças não há nenhuma dificuldade.
Bem, quanto aos hotéis, eu apenas indico os que eu conheci enquanto estive no país. Por isso, vou ficar te devendo essa.
Bj
Claudia

Marcella Haick disse...

Cláudia,
parabéns pelo blog. Estamos saindo para Doha hoje, e ficaremos 1 dia e meio. Segui todas as suas dicas para construir o roteiro.
Obrigada,
Marcella

Marcella Haick disse...

Cláudia,
parabéns pelo blog. Estamos saindo para Doha hoje, e ficaremos 1 dia e meio. Segui todas as suas dicas para construir o roteiro.
Obrigada,
Marcella

Anônimo disse...

Parabéns pelo seu blog. Acho que foi suficiente a dose de conhecimento de Doha.

Paulo Brito

Anônimo disse...

Oi Claudia,

Voce sabe me dizer como eu faço para conseguir o visto (ouvi dizer que é atraves do hotel, porem quero fazer um bate e volta a partir de Dubai, entao eu nao vou ficar hospedada em nenhum hotel ... )

Obrigada

Janaina

Claudia Liechavicius disse...

Janaína,

O ideal é entrar em contato com o Consulado ou Embaixada do Qatar no Brasil. Eles darão o caminho.

Boa viagem.

Anônimo disse...

DESCUPE........MAS AS MULHERES NAO PRECISAM COBRIR SEMPRE A CABECA COM O HORRIVEL LENCO OU PANUELO?DIGO AS TURISTAS.......VCPASSOU ALGUM DESAGRADO ASSIM..??MERCI...

Claudia Liechavicius disse...

Os turistas não precisam cobrir os cabelos, apenas usar roupas comportadas.
Quanto a isso não tive nenhum problema.
O país é muito interessante.

Maria disse...

Oi, Claudia. Vou para Doha em novembro e terei 3 dias para conhecer a cidade. Vou sozinha, e quero muito passar algumas horas no Souq. Li aqui que olham atravessado para mulheres sozinhas por lá. Fica só nisso?! Tem algum horário que seja melhor? Pq realmente eu quero muito andar por lá. Aproveito para perguntar mais coisa: vc conhece o Horizon Manor Hotel?
Obrigada!

Claudia Liechavicius disse...

Maria,

Doha é um país ainda bem fechado. O ideal é pedir no hotel uma pessoa para te acompanhar pela cidade. Quanto ao souq, dá para ir em qualquer horário, pois tudo fecha à noite. Use roupas bem comportadas, nada muito apertado. Eles olham mesmo. Somos muito diferentes. Não olhe nos olhos das pessoas. Isso já evita contato visual.
O hotel que você citou eu não conheço.
Tenha uma ótima experiência.

Maria disse...

Claudia, muito obrigada! Não vejo a hora de viajar.

Anônimo disse...

Cláudia, vou passar 20 dias em Doha, na casa de uma sobrinha. Tenho muuuuita vontade de dormir no deserto. Você saberia de dizer o nome de alguma agencia de turismo que faz esse tipo de passeio? Obrigada pelas preciosas dicas de seu blog. Bjs Celi - Brasília.

Claudia Liechavicius disse...

Celi,

Eu fui ao deserto em Dubai. Nos posts de Dubai têm os nomes dos hoteís, mas em Doha não fui ao deserto. Sei que também tem esses passeios pelas dunas do deserto. Sua sobrinha que mora lá deve conseguir te indicar algum local interessante.

Se achar, depois nos conte.

Beijos

Claudia

Claudia Chow disse...

OI Xará! Tb e chamo Claudia e adoro viajar!
Tô indo pra Cingapura e to pensando em fazer um stop over em Doha, mas to indo sozinha, acha q vai ser muito complicado?

Claudia Liechavicius disse...

Claudia,

Os árabes olham um pouco torto para mulheres desacompanhadas. O ideal é pedir um carro com motorista para te acompanhar e andar com uma roupa bem discreta.

No mais, aproveita muito.

Claudia Chow disse...

Mais uma perguntinha! 1 ou 2 dias?

Claudia Liechavicius disse...

Claudia,

Dois dias e uma noite são suficientes para o básico. Não deixe de ir ao museu (só a arquitetura dele já vale), ao souk e ao The Pearl (lugar mais moderno da cidade).Bj

Anônimo disse...

Olá Claudia!
Execelente post, só fiquei com uma dúvida, conntratou algum pacote de agências ou tinha algúem que já conhecia a região? Tem algum contato lá? Vou passar um dia.... e pelo que vi no post quero aproveitar o máximo possível... Como vou passar uma terça - feira já tive a infelicidade do Museu está fechado nesse dia.
Obrigada

Anônimo disse...

Olá!
Gostei muito do seu blog. Gostaria de saber,quais são os passos pra tirar o visto pro Qatar?

Claudia Liechavicius disse...

O ideal para saber exatamente o procedimento para visto é entrar em contato com consulado ou embaixada do país.

Lurdes Mannes disse...

Poxa!.que interessante....tenho que ler mais...pois não encontrei o que queria ..quero saber como tratam a esposa ou as esposas ..quais os direitos delas..podem ter mais de uma!..tem ciúme de suas mulheres.elas brigam entre si.....o que acontece se uma mulher árabe trai o marido..o casamento tem validade com uma brasileira?...posso tomar alguma iniciativa ..como paquerar um árabe!

Lurdes Mannes disse...

ok obrigada..........estou muito interessada em saber tudo!.é muita informação..a mulher pode trabalhar fora...sair só!. pode separar e casar novamente!...como posso me comunicar se não sei uma só palavra ......tenho um amigo virtual...me disse que é através do olhar ......sei muito bem que isso não funciona..e mulher pode se tatuar .....como é visto isso! verdade que ainda acontece o apedrejamento!..é tratada feito camelo!.ela pode gritar na hora da raiva! e na doença! tem atenção do esposo!.poxa! coitada de quem responder esse mundo de perguntas ....bjbj.....

Claudia Liechavicius disse...

Lurdes,

Quanta curiosidade. Você tem intenção de morar lá ou quer namorar um árabe? rs

Bj


Paula K. disse...

Claudia,

Estou indo p/ Doha em um congresso internacional e estou com dúvida sobre a vestimenta. É possível usar vestido e blusa com manga curta, por exemplo? Há alguma restrição quanto à mostrar partes do corpo como pernas, braços e pés?
Você tem alguma sugestão neste sentido?

Obrigada e parabéns pelo blog!

Paula K.

Anônimo disse...

Parabéns pelo post Claudia!!!!
Informações básicas, porém com bastante detalhe.
Mas nos conte, como conseguiu passar os dias no calor do deserto?

Abs
GS

Claudia Liechavicius disse...

GS,

O calor faz parte. Nada como um bom ar condicionado. Dá para sobreviver.

Tomazbeche@hotmail.com disse...

Uauuu demais sua historia ai.. adorei toda essa narrativa... Mas tenho umas perguntas:

Irei para ai, sozinho, sem informação, onde peço informação? Outra pergunta, como eles reagir com um homossexual por ai?

Claudia Liechavicius disse...

O ideal é você já chegar com tudo organizado. Tem muitas informações nesse post. Leia mais na internet e ao chegar o hotel te dá as orientações que faltam.

Quanto à reação deles, não sei te informar. Seja discreto e não olhe muito no rosto das pessoas. Isso já ajuda bastante.

Boa viagem!

Anônimo disse...

Oi, Cláudia, parabéns pelo blog. Meu marido vai trabalhar aí e irei com ele. Tenho muitas duvidas, pois é um país com uma cultura completamente diferente da nossa e pouco divulgada também. Algumas coisas até consegui entender, mas outras ainda não. Por exemplo: poderei freqüentar as praias dos hotéis mesmo não estando hospedada? Os nossos alimentos são facilmente encontrados nos supermercados? Existem salões de beleza para fazermos as unhas, cabelos, depilação etc? Desculpe o bombardeio de perguntas, mas é tudo tão novo.......

Obrigada,

Abs,

Juliana

Anônimo disse...

Pessima crónica.
Visitei o brasil, e ai sim fiquei com pena das brasileiras que vendem o corpo por todo o canto..
Não ha respeito com as mulheres casadas, todos homens chamam nomes, são todas garotas de programa e prostitutas que caminham nuas pelas ruas..isso sem falar do carnaval, uma vergonha.
Prk a claudia não compara os indices de HIV dos paises arabes com o brasil?? No brasil é bem pior, 1 homem ta para 5O Mulheres..e uma Mulher Casada é de todos..isso sim..considero vergonhoso e tenho muito pena.~
As mulheres arabes compram roupas de marca e exibem para os seus maridos, acho isso correcto. Incorrecto é ser vagabunda e andar pela cidade a vagambundiar.

Anônimo disse...

A Senhora é muito burra, devia procurar investigar melhor sobre a cultura arabe e islamica.. Não são 4 orações diarias, mas sim 5.

Os homens não casam com tantas mulheres para se satisfazerem sexualmente, mas sim para as ampararem, apoiarem. Ele so pode casar com mais de 1 mulher, se a mulher não concebe, para apoiar uma viuva, mas com permissão da 1ª mulher..

Na minha opiniao, vale mais uma mulher andar coberta do que sem roupa..(como se vestem as prostitutas?? é burca??)

A senhora é uma pessima profissional, na minha opinião devia abandonar o seu trabalho.

Claudia Liechavicius disse...

Bom dia, Anônima!

Em primeiro lugar quero agradecer sua generosidade ao me advertir que são cinco chamados para oração em vez de quatro. Já arrumei no blog. Que por sinal, não tem caráter profissional. É simplesmente uma fonte de auxílio às pessoas que como eu gostam de entrar em contato com outras culturas e não têm preconceitos.

O preconceito derruba as pessoas. Eu viajo muito (por prazer) e aprendo em todos os lugares por onde passo. Isso me torna uma pessoa melhor e feliz!

Não me preocupo com a vida dos outro, mas sim com a minha. Costumo ser muito gentil e educada com todos. Grosseria não enobrece a alma nem traz paz de espírito.

Se o mundo todo vivesse dentro desses preceitos certamente não haveria tantos conflitos infundados no mundo. Especialmente, na região onde a senhora habita.

Ser infeliz e viver cheio de preconceitos deve ser muito triste.

Pense grande. Viva feliz. Quebre seus paradigmas! Aprenda a olhar o mundo por novos ângulos.

Obrigada pela sua visita.

Claudia

Claudia Liechavicius disse...

Oi Juliana,

O país é muito aberto para estrangeiros. As praias podem ser usadas. Os supermercados têm muitos produtos importados. Brasileiros, exatamente, não. Mas, tudo que há na Europa e Estados Unidos você achará facilmente. Quanto à salão, realmente não sei. Não usei esse serviço por lá.

Boa viagem. Que você seja muito feliz.

Claudia

Zezé disse...

Oi Claudia, tudo bem?

Farei uma escala em Doha de 12 horas. Porém chego no aeroporto as 23h e vou embora no dia seguinte as 11h da manha. Tem alguma coisa pra fazer? Ouvi dizer que há hoteis que oferecem tour de madrugada... Alguma sugestao?
Pensei em acordar um pouco mais cedo e dar uma volta, mas tenho que ir pro aeroporto no maximo as 9h...

Obrigado.

Claudia Liechavicius disse...

Oi Zezé,

O tempo é curto mas sempre dá para aproveitar. Boa ideia é ir direto para um dos restaurantes do The Pearl que são a parte mais nova e elegante da cidade. Sugiro o Maze ou o Relais de L'Entrecot.

De manhã cedinho para para conhecer o Souq Waqif e se possível o Museu Islâmico que é um espetáculo em termos de arquitetura.

Espero que consiga aproveitar.

Bj

Andrea disse...

Tudo bem?
Achei seu post, porque vou para Doha para passar dois dias em outubro. Gostaria de tirar algumas dúvidas: li em algum lugar que a cidade é feita para carros. É preciso alugar um? Ou conseguimos nos virar sem carro?
Para fazer o passei no deserto, você indica alguma operadora?
Obrigada!

Claudia Liechavicius disse...

Andrea,

Eu não aluguei carro. Fiz tudo de taxi. Funcionou super bem.

O passeio do deserto solicitei para o próprio hotel e eles providenciaram tudo. Um motorista com um carro específico nos buscaram na hora marcada e nos trouxeram no final do dia. Funcionou super bem. Mas, dá um enjoo danado. Os motoristas andam como doidos nas dunas. Fiz uma vez só e pronto. Tá feito!

Bj

STELA * * * disse...

Ola Cláudia, muito obrigada pela fantástica informaçao sobre Doha. Estou muito anciosa para conhecer a cidade e assustada tbém por ter me apaixonado por uma pessoa de lá! Pois é, ainda nao aceitei a idéia mto bem mas só posso dizer que se todas as pessoas lá forem amáveis, educadas, gentis e respeitosas como ele, entao tudo será perfeito. É de sew admirar a educaçao e respeito ao próximo. Sempre tive uma idéia equivocada a respeito dos árabes mas acabei mudando ainda bem. Nao sei se moraria lá, nem sei se apesar de tantas coisas positivas, essa relaçao seguirá adiante por estou ainda assustada com a idéia da diferença cultural. Vamos ver nao é. O amor é sempre lindo! Bjs querida e boas viagens por esse mundo maravilhoso xxx

Claudia Liechavicius disse...

Oi Stela,

Que experiência linda. Que as diferenças culturais não sejam um impecílio para essa paixão. Desejo muita sorte.

bjs

Elisabeth disse...

Oi Claudia, minha mae esta indo morar em doha, ela tem 50 anos e esta indo com a minha irma de 15 anos. Sera um problema 2 mulheres sozinhas no pais? Da para ter cachorro la? Eu tenho 18 e ficarei no brasil, mas irei passar todas as minhas ferias em Doha, voce acha que existe cursos de um mes? para eu nao ficar sem fazer nada la e estudar um pouquinho... existem restaurantes japoneses la? voce acha que a preocupacao com a vestimenta das mulheres ainda eh muito grande? pois ja se passaram 3 anos que voce foi..

obrigada desde ja

Elisabeth disse...

Oi Claudia, minha mae esta indo morar em doha, ela tem 50 anos e esta indo com a minha irma de 15 anos. Sera um problema 2 mulheres sozinhas no pais? Da para ter cachorro la? Eu tenho 18 e ficarei no brasil, mas irei passar todas as minhas ferias em Doha, voce acha que existe cursos de um mes? para eu nao ficar sem fazer nada la e estudar um pouquinho... existem restaurantes japoneses la? voce acha que a preocupacao com a vestimenta das mulheres ainda eh muito grande? pois ja se passaram 3 anos que voce foi..

obrigada desde ja

Claudia Liechavicius disse...

Elizabeth,

Encontrei muitos estrangeiros morando em Doha. Todos vivem com muita liberdade, mas respeitando as diferenças. Restaurantes tem excelentes. De todas as nacionalidades. As mulheres são muito respeitadas. Não há problemas. Quanto à cursos e cachorros não vou poder te responder.

Beijos

Claudia

Marcela disse...

Olá, tudo bem? Vou me mudar para Doha devido o emprego do meu marido. Estou morrendo de medo! Eu terei que usar os trajes que as mulheres de lá usam? Mulher pode dirigir, sair sozinha? Pode ter cachorro?

bob88 disse...

Ola viajando para doha e precisa de um guia turistico ?
Sou everton moro no pais a 5 anos, falo portugues ingles espanhol e pouco de arabe ...
Para mais informacoes entre em contato
Evertonslash@hotmail.com
Ate mesmo quem vem morar em doha precisar de alguma assistencia entre em contato,...

Anônimo disse...

Olá, vou ter um dia em Doha sozinha, mas vou precisar de um táxi ou um transfer, teria algum problema por ser mulher sozinha?
Parabéns pelo post.

Claudia Liechavicius disse...

Imagino que não tenha nenhum problema uma mulher circular sozinha em Doha. A colônia de estrangeiros no país e vi muitas mulheres sozinhas nos restaurantes, com roupas comportadas mas normais.

Boa viagem!

Juliana Imóveis BH disse...

Cláudia, estou indo para Doha agora em Fevereiro e sua matéria irá me ajudar muito. Alguma dica adicional que acha interessante resaltar?
Abs,

Claudia Liechavicius disse...

Juliana,

O post está bem completo. Eu diria para vc não deixar de visitat o Souq e o Museu. Para encontrar bons restaurantes vá até o The Pearl.

Aproveite muito.

Anioka disse...

Oi Cláudia, em primeiro lugar parabéns pelo blog!

Vc comentou que é complicado ir sozinha no Souq. Esse serviço de motorista pelo hotel, ele fica te acompanhando por tudo?

Se é recomendado não olhar nos olhos nem dirigir-se a homens, posso eu comprar algo e negociar, tranquilamente?

OBrigada!

Claudia Liechavicius disse...

Anioka,

O Qatar é tranquilo. Tem muitos estrangeiros no país. Então, peça um guia para te acompanhar o tempo todo, mas para negociar com homens em lojas vc não terá problemas.

João Paulo Mello disse...

Oi Cláudia, tudo bem? Reitero o que todos disseram acima (li tudo Hehe), post sensacional e foi o melhor do escasso material que achei sobre Doha. Uns amigos vão ficar de meia noite a 08:30 da manhã do outro dia, vindos de Bali. Algum desses restaurantes fica aberto de madrugada? quanto ao hotel, estava vendo o La Cigale. Ele é "bom de vista"? Dentro da The Pearl, quais hotéis 4/5 estrelas você me indicaria, com uma boa vista tambem (ou fora, com um lugar pra comer de madrugada...)? o The Pearl acaba sendo mais longe do aeroporto? Desculpa a infinidade de perguntas, até porque faz tempo que você foi, mas quero ajuda-los e as informações são bem poucas!
Desde já muito obrigado!
Abs
João.

Cristina Beraldo disse...

Muito bom!!!!

Cristina Beraldo disse...

Muito bom!!!!

Claudia Liechavicius disse...

João Paulo,

Doha é um país bastante conservador, por isso a noite não é muito animada. O La Cigale não tem muita vista. Fica a algumas (3/4) quadras do mar. Talvez os quartos dos andares mais altos tenham um bom visual. De todo modo, a noite é bem escura. O país não é super iluminado. O The Pearl é o lado mais moderno e mais iluminado. Mas, realmente não é muito central. Digamos que lá seja o final da cidade. Dá uma olhada no Four Seasons que fica perto do aeroporto e à beira-mar.

No The Pearl dá uma olhada no Ritz Carlton. Os estrangeiros que vão morar no país costumam ficar nesse hotel antes de se instalarem definitivamente no país.

Espero ter ajudado.

Claudia

Anônimo disse...

Claudia, o que é uma carta convite? Ela é realmente necessária para entrar no país?

Claudia Liechavicius disse...

Estive no Qatar em 2010. Nessa época, o país era bem mais fechado ao turismo. Para entrar era preciso que vc fosse convidado por alguma empresa ou pelo governo e assim vc receberia uma carta-convite para entrar.

Agora, imagino que esteja mais fácil, pois as próprias companhias aéreas ou os hotéis já devem se encarregar de auxiliar no visto.

PAMELA FERREIRA disse...

Ola boa noite eu sou transexual, moro em paris, e recebi um convite de um amigo frances que acabou de se mudar para passar uns dias em qatar, mas ele não sabe bem quanto as leis, só sabe dizer que homosexualismo é crime algo assim, eu como turista tendo um passaporte com nome e sexo masculino e figura feminina posso ter problemas para entrar, o que pode acontecer, não deixarem eu entrar ou algo mais grave. obrigada

Claudia Liechavicius disse...

Pamela,

Eles realmente são muito conservadores. Não sei como funciona essa questão. Melhor perguntar na embaixada para vc não correr o risco de ter a entrada bloqueada ao chegar no país.

Desejo muito boa sorte.

Tati disse...

Bom dia, Claudia,
Passarei três dias em Doha no período do Natal, antes de seguir para Maldivas com meu marido.
Suas dicas foram de grande utilidade para eu preparar minha viagem, obrigada.
Uma dúvida, sabe de algum lugar em Doha para fazer uma tatuagem com dizeres árabes, sabe se eles têm algum problema em tatuar mulher?
Gostaria de tatuar uma recordação do lugar.

Claudia Liechavicius disse...

Tati,

Não vou saber te responder sobre tatuagens em Doha. Eles são muito fechados. Acho que isso deve ser bem fechado e restrito por lá. Fico devendo essa informação.

Boa viagem e boa sorte.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...