RYE, ERA UMA VEZ UMA CIDADE A BEIRA MAR


Rye é uma pequenina cidade inglesa, à sudoeste de Londres, no condado de Sussex, que um dia já teve acesso ao mar pelo rio Rother. Nos séculos XII e XIII, foi adicionada a Confederação dos Cinque Ports (Hastings, Romney, Hythe, Sandwich e Dover) para aumentar a defesa do Canal da Mancha. Nessa época, foi um dos mais importantes portos fluviais do país. No entanto, no século XVI o rio começou a secar e hoje a cidade fica a três quilômetros do mar. Rye ainda guarda boas lembranças desse período tanto na arquitetura de suas construções como na foz dos rios Rother, Tillingham e Brede.

Os armazéns de tijolos e madeira sobrevivem desde o tempo em que Rye era um porto movimentado.

UM POUQUINHO DE HISTÓRIA

Antes da invasão normanda, o território era muito frágil e temia as constantes ameaças vindas da Europa. Assim, os reis saxões precisavam manter um bom relacionamento com as cidades da costa. Em troca, enviavam navios e homens para reforçar a defesa de suas terras. Os anglos e saxões da Alemanha  se fixaram em Essex, Sussex e Ânglia no século V e dali foram se espalhando pela região. Eles conseguiram se defender dos ataques vikings que ocorreram nos séculos VIII e IX, mas não tiveram a mesma sorte contra Guilherme, o conquistador, da Normandia. Ele derrotou, em 1066 o rei anglo-saxão Haroldo de Hasting e dominou o reino. E, é nessa época que o papel de Rye ganha força ao fazer parte dos Cinque Ports.

Strand Street esquina com  Mermaid Street ruas praticamente iguais aos velhos tempos.

UMA VOLTA NO TEMPO

A história de Rye é forte. A minúscula cidade fica no topo de uma colina, o que facilitava o controle da entrada pelos rios que conduziam ao interior do país. Seu cenário parece cenográfico. Andar por suas ladeiras e estreitas ruas com calçamento de pedra é como voltar no tempo. Hoje, é o turismo que alimenta a cidade. Muita gente vai até Rye para passar o dia e aproveitar a praia - que fica a 3 quilômetros, mas tem areia no chão, diferente da maioria das praias inglesas que tem pedrinhas em vez de areia.

Uma das principais atrações da cidade é a Mermaid Street - rua que data do século X e ainda tem muitas construções originais dessa época. Um belo exemplo é o Mermaid Inn, agora um hotel super simpático (embora sinistro), que foi a sede de uma gangue de contrabandistas que aterrorizavam o sul da Inglaterra e o norte da França. Dizem que o espírito dos bandidos e de suas amantes continuam assombrando a casa. Ali também funciona um restaurante com estrelas Michelin e um antigo Pub.

Rua Mermaid observe o chão de pedras e muitas casas antiguíssimas que permanecem praticamente inalteradas desde sua reconstrução no século XIV.

Hotel Mernaid Inn, na rua Mermaid.

A placa em frente ao hotel indica que ali era a sede de uma temida gangue.

Experimente o estrelado restaurante Rosette que fica dentro do Mermaid Inn.

Interessante observar que as casas da rua Mermaid não tem números nas portas para sua identificação, mas sim uma referência de alguma característica da construção. Bastante inusitado.

Casa das duas portas. 

Casa da cadeira.

Casa do lado oposto - em frente ao Hotel Mermaid Inn.

Antigo hospital da cidade, na rua Mermaid.

A rua de maior movimento é a High Street. Cheia de lojinhas, restaurantes, pubs e antiquários. Passeie sem pressa que você vai encontrar muitas coisas interessantes pelas poucas ruas da cidade.

Hight Street que continua com o nome de The Mint, Rye.

Na verdade são três ruas principais cortadas por três pequenas transversais. Carros não entram na maioria das ruas. Então, a ordem é caminhar! 

Na Church Square a igreja é aberta à visitação e é possível subir na torre para avistar a cidade do alto. Também nesse quarteirão tem uma cisterna de 1735. 

Cemitério na Church Square, no pátio da igreja.

A cidade ainda tem duas torres preservadas, a Ypres Tower que foi construída em 1250 (hoje abriga um museu) e a Land Gate (antiga porta fortificada da cidade).

Outras ruas charmosíssimas são a West Street e Lion Street. Cheias de casas antigas, lojinhas e no final da Lion está a igreja St. Mary com um relógio na torre que é o mais antigo em funcionamento na Inglaterra.

Lion Street.

Igreja de St Mary e seu relógio de 1561.

HOTEL: indico o The Mermaid Inn. Confesso que é meio macabro por suas histórias de assombração, mas perfeito para entrar no clima. Ao caminhar pelos corredores a madeira do chão fica rangendo. Tudo é muito antigo no hotel. Vale experimentar o restaurante e o Pub. Diárias a partir de 90 libras. Fica na rua Mermaid, sem número, claro. Bem ao estilo medieval. Telefone: 01797223065. www.mermaidinn.com

Vista da Casa do Lado Oposto a partir do hotel Mermaid Inn.

COMO CHEGAR: boa opção é ir de Londres para Rye de trem. O trajeto leva em torno de uma hora e meia e como na cidade tudo é feito a pé, esse é uma boa maneira de chegar à cidade. Ir de carro também é boa escolha, pois dá para parar onde der vontade e conhecer outras pequenas cidades igualmente charmosas pelas redondezas. Conjuguei minha visita com Dover, Canterbury e Leeds Castle, pois fui de carro.

Compartilhe:

COMENTÁRIOS

  1. Adorei as fotos e a cidade, mas lendo a história dá um arrepio na espinha!rs
    Bjos e aproveite a estadia!
    :)

    ResponderExcluir
  2. Flavinha,

    A Europa é cheia de fortes emoções...rs Tem história densa. Bem diferente da nossa.

    Beijos

    ResponderExcluir
  3. Claudia

    Eu ainda não fui a Rye!Já programei o passeio por várias vezes,mas acabo sempre por resolver outra coisa...
    Agora quando estive em Londres no principio de Julho pensei novamente em Rye,mas no dia em que eu queria ir estava a chover de manhã e por isso decidi não arriscar... acho que a cidadezinha deve ser um encanto mesmo!Da próxima vez não passa!hehe
    Beijos

    ResponderExcluir
  4. Não conheço, mas já coloquei na minha list do
    "must visit"

    Bjos
    Ana

    ResponderExcluir
  5. Olá, Cláudia! Tudo bem?
    Primeiramente, gostaria de parabenizá-la pelo blog e pelo ótimo conteúdo que vc disponibiliza aqui.
    Meu comentário hoje não é sobre Rye, mas escrevo aqui por ser o último post do blog.
    Apesar de acompanhar seu blog há algum tempo, nunca comentei. Hoje, decidi comentar, pois senti falta do Menu dos países e cidades que ficavam à direita dos posts. Vc achou melhor tirá-lo?
    Acho que ele era uma excelente ferramenta de navegação aqui no blog, no sentido de encontrarmos mais facilmente o local sobre o qual estávamos procurando.
    Toda vez que tenho uma viagem marcada, sempre venho aqui e no Viaje na Viagem.
    Continue publicando esses posts maravilhosos sobre suas viagens! =)
    Abraços

    ResponderExcluir
  6. Margarida,

    Com chuva não é a mesma coisa. Sol é sempre o melhor companheiro de viagem, deixa tudo com outra luz!!! Mas, não deixe de conhecer. Afinal, você está sempre por ali... rs

    Um beijo

    Claudia

    ResponderExcluir
  7. Bom dia, Karen

    Obrigada pela visita e pela gentileza.

    Levei um susto ao ler seu comentário e pensei...será que apaguei alguma coisa sem querer? Felizmente, achei a barra lateral ainda lá!!!! Ufa!!!! Deve ter havido alguma falha na hora em que você entrou no blog. Continua tudo igual.

    Beijos

    Claudia

    ResponderExcluir
  8. Ana,

    Venha conhecer, sim!!! Uma gracinha de cidade.

    Sei que você vai gostar.

    Bjs

    ResponderExcluir
  9. Ah, sim! Ufa! rsrs
    Deve ter sido algum erro qdo abri o blog mesmo. Obrigada pelo esclarecimento. Bjos

    ResponderExcluir
  10. So beautiful!!!!! Bela cidade! Tinha visto uma vez no blog da @DriMiller e tinha ficado encantada! Agora, com seu dom fotográfico, ficou ainda mais encantadora! Parabéns!! Pelo visto tá rodando a Inglaterra toda, né?! Que delícia! Bjs

    ResponderExcluir
  11. É Carol,

    Estou rodando um pouquinho por aqui. Sou bem elétrica, adoro ir de um lado para outro...

    Beijos

    ResponderExcluir
  12. aldema ( www.correndomundo.blogspot.com )5 de agosto de 2012 19:36

    Como são lindas as tuas fotos! Profissionais...e de bons profissionais. As informações também estão excelentes. Um sucesso teu blog - sempre!
    Beijos

    ResponderExcluir
  13. aldema ( www.correndomundo.blogspot.com )5 de agosto de 2012 19:37

    Querias muito ver tuas fotos de/em York.
    Já as tem?
    Please!!!!

    ResponderExcluir
  14. Ai Aldema, não sei se vou conseguir ver tudo que quero... York está nos meus planos, mas não sei se chego lá dessa vez. Tomara que sim!!!
    Beijos
    Claudia

    ResponderExcluir
  15. Amo viajar e o teu blog está excelente, mostra tudo o que aqueles que têm espírito de viajante invejam.

    Construí um blog há pouco tempo, segue-me ;)
    http://www.made2read.blogspot.pt/

    ResponderExcluir
  16. Row

    Já visitei seu blog e entrei como seguidora. Espero novos posts.

    Boa sorte e sucesso!!!

    ResponderExcluir
  17. Uau, que post fantástico!!!!! Vendo essas fachadas e conhecendo a história do lugar, a vontade que eu tenho é largar tudo e comprar uma passagem amanhã, rsrsrsrs! Mais um lugar pra minha lista de destinos imperdíveis! Beijão!

    ResponderExcluir
  18. Katia,
    Rye tem uma história densa e tensa. hahaha.
    A cidade é bem pequenina e um charme. O ideal é conhecer essa região numa época mais quente. Estive no alto do verão e as temperaturas giravam em torno de 18 graus. No inverno fica frio demais e os dias muito pequenos. Quando programar o interior da Inglaterra vá na primavera ou verão.
    Bj

    ResponderExcluir
  19. Gostei muito desta cidade. Linda mesmo. Tem um restaurante de brasileiros,mineiros de Governador Valadares. Muito bom.
    Fiquei num hotel ótimo (na verdade um bed and breakfast) Moinho de Vento. Bem, o nome em inglês não me lembro agora. Parabéns, vou passar a acompanha-Los.

    ResponderExcluir
  20. Gostei muito desta cidade. Linda mesmo. Tem um restaurante de brasileiros,mineiros de Governador Valadares. Muito bom.
    Fiquei num hotel ótimo (na verdade um bed and breakfast) Moinho de Vento. Bem, o nome em inglês não me lembro agora. Parabéns, vou passar a acompanha-Los.

    ResponderExcluir
  21. Obrigada, Romeu.

    Seja bem-vindo.

    Volte sempre.

    ResponderExcluir

Deixe seu comentário. Obrigada!