O GRÃO-DUCADO DE LUXEMBURGO

Por Claudia Liechavicius

Inquieta que sou quando viajo, não consigo ficar parada num lugar só. Estando em Paris, por alguns dias, comecei logo a pensar para onde poderia dar uma escapada rápida. Eis que surge a ideia de tomar um TGV para Luxemburgo. Perfeito. Então, acordei com calma, tomei um belo café da manhã no hotel e lá fui eu para a Gare de Austerlitz tomar o trem das 10. Duas horas depois estava desembarcando animadíssima, na Gare Lëtzebuerg, nesse pequenino país de meio milhão de habitantes, cercado por três vizinhos nobres:  França, Alemanha e Bélgica.


E bota pequeno nisso. Basta lembrar que para atravessar o país de norte a sul são meros 80 quilômetros de extensão. E, de leste a oeste, menos ainda, apenas 60 quilômetros. Em uma hora dá para atravessa-lo de ponta a ponta. Minúsculo!

TAMANHO NÃO É DOCUMENTO

Mas, como tamanho não é documento, o Grão-Ducado mostra seu poder e ostenta a maior renda per capta do mundo. Basta olhar para suas ruas limpíssimas, prédios impecáveis, praças floridas, muito verde, áreas históricas bem cuidadas, pessoas super educadas e você vai entender o que isso significa. Não há mendigos na rua, ninguém pede um trocado para cuidar seu carro, na porta da igreja ninguém olha tristemente para você com a mão estendida, ou seja, problemas sociais não são vistos por ali. Bem pelo contrário, tudo exala capricho.

Pelas ruas, o moderno e o tradicional se misturam. 


Muitas obras de arte estão estrategicamente posicionadas em meio aos prédios antigos.

ASPECTOS INTERESSANTES

Luxemburgo é um país bem peculiar. É o único grão-ducado ainda existente. É uma democracia parlamentar representada por um Grão-Duque. É membro fundador da União Europeia e da ONU. Foi um dos primeiros países a adotar o euro. Tem três idiomas oficiais: luxemburguês, alemão e francês, e, além desses quase todas as pessoas falam inglês. É dividido em três distritos. É um Estado laico. Já viveu da extração de minerais e hoje vive principalmente com base no setor bancário - como a Suiça. A cidade de Luxemburgo é a capital e está na lista do Patrimônio Mundial da UNESCO por sua importância histórica. Já foi designada duas vezes como Capital Europeia da Cultura. Bem, só isso já justifica uma visita.

Cidade de Luxemburgo vista do alto do penhasco com suas casinhas coloridas, árvores e um rio que corre serenamente. Ao fundo, prédios da parte moderna da cidade.

UM POUQUINHO DE HISTÓRIA

Tudo começou com um povoado celta e uma colônia romana que formaram o primeiro núcleo da cidade. Mas, foi em 963 com a construção de uma fortaleza medieval que Luxemburgo foi se desenvolvendo e se tornou o centro de um estado de grande valor estratégico. Três muralhas foram erguidas como forma de defesa, além de 25 fortalezas e 23 quilômetros de passagens subterrâneas (casamatas), ao redor do vale. Era praticamente impossível transpor essas barreiras. Mesmo assim, depois de 1443, Luxemburgo foi dominada por espanhóis, franceses, austríacos, prussianos, alemães, belgas e alguns outros. E, apesar de tantas dificuldades no percurso, o país se tornou independente, estabeleceu uma sólida economia, conseguiu se defender e adotou uma postura de neutralidade. Durante a II Guerra Mundial sofreu terrivelmente nas mãos de Hitler, abandonou sua neutralidade e passou a fazer parte de um grupo de países que lutava contra a Alemanha. Hoje sua economia é muito forte e o país uma espécie de paraíso fiscal.

Luxemburgo se desenvolveu em torno de uma fortaleza no fundo de um vale.

COMO CIRCULAR PELA CIDADE

Cheguei ao meio-dia em Luxemburgo e tinha até 17:00 hs para explorar a cidade. Claro que já fui no trajeto - duas horas de trem - lendo sobre a história do país, política, economia e principais pontos de interesse. Desci na estação de trem, peguei um mapa da cidade para me localizar e perguntei sobre como ir ao centro histórico. Havia duas possibilidades: caminhar cinco quarteirões ou tomar um ônibus (que já estava parado em frente à estação). Para economizar a caminhada inicial e ter mais ânimo para as subidas e descidas pelo vale preferi tomar o ônibus = 1 euro. Como costumo fazer sempre que chego em algum lugar novo (apesar de ser a segunda vez que visitava Luxemburgo minha intimidade com a cidade era bem pequena) procurei um centro de informações turísticas. Acostumada que estava com a pequena gentileza dos franceses até estranhei a educação com que fui recebida pela funcionária. Ela gentilmente me deu todas as explicações de que necessitava para 5 horas de visita.

Duas opções para quem não está disposto a caminhar:

Petrussé Express. O trenzinho verde faz um tour de uma hora passando pelos principais pontos turísticos da cidade. Adultos pagam 8,50 e crianças 5 euros. Os tickets podem ser comprados na Place de la Constitution.


City Sightseeing Luxembourg. O ônibus vermelho de dois andares faz um trajeto maior do que o trenzinho. O ticket pode ser comprado no próprio ônibus em qualquer uma de suas paradas e pode ser usado por 24 horas. O preço para adultos é 14 euros e para crianças 7. 


Quer saber qual foi minha escolha? Nem trenzinho nem ônibus, mas caminhar pela cidade. Adoro andar, andar e andar. Como a cidade é pequena dá para percorrer toda ela em menos de quatro horas. E essa orientação me foi dada sabem por quem? Pela própria funcionária do centro de informações turísticas. Ela conversou comigo, percebeu minha disposição para caminhar e traçou um trajeto no mapa indicando o que eu não poderia deixar de ver. Perfeito! Muito honesto. Não é todo dia que isso acontece.

ONDE IR

Como o centro de informações turísticas fica no coração da cidade, comecei explorando Luxemburgo a partir dali. Sentei um pouquinho para tomar um sorvete e ver a vida acontecer na Place Guillaume II que ostenta um monumento equestre do Rei do Grão-Ducado, Guglielmo II.

Place Guillaume (também chamada de William Square) com seu monumento equestre.

De um dos lados da praça fica o prédio da  Câmara Municipal em estilo neoclássico, com dois leões em bronze. É nesse prédio que muitas decisões políticas importantes são tomadas, inclusive envolvendo toda a Europa.



Câmara Municipal.

Pertinho, outras três praças chamam atenção pelo capricho e pela quantidade de pessoas circulando. A Place Jan Palach (nome dado em homenagem ao primeiro aniversário da invasão da Tchecoslováquia  pelas tropas do Pacto de Varsóvia), a Place Clairefontaine (reformada nos anos 80, é onde fica a sede do governo) e a Place D'Armes, onde muitas pessoas ficam sentadas tomando sol depois do almoço.

Place Jan Palach.

Place D'Armes.



Na Place D'Armes fica o prédio chamado de Cercle Municipal. Esse prédio de aspecto tão tradicional é ligado por uma ponte super moderna ao prédio ao lado chamado de "Le Cité". Uma mistura bem interessante.

Place Clairefontaine com a estátua em bronze da Grã Duquesa Charlotte. 
Ela reinou de 1919 a 1964 e foi uma das personalidades mais ilustres do século XX. Na base da obra está escrito "Mir hun lech gaër", que significa: "Te queremos bem". 

Andando mais um pouquinho - tudo é muito perto - chega-se ao Palácio dos Grão Duques - um importante monumento histórico e arquitetônico de Luxemburgo. A ala esquerda é mais antiga, data do século XVI. Mas, outras alas foram sendo feitas depois disso. Por isso, mistura os estilos barroco e renascentista. O prédio já serviu como residência da família real, Prefeitura, sede do governo de Luxemburgo e Câmara dos Deputados. Visitas guiadas podem ser feitas ao palácio.

Palácio dos Grão Duques.


De vários pontos da cidade três torres agudas podem ser avistadas. São um dos símbolos mais notáveis de Luxemburgo e pertencem a atual catedral. Ela ocupa a antiga igreja do Colégio dos Jesuítas desde 1773 quando a Ordem dos Jesuítas foi desfeita. No interior da igreja há uma estátua da Virgem Maria que é a padroeira do país. Durante quinze dias, na época da Páscoa, há uma peregrinação nacional em devoção à santa.

As torres da catedral podem ser avistadas de vários pontos da cidade.


Acima, a fachada da igreja em estilo gótico, o detalhe do puxador da porta e a beleza dos vitrais.

A cidade é muito bem cuidada. Ruas floridas, tudo limpíssimo e casas bem conservadas apesar de antigas. Muitos dos prédios foram construídos no século XVIII e têm detalhes interessantes como esse gárgula fixado na parede, o oratório com uma santa e a janela com a inscrição "Mir wölle bleiwe wat mir sin" (que significa: Queremos continuar como somos). Que a profecia, de continuar como são, se concretize para sempre!

É um prazer circular por ruas tão bem cuidadas.

Ainda no centro, dois museus merecem uma visita: o Museu Nacional de História da Arte e o Museu da História da Cidade de Luxemburgo.

 O Museu da História da Cidade de Luxemburgo mostra o desenvolvimento da cidade em termos de arquitetura e urbanismo, desde que foi criada.

O Museu Nacional de História da Arte ocupa um espaço bem moderno que se destaca de sua vizinhança.

Curiosamente, a cidade tem 95 pontes. Para onde quer que se olhe há uma ponte. E, elas não são pequenas. São imponentes. A ponte que liga a cidade alta com a estação ferroviária tem 380 metros de comprimento, 44 metros de altura e 25 arcos.

O trem que chega a Luxemburgo passa por esse imenso viaduto. 

Essa pequena ponte fica no Monte Bock e nessas rochas há muitas passagens subterrâneas - as casamatas. É logo depois dessa ponte, a entrada para as Casamatas de Bock. 

A cidade é muito interessante. Uma estação de trem na parte baixa, o centro na parte alta e um vale (chamado de Grund) cercado por penhascos (cheios de passagens subterrâneas) onde corre um pequeno rio. Somado a isso, muito verde, muitas pontes e uma região mais moderna onde ficam os bancos, a Filarmônica de Luxemburgo, o Centro de Conferências, o Museu de Arte Moderna Grão Duque Jean (MUDAM), a moderna Place de L'Europe, o Centro Nacional Esportivo e Cultural, e o Parlamento Europeu.

Para conhecer a cidade, andando, é preciso disposição pois há muitas subidas e descidas. 

Mas, o mais interessante da cidade são as misteriosas casamatas de Bock e Pétrusse. Se elas pudessem falar contariam muitas histórias sobres as batalhas de Luxemburgo. As casamatas são passagens subterrâneas secretas interligadas aos centros militares de proteção da cidade - um super sistema de defesa. Elas somam mais de 23 quilômetros de extensão. Por isso, Luxemburgo tem o apelido de "Gibraltar do Norte". Durante a II Guerra Mundial, as casamatas foram usadas como abrigo para a população. Mais de 35 mil pessoas foram protegidas dos bombardeios graças a esses esconderijos. Em 1994, a UNESCO inscreveu Luxemburgo, merecidamente, como Patrimônio Mundial.

As casamatas de Pétrusse foram construídas em 1644, por engenheiros espanhóis. 

As casamatas de Bock foram construídas em 1745, por engenheiros austríacos.

 O preço da visita para adultos é 3 euros e crianças pagam 2,50. Imperdível!!

Imagine que por dentro desses paredões de pedra muitas galerias subterrâneas foram escavadas. A entrada das Casamatas de Pétrusse é em frente a catedral e das Casamatas de Bock, na Rua Sigefroi, no Monte Bock. 

E, para encerrar a visita é preciso ir até a Cidade Baixa - Grund - um complexo de casas do século XIV muito bem preservadas às margens do rio Alzete. Na Idade Média era ali que moravam os sapateiros, os homens que curtiam o couro e os que fabricavam cerveja.

Grund - a Cidade Baixa.

Igreja de São João Batista, em estilo barroco, na Cidade Baixa.

Caminhar pela Cidade Baixa remete a Idade Média.

O Grund é tão tranquilo que dá para esquecer que se trata de uma capital. 

Para descer até a Cidade Baixa há um elevador ou escadarias.

INFORMAÇÕES ÚTEIS

COMO CHEGAR. Trem, avião ou carro. De Paris, o ideal é ir de trem - são duas horas e 10 minutos de TGV, o preço do bilhete de ida e volta é 250 euros.

IDIOMA OFICIAL: luxemburguês, alemão e francês. Mas, inglês é falado por todos. 

MOEDA: euro

Place de Metz.

Vale muitíssimo a pena passar um dia em Luxemburgo. Especialmente, se tiver pelos arredores: França, Bélgica ou Alemanha (seus vizinhos). A cidade é encantadora. Se você estiver com tempo dá até para explorar um pouquinho mais o país (que é minúsculo). 

Compartilhe:

COMENTÁRIOS

  1. Um artigo óptimo, repleto de dicas muito úteis e de fotos fantásticas.

    Fez-me recordar o porque de ter apreciado tanto o Luxemburgo quando lá estive.

    Muito obrigada por, partilhar mais uma visita/passeio seu, da forma exímia como o faz sempre.

    ResponderExcluir
  2. Belíssimo lugar!
    Adorei conhecer através da sua postagem!
    bjos

    ResponderExcluir
  3. Oi Turista!
    Imaginei que você conhecesse Luxemburgo, pois está bem pertinho. Seu país faz fronteira com Luxemburgo, não é mesmo? A Europa tem essa vantagem de proximidade de um país para outro. Em poucas horas dá para mudar de ares completamente. Adoro isso!!!
    Beijo
    Claudia

    ResponderExcluir
  4. Flavinha,
    Luxemburgo é super interessante. Eu tinha ido a 10 anos atrás e minhas lembranças eram ótimas. Como estava pertinho resolvi retornar. Foi muito legal!!!!
    As fotos dizem tudo... Bom sair do circuito tradicional, né?
    Beijinho
    Claudia

    ResponderExcluir
  5. Claudia
    Viajei na sua viagem
    E não paguei nada! Hahahahaha
    Obrigado por mais este passeio à distancia
    Abs
    VS

    ResponderExcluir
  6. VS.
    Fico feliz pois essa é uma das minhas intenções.
    Abs
    Claudia

    ResponderExcluir
  7. Claudia, lindissímo o post e imagens ! Também sou viciada em viagens e acredito que os nossos blogs tem muito em comum. Acabo de escrever sobre o cenário cultural de Paris. Te espero em www.asviagensdeleticia.blogspot.com, ficaria muito feliz se me seguir de volta.
    Bj do RJ
    Leticia Affonso
    www.asviagensdeleticia.blogspot.com

    ResponderExcluir
  8. Claudia querida adorei as fotos, que delicia de viagem hein !!! A gente viaja com você ... mto bom hehehe
    Estou adorando seus comentários no meu blog =)
    Mtos bjs,
    Gabi

    ResponderExcluir
  9. Oi Leticia,
    Já visitei seu blog. Tem lugares ótimos. Vou voltar nos próximos posts.
    Bj
    Claudia

    ResponderExcluir
  10. Gabi.
    Já viciei no blog. Você está linda nas fotos (isso não é nenhuma novidade).
    Quero te ver sempre por aqui.
    Mil beijos
    Claudia

    ResponderExcluir
  11. É um pequeno grande país. E com uma comunidade lusofona enorme- Já o visitamos há uns bons 8 anos mas reserva vivas memorias. Excelente artigo!
    Beijos

    ResponderExcluir
  12. Pois é exatamente isso, casal, um pequeno grande país.
    Pequeno em extensão e cheio de belas surpresas. É um daqueles lugares que não sai da nossa lembrança mesmo depois de muitos anos. Foi isso que aconteceu comigo. Havia estado lá há uns 10 anos e deu uma vontade enorme de voltar.
    Beijo
    Claudia

    ResponderExcluir
  13. Minha admiração por ti cresce a cada artigo! Adoro a maneira como escreve e viajo a cada linha :)

    Não sabia que Luxemburgo fosse tão aconchegante.

    As fotos estão belíssimas!!!!

    Mil beijos,

    Érika

    ResponderExcluir
  14. Cláudia,como sempre, um maravilhoso post !
    Passei há muitos anos por Luxemburgo,mas senti vontade de voltar ao ver tuas fotos lindas.
    Bj e boa noite
    MT

    ResponderExcluir
  15. Érika.
    Fiquei muito feliz com seu comentário. Obrigada. Tenho o maior prazer em escrever e compartilhar minhas viagens.
    Pena que não vamos conseguir nos conhecer dessa vez :(
    Bj
    Claudia

    ResponderExcluir
  16. Maria Tereza.
    Luxemburgo já estava na minha listas de lugares para revisitar a algum tempo. Agora consegui!!!! No começo do ano quando fui à Bélgica e Holanda quase passei por ali, mas não deu tempo.
    Vale voltar sim!!!
    Bj
    Claudia

    ResponderExcluir
  17. Luxemburgo é uma graça mesmo.. Uma mistura de França e Alemanha muito legal...

    Fotos lindas :D

    Boa semana para vcs
    Bjs

    ResponderExcluir
  18. Oi Oscar.
    Adoro ver você por aqui.
    Suas fotos, da entrada do outono nos EUA estão lindas.
    Tenha uma semana perfeita.
    Bjs
    Claudia

    ResponderExcluir
  19. Claudia!

    Acho que vc poderia ter falado por lá em Português mesmo!É que mais de 10%da população do Luxemburgo é Portuguesa...é a maior comunidade de estrangeiros do país!
    A cidade é linda e as suas fotos belíssimas com sempre!
    Beijos

    ResponderExcluir
  20. Margarida,
    Pois você sabe que não consegui encontrar ninguém que falasse comigo em português!!!!??? rsrsrs.
    Então, fui no inglês mesmo... Mas, eu tinha lido que havia muitos portugueses em Luxemburgo. Falta de sorte. Poderia ter tirado todas as dúvidas sobre Luxemburgo em minha língua nativa. hehehe
    Um beijo
    Claudia

    ResponderExcluir
  21. Claudia, excelente dica, não conhecemos Luxemburgo e nunca tinhamos pensado de ir passar o dia lá, partindo de Paris, adoramos! Em 2012 usaremos suas dicas!
    Ás vezes já bate uma saudade do primeiro mundo! Não podemos negar!
    Grande beijo
    Ellen & Antonio

    ResponderExcluir
  22. Claudia:

    Faz muito tempo que eu visitei Luxembourg . Tua postagem me deu uma vontade imensa de visitar novamente, ou na primavera, ou no outono.

    Bjos
    Ana

    ResponderExcluir
  23. Oi Ellen e Antônio!
    Que bom ter notícias de vocês por aqui!!!!tenho acompanhado cada post do blog. Esta muuuiiiiittttoooo legal. Mas, imagino que em alguns momentos deva dar saudade do primeiro mundo.
    Luxemburgo e um pais bem pequeno e super interessante. Fácil de chegar. Vale a visita.
    Beijos e aproveitem a Ásia.

    ResponderExcluir
  24. Ana,
    Eu também tinha ido há muito tempo e resolvi voltar. Adorei minha escolha. Êh um lugar perfeito para circular mesmo estando sozinha. Super seguro e fácil.
    Bj
    Claudia

    ResponderExcluir
  25. Lindoooooo... Fiquei com multa vontade de conhecer!
    Amei os post e as fotos.
    Abraços Mari VIdigal - ideias na mala

    ResponderExcluir
  26. Amei as casinhas, parecem de brinquedo, mas o que eu mais gostei foram das casamatas. Você escreve muito bem, dá gosto de ler seus posts e a riqueza de detalhes ajuda muito quem pretende fazer um roteiro semelhante. Essa possibilidade de conhecer diversos países na Europa de uma só vez me encanta. Beijocas!

    ResponderExcluir
  27. Taia,
    Sempre que dá, tento visitar algum outro país por perto. Na Europa isso é fácil. Em uma hora se está em outro país, com outro idioma, outra cozinha, outras raízes, outra cultura. Adoro isso!!!!
    Você que está indo para a França....bem pertinho....que tal dar uma fugidinha???
    Beijo
    Claudia

    ResponderExcluir
  28. Amei a cidade e linda ,pois adoro ver lugares historicos e com paissagens maravilhosa. Como me faz bem viajar com as suas novidades e lugares que mostra com detalhamento isso e formidavel.

    ResponderExcluir
  29. Lindo, Claudia! Você me fez sentir saudades do tempo em que morava em Trier. Meu marido ia todos os dias para Luxemburgo a trabalho.

    Já muito antes, quando eu estudava em Trier, Luxemburgo já era um lugar familiarizado. Meus amigos iam para lá encher o tanque, pois a gazolina era bem mais barata neste país, assim como o café, chocolates. E els me pediam se eu queria ir com eles. imagina se não! Vamos lá!

    Abraço, Claudia!
    Obrigada por este momento bom e especial aqui no " Viajar pelo mundo"

    ResponderExcluir
  30. Que lindo lugar...Que benção poder viajar pelo mundo.
    E obrigada por compartilhar conosco.
    Bjos achocolatados

    ResponderExcluir
  31. Claudia, escrevi para você aqui ontem. Será que não enviei? Volto mais tarde!

    Beijo!

    ResponderExcluir
  32. Ilaine, Bom dia!
    Demorei para postar o comentário pois tenho trabalhado muito e as vezes nem tenho tempo de ler os comentários (que adoro!!!!).
    Voce já morou em vários países na Europa. Que bacana. Luxemburgo eh uma graça. Que pais simpático!! Imagino que tenha ótimas recordações.
    Beijo
    Claudia

    ResponderExcluir
  33. Oi Sandra!
    Viajar eh tudo de bom. Estou sempre com a mala pronta!!!
    Um beijo
    Claudia

    ResponderExcluir
  34. Acho que vamos seguir sua dica, marido ficou interessado. São quatro dias em Paris, acho que dá pra tirar um para isso...é tranquilo para entrar? Beijocas!

    ResponderExcluir
  35. Taia!
    É super tranquilo. Para você ter uma ideia nao pediram nem as passagens no trem, nem o passaporte, nada...
    Já, na volta para a França pedem tudo.
    Super fácil de entrar. É como na Suiça. É um país neutro.
    Vai mesmo. Você vai adorar. Garanto!!
    Beijos
    Claudia

    ResponderExcluir
  36. Clauuuuuuuuuudinha, que coisa maravilhosa !!! amei !! li tudinho tudinho que vc escreveu e só posso dizer uma coisa: babei !!
    bom fds
    bjks

    ResponderExcluir
  37. Oi Vivian!
    Por onde tem andado?
    Luxemburgo é uma gracinha e um país muito pouco falado aqui no Brasil, mas muito turístico. Vive lotado de gente...
    Um beijo
    Claudia

    ResponderExcluir
  38. Que encanto de cidade, Claudia!!!! Fiquei totalmente apaixonada por Luxemburgo, tem tudo o que eu gosto em um lugar!!!!!! E aproveito pra dizer que amei nosso almoço!!!!! Vou te enviar as fotos e, quando quiser, me mandar aquele post especial pro Bonfa Convida, vou amar!!!! Um grande beijo!

    ResponderExcluir
  39. Katia,
    Vou tentar começar a pensar nos 20 lugares hoje de noite.
    Espero me inspirar!!!
    Nosso almoço foi uma delícia. Saí de noite com o maridão e comprei a cerveja do elefantinho. Mas, vou confessar que como não sou muito de beber... achei muito forte. hahaha.
    Beijos
    Claudia

    ResponderExcluir
  40. Felizmente que conheço estes lugares,grande parte da miha familia vie e trabalha no Luxemburgo e sempre que lá vou, aproveito para ir conheco melhor, este pequeno espaço maravilhoso, no planeta. nao percam a oportunidade, se puderem, de conhecer e disfrutar do que esta nação tem de belo e impar...

    ResponderExcluir
  41. Poxa Fátima, que bacana!
    Sorte sua poder ir com frequência à Luxemburgo. Que país interessante e encantador.
    Volte sempre ao blog.
    Claudia

    ResponderExcluir
  42. Oi, Claudia! Adorei a matéria que você postou sobre Luxemburgo. Estou morando na Alemanha desde agosto/2010 e estive há duas semanas atrás fazendo um giro entre Holanda, Bélgica, França e Luxemburgo. Realmente, conhecer Luxemburgo foi uma surpresa, mas acabamos ficando apenas um dia. Queremos voltar e, depois de ler suas dicas, a vontade só aumentou. Obrigada por compartilhar suas experiências! Um grande abraço, Cris Frech.

    ResponderExcluir
  43. Cris,
    Luxemburgo é demais. Aqueles paredões de pedra suntuosos e as passagens secretas são incríveis. Vale a pena voltar. Já estive lá duas vezes e se tiver outra chance vou novamente.
    Bj
    Claudia

    ResponderExcluir
  44. Eu,senti em casa,e retornarei,foi ótimo,povo maravilhoso...recomendo

    ResponderExcluir
  45. Eu,senti em casa,e retornarei,foi ótimo,povo maravilhoso...recomendo-08/2012.

    ResponderExcluir
  46. Oi Cláudia,
    Não conhecia o seu blog, e hoje à noite (véspera de visitar o Luxemburgo) resolvi pesquisar sobre o tema...

    Identifiquei-me imediatamente, sou portuguesa, e estando em Paris pela 4ª vez (desta vez em trabalho) quis "ver algo novo".

    O comboio é amanhã, pelas 7h40, vou chegar pelas 10h :)
    Anotei todos os pormenores do blog, e espero que nem a neve "prevista" ou os -2ºC me desanimem!

    Muito obrigada pelo seu blog!
    Vou tornar-se "seguidora"!
    Parabéns * Maria Campos

    ResponderExcluir
  47. Maria Inês,

    Você vai adorar Luxemburgo. Tomara que o frio não atrapalhe. Em um dia dá para conhecer tudo e ainda fazer umas pausas para tomar um café ou chocolate num lugar fechado e bem aquecido. Você vai precisar disso nessa época fria. rs

    Obrigada pela visita ao blog e volte sempre.



    ResponderExcluir
  48. Claudia, seu blog é muito gostoso de ler e ver, belíssimas fotos. Por falar nelas, quando fui ao país era 30 e 31 de dezembro de 2010, tivemos um inverno com muita neve na europa, minha câmera caiu com um dos meus escorregões, e estragou. As poucas fotos que tenho estão péssimas, mas remetem a muitas recordações. Quando fomos a Luxemburgo não imaginávamos que tinha tanto brasileiros, existe uma grande comunidade lá. Fomos à parte moderna da cidade, linda. Completamente diferente, lá pude visitar o maior e melhor mercado que já vi. Cada atendente tinha uma plaquinha com as línguas que falavam, muitos deles com 5 idiomas ou mais. Também exploramos o interior do país, é lindo, como a região onde fica o castelo de Vianden.

    Boa tarde,
    Tati

    ResponderExcluir
  49. Tati,

    Obrigada pela visita e pelas suas palavras gentis.

    Luxemburgo é mesmo um encanto.

    Um beijo

    Claudia

    ResponderExcluir
  50. Amei suas dicas, copiei seu roteiro! Vou passar uma noite e um dia em Luxembourgo. Amei suas fotos!
    Bjs!

    www.amenidadesdekelly.blogspot.com

    ResponderExcluir
  51. Ah, Kelly,

    Você vai adorar! Luxemburgo é incrível.

    Bj e obrigada pela visita.

    ResponderExcluir
  52. Antonio Coelho - BH29 de julho de 2013 15:45

    Cláudia, meu lema é "trabalhar para viajar". Viajar é tudo para mim !! Gostei muito de suas dicas. Tanto que após ler, me animei a ir passar 1 dia em Luxemburgo. Mês que vem estou indo percorrer todo o Reino Unido e Irlanda, depois uns dias em Paris e um "bate e volta" em Luxemburgo... para completar meus 60 países visitados. Adorei as dicas. Parabéns !!

    ResponderExcluir
  53. Muuuuuuuuuuuuuuito obrigada! Viajar a dois tem essa coisa de acertar um itinerário que agrade 'gregos e troianos'!!! Aqui em casa estava difícil chegarmos a um acordo sobre o roteiro da próxima aventura.Queria muito conhecer um lugar como esse mas estava muito difícil convencer marido que valia a pena. Depois que 'viajamos na sua viagem' ele passou a querer, talvez até mais do que eu!
    Amélia Brayner

    ResponderExcluir
  54. Amélia,

    Que ótimo. Esses comentários me deixam muito feliz! Como é bom poder ajudar. Vocês vão amar Luxemburgo e não vão se arrepender.

    Beijo

    ResponderExcluir
  55. Gostei muito das dicas, ajudou bastante.
    Acabo de conhecer Luxemburgo e é realmente muito bonito e interessante. Infelizmente ambas as Casamatas estavam fechadas. Acho que só vão reabrir em Abril.

    ResponderExcluir
  56. Matheus,

    Ficou um motivo para vc voltar! Quem sabe na próxima vc possa percorrer as Casamatas.

    Ótimo ano novo!

    ResponderExcluir
  57. Olá Cláudia
    Estou voltando ao seu blog, realmente ele é muito bom. Voltei de uma MARAVILHOSA viagem em 29 de jan deste ano e estou pensando em quais cidades visitarei nas minhas próximas férias.
    Desta vez fiquei 40 dias entre França, Praga, Austria e Alemanha. Conheci lugares onde entendi a expressão "de tirar o fôlego". Agora estou na maior dúvida se vou à Escandinávia ou a Suíça e alguns países no leste europeu. Você pode me dar alguma dica ?
    Muito obrigada
    Abraços
    Maria Esther

    ResponderExcluir
  58. Ola Claudia adorei o seu post spbre o luxemburgo.Pois ja e a segunda ves que venho ao luxemburgo.E ja visitei alguns dos locais que fala mas faltame o palacio do grao docado e as casamatas.Sera que me pode indicar como fazer para visitar.E em q alturas do ano se visita.Tambem a parte velha da cidade me falta explorar.Pois so passei de carro.

    ResponderExcluir
  59. Liliana,

    Na praça principal da área antiga da cidade tem um centro de informações turísticas com mapas e prospectos em português. Eles darão todas as informações inclusive em português, pois a língua é muito falada no país.

    ResponderExcluir
  60. Obrigada Claudia pela resposta ao meu comentario.A praca de que fala fica aonde?Pelo seu roteiro ainda me falta visitar o museu nacional de historia da arte e o museu de historia do luxemburgo. Pode me indicar onde e?

    ResponderExcluir
  61. Oba. Informações bem úteis, pretendo visitar Luxemburgo em Outubro, depois de visitar a França, aproveitando um mini tour europeu.

    Pretendo usar a postagem como um guia de preparação de viagem.

    Sobre o comentário dos franceses... Pra mim sempre foram muito bem educados e prestativos.

    Boa postagem ^^

    ResponderExcluir
  62. Desejo uma ótima viagem.

    Luxemburgo é uma graça.

    ResponderExcluir
  63. Olá Xará!

    Meu filho mora em Luxemburgo e em setembro irei visitá-lo! Seu relato emocionante e detalhista foi um guia fantástico, ajudando-me a planejar melhor minha estadia por lá! Ficarei por 10 dias, portanto poderei conhecer muitos pontos turísticos e ainda dar uma esticada até outras cidades como Paris e Bruxelas.

    Muito obrigada!



    ResponderExcluir
  64. Oi Claudia,

    Que bacana. Luxemburgo é uma gracinha e fácil de chegar nas cidades ao redor. Se for à Bruxelas inclua também Bruges no seu roteiro. Cidade espetacular.

    Fico feliz de ter ajudado você.

    Beijo

    ResponderExcluir
  65. Muito bom o post. Hj em dia muita coisa mudou, mas a cidade ainda continua muito linda, limpa e organizada. Algumas discordâncias com o post são em relação aos mendigos na rua e a população falar inglês... A comunicação aqui tá mais na base da mímica mesmo, quase ninguém fala inglês, a não ser no hotel.

    ResponderExcluir
  66. Adorei seu texto e fotos! Vou passar por lá mês que vem, e me foi muito útil! Mais sucesso!

    ResponderExcluir
  67. Cláudia, Excelente matéria e dicas!!! Passarei uns dias em Paris em Março próximo com minhas filhas e estava em dúvida de um bate-volta entre Luxemburgo e Bruges, mas agora já está decidido: LUXEMBURGO na certa; me encantei! Bruges ficará para a próxima. Obrigada.

    ResponderExcluir

Deixe seu comentário. Obrigada!