O CASTELO DE HIMEJI


Himeji é uma pacata cidade ao sul do Japão que poderia passar em branco se não fosse o imponente Castelo de Himeji. Ele é formado por um complexo de 82 prédios de madeira maravilhosamente pintados de branco que se destacam no alto de uma colina. Sua beleza é indescritível e sua importância histórica maior ainda. 

Considerado como um Tesouro Nacional do Japão, ele é o castelo mais visitado do país. Foi classificado pela UNESCO, em 1993, como Patrimônio Mundial da Humanidade.

 Sangoku Mori, o fosso no interior do castelo que fica logo após o Portão Hishi.

O castelo foi construído em 1333, durante a Era Nanboku-cho do Período Muromachi com uma arquitetura com características de defesa. Ao longo de séculos foi sendo modificado, conforme mudava de mãos. Em 1580, Toyotomi Hideyoshi passou a controlar o castelo que estava quase abandonado. Em 1601, passou para as mãos de Ikeda Terumasa. Ele iniciou um projeto de expansão que deu ao castelo as formas que apresenta atualmente. Tem 21 portões, altas fundações de pedra, muralhas de proteção, janelas muito estreitas, passagens labirínticas até a entrada principal do castelo e buracos nas paredes para posicionar armas. Em 1868, o governo do Japão sob as ordens dos descendentes de Ikeda Teramusa expulsou os ocupantes e tomou posse. Mas, alguns anos depois o complexo foi abandonado. Durante a Segunda Guerra Mundial quando a cidade foi bombardeada, o castelo milagrosamente sobreviveu sem grandes danos e logo começou a ser restaurado. Sorte a nossa que agora podemos visitar essa obra histórica tão bem preservada.

Observe as fendas estreitas nas janelas para dificultar a entrada de possíveis invasores.

Outra proteção do castelo são as 32 muralhas feitas de barro e pedras.

O castelo é belíssimo. Já serviu como cenário para James Bond no filme protagonizado por Sean Connery “Você só vive duas vezes”; em dois filmes de Akira Kurosawa, “Ran” e “Kagemusha” e mais recentemente em “O último Samurai” protagonizado por Tom Cruise.

Os telhados do Castelo de Himeji são um dos seus pontos altos.

Himeji é uma parada obrigatória para quem estiver nas proximidades. Tem fácil acesso a partir de Kyoto, Osaka, Kobe ou Hiroshima.

De trem-bala Shinkansen, de Hiroshima até Himeji se chega em pouco mais de uma hora. Das outras cidades, a distância é menor. De Osaka ou Kobe são apenas 30 minutos. De Kyoto são 50 minutos.

Quando o trem para na pequenina cidade, basta dar alguns passos até a alameda principal que é pontilhada por pequenas estátuas e lá no fundo, o castelo pode ser avistado. Dá para ir andando em 15 minutos.

Ao lado da estação de trem fica o Shopping Piole. Ele tem um Starbucks com janelões de vidro no 3o andar  que dão um super visual da alameda principal com o castelo ao fundo. 

Cidade de Himeji. Foto tirada do Starbucks do Shopping Piole.


Shopping Piole.

O castelo pode ser visitado em duas ou três horas, depois vá até o jardim Koko-en que fica ao lado e aproveite para almoçar nas redondezas. O ingresso combinado castelo + jardim custa 1.040 iens. Só castelo custa 1.000 iens.

Jardim Koko-en.

Se quiser passar a noite tem um hotel Nikko ao lado da Estação de Trem. Quanto a cidade, apesar de pequenina, não precisa nem dizer qual o padrão de organização, segurança e limpeza. Igual a todas as outras cidades do Japão. Impecável.

Pelas ruas de Himeji.

O QUE VER NA CIDADE: Castelo de Himeji e Jardim Koko-en
VALOR DO INGRESSO: 1040 iens para castelo + jardim
HOTEL: Nikko Himeji
SHOPPING: Piole
COMO CHEGAR: De Hiroshima 1 hora e pouco de trem-bala, de Osaka ou Kobe 30 minutos, de Kyoto 50 minutos.

 O Castelo de Himeji é espetacular. Programe essa parada no seu roteiro.

 LEIA TAMBÉM




Compartilhe:

Comentários

0 comentários:

Postar um comentário

Deixe seu comentário. Obrigada!