ROTEIRO DE UMA AVENTURA NO JALAPÃO


O Jalapão é um paraíso bruto, salpicado de paisagens naturais impressionantes no coração do Brasil. É imenso. Formado por um parque nacional, uma estação ecológica e algumas áreas particulares protegidas. Estende-se por 34.000 quilômetros quadrados no leste do Tocantins. Para conhecer suas cachoeiras, dunas, campos de capim dourado, fervedouros, rios, paredões de arenito e prainhas é preciso encarar grandes deslocamentos por estradas de terra. É uma verdadeira aventura que vale cada sacolejo. 

Cachoeira do Soninho.

DECIDINDO COMO DESVENDAR OS SEGREDOS DO JALAPÃO

O Jalapão se espalha por um território enorme e guarda verdadeiros tesouros naturais. Rodamos 1.250 quilômetros em 5 dias de viagem, desde a saída até o retorno a Palmas. Uma média de 250 quilômetros por dia, em estradas bem rudimentares, cheias de atoleiros e areais difíceis de passar para quem não tem a manha. As atrações são bem distantes umas das outras e praticamente sem placas de sinalização. Além disso, por ser uma das regiões brasileiras de menor densidade demográfica é difícil encontrar pessoas que possam ajudar a indicar o caminho. Portanto, um bom guia e um carro 4x4 são fundamentais para tornar a aventura segura e tranquila. 


Marcelinho, nosso guia no Jalapão. Excelente!

Escolhemos entre duas opções que nos foram indicadas: Norte Tur e Korubo

ROTEIRO PROPOSTO PELA KORUBO

A KORUBO é a pioneira no Jalapão. Tem uma base fixa em um camping numa área da própria empresa e oferece um roteiro para grandes grupos. Isso já nos fez "torcer o nariz". Grandes grupos... Base fixa... Não gostamos de viagens com muita gente porque a liberdade de escolha fica comprometida e o ritmo da viagem se torna mais lento. A Korubo utiliza um caminhão-jipe para as expedições e um carro de apoio, pois transporta muitas pessoas, o que certamente aumenta o desconforto dos deslocamentos. O roteiro proposto por eles foi o seguinte:

Primeiro dia: chegada em Palmas a meia noite, recepção e traslado para a Pousada dos Girassóis

Segundo dia: Palmas - Jalapão. Após café da manhã em Palmas, saída em direção ao Jalapão, 300 quilômetros. Parada na Cachoeira da Velha apenas para fotografar. Chegada ao Safari Camp à beira do Rio Novo. Jantar e pernoite. (Ou seja, um dia praticamente morto. Sobrou uma tarde inteira sem fazer nada.) 

Terceiro dia: Após café da manhã, instruções sobre a prática de canoagem no Rio Novo. Retorno para almoço. A tarde, passeio até as dunas para ver o por do sol. Retorno ao Safari Camp, jantar e pernoite. (Aqui novamente sobrou uma tarde praticamente inteira livre, pois não se pode circular pelas dunas na hora do sol forte, somente no final do dia, a areia dourada esquenta demais.)

Quarto dia: Saída para o Poço do Fervedouro (que é de propriedade da Korubo) e depois visita ao Fervedouro do Soninho. Depois, saída em direção a Cachoeira da Formiga. Após o almoço visita a Mateiros para compras de artesanato de Capim Dourado. Retorno ao Safari Camp, jantar e pernoite. (Observe como sobra tempo livre que poderia ser usado para conhecer outros locais legais.)

Quinto dia: Jalapão - Palmas. Parada na Cachoeira da Velha. Após almoço, retorno a Palmas com parada em Ponte Alta. Chegada a Pousada dos Girassóis. (Repetiu a mesma cachoeira do segundo dia.)

Sexto dia: Transfer para o aeroporto. 

Valor por pessoa: R$ 2.911,00


Cachoeira da Velha.

ROTEIRO PROPOSTO PELA NORTE TUR

A NORTE TUR é uma empresa familiar, com sede em Palmas. Uma das pioneiras da região. A proprietária Telma foi muito gentil e nos ganhou "de cara". Respondeu aos e-mails prontamente e auxiliou em todos os detalhes de uma viagem que foi decidida em dois dias. Roteiro mais ágil e flexível. Sem base fixa. Pernoitando em hotéis simples nas cidades de Ponte Alta e Mateiros. Um carro e um guia apenas para nós. Perfeito! A Norte Tur fez duas propostas: aluguel de carro com guia por R$ 750,00/dia (guia Marcelinho, contato 63 99992113) e hotéis por nossa conta ou pacote completo com hotéis no Jalapão, refeições, lanches, água, carro e guia por R$ 3.000,00 por pessoa. Contato Telma 63 99960020. O roteiro proposto por eles foi o seguinte:

Primeiro diachegada em Palmas a meia noite, recepção e traslado para a o Hotel Girassol Plaza. 

Segundo dia: trajeto Palmas - Jalapão. Após café da manhã em Palmas, saída em direção ao Jalapão. Primeira parada em Taquaruçú para conhecer as cachoeiras Escorrega Macaco e Roncadeira, onde é possível fazer rapel de descida por dentro da queda d'água. A trilha até as cachoeiras é de 1500 metros. Almoço em Taquaruçú. Mais a frente, parada na Cachoeira do Evilson. Chegada em Ponte Alta no final do dia. Jantar e pernoite na Pousada Águas do Jalapão. (Observe a diferença em relação ao roteiro anterior. Várias paradas interessantes já no caminho.)

Cachoeira Roncadeira.

Terceiro dia: Saída da Pousada Águas do Jalapão após café da manhã em direção ao Canyon Sussuapara e outra cachoeira no caminho. Almoço na pousada. À tarde, compras de artesanato feito com Capim Dourado, em Ponte Alta e partida para a Pedra Furada para assistir o por do sol. Chegada em Ponte Alta no final do dia para jantar, ouvir música local e pernoitar na Pousada Águas do Jalapão. 

Quarto dia: Saída do hotel com as malas rumo a cidade de Mateiros. Primeira parada na Cachoeira da Velha e prainha onde foram filmadas cenas do filme Deus é Brasileiro, com Antônio Fagundes. Lanche no caminho. Saída em direção às Dunas do Jalapão para caminhada e por do sol. Nas dunas foram filmadas cenas da novela Araguaia, da Rede Globo. Chegada a Mateiros no final do dia. Pousada Santa Helena. Jantar no restaurante da D. Rosa


Dunas do Jalapão.

Quinto dia: saída da pousada Santa Helena as 4:30 da madrugada para ver o sol nascer no Mirante da Serra do Espírito Santo, seguida de caminhada de 3 quilômetros na chapada para ver as Dunas do Jalapão, do alto do morro. Café da manhã no retorno ao hotel. Partida para a Cachoeira da Formiga. Almoço num restaurante local no caminho para o povoado quilombola do Mumbuca pioneiro na confecção de artesanato em Capim Dourado. Parada no Fervedouro Mateiros. Retorno a pousada Santa Helena. 

Sexto dia: saída de Mateiros em direção a Palmas com várias paradas no caminho. A primeira delas é no Fervedouro São Félix. Almoço em restaurante local em São Félix do Tocantins. Parada para fotos na Serra da Catedral onde foram filmadas cenas do filme Xingu. Parada para fotos no Rio do Sono e no Morro do Gorgulho. Chegada em Palmas no final do dia, Hotel Girassol Plaza.

Sétimo dia: Saída do Hotel Girassol Plaza de manhã para conhecer Palmas e almoçar no restaurante Tabu, próximo ao aeroporto. Transfer para o aeroporto. 

Entre as duas propostas não tivemos nenhuma dúvida. Nosso perfil combina totalmente com a proposta da Norte Tur. Escolhemos acertadamente. Tivemos um dia inteiro a mais pelo mesmo valor, vimos muito mais do Jalapão e conseguimos conviver com a população local. O guia Marcelinho fez toda diferença na viagem. Atendeu nossas vontades sempre com gentileza, bom humor e sorriso estampado no rosto. 

A viagem foi perfeita!

Marcelinho, nosso super guia.

Em breve os próximos textos sobre a viagem ao Tocantins. 

Compartilhe:

COMENTÁRIOS

  1. Sensacional! Me deu vontade de comprar uma passagem pra Palmas nesse minuto! Nao sinto muita empolgação para litoral e viagens ao Nordeste... Assim me sobram poucas opções, adorei saber de mais essa! Abraços! E parabens pelas lindas fotos, como sempre. Ju

    ResponderExcluir
  2. Oi Ju,

    O Jalapão é o coração do Brasil. Ainda intocado. Espetacular. Lindíssimo. Vale muito a pena conhecer enquanto ainda é bruto e pouco explorado. Quando começar a encher de gente perde a essência. Compra a passagem logo e vai!

    Beijos

    ResponderExcluir
  3. Viagem Maravilhosa!!! Apesar de eu ter nascido no Norte e vivido quase duas décadas no Centro-oeste, ainda não fomos ao Jalapão. Em nossos safaris, também costumamos pegar carros exclusivos. É muito mais interessante. Desistimos da Ilha Madeira, marido está com preguiça de pegar vôos longos. Vamos para Zanzibar no mês que vem e em junho, passaremos uns dias em Chapadas dos Guimarães com os nossos pais. Beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Taia,

      Acho que você vai amar o Jalapão. Lindo demais.

      Ainda não fui à Chapada dos Guimarães. Quero muito conhecer. Zanzibar também está nos meus planos junto com a Tanzânia. Outro dia desses conversando com o Fábio Porchat (que já esteve várias vezes por lá) fiquei ainda com mais vontade.

      Beijos e super viagem. Vou acompanhar suas fotos.

      Excluir
    2. Também acho que vou amar :-D muito lindo o Jalapão! Já fui várias vezes a Chapada, gosto muito. Foi na Tanzania que fizemos nossos melhores safaris, Ngorongoro e Serengueti são imperdíveis. Estamos na expectativa com a visita a Zanzibar, creio que será ótimo. Beijos.

      Excluir
    3. Taia,

      Vai sim. Natureza pura. Sem interferência do homem. Intocada. Tudo bruto e lindo. Do jeito que sei que você gosta (e eu adoro).

      Tenho sonhado com a Tanzânia e o Quênia. Rs. Quem sabe em breve.

      Zanzibar deve ser demais.

      Beijosss

      Excluir
  4. Muito bacana o seu relato!
    Fiz recentemente um blog com fotos das minhas andanças pelo mundo,

    http://lentesefotos.blogspot.com.br

    Se interessar pf de uma olhada

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada pelo convite, Rudi. Vou lá conhecer seu blog.

      Excluir
  5. Amei sua matéria, suas dicas.... as fotos então nem se fala....Fantásticas
    Amamos(meu marido e eu) estamos pretendendo ir atá lá, e sim, de carro.
    Aliás sua matéria, muito elucidativa, veio a calhar, porque encontramos muito pouco à respeito.... Só tem mais uma coisinha que gostaria de saber, somos vegetarianos, e se vamos encontrar variedades de frutas, legumes e verduras por lá..... Muito obrigada mesmo....Pessoas como vcs fazem a nação prosperar
    Beijos
    Cristina

    ResponderExcluir

Deixe seu comentário. Obrigada!