GENT, A PÉROLA DE FLANDRES


Por Claudia Liechavicius

Capital da província de Flandres Oriental, Gent nasceu de um assentamento celta na confluência dos rios Lys e Scheldt, na Idade Média. Chegou a ser uma das cidades mais ricas e prósperas do norte da Europa. Hoje é a terceira maior cidade da Bélgica e tem pouco mais de 200 mil habitantes. Não é uma cidade muito grande, mas seu esplendor arquitetônico se mantém tão bem preservado que é considerada a "pérola de Flandres". Além disso, animação não falta por ali. Gent se orgulha de ser uma cidade universitária, cheia de jovens, alegre, movimentada por festivais de música e cinema.
É verdade que ela é bem menos visitada do que a vizinha famosa Bruges, mas nem por isso menos charmosa. Repleta de canais espelhados e antigas edificações, seu astral conquista de cara aqueles que por ali se aventuram.


De dia muita gente circula pelas ruas coloridas de Gent repletas de casas com frontões em degraus.

Ao anoitecer, o reflexo das casas nos canais faz qualquer um suspirar.

DANDO UM ROLÉ PELA CIDADE

O centro histórico

Gent é uma cidade relativamente pequena. Dá para percorrer seu centro histórico e os principais pontos de interesse em um dia. Comece seu roteiro partindo da Praça de St Bavo. Foi em torno dela que a cidade nasceu, por isso é considerada o coração de Gent. De um lado da praça fica a Catedral de St. Bavo (Sint Baafskathedraal), em estilo gótico, feita ao longo de vários séculos, do X ao XVI. Do outro o campanário (Belfort) com sua torre do século XIV. Mais adiante um pouco a Igreja de St Nicholas (Sint Niklaaskerk), toda feita em pedras, no século XIII.

Observe que as três principais torres de Gent ficam na mesma linha, por isso renderam o apelido de "A cidade das três torres".

Vale a pena entrar na catedral de St. Bavo para visitar o púlpito rococó feito em carvalho e mármore.

A igreja de St Nicholas ou Sint-Niklaaskerk é dedicada ao padroeiro dos mercadores. Feita em estilo gótico de Scheldt.


O campanário é um ponto de referência na cidade com seus mais de 90 metros de altura que terminam num dragão dourado.

O campanário foi construído para servir como torre de vigia, alarme e relógio.

Pelos bucólicos canais

Depois de percorrer a praça de St Bavo vá em direção aos canais de Graslei e Kranleei. Você vai se encantar com essa parte da cidade. As casas enfeitadas que circundam os canais refletem sua beleza na água calma que já serviu como principal ponto de comércio para os mercadores da Europa. É dali que partem os passeios de barco.

Imagine essa região fervilhando de gente no verão, nas épocas dos festivais de música e cinema. Deve ser animadíssimo.

Caminhe em torno dos canais e descubra cantinhos encantadores. Gent é uma cidade linda!


Andando pelos arredores de Gravensteen

Essa área é repleta de restaurantes, bares, cafés e lojas de chocolate acomodados em antigas casas. É como voltar no tempo e dar de cara com a vida da Idade Média, principalmente quando se fica cara-a-cara com o antigo Castle of the Counts.

Esse castelo foi refeito em 1180 por ordem do presunçoso Philip da Alsácia para mostrar seu poder.

Caminhe em Patershol e observe os frontões das casas. Até bem pouco tempo atrás os imóveis nessa área eram muito desvalorizados. Agora, a região foi revitalizada e está ganhando forças por conta dos restaurantes que ali se instalaram.

Siga andando pelo bairro, atravesse a Meersenierstraat e logo vai aparecer Vrijdagmarkt. A praça, que fica em torno da estátua de Jacob van Artevelde - um líder da cidade - guarda memórias importantes da vida política e social de Gent. Quase todos os prédios foram construídos no século XVIII, mas desde o século XII a praça abriga um mercado semanal.

A iluminação da praça a noite é magnífica. Não há postes nem refletores. A luz parte apenas das fachadas das casas e prédios. Muito interessante.

Aproveite que está nesse lado da cidade e visite a Igreja de St. Jacobs.

A Igreja de St Jacobs fica a uma quadra da Vrijdagmarkt.

Agora, para voltar ao centro histórico basta caminhar mais uns 200 metros.

Assim você retornará ao lugar exato de onde partiu nosso giro pela cidade de Gent - a praça de St. Bavo.



CURIOSIDADE

Se estiver levando seu cãozinho para conhecer a Bélgica não descuide nem um minuto dele. A multa é alta para quem deixar o "rastro" do totó pelas ruas. Nada mais nada menos do que 60 euros.

Placas fixadas como chão com desenhos "especiais", como se fossem o calçamento das ruas, lembram os esquecidos de que é preciso ajudar a manter as ruas de Gent limpas.

NÃO DEIXE DE PROVAR

Mexilhão com batatas fritas; Waterzoii (prato típico de Gent), cervejas, waffle e chocolate.

Difícil mesmo é conseguir comer um só, entre tantos pralinés, gianduia, ganache...
Se quiser algo mais condimentado, mas totalmente genuíno de Gent experimente entrar nessa fábrica de mostarda.

Essa loja-fábrica de mostardas belgas merece uma visita. É muito interessante por dentro.

FÁBRICAS DE CHOCOLATE

Os belgas se orgulham de produzir um dos melhores chocolates do mundo. E, eles têm razão. Pequenos bombons com recheios delicados e cobertura do mais fino chocolate são expostos em vitrines tão convidativas, quase como se fossem jóias. Os pralinés belgas são um "néctar dos deuses". Desmancham na boca. Entre as lojas mais conhecidas estão a Neuhaus, Godiva e Leonidas. Dizem que foi Jean Neuhaus quem criou a pralina, em 1912.

Para ficar com água na boca entre nos sites: www.neuhaus. be e www.leonidas.be

BATATA FRITA, FRITE, FRIET OU FRIETJE

Hum!!! Batatas fritas crocantes, quentinhas e servidas com maionese ou mostarda. Essa é principal comida de rua da Bélgica. Na cidade universitária de Gent, nada combina mais do que um cone de batatas enquanto se caminha pelas ruas. A tradição é tão forte que todo o ano tem concurso para escolher a melhor "barraca" de fritas da cidade. Experimente ir até o mercado de Vrijdagmarkt e procurar pelo Frituur Jozef, com sua van semi-permanente, que também oferece uma variedade de outros pratos para servir como acompanhamento para as batatas. Outras barracas consideradas excelentes são a Friet Lounge, De Gouden Saté, Het Blauw Kot e Bij Katty.

RESTAURANTES

Belga Queen. Excelente restaurante no coração da cidade. Fica em um prédio belíssimo, do século XIII. Por dentro foi totalmente restaurado, tem decoração contemporânea e elegante. Experimente o Waterzooi - prato típico da cidade - que parece uma sopa de frango com legumes. Os mais tímidos devem evitar ir ao banheiro do restaurante que fica no terceiro andar, pois ele tem as portas de vidro jateadas e dá para ver tudo o que o cidadão está fazendo lá dentro. Nada discreto! Fica na Graslei, 10. Telefone: +32 9 2800100. www.belgaqueen.be

O Belga Queen é muito bem localizado. Fica de frente para o canal mais animado da cidade, além de ter uma cozinha muito boa.

De Blauwe Zalm. Estrelado pelo Michelin, ele fica escondidinho em uma das ruelas de Patershol, onde tem vários outros restaurantes. Endereço: Vrouwebroersstraat, 2. Telefone: +32 9 2240852. www.deblauwezalm.com

Outros dois restaurantes super indicados são o C-Jean e o Jan Van den Bon (mas, não tive tempo para experimentar, ficam para a próxima visita à Gent).

Dulle Griet. É um local perfeito para se degustar uma das mais de 250 cervejas que a casa oferece. Vridagmarkt, 50.

QUER FAZER COMPRAS?

Na rua Veldstraat carros não podem circular, apenas o bonde passa em meio a muita gente que caminha pelas principais lojas da cidade. Ande também pela Brabantdam, Vlaanderenstraat, Lange Munt e Henegouwenstraat.

A Veldstraat é a principal rua comercial. Gent tem uma das maiores zonas exclusivas para pedestres, da Europa.

O Post Plaza, antiga sede dos correios, virou um shopping lindo em estilo neogótico.


INDICAÇÃO DE HOTEL


Marriott Ghent. Nada melhor do que ficar hospedado no coração da cidade. O Marriott é considerado o melhor hotel de Gent e com localização excelente. Além disso, fica numa casa tombada que para ser transformada em hotel precisou se adequar à risca e manter todas as características do local onde antigamente funcionava uma casa de boas moças. Preste atenção ao detalhe dos cisnes. Geralmente, dois cisnes virados de frente um para o outro representam o amor. E até formam o desenho de um coração. Nesse caso, os cisnes vão em direções opostas, o que sinaliza que ali funcionava um prostíbulo, cada cisne para o seu lado. Endereço: Drabstraat. www.marriottghent.com



COMO CIRCULAR PELA CIDADE

Os taxis atendem bem aos turistas. Mas, nada mais local do que andar de bonde ou bicicleta.


Gent, por ser uma cidade de jovens, merece ser explorada de bicicleta. Difícil é identificar a sua magrela no meio de uma massa como essa.

DICAS IMPORTANTES



Língua: holandês. Mas, o inglês é bem falado e um pouco de francês, também.

Moeda: euro

Documentos necessários: brasileiros necessitam apenas de passaporte com validade de no mínimo três meses além de sua estadia.

Fuso horário: + 4 em relação ao horário de Brasília.

Clima: costuma ser bem frio nos meses de novembro a março. Entre junho e agosto é mais quente, pois é o período do verão, e alta temporada.

Compartilhe:

COMENTÁRIOS

  1. Pela beleza, gosto mais de Brugges; mas sendo também muito bela, Gand é mais cidade.

    ResponderExcluir
  2. Menino! Você conhece bem a Bélgica. É isso mesmo. Essa também é minha impressão. Gent deve ser melhor para quem mora lá, pois tem mais opções. Afinal, é uma cidade bem grandinha. Já Bruges tem aquele astral de Idade Média e Conto de Fada.
    Cada uma tem seu charme.

    ResponderExcluir
  3. Conheço pouco a Bélgica- passei apenas por Bruxelas. Mas estas cidades menores são belíssimas. E sim, no verão tudo se transforma- é uma grande festa de alegria. Lindo tudo por aqui. Vou "viajar pelo mundo" com você. Beijo

    ResponderExcluir
  4. Ilaine,
    Você está tão pertinho da Bélgica... Quando sobrar um final de semana coloca Bruges, Gent e Antuérpia na programação. Você vai adorar e se inspirar para fazer as palavras se conectarem em mais um de seus textos maravilhosos.
    Beijo
    Claudia

    ResponderExcluir
  5. Claudiaaaaa, sou LOUCA pra voltar à Belgica e conhecer GENT! Só conheci Brugges e Bruxelas e não tinha ouvido falar dessa cidade de sonho! Amei as fotos das fachadas e adoro lugares com passado medieval!!!! Na nossa extensa lista de destinos de viagem, está um retorno à Bélgica e uma escapadinha até Luxemburgo!!!! Obrigada por me apresentar essa cidade fantástica! Bjs!!!!

    ResponderExcluir
  6. Babei com as fotos da minha filhota, que fez esse mesmo roteiro,rs.Me encantei especialmente por Bruges
    (tão linda!)Agora estou babando com as suas imagens.
    Tenho viajado muito, somente através do se blog, ultimamente.
    bjo no core

    ResponderExcluir
  7. Katia.
    Essa cidade é uma graça. É bem maior do que Bruges. Vale a pena incluir no roteiro. E, Luxemburgo é imperdível. Quando puder volte sim. Esse cantinho da Europa é cheio de história e cultura, além de muita cerveja. Gostou dessa parte, né?
    Beijokas
    Claudia

    ResponderExcluir
  8. Yoyo.
    Viajar é um vício tão saudável. Muito bom conhecer outros lugares, respirar outros ares, comer outros sabores e tirar muuuiiiitas fotos. E, depois, quando escrevo e organizo os posts na volta da viagem, faço outra viagem.
    É mágico.
    Um beijo enorme
    Claudia

    ResponderExcluir
  9. É que é mesmo! Apesar de Bruges ser encantadora para nós Gent é a mais bela cidade da Flandres. Verdadeira cidade de conto de fadas.
    Bjs

    ResponderExcluir
  10. Oi casal!
    Pouca gente conhece a cidade de Gent. Bruges e Bruxelas são sempre as eleitas nas viagens para a Bélgica. Eu acho essa cidade muito charmosa.
    Voltaria sem pensar duas vezes!

    ResponderExcluir
  11. Lindo relato! Já fiquei com vontade de ir. Bjos

    ResponderExcluir
  12. Claudia como sempre ótimo post, super informativo como nós gostamos!! Mas a Bélgica não esta para as nossas visitas de 2011, mas tem grande possibilidade de estar em 2012 e ai viremos aqui pegar todas essas dicas!! Na verdade estamos aqui literalmente quebrando as nossas cabeças e repensando no nosso roteiro volta ao mundo, depois dessa tragedia no Japão!! Grande beijo

    ResponderExcluir
  13. Ellen e Antônio.
    Acompanhando as notícias da tragédia no Japão pensei em vocês.A viagem tinha o país como ponto de partida. Imagino o dilema. Que decisão difícil. Está próximo do dia de embarque e ainda parece muito arriscado sem previsão de solução, principalmente quanto à questão das usinas nucleares.
    Mudar de planos pode ser uma saída. Quem sabe mais no final da viagem as coisas já se estabilizaram e dá para fazer uma parada no Japão.
    Beijos
    Claudia

    ResponderExcluir
  14. Olá Cláudia,
    Cheguei aquipor acaso e já amei! Como vc é organizada! Estive em Bruges e Gent em 2007 e adorei as cidades, como vc disse, parecem contos de fada. Criei um blog www.accidentalturistas.blogspot.com, mas vou demorar muito pra chegar ao seu nível(rsrsrsr. Parabéns.

    ResponderExcluir
  15. Oi Márcia!
    Já fui no teu blog fazer uma visita e até já entrei como sua seguidora.
    Volte sempre!
    Bjs
    Claudia

    ResponderExcluir
  16. Nossa que lindas as fotos...
    Meu noivo esta indo morar ai e depois de alguns meses eu estarei indo tbm... Estou com um pouco de medo pois nunca sai do Brasil e não sei falar holandes nem inglês... Mas acredito que tudo vai dar certo hehehehe.... Viajei olhando as imagens... Beijos!!

    ResponderExcluir
  17. Desejo que você seja muito feliz em Gent. A Bélgica é um país encantador!!!

    ResponderExcluir
  18. Claudia, vc recomenda mais Bruxelas e Brugges ou Gent e Brugges?

    ResponderExcluir
  19. Luciana,

    Eu prefiro as cidades menores. Respondo sem pensar duas vezes: Gent e Brugges.
    Boa viagem.
    Bj

    ResponderExcluir
  20. Olá Cláudia,
    farei uma viagem à Bélgica nessa semana, e pesquisando na internet encontrei suas dicas!!!.Gostei muito de suas sugestões de passeio na cidade de Gent e gostaria de saber se dá para conhecer o centro histórico,os canais e o castle of the counts em apenas duas horas,porque como vou em excursão o tempo é limitado!!!obrigado e um grande abraço

    ResponderExcluir
  21. Fernando,

    A cidade é bem pequena. Se vc já for com um mapa na mão e tiver estudado as localizações do quer ver, você consegue ver bastante coisa em duas horas. O centro é relativamente condensado.

    Vale a pena circular por lá. A cidade é maravilhosa e menos visitada do que a vizinha conhecida Bruges.

    ResponderExcluir
  22. Pessoal, gostaria de saber os preços... para visitar o castelo por exemplo quanto custa? Bjs obrigada

    ResponderExcluir
  23. pessoal e os preços? gostaria de bsaer quando custa por exmeplo visitar o castelo

    ResponderExcluir
  24. Kariane,

    A visita ao Castle of the Counts custa 8 euros. Na Europa as entradas não são muito caras. Para você saber o preço do que quiser conhecer basta colocar o nome do local no google e lá você vai achar todas as informações de dia, hora, preço...

    Beijo

    Claudia

    ResponderExcluir
  25. Oi Cláudia, suas fotos são maravilhosas.Quantos dias são necessários para Gent, Bruges e Antuérpia.obrigada
    Maria jose

    ResponderExcluir
  26. Oi Maria José,

    Se vc tiver pressa dá para conhecer cada uma dessas cidades em um dia, pois são muito pequenas.

    Mas, o ideal é poder dormir pelo menos uma noite em cada uma delas para sentar com calma num bom restaurante e curtir a noite com tranquilidade. Tudo depende da sua disponibilidade.

    Bj

    ResponderExcluir
  27. Oi Claudia. Fiquei apaixonada por Gent.
    Em maio estarei fazendo uma excursão e passarei 2 horinhas so na cidade. Já estou percebendo que vou ficar devendo a cidade. rss
    Passarei a noite em Bruges. Vou dar uma olhada na sua descrição.

    ResponderExcluir
  28. Claudia

    Parabéns pela matéria. As fotos estão lindas.
    Queria uma sugestão: vou em agosto para Amsterdam e de lá quero ir para Antuérpia, Bruges, Gent e Bruxelas.
    Pensei em chegar na Antuerpia por volta de 11:00h e ficar umas 4/5 horas por lá ( é suficiente?)e depois ir para Gent ou Bruges onde eu dormiria 2 noites para poder conhecer estas cidades. Acredito que Gent seria uma opção melhor, não é? Tenho medo de Brges ficar muito morta durante a noite.
    Obrigada , Wânia

    ResponderExcluir
  29. Wania,

    Antuérpia é bem pequenina. Em poucas horas dá para conhecer.

    Já, Gent e Bruges precisam de dois dias. As duas cidades são lindas. Bruges é muito mais turística. Gent é uma cidade maiorzinha e cheia de moradores locais.

    Bj

    ResponderExcluir
  30. Cláudia,
    Adorei suas dicas.
    Vamos para Bruges, Gent e Bruxelas em Outubro. Saíremos de Amsterdan de carro, com destino inicial Bruges.
    Temos 4 noites para as 3 cidades. A princípio tínhamos pensado em ficar 1 noite em Bruges, 1 em Gent e 2 em Bruxelas, sendo que saíremos de Bruxelas no fim do dia.
    Lendo seu blog fiquei na dúvida ....
    O que você sugere ?
    Obrigada !
    Silvia

    ResponderExcluir
  31. Silvia,

    Bruxelas é a cidade mais sem graça. Eu ficaria um dia apenas em Bruxelas e dois em Bruges que é muito charmosa. Gent pode ser vista em um dia facilmente. E, ao passar dê uma paradinha rápida em Antuérpia para conhecer a praça principal.

    Boa viagem.

    ResponderExcluir
  32. Oi Claudia, tudo bem?
    Ficarei hospedado em Bruxelas 4 noites (de sexta a terça) agora no início de abril.
    Quais lugares você sugere para conhcer?
    Valeu!!!
    Jaime

    ResponderExcluir
  33. Jaime,

    Perto de Bruxelas sugiro Bruges, Gent e Antuérpia.

    ResponderExcluir
  34. E lá vou eu: Bruges, Bruxelas, Gent, Antuérpia!
    Amsterdam na volta e uma parada em Zeeland.
    Obrigada pelas dicas!beijos

    ResponderExcluir
  35. Flavinha,

    Delícia de roteiro.
    Adoro a Bélgica. Aproveita muito.

    Beijos

    ResponderExcluir
  36. Olá, estou com uma grande dúvida sobre um roteiro. Vou viajar de Londres para Bruxelas, já comprei passagem de trem, e pretendo conhecer Bruxelas, Bruges, Ghent e Antuérpia. Estou em dúvida qual delas devo ir primeiro. Poderia me ajudar? Li que Bruxelas é o ponto de partida. Da Begica vou para Luxemburgo, talvez, e termino em Paris, isso já está certo. Desde já agradeço se puder me ajudar.

    ResponderExcluir
  37. Lenira,

    Vindo de Londres você vai ter que começar por Bruxelas. Depois, as três cidades são muito perto. Inicie pela Antuérpia, depois Gent e acabe pela cereja do bolo Brugge.

    Para ir para Luxemburgo provavelmente você tenha que passar novamente por Bruxelas.

    Boa viagem!

    ResponderExcluir
  38. Achei incrível dizer que Antwerpen é uma cidade pequenina em reção às outras. De facto é talvez o que maior porto do norte da Europa e a maior e mais populosa cidade da Bélgica com mais que o dobro da população da segunda maior cidade. E quem quiser conhecer Antwerpen tem de fato muitas coisas com interesse além da praça da Central Station. Por exemplo:, bem pertinho de uma das principais avenidas, onde eu em tempos morei durante um ano a Italielei tem o museu de Ruben e muitas coisas de enorme interesse. Sendo a capital dos diamantes tem toda uma vida cosmopolita e agitada. É uma cidade enorme e segundo o último senso que eu conheço de 2006 a cidade tinha 461.496 habitantes fixos enquanto que Ghant em 2º lugar e o segundo maior porto apenas tinha 233.120, ficando Charleroi em 3º lugar com 201.300 e Liège com 186.805 em 4º lugar. Só depois em 5º lugar vem Brussel com 144.784 ficando Brugge em 6º lugar com 117.224 habitantes. Mas sem sombra de duvida especialmente Brugge é um museu vivo. Não sei se hei-de considerar a Veneza do norte ou em Itália a brugge do adriático. Mas numa coisa tem razão, Antwerpen tem muitas coisas com interesse mas menos para turistas porque é de facto uma cidade maior e menos concentrada. É essencial lá viver. Encanto Beleza sem duvida e património mundial da humanidade é Brugge. Para ir para o Luxemburgo se for de carro pode para variar um pouco, entrar em França passando por Lille voltar a entrar na Bélgica e passar por Charleroi ( estas entradas e saídas dos países nem se notam porque na comunidade não há qualquer fronteira. Entretanto chega ao Luxemburgo ( País onde curiosamente cerca de metade da população é portuguesa ). Áàhhhh que mania em querer conhecer países bem mais caros quando têm o país mais lindo da Europa... quiça do mundo inteiro (he he he) e que até se fala em português.

    ResponderExcluir
  39. Beleza.
    Obrigada pelas informações.
    Valeu!

    ResponderExcluir
  40. estamos em brugges hoje, pela segunda vez, e muito linda , tem um centro historico muito bem conservado , vale muito um passeio a brugges, gant , iremos conhecer logo que sairmos de brugges.

    ResponderExcluir
  41. Oiiiii , a quem possa me ajudar! Irei à Bruxelas agora em outubro, e a Princípio faria Bruxelas, Antuérpia , Roterdã e meu vôo de volta ao Brasil é por Amsterdã... Só q meu esposo durante pesquisa se apaixonou por Gant . Desde então procuro meio de transporte( trem ou bus de Gant a Antuérpia e não acho nada, alguém q já tenha feito esse roteiro? Desde já agradeço a atenção!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fátima,

      A Bélgica tem excelente malha ferroviária. Ir de Bruxelas a Gent, Antuérpia e Bruges é fácil. Basta comprar os bilhetes na hora. Tem muitos horários e os trens partem de muitas estações em vários pontos do país. Eu fui em março de Gent a Antuérpia de trem. Tem sim. Fica tranquila.

      Excluir
  42. Oiii, No fim do mês vou a Paris, Bruxelas e Amsterdã. Tenho 3 dias para Bruxelas, pensei em sair de Paris e me hospedar em Ghent direto, fazer um bate e volta em bruxelas e Bruges (1 dia pra cada), sempre voltando pra dormir em Ghent, e seguir pra Amsterdã de trem. Ou será melhor me hospedar em Bruges e fazer o bate e volta em Ghent e Bruxelas? e depois seguir pra Amsterdã?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Gent fica entre Bruxelas e Bruges. Pela localização é mais fácil fazer bate-e-volta a partir de Gent. Mas, é tudo muito perto. Fácil em termos de acesso.

      Excluir
  43. Vendo todas indicações, Gent fica mesmo tentadora p conhecer. Belíssimo lugar

    ResponderExcluir

Deixe seu comentário. Obrigada!