HVAR, UM PEDACINHO DO PARAÍSO CROATA


Mar cristalino, de um tom azul indescritível e com o fundo cheio de pedrinhas. Barcos em profusão. Clima festivo. Bons restaurantes ao ar livre. Gente animada. Praias de nudismo. Campos de lavanda. E, muita história para contar. Hvar, a ilha mais longa do mar Adriático, é um pedacinho do paraíso cuja história remonta ao período neolítico (3.500 -2500 a.C). Muito depois, no século IV a.C. os gregos ocuparam a ilha. Então, vieram romanos, bizantinos, soberanos croatas, venezianos, austro-húngaros. E, todos eles deixaram seus rastros pelos vilarejos de Hvar. Uma longa e rica trajetória.

Não foi por acaso que a Croácia se transformou num dos grandes destinos turísticos da Europa. Especialmente, no verão. Quando se pode desfrutar dos seus 4.800 quilômetros de costa e de suas 1.185 ilhas. A mistura perfeita de beleza natural com história, conquista de cara.

Ilha de Hvar

HVAR

A ilha de Hvar tem 8 povoados (Hvar, Stari Grad, Vrboska, Zavala, Poljica, Bogomolje e Sucuraj). Hvar é onde chegam os ferryboats e onde a maior parte dos visitantes se hospeda.

Mapa com as ilhas mais visitadas da Dalmácia.

A ilha é longa, como dá para ver no mapa acima. Para ir de Hvar (oeste) até Sucuraj (leste) leva-se bem mais de uma hora, pois é preciso atravessar a ilha de ponta a ponta. Hvar é um vilarejo pequeno. Não circulam carros dentro da cidade (apenas alguns de serviço). Tudo é feito a pé. Perfeito.

Beira-mar de Hvar e acima o forte

A praça Trg Svetog Stjepana é o principal ponto de encontro e onde ficam os prédios mais importantes: a Catedral de Santo Estevão com seu campanário do século XVII e o arsenal que já foi um estaleiro usado para construir embarcações de guerra e em 1612 abrigou o primeiro teatro público dos Bálcãs no andar superior.

 Praça de Hvar e ao fundo a Catedral de Santo Estevão.


Arsenal.

Barcos dos moradores de Hvar.

A praça fica a 100 metros do cais do porto, onde chegam os ferryboats que vem de Split. De dia, é enorme a quantidade de pessoas que aguardam a chegada dos barcos para oferecer hospedagem em casas particulares. Afinal, o fluxo de turistas é enorme e a cidade não tem muitos hotéis. Então, a saída, muitas vezes, é ficar hospedado em um quarto alugado na casa de uma família croata. Deve ser uma experiência interessante. 

Cais do porto, Hvar.

HOTÉIS

Optei pelo hotel Amfora Hvar Grand Beach Resort. Mas, na chegada levei um susto. O hotel é enorme! Não combina com o charme da ilha. Tem várias piscinas de frente para o mar, música alta, gente saindo pelo ladrão. Os quartos são espaçosos e confortáveis, mas nada demais. Decididamente, os hotéis não são o ponto alto de Hvar.

O mais charmoso é o hotel boutique Riva. Ele fica de frente para o cais do porto, exatamente onde chegam os ferryboats. Os quartos são super bem decorados, mas à noite funciona um beach club super barulhento no térreo. Para quem quer cair na gandaia é boa opção. Diárias em torno de 350 euros.

Outro hotel bem localizado é o The Palace. Fica na praça principal da cidade, onde tudo acontece. O movimento noturno é todo por ali. Tem 73 quartos bem simples. É um hotel 3 estrelas. As diárias são em torno de 300 euros.


Piscina do hotel Amfora, vista da janela do quarto.

LAVANDA

Hvar é famosa por seus campos de lavanda. Produtos feitos com a lavanda são típicos, como saquinhos contendo a lavanda seca ou pequenos frascos com óleo de lavanda. Há muitas barracas espalhadas pela cidade, especialmente perto do porto que vendem essas lembranças. Encontrei esse link de um Globo Repórter que fala sobre a Croácia e seus campos de lavanda. 

Sachês de lavanda típicos de Hvar.

STARI GRAD 

A cidadela mais perto de Hvar é Stari Grad que se chega em 20 minutos de carro. Não é perto e não tem muita facilidade de transporte. Há poucos horários de ônibus e os táxis são bem caros. Algumas pessoas optam pelo aluguel de vespas. Vale a pena conhecer. A cidade foi fundada pelos siracusos, no século IV a.C. Circular pelas vielas é mágico. As casas são todas parecidas e muda apenas a cor das janelas. Na praça principal fica a igreja de Santo Estevão e o Palácio Bianchini. A cidade é mínima e tem uma escola internacional de pintura e escultura.

Stari Grad.

Beira-mar de Stari Grad.

Por do sol em Stari Grad.

À noite, é muito seguro caminhar pelas vielas de Stari Grad.

ONDE IR

Uma vez em Hvar é preciso explorar os arredores. E, opções não faltam. É até difícil escolher de tanta coisa linda que a região oferece. Fiquei apenas dois dias. Muito pouco. Não deu para ver quase nada. Consegui conhecer:
  •  Hvar e algumas de suas praias (gostei muito de Borca, se diz Bortia, uma praia de nudismo),
  • Stari Grad 
  • Ilhas Pakleni, repletas de pinheiros de onde se extrai uma resina para vedar barcos. Almocei na ilha Palmizana num restaurante excelente chamado Laganini.
Praia de Borca, em Hvar.

Fiquei com muita vontade de conhecer:
  • a ilha medieval Korcula que muitos dizem ser a mais bonita da Dalmácia
  • a ilha Mljet com seu belo parque nacional
  • a ilha Solta repleta de enseadas e com algumas ruínas
  • a ilha de Brac onde fica a praia de Bol, um dos principais cartões postais da Croácia
  • a ilha de Vis com litoral recortado e heranças dos tempos dos gregos
  • a ilha de Bisevo onde fica a Gruta Azul

COMO CIRCULAR

Ferryboats são um modo fácil de acessar Hvar e as outras tantas ilhas do arquipélago da Dalmácia (região mais explorada da Croácia). É possível alugar barcos de todos os tamanhos dependendo da sua disponibilidade financeira. Também há taxi-boat para ir aos locais mais próximos. Vale a pena ficar uma semana em Hvar para conseguir circular pelas ilhas com calma.


O próximo post será dedicado a Dubrovnik. Espero vocês!

Compartilhe:

COMENTÁRIOS

  1. AMEI o lugar, lindo de morrer! Lindas as fotos... todas! Dispensa comentarios........... arrasou!

    ResponderExcluir
  2. Como sempre, maravilhoso !

    Bjos

    Ana

    ResponderExcluir
  3. Sílvia Raquel Nunes12 de agosto de 2013 05:16

    Olá Cláudia! Fico feliz que esteja a postar sobre a Croácia! No ano passado (nesta mesma altura - Agosto) estava em lua de mel por terras croatas [Pula, Opatija, Porec, Rovinj, Zagreb, Plitvice, Zadar, Trogir, Split e Dubrovnik]... faltou tempo para conhecer as maravilhosas ilhas... Vou acompanhar a sua viagem de perto!!! Tudo de bom! Beijinhos, Sílvia

    ResponderExcluir
  4. Oi, Claudia Tudo bem? :)

    Seu post foi selecionado para a #viajosfera, do Viaje na Viagem.
    Dá uma olhada em http://www.viajenaviagem.com

    Até mais,
    Natalie - Boia Paulista

    ResponderExcluir
  5. Que maravilha de lugar, se fosse possível já estaria arrumando as malas. Faltou-me informes sobre a parte aérea. Parabeeee´ns!

    ResponderExcluir
  6. Obrigada, Ana!

    Adoro receber seu carinho e sua gentileza aqui no blog.

    Beijo

    ResponderExcluir
  7. Silvia,

    Seu roteiro foi maravilhoso. Não consegui visitar o norte da Croácia. Ficou para a próxima. Pois, certamente terá uma próxima! Adorei a Croácia!!!

    Bj e obrigada pela sua visita.

    ResponderExcluir
  8. Margherita,

    Para chegar a Croácia fiz o voo Rio - Roma pela Alitália e de Roma fiz um voo de 30 minutos até Dubrovnik. De lá subi de carro até Split. Também dá para ir de barco partindo de Veneza ou mesmo de carro entrando pela Itália.

    Nos outros posts falei um pouco sobre a parte aérea e meu itinerário completo.

    Obrigada pela visita.

    Bj

    ResponderExcluir
  9. Que lindo! Queoro muito conhecer a Croácia!
    E vc, já viu pic tour que fiz do Rio de Janeiro? Sua cidade 'elinda demais!
    Bjos!
    Vanessa

    ResponderExcluir
  10. Que lindo! Queoro muito conhecer a Croácia!
    E vc, já viu pic tour que fiz do Rio de Janeiro? Sua cidade 'elinda demais!
    Bjos!
    Vanessa

    ResponderExcluir
  11. Cláudia, estou encantada pela Croácia através de tuas fotos e textos .Tens o dom de nos deixares entusiasmados para sairmos correndo atrás destes pequenos tesouros perdidos de nosso mundo.
    Bj
    MT

    ResponderExcluir
  12. É realmente isso Claudia, a Croácia rende muitas visitas pq são incontáveis coisas pra fazer!!!! Eu fui em Vis e Bisevo mas não passei por Trogir, fiquei em albergue e não senti nem o cheirinho desse hotel mara que vc descreveu rsrsrs, tem para todas opções e gostos! É bom q fica sempre a desculpa de voltar :o)
    Bjos

    ResponderExcluir
  13. Vanessa,

    Você esteve aqui e nem nos vimos. Que pena!

    Já visitei seu blog e vi as fotos. Minha Cidade Maravilhosa é linda! Ficou muito legal.

    Bj

    ResponderExcluir
  14. MT,

    Que bom ter conseguido te deixar com vontade de conhecer a Croácia. Vale muito a pena, mesmo!

    Um beijo


    ResponderExcluir
  15. Manu,

    São muitas coisas para se fazer. Não dá para ver tudo em uma só viagem. Quero voltar com certeza! Amei esse lugar. Já tenho uma programação enorme para a próxima (e a lista é grande, hehehe).

    Beijos

    ResponderExcluir
  16. Oi Claudia
    Jamais tinha imaginado a Croácia assim, tão exuberante! Ainda mais com os seus relatos, né!
    Bons ventos

    Bia

    (Ah, essa moderação de comentários......vamos ver se vai dar agora....)

    ResponderExcluir
  17. Ai, Bia,

    Essa moderação é muito chata, mas quando tiro entram muitos spans. Tenho que ficar apagando mais de 30 por dia. Por isso, tenho que ativar a moderação. Sei que ela tira a vontade de escrever, kkkk.

    A Croácia é um país que se parece muito com o que você gosta. A exuberância da natureza encanta. E, ainda é tudo bem preservado. Você vai gostar!!!!

    Bjs

    ResponderExcluir
  18. aldema ( www.correndomundo.blogspot.com )20 de agosto de 2013 09:35

    Oi Cláudia,
    belíssimo post sobre a Croácia.Gosto do teu blog porque ele não tem " altos e baixos " como o meu. rsrs é sempre de muito boa qualidade.
    Continuo nos US.A partir deste sábado, iremos percorrer Ohio.
    Boas viagens! Ânimo e encantamento.Beijo

    ResponderExcluir
  19. Claudia, tenho certeza que a Croácia é belíssima, mas com certeza está bem melhor nas suas fotos: estão lindas!
    Faço questão de Hvar na minha lista croata...
    Um beijo!

    ResponderExcluir
  20. Aldema,

    Você sempre tão gentil.

    Meu problema agora tem sido tempo. Ando tão atrasada com os posts! Estou precisando de semanas com mais dias. hahaha.

    Beijos e ótima viagem

    ResponderExcluir
  21. Emília,

    Que país incrível. Já quero voltar para ver o que ainda não consegui conhecer. Espero que no próximo verão europeu eu consiga dar mais uma passadinha por lá.

    Obrigada pela visita ao blog.

    Beijos

    ResponderExcluir
  22. Estamos sentindo falta de uma atualização do seu blog!
    Posts que nos vazem viajar sem sair de casa.

    ResponderExcluir
  23. Felipe,

    Você tem toda razão. Estou com dificuldade de tempo. Tenho trabalhado muito e não tenho conseguido manter a frequência de um post por semana.

    Mas, em breve finalizarei o post de Dubrovnik.

    Obrigada pelo comentário!

    ResponderExcluir
  24. faremos em setembro-15,viena,praga,budapeste,e croacia,regiao da dalmacia por 10 dias e depois na volta conexao em munique para dois dias na oktoberfest. estou mais animado em conhecer a croacia, sonho antigo. vamos com casal amigos. postarei fotos.boas viagens a todos.

    ResponderExcluir

Deixe seu comentário. Obrigada!