MANTOVA E O CÁLICE SAGRADO

Por Claudia Liechavicius

Firmemente plantada no coração da Lombardia - entre Milão e Veneza - Mantova é uma cidadezinha italiana que quase passa em branco aos olhares menos atentos, de alguns turistas. No entanto, seu valor religioso e histórico é enorme. Segundo o catolicismo, um cálice com sangue de Cristo foi depositado na Igreja de Sant'Andrea Apóstolo, no ano de 36 d.C. trazido por um soldado romano de nome Longino que presenciou a agonia de Cristo na cruz. Conta a história que Longino atinge a costela de Jesus com a ponta de sua lança fazendo o sangue jorrar (em 33 d.C.). Esse sangue o cura de uma enfermidade. Então, ele se ajoelha aos pés de Jesus arrependido de seu ato e percebe o poder divino do homem crucificado. Imediatamente, ele recolhe parte da terra molhada pelo sangue, o coloca numa pequena caixa e parte levando consigo essa preciosidade. Três anos depois, a tradição diz que Longino chega à Mantova e antes de ser decapitado pela Inquisição, ele esconde a relíquia junto ao templo romano de Diana, onde hoje fica a cripta da magnífica Basílica de Sant'Andrea Apóstolo. Em 804, o papa Leão III, autenticou a relíquia. O fato caiu no esquecimento do povo e mais tarde foi novamente encontrada. Em 1048, sua veracidade foi reconfirmada pelo papa. Mantova, então, tornou-se local de peregrinação de massa e passou a ser visitada por papas e imperadores. Atualmente, uma vez ao ano, na sexta-feira santa, duas cópias do cálice sagrado são expostas à visitação. Uma história digna de ser reeditada por Dan Brown.



A Basílica de Sant'Andrea Apóstolo - em Mantova, Itália - é uma das obras do arquiteto Leon Battista Alberti grande representante do renascimento italiano.

UMA CIDADE ENTRE LAGOS


Mantova é cercado por três lagos artificiais - Superior, do Meio e Inferior - que foram feitos no século XII. Eles são abastecidos com a água do rio Mincio, alimentado pelo Lago de Garda. Também havia um quarto lago, chamado Pajolo, usado como parte do anel de proteção da cidade. Mas, ele secou no século XVIII.
.
O centro da cidade é interligado por pontes, pois é cercado de água por todos os lados. .


A FAMÍLIA GONZAGA
.
Mantova foi fundada em 2000 a.C. e mais tarde virou uma vila etrusca. Na Idade Média foi o centro de um ducado governado pela poderosa família Gonzaga, que deixou um patrimônio cultural e artístico incrível. Seus tesouros arquitetônicos são extremamente bem preservados com palácios e palacetes em estilo medieval e renascentista. Atualmente, Mantova é considerada Patrimônio Mundial pela Unesco. Merecidamente.


PALÁCIO DUCALE
.
Esse palácio - construído entre os séculos XIV e XVII - foi a residência da família Gonzaga. É formado por um imenso conglomerado de prédios e jardins conectados por corredores e galerias. O número de quartos é gigantesco - são mais de 500. O mais famoso é o quarto do casal, chamado de Camera degli Sposi, em italiano. A entrada do palácio é pela Piazza Sordello. É para a praça que se abrem o Magma Domus (Casa Grande) e o Palazzo del Capitano (Palácio do Capitão) que formam a Corte Vechia.

Fachada do Palácio Ducale.




Piazza Sordello.



O Castelo San Giorgo foi construído por ordem de Francesco I Gonzaga.

Torre do Sino da Igreja de Santa Bárbara.


Cortile della Cavalerizza. Local onde os cavalos eram tratados.

Pintura da Camera degli Sposi.

Detalhe dos afrescos de Andrea Mantegna, no quarto do casal, do Palácio Ducale.


PALÁCIO TE


Foi construído entre 1524 e 1534, por Frederico II Gonzaga, Marques de Mantova, nos arredores da cidade para ser o Palácio do Subúrbio. Era o palácio de verão e onde muitas cerimônias e festas eram celebradas. Na época era um local afastado. Fora das muralhas da cidade. Hoje, não é central, mas também não fica muito distante. Abriga o Museu Cívico que guarda muitas obras de arte doadas por Arnoldo Mondadori (importante empresário italiano) e por Ugo Sissa (arquiteto italiano que trabalhou muitos anos no Iraque e trouxe de lá muitas peças de arte da Mesopotâmia).


O Palazzo Te - Palácio de Verão da família Gonzaga - é uma obra do arquiteto Giulio Romano, outro grande representante do renascimento italiano.

DUOMO
.
A catedral de Mantova também fica na Piazza Sordello (a principal praça da cidade), quase em frente a entrada do Palácio Ducale. A construção original da igreja data do início da era cristã. Vários incêndios fizeram com que ela fosse reconstituída aos poucos e tivesse essa interessante mistura de estilos: gótico, barroco e renascentista.

Ao fundo, a Duomo de Mantova, na Piazza Sordello. O prédio da direita é o Palazzo Ducale. À esquerda fica o acesso a um dos melhores restaurantes da cidade, o Aquila Nigra. 


ROTONDA DI SAN LORENZO


Muitas são as construções de cunho religioso que Mantova ostenta. A Rotonda di San Lorenzo foi erguida no século XI, durante o reinado de Canossa. Sua construção foi inspirada na Igreja do Santo Sepulcro de Jerusalém e dedicada ao mártir San Lorenzo, daí vem seu nome. Com o passar dos anos, ela caiu em desuso como templo religioso e passou a ser usada como armazém. Vários prédios foram construídos ao seu redor e a igrejinha ficou escondida. No século XX foi redescoberta e hoje é um dos belos pontos de interesse da cidade.


A Rotonda di San Lorenzo fica escondidinha num canto da Piazza delle Erbe.


PIAZZA DELLE ERBE

É para essa charmosa praça que muita gente é atraída pelo mercado de frutas e verduras (que dá o nome da praça), além de ter outras pequenas barracas que vendem vários tipos de artigos, a Rotonda e a Torre do Relógio. Linda de dia e de noite!

Duas sorveterias atraem a galera para a Piazza delle Erbe durante o dia. À noite, são os bares que animam os Mantovanos.



Piazza delle Erbe, um lugar especial em Mantova.


A COZINHA MANTOVANA

Além de suas belezas arquitetônicos e de sua densa história, a cozinha dessa região é espetacular e conquista qualquer paladar. A começar pelas pastas fartas de tartufos e funghis. O Tortelli di Zucca, uma massa fresca recheada com abóbora que é dos deuses - é um dos pratos mais típicos de Mantova - isso sem falar das pastas com ragu di salsicce (linguiça) e do risotto alla mantovana. Tudo sempre carregado de muito parmigiano Reggiano. Experimente essas delícias regadas por um belo vinho "Lambrusco" - espumante tinto típico da região. Hum.... Para fechar com chave de ouro, de sobremesa: Tiramisú feito pela minha amiga Alberta. É o melhor da cidade e talvez da Itália. Pode ser feito nas versões: café, morango ou abacaxi. Querem a receita? Então, vai...

TIRAMISU DA ALBERTA

Ingredientes: 5 ovos, 5 colheres de açúcar, 500 gr de mascarpone, 250 ml de creme de leite fresco, uma caixa de biscoito champagne, abacaxi/morangos ou café bem fraco.

Modo de fazer: Bata bem as gemas com o açúcar. Junte o mascarpone e reserve. Bata as claras em neve com uma pitadinha de sal. Junte as duas misturas lentamente com uma colher de pau.
Molhe os biscoitos no café ou na calda de abacaxi (em lata) ou na calda dos morangos (feita com açucar e umas gotas de limão) e comece a montar o prato. Alterne, uma camada de biscoitos, uma de creme de mascarpone (e uma de abacaxi ou morangos - caso tenha escolhido a versão fruta). Depois de pronto leve à geladeira até o dia seguinte.

Pronto? Agora é só comer (de preferência de joelhos)....

Compartilhe:

COMENTÁRIOS

  1. Claudia
    + uma vez parabéns pelo post

    Vc sabe onde no Brasil posso comer este Tiramisu?

    Fiquei com água na boca.
    abs
    VS

    ResponderExcluir
  2. nossa, mora tao pertinho dessa cidade e nunca tinha ouvido falar. adorei a dica e ela entrara para a minha lista de desejo de viagens. beijos

    ResponderExcluir
  3. VS
    Tiramisu de abacaxi ou morango, no Brasil, só fazendo em casa. Mas, o de café é fácil de achar em qualquer restaurante italiano.
    Bom apetite!!

    ResponderExcluir
  4. Oi Thais.

    Essa cidade é uma graça e os restaurantes espetaculares (como em toda Itália).
    Não deixe de conhecer.
    Bj
    Claudia

    ResponderExcluir
  5. Claudia

    A Itália é mesmo um país fantastico!As cidades são cada uma mais linda que outra... e a comidinha nem se fala!!
    No final do ano lá estarei eu a engordar no meu hotel das montanhas...hehe...mas antes ainda vou passar em Veneza,que é mesmo a minha cidade Italiana preferida!
    As fotos de Mantova ficaram perfeitas!

    Bjo grande

    ResponderExcluir
  6. Oi Margarida!

    Já pensando nas férias, né? Pois eu também... Planejar é preciso. Já estou com o final do ano todo programado.

    Mantova é uma cidade do coração. Meu marido morou muito tempo lá. Então, temos amigos queridos e vamos sempre para reve-los. As fotos foram tiradas por um desses amigos, na última vez em que lá estive, em agosto. Estão ótimas não é? Adorei. Essas não foram tiradas por mim (aliás são poucas que não foram feitas por mim, pois eu adoro fotografia).
    Bj
    Claudia

    ResponderExcluir
  7. Olá, Claudia! Estou de volta.
    Uma vez mais sempre a conhecer coisas legais com você. Nunca tinha ouvido falar desse local.
    Estive um pouco afastado renovando o meu blog (que ainda continua em permanente evolução)

    Os seus posts têm muita qualidade por isso têm sempre um lugar nos "meus amigos".

    Mário

    www.my-favourite-restaurants.com

    ResponderExcluir
  8. Oi Mário,
    Já mudei o URL do seu blog nos meus favoritos. Estou sempre dando uma olhada no seu blog para descobrir novos restaurantes e bons hotéis.

    A Praia do Forte é uma delícia. Mantém os ares dos anos 70, mas com hotéis de excelente infra-estrutura.

    Você sabe o que é bom!!!!

    ResponderExcluir
  9. Claudia, que fotos lindas!!!!! Ai, ai, ai, me dá vontade de colocar uma mochila nas costas e sair por aí conhecendo o mundo quando leio seus posts e os da Fê Costta!!!!! As fotos são lindas e eu sempre me imagino em cada uma delas, rsrsrsrs!!!! Ah, hoje fiz um post sobre a Eslováquia e vi seu resultado no teste da idade interior, parabéns!!!!! Você está se cuidando bem, continue assim! Eu é que preciso mudar meus hábitos mesmo e hoje vou correndo comprar legumes, frutas e verduras pra abastecer a geladeira! Beijão!

    ResponderExcluir
  10. Cláudia,

    Que cidade linda! Realmente perfeita para ser cenário de Dan Brown, principalmente com uma história destas!

    Adorei a catedral! À propósito, a foto interna está belíssima! Muito boa composição entre ângulo e iluminação, oferecendo um resultado intrigante.

    Bela praça, sobretudo à noite!

    Sim, já adicionei Mantova na minha listinha... A Itália que me aguarde! ;)

    Beijo grande!

    ResponderExcluir
  11. Fê querida.

    Mantova é uma cidade do coração para nós. Meu marido morou lá três anos. Mas, além de Mantova, ali pertinho tem Parma, Milão, Verona, Veneza... A Itália é uma delícia!!

    E as Maldivas? Tudo certo? Já decidiram o hotel? Depois me conta.

    Beijos

    Claudia

    ResponderExcluir
  12. Katia, vc escreveru sobre a Eslováquia. Hum... Vou lá correndo conferir. Adoro ler sobre lugares que ainda não conheço.

    Quanto ao teste da "idade interior", já mandei o link para um monte de gente. É uma brincadeira super saudável. Serve tanto para dar um puxão de orelha como para dizer que você está no caminho certo. Estou me sentindo quase uma adolescente. hehe (+_+)

    Bjk

    Claudia

    ResponderExcluir
  13. Claudinha, adoro passar por aqui, quanta história e conhecimento eu adquiro com seus posts e estas imagens então...sem comentários!! parabéns sempre, Cris, www.encantosepresentes.blogspot.com

    ResponderExcluir
  14. Oi Cris!
    Obrigada pela visita. Você é sempre muito gentil.
    Um beijo
    Claudia

    ResponderExcluir
  15. Claudia

    Estou a sentir a falta da sua visita lá no meu Blog!!Está a esquecer as amigas??hehe
    Logo agora que coloquei um post sobre Varsóvia,uma cidade que vc ainda não conhece...

    Beijo

    ResponderExcluir
  16. Margarida!
    Como é que estou perdendo Varsóvia. Estou indo para lá agora mesmo.
    Até já.
    Claudia

    ResponderExcluir
  17. Oi Claudia
    Ando tao relapsa na minha vida "virtual", que fico atè com vergonha... Mas sempre que dà, eu passo por aqui! Adoro tuas viagens!
    Mantova è mesmo uma delicia de cidade e o Palacio Te è o meu ponto turistico preferido!
    Mas o que eu gosto mesmo de Mantova è a sbrisolona... Comilona, eu? :)
    Bjs

    ResponderExcluir
  18. Oi Luisa!
    Então, achei alguém que conhece Mantova. Que bacana. Quase ninguém sabe onde é. E, a cidade é tão simpática. A sbrisolona é uma delícia. Sempre que volto de lá trago uns pacotes na mala.
    Beijos
    Claudia

    ResponderExcluir
  19. Olá, Claudia...
    Navegando pela internet, achei este seu espaço...
    Olha, muito bom o seu blog, suas idéias, sensibilidade e seu bom gosto...
    Parabéns pelo trabalho! Estou te seguindo.
    Saudações,
    EDU (http://edurjedu.blogspot.com)

    ResponderExcluir
  20. Oi, Cláudia! Pelo que falas Mantova é uma cidade imperdível. Qualquer dia desses voltarei para a Itália. Quero também conhecer melhor Veneza, pois minha visita por lá foi muito rápida. Tudo lindo, como sempre por aqui. Parabéns, menina viajante! Beijo

    ResponderExcluir
  21. Oi Ilaine querida!
    A Itália é cheia de cantinhos escondidos. Essa cidade fica exatamente entre Milão e Veneza. Numa próxima ida a Veneza dê um pulinho para conhecer.
    Um beijo do Rio de Janeiro começando a esquentar muito.
    Claudia

    ResponderExcluir
  22. Edu.
    Que bom receber você aqui no blog. Já retribui a visita e estou te seguindo. Seus textos são excelentes. Adorei! Aprovei e voltarei.
    Saudações
    Claudia

    ResponderExcluir
  23. Claudinha, eu já estava com saudades de passar por aqui, mas sempre que passo eu tenho uma surpresa agradável, como eu te disse eu ainda não viajei para fora do Brasil, mas viajo nas suas viagens...bjs - Cris, www.encantosepresentes.blogspot.com

    ResponderExcluir
  24. Lindas fotos!
    Claudinha, vim te convidar para um sorteio lá no blog!
    Te espero por lá!
    Bjinhos

    flávia

    http://ateliedacaie.blogspot.com

    ResponderExcluir
  25. Oi Cris!
    Bom te ver por aqui.
    Obrigada pela visita.
    Bjs
    Claudia

    ResponderExcluir
  26. Oi Flavia!
    Já estou indo no blog te visitar.
    Até breve.
    Claudia

    ResponderExcluir
  27. Mais uma impressionante cidade italiana. O Duomo é de facto uma combinação de estilos muito sui generis. Gostamos!
    Bjs

    ResponderExcluir
  28. Oi Cláudia
    Me chamo Laura, vivo no interior de SP. e vamos ( eu, meu marido e filho )nos mudar para a Italia no fim de 2010
    Não vamos para trabalhar, apenas para curtir.
    Mantova é apaixonante, mas se fala muito na Toscana...
    Voce teria um palpite entre Mantova e Lucca, pela beleza, qualidade de vida, etc...
    Um abraço!

    ResponderExcluir
  29. Oi Laura.
    Meu marido morou em Mantova. Então, temos muitos amigos e vamos com frequencia até lá. Mas, ele trabalhava lá. Apenas para curtir a Itália acho a cidade bem pequena. O ponto alto é que é bem central.
    Lucca fica muito distante de tudo, mas é uma cidade charmosa. Fica mais à oeste do país. Em Lucca a maior parte das pessoas mora fora do centro histórico, assim como em Mantova.

    Vocês já pensaram em Verona e em Florença? São cidades bem localizadas, charmosas e mais movimentadas. Apenas um palpite. A Itália é cheia de lugares gostosos. Come-se bem em qualquer lugar. A vida é bem diferente daqui. Tudo acontece num ritmo mais lento. É bacana. Eu adoro.
    Bj
    Claudia

    ResponderExcluir
  30. Oláaa......adorei tudo que disse neste post...e pra falar a verdade fiquei com muita vontade de visitar essa cidade e também Asola...você conhece?
    Gostaria na verdade de dicas de que trem pegar em milão para chegar em Mantova. se puder me mande por email. julianap.1@uol.com.br

    Obrigada e parabéns.

    ResponderExcluir
  31. Parabéns pelo post. As fotos estão realmente lindas. Nunca havia ouvido falar desta cidade, mas da próxima vez que voltar a Milão vou tentar visitá-la. Com relação ao "calice sagrado", visitei a catedral de Valência que também alega possuir o "cálice sagrado" (e tem, como Mantova, um relato de como ele foi parar lá). Acredito que deve haver uma dúzia desses "calices sagrados" espalhados pela Europa, principalmente se pensarmos que as relíquias atraiam na idade média (e até hoje!) peregrinos (e, portanto, doações para as dioceses), não havia tanta informação sobre lugares distantes como hoje (daí o povo de uma região provavelmente não ficava sabendo de uma mesma relíquia em outro lugar) e, uma vez que dada relíquia foi "autenticada" por uma autoridade da igreja em determinado momento da história, muito provavelmente isto não será desmentido pela própria igreja (admitir que, com ou sem intenção, enganou os fiéis), até porque normalmente existem relatos de milagres associados a cada cálice desse, o que levantaria outra questão.

    ResponderExcluir
  32. Parabens. Fotos lindissimas. Continue fazendo este trabalho. O turismo necessita de pessoas como voce, interessada no turismo e cultura.
    Estarei la daqui a 10 dias. Obrigada pelas dicas

    ResponderExcluir
  33. Oi Ivete,

    Quer dizer que você vai para Mantova. A cidade é pequenina e linda. Pouca gente conhece. Não faz parte do circuito turístico tradicional, mas vale muito a pena.
    Espero que você goste e aproveite muito.
    Claudia

    ResponderExcluir
  34. Adorei o post!! Principalmente porque minha família (Mortari ) é de lá. INfelizmente, apesar de conhcer bastante da Itália, ainda não consegui ir até Mantova. Agora, certamente, terei de planejar uma ida até lá, pois as fotos e relatos me conquistaram.

    Bjos,
    Vanessa

    p.s. sou "participante esporádica do blog da carol, travel forever"

    www.travelforever.com.br

    ResponderExcluir
  35. Oi Vanessa!

    Quando for novamente a Itália, então programe um pulinho à Mantova. Fica bem perto de Milão. Entre Milão e Verona. A cidade é fofíssima e cheia de história.
    Você vai adorar.
    Beijo
    Claudia

    ResponderExcluir
  36. Adorei conhecer mesmo que por fotos a cidade da minha nona e nono,qual é o roteiro para saindo de sao paulo,chegar a Mantova??

    Abcs.
    Ricardo Martins/SP
    www.flickr.com/photos/rmfotos

    ResponderExcluir
  37. Ricardo,

    Sempre que vou à Mantova vou do Brasil até Milão e de lá alugo um carro para ir até Mantova.

    É ótimo ter um carro para circular pela Itália. Há muitos lugares lindos para se conhecer por lá.

    Boa viagem.

    Claudia

    ResponderExcluir
  38. Claudia,em conversas com pessoas que viajam a Italia e por la se deslocam de carro,a maioria retorna e logo chegam nos cartoes de credito,multas por trafegar por lugares proibido a nao moradores,isso é industria de multa,la tambem,ou e bobeira de turista?
    abcs
    Ricardo Martins
    www.rmartins.com.br

    ResponderExcluir
  39. Ricardo,

    Eu diria que é falta de educação no trânsito. Eles costumam ser muito corretos com regras e respeitam o que é proposto.

    Meu marido morou três anos na Itália. Temos muitos amigos italianos, inclusive uma policial que trabalha no centro de Mantova. Eles não tem indústria de multas. Mas, o centro é cheio de restrições. É preciso conhecer as regras de cada local em que se está para não ser surpreendido.

    Boa viagem

    ResponderExcluir
  40. Eu - O. S de Morais- tenho grande orgulho, e
    muita honra de haver visitado esses lugares. Man tova é uma cidade belíssima! Se Deus me permitir irei outra vez; beijos a todos.E ate a próxima viagem...

    ResponderExcluir
  41. Comecei pesquisar sobre Mantova, por ser a origem dos meus bisavôs. Fiquei animada em conhecer tantos pontos turísticos e significativos. Já estive duas vezes na Itália, porém não fui em Mantova. Sê lá eu voltar com certeza Mantova fará parte do meu roteiro.
    Um beijão

    Alvavir Merini

    ResponderExcluir
  42. Pascoa Norcia

    Excelente incursão por Mantova nos foi dada. Parabéns! Senti apenas falta de referências ao solene teatro chamado Scientifico ou Bebiane. No aguardo.

    04 de agosto de 2015 22:35 h

    ResponderExcluir
  43. REALMENTE E UMA CIDADE EXCEPCIONAL,MOREI POR 6 ANOS E TENHO BASTANTE SAUDADES DELA.MARAVILHOSA

    ResponderExcluir

Deixe seu comentário. Obrigada!