06 janeiro 2010

PUNTA, POKER, PRAIAS E PAETÊS

Por Claudia Liechavicius

Dia e noite em ebulição. Fervilhante. Borbulhante. Cravejada de gente bonita e elegante! Assim é Punta del Este, um lugar perfeito para quem pretende desfrutar dos prazeres da vida em alto estilo, durante o verão uruguaio. Os dias são longos - o sol só se esconde depois das nove. E, enquanto o astro rei brilha, mesmo que soprem rajadas de vento polar, as praias se mantém lotadas de gente que desfila, que toma "mate", que se exibe, que pratica kitesurfe, que joga conversa fora - seja de biquíni ou de casaco. Mas, se os dias são longos, as noites são maiores ainda. O "fervo" - como dizem os gaúchos habitués do pedaço - só acaba ao raiar do dia. Então, é hora de descansar para recomeçar bem depois do meio dia o pique de praias, agito e cassino. Durante a manhã, não hesite, não faça barulho de jeito nenhum, pois a cidade toda dorme.
.
De manhã, a cidade acorda bem devagar. As piscinas até encontram alguns sonolentos frequentadores, mas as praias só ficam cheias à tarde.

O PEQUENO "GRANDE" URUGUAI

É incrível como um país tão pequeno - sim, o Uruguai é o segundo menor país da América do Sul, ficando atrás apenas do Suriname - pode ter um balneário tão badalado no circuito internacional. Geralmente é frio, mesmo que o sol aqueça as praias durante o dia, à noite, a temperatura pode chegar facilmente aos 15 graus, o que faz com que a água do mar seja gelada constantemente. O acesso é difícil, a maioria dos aviões desce em Montevideo que dista 130 quilômetros de Punta, depois o trajeto deve ser feito de carro ou ônibus. Outra alternativa é ir até Buenos Aires e de lá voar para Punta. Isso sem falar no contraste de Punta del Este com o restante do país, que nos anos 70 já foi chamado de "Suiça da América", mas agora se recupera de uma fase de decadência econômica, ditadura militar, tupamaros e desemprego. É visível a simplicidade do país quando se circula de carro pelo seu interior ou mesmo na capital Montevideo. No entanto, Punta, com menos de dez mil habitantes, resplandece gloriosa envolta em uma aura de garbo e irreverência que desafia as regras da coerência. O fenômeno "Punta" é puro mistério.

O Uruguai faz fronteira com o Brasil e com a Argentina. O país é pequenino e Punta del Este é sua grande diva. Os gaúchos, pela proximidade geográfica, já frequentam a cidade há bastante tempo. Afinal, são apenas 650 quilômetros de Porto Alegre. Paulistas e cariocas descobriram esse destino há bem pouco tempo.

LA PENÍNSULA

De um lado, águas tranquilas e de tom avermelhado oriundas do estuário do Rio da Prata, ao longo da Praia Mansa. Do outro, marolas agitadas banhadas pelo Oceano Atlântico, esse lado leste é chamado de Praia Brava. Bem no meio desse encontro de águas uma estreita faixa de continente reina absoluta - "a Península".

Vista aérea da Península de Punta del Este. Do lado oeste, a Praia Mansa é banhada pelo estuário do Rio da Prata. Mais calmo porém com águas turvas. É onde está posicionado o Conrad - na parada 4. A oeste, o Oceano Atlântico rega a Praia Brava, cheia de ondas, mas com um tom de azul mais bonito. É para lá que rumam os surfistas e praticantes de kitesurf.


Península é o nome dado ao centro de Punta, que é relativamente pequeno, mas badaladíssimo. Ela é circundada pela Rambla General Artigas, por onde muita gente transita a pé ou de carro. Ali fica a prefeitura, alguns apart-hotéis mais antiguinhos, muitas lojas de rua, ótimos restaurantes e boites da moda. A avenida Gorlero é o marco central, atravessa a península em toda sua extensão e vive completamente abarrotada pela galera. Lojas mais sofisticadas - como Fendi, La Martina e Diesel - ficam na Calle 20. Essa região é bem pequena, do farol até o final da avenida Gorlero são apenas 15 quarteirões de extensão e cinco de largura que podem ser facilmente percorridos a pé.

A avenida Gorlero é puro movimento. Está sempre lotada de pedestres e carros circulando.

DICA PARA O LANCHE DA TARDE: Na esquina da Gorlero com Las Gaviotas, os Churros do Manolo têm fila extensa diariamente - principalmente nos finais de tarde. Vale provar a guloseima, especialmente recheada com doce de leite, que é uma das iguarias típicas do Uruguai.

Depois da praia, muita gente vai até o Manolo para se lambuzar com os famosos churros de doce de leite. Maravilhosos!

O centro de Punta guarda outra atração imperdível, o porto. Veleiros, lanchas, iates e barcos de pesca ficam ali ancorados bisbilhotando os passos da cidade. De manhã é possível ver alguns lobos-marinhos que se aproximam da costa, vindos da Ilha dos Lobos, em busca dos restos de peixes que os pescadores jogam de suas embarcações, na água. De noite, o agito rola solta nos tantos restaurantes, bares e nas casas noturnas Moby Dick, Soho e B.A.

No final da tarde nada melhor do que uma pausa para um papo na rambla General Artigas em frente ao porto.


Do porto saem passeios rumo a Ilha Gorriti (conhecida como a Ilha de Caras) e a Ilha dos Lobos (onde vivem cerca de 300 mil lobos-marinhos), mas se você não gosta do balanço do barco pense duas vezes antes de se aventurar pelo mar crespo de Punta.

Afastando-se um pouquinho do centro ficam os bairros nobres de Beverly Hills e Cantegril onde mansões maravilhosas são conhecidas por seus nomes próprios e não pelo endereço. Bastante inusitado. Punta tem realmente personalidade própria.

NO BALANÇO DAS ONDAS

Engana-se quem acha que praias são parecidas em qualquer lugar do mundo. Ao desembarcar em Punta as diferenças logo se tornam evidentes. A começar pelo horário. Ir à praia costuma ser um programa que começa ao longo da manhã e se estende até o meio da tarde. Em Punta, não. As praias só ficam cheias depois das cinco. Por isso, além do biquíni e da canga todos levam um casaco ou cachecol leve para aguentar as lufadas de vento que sopram no final do dia. Os surfistas se protegem com roupas de borracha. Chimarrão e mate não faltam aos argentinos, uruguaios e gaúchos de plantão. Os trajes de banho são bem maiores do que aqueles aos quais estamos acostumados. Mas, a parte de cima do biquíni pode ser dispensada às moças que aderem ao topless. Sunga, nem pensar. Só valem bermudas largas. Muitos paradores, lounges com cadeiras e guarda-sóis, acomodam os visitantes na longa faixa de praia e servem de moldura para a badalação. Os pontos da orla são marcados com números. À oeste, a primeira parada fica na Praia Mansa e a última - Parada 46 - fica em Punta Ballena. Já ao leste, elas vão de 1 a 38. Como se tudo isso ainda não bastasse, uma grande escultura - Los Dedos - enfeita uma das praias mais frequentadas da cidade, a Praia Brava, na Parada 1. Punta tem um ritmo que é só seu. É um balneário absolutamente insólito!
.
Los Dedos, a famosa escultura de Mario Irarrazabal em plena areia.

DE PUNTA BALLENA À JOSÉ IGNÁCIO


Punta del Este pode ser dividida basicamente em cinco partes: Mansa, Península (centro), Brava, Barra e José Ignácio. Vamos começar por Punta Ballena, no finalzinho da praia Mansa e terminar em José Ignácio.

Punta Ballena é o nome da ponta de serra que avança sobre o mar. Fica depois da Parada 46, no início da Ruta 10 (saída para Montevideo). Inicia em uma costa íngrime onde fica Casapueblo e é cercada por extensas praias de areia branca pouco movimentadas. O acesso para o Tambo La Pataia também fica nessa região. Ou seja, o lado oeste de Punta oferece mais tranquilidade, arte e os bons ares da vida rural.

Do alto de Punta Ballena pode-se avistar a Praia Portezuelo para a direita (bem sossegada) e para o outro lado, em direção a península fica a Praia Mansa (que vive lotada no verão).


Seguindo de Punta Ballena em direção a Península, 46 paradas marcam os diferentes pontos da Praia Mansa. Esse lado tem águas mais calmas, porém mais escuras por estar no estuário do Rio da Prata. Por ali, bicicletas vão e vem. Pessoas sentam em grupos passando o "mate" ou chimarrão de mão em mão. Outros fazem caminhadas pelo deque de madeira. Prédios luxuosos e grandes condomínios margeiam a praia. E, o movimento não para.

O casal faz uma caminhada pela Praia Mansa, na Parada 4 em frente ao Conrad. Ao fundo, alguns prédios da península podem ser avistados. Observe a moça de preto usando casaco. Muito comum em Punta é carregar um cashmere para a hora em que o vento soprar.

Mais à frente fica o porto (na Península) onde desembarcam os cruzeiros, saem os barcos de passeio e concentram-se bares, restaurantes e casas noturnas. Em seguida vem a praia Brava banhada pelo Oceano Atlântico que ostenta as esculturas feitas em conchas e a famosa Los Dedos.

As esculturas feitas de conchas ficam nas pedras que separam a Praia de Los Ingleses da Praia El Emir, na Brava.

Logo a seguir, pode-se avistar a escultura Los Dedos. Ela chama a atenção de quem passa pela Brava. Há quem critique muito esses dedos que se saem das areias e apontam para o céu.

A Brava começa onde ficam essas obras de arte e segue por 15 quilômetros com praias de ondas fortes perfeitas para surfistas e para gente acostumada a domar as forças do Atlântico. Passa por 39 paradas até chegar a ponte ondulada - ícone da cidade - cujo nome é Leonel Vieira.

A Praia Brava vai desde a Península até o Arroio Maldonado. É bastante extensa.

Assim, depois de passar pela ponte corcunda que dá frio na barriga, chega-se a La Barra e Manantiales, com praias lotadas durante o dia e muito agito quando o sol se põe. Bares e boites incendeiam as pistas de dança com som eletrônico, jazz, bossa nova e regatón, nem adianta citar os nomes, pois muitas delas não duram mais do que uma ou duas temporadas. O certo é que a noite não tem hora para acabar. La Barra continua até a Praia do Bikini - hit do momento - onde a galera mais sarada do pedaço se concentra.

La Barra é longe para quem não está hospedado em suas imediações. Por isso, vá de carro ou faça como os locais peça carona.


Vinte quilômetros adiante fica a agitadíssima praia de José Ignacio. O vilarejo de pouco mais de cem habitantes que durante o inverno vive numa tremenda paz à beira-mar experimenta dias barulhentos durante o verão. José Ignácio é delimitada por duas lagoas: Laguna Garzón e Laguna José Ignácio. Nessas águas a grande estrela é o kitesurfe. Para embalar as tardes da galera o movimentado restaurante La Huella oferece um concorridíssimo deque de madeira debruçado sobre a areia. Sem reserva, esqueça. Já, os restaurantes Marismo e Namm são boas pedidas para a noite em José Ignácio. Esse cantinho bem distante da Península é outro point do momento.

Nada é mais movimentado em Punta do que o La Huella, na praia de José Ignacio. Se quiser desfrutar de seus prazeres à beira-mar faça reserva antecipadamente.

Na Laguna José Ignácio a turma do Kitesurfe faz a festa no final da tarde.


Desse ponto em diante só se pode atravessar de balsa. Aqui em Laguna Garzón é o fim da linha.



CHÁ DA TARDE


O Hotel L'Auberge é famoso pelo seu tradicional chá da tarde com waffles de doce de leite. A vista do campo de golfe do Cantegril deixa o programa ainda mais apetitoso. Vale conferir.
Outro chá da tarde consagrado é o do Hotel-Art Las Cumbres. Além do serviço impecável, o visual é espetacular do topo de um morro que tem como cenário o mar de um lado e a lagoa do outro. O pôr do sol tem um tom amarelado lindo.

O sol demora a se pôr, mas quando o espetáculo acontece, lá pelas nove e meia da noite é imposssível desviar o olhar do horizonte.

O HÁBITO DA CARONA

Não se surpreenda nem se preocupe ao ver lindas meninas pedindo carona pelas ruas e praias da cidade. O hacer dedo é um hábito local institucionalizado. Todos dizem que é seguro. Nada acontece mesmo que seja tarde da noite. Afinal, as distâncias de uma praia à outra são longas e quem não tem cão caça com gato.

CASAPUEBLO


Um lugar que precisa estar incluído na lista do que visitar em Punta é Casapueblo. Em Punta Ballena, o prédio de arquitetura tão inusitada que até já inspirou versos de alguns poetas é feito em cimento e cal. Tudo branquinho, moldado em curvas sensuais, encravado em um penhasco, contrastando com a imensidão do mar azul forma um cenário idílico. O artista plástico Carlos Vilaró projetou e deu vida a incrível escultura habitável que hoje abriga um hotel, museu e o atelier do mestre. Desde 1994, na varanda principal da casa é realizada a "cerimônia do sol", momento em que os visitantes se despedem do sol escutando a gravação de um poema lido por Vilaró. http://www.carlospaesvilaro.com/


Casapueblo fica aberta para visitação diariamente das 9 ao pôr do sol.

LA PATAIA


Quando se fala em Uruguai uma das primeiras coisas que vem à cabeça é seu famoso dulce de leche. Para ter uma experiência inédita e ver onde são produzidos os melhores potes dessa guloseima nada melhor do que visitar a La Pataia, uma fazenda onde é produzido um doce de leite cremoso e sem a adição de conservantes. O passeio é interessante tanto para crianças como para adultos. Tem uma fazendinha com cabras que podem ser alimentadas com mamadeiras, passeio de carroça, ordenha de vacas, mini zoológico, restaurante e sorveteria. Telefone (598) 42 220000. http://www.lapataiapuntadeleste.com/


Na Fazenda La Pataia o clima rural do Uruguai fica evidente. O lugar é lindo, muito bem cuidado e interessantíssimo para uma visita. Vale experimentar a mudança de ares da praia para o campo.

Os doces de leite tem que ser provados. São maravilhosos! Não saia de lá sem um potinho!


GASTRONOMIA

Comece o dia tomando um café da manhã com media lunas calientes, são croissants crocantes e deliciosos. Impossível comer um só. Almoce uma famosa parrillada, churrasco uruguaio feito com carnes maravilhosas e de sobremesa peça panquecas recheadas com dulce de leche. A tarde tome um chá no Las Cumbres com uma vista espetacular ou deguste os famosos waffles belgas no L'Auberge. Na hora do jantar prove os frutos do mar que o vasto oceano oferece frescos ao Uruguai. O peixe mais comum na culinária de Punta é a brotola.
.
Abaixo seguem algumas indicações de restaurantes:
.
Lo de Tere. É um velho conhecido dos frequentadores assíduos de Punta. Serve pratos muito bem apresentados e feitos com ingredientes tradicionais do país, como frutos do mar e boas carnes. Dica: as quatro primeiras mesas que ingressam antes das 13 hs para almoçar ou antes da 9 para jantar recebem 40% de desconto. E, todos que chegam antes das 13 ou antes da 9 recebem 20% de desconto. Fica na Rambla del Puerto com Calle 21- na Península. Telefone (598) 42 440492. http://www.lodetere.com/ Faça reserva!

La Huella. Badaladíssimo com seu deque que avança pela areia da praia de José Ignacio. Sem reserva não tem a menor possibilidade de conseguir um lugar durante o verão. Serve drinques e tapas. Calle los Cisnes, Praia Brava, José Ignacio. Telefone (598) 42 4862279. http://www.paradorlahuella.com/

Don Polidoro. Serve as famosas carnes uruguaias preparadas na parrilla. Como acompanhamento saladas deliciosas e empanadas quentinhas. Muito bom, mas caro. Fica na av. Pedragosa Sierra y La Paloma, em San Rafael. Telefone (598) 42 480898.

El Palenque. É um outro restaurante que serve parrillada. Tem preços mais camaradas do que o anterior. Fica na av. Roosevelt, Parada 6. Telefone (598) 42 494257.

Piegari. Serves pratos fartos e saborosos de massas, risotto e frutos do mar. Muito bom. Fica na Calle 11, De Las Palmeras 668. Telefone (598) 42 449752. http://www.piegari@adinet.com.uy/

Marismo. Iluminado com tochas e chão de areia, o restaurante é super escondido, difícil de achar, mas vale a pena procurar. Fica na estrada que passa de José Ignácio em direção a Laguna Garzon. A entrada é numa ruazinha de areis que tem uma casa com janelas redondas. Ruta 10, Km 185. José Ignacio. Telefone (598) 486 2273.

Namm. Fica na mesma rua do Marismo, um pouco mais a frente. É ainda mais difícil de achar, o que aumenta o clima de mistério e romance que envolve a aura do lugar. A comida é exótica, mas nada excepcional. O que realmente consagra o badalado restaurante é o estilo das cabanas rústicas em madeira, com almofadões, fogueira e iluminação feita apenas com velas. Ruta 10, Km 185. José Ignacio. Telefone (598) 486 2526.

Floreal. Restaurante antigo na cidade. Tem mais de 40 anos. Fica no Bosque de San Rafael. Combina boa cozinha com ambiente agradável. Só abre no jantar, depois das 8 horas. Av. Pedragosa Sierra s/n caminho do bosque. Telefone (598) 42c483241. http://www.floreal.com.uy/

COMO CHEGAR

De avião: a TAM (http://www.tam.com.br/) e as Aerolineas Argentinas (http://www.aerolineas.com.ar/) voam até Punta fazendo conexão em Buenos Aires. A PLuna (http://www.flypluna.com/) voa com conexão em Montevideo.

De carro: partindo de Porto Alegre o trajeto é de 650 quilômetros de estrada reta passando pelo Chuí. Cansativo. Mas, vale a pena para quem prefere ter seu próprio carro à disposição em Punta. Leve dinheiro trocado para pagar os tantos pedágios que aparecem pelo caminho. No Brasil são três e no Uruguai mais três. Felizmente, os padágios uruguaios aceitam qualquer moeda: real, dolar, peso uruguaio e peso argentino. Três trechos da estrada são interessantes. A Reserva do Taim com diversas espécies animais em ambiente nativo ao redor da estrada. As lojas de artigos importados "Tax Free" na fronteira do Brasil com Uruguai. E, uma parte da estrada que se larga abruptamente e é sinalizada como área de pouso de emergência para aviões. Tirando isso, são coxilhas e planícies lindas, mas que se repetem a perder de vista, são monótonas e dão sono no motorista. Outro detalhe importante - mantenha o carro abastecido. Em alguns trechos da estrada você pode andar mais de 100 quilômetros sem encontrar posto de gasolina.

BONS HOTÉIS


Las Cumbres. Maravilhoso. Mistura o clima de fazenda com o astral de praia na medida certa. Quartos bem decorados e amplos. O único inconveniente, para quem quer agito, é que fica um pouco longe do centro. Mas, para aqueles que apreciam vistas deslumbrantes e bom serviço, o hotel é perfeito. Ruta Nacional, 12. Telefone (598) 42 578689. http://www.cumbres.com.uy/

.
Casapueblo. Tem arquitetura arrojada. Lembra as construções brancas de Santorini. Foi projetado pelo artista Carlos Vilaró. No final da tarde enche de turistas que vão reverenciar o pôr do sol. Também fica distante do centro e bem perto do Las Cumbres em Punta Ballena. Telefone (598) 42 578611. http://www.clubhotel.com.ar/

.
Conrad. Hotelzão enorme, o maior da cidade. Ostenta o cassino mais procurado de Punta. É grandioso em excesso para o clima de praia. Mas, é muito bem decorado e tem quatro bons restaurantes. Parada 4, Praia Mansa. Telefone (598) 42 491111 http://www.conrad.com.uy/
.
L'Auberge. Famoso pelos waffles com doce de leite servidos no chá da tarde. Seus jardins são lindos e sua torre rosa pode ser vista de longe. Os quartos têm decoração romântica. Carnoustie y av. del Agua, Parque de Golf. Telefone (598) 42 482601. http://www.laubergehotel.com/

Awa Boutique. Tem decoração moderna. Fica na Rua Pedragosa Sierra esquina com San Ciro. Telefone (598) 42 499999. http://www.awahotel.com/

INFORMAÇÕES ÚTEIS


MOEDA: a moeda local é o peso uruguaio, mas não se preocupe com isso pois eles aceitam reais, dólares, peso argentino e até peso uruguaio! 1 real vale 10 pesos uruguaios e 1 dólar vale 20 pesos uruguaios. É mais vantajoso usar dólares.

FUSO HORÁRIO: É o mesmo do Brasil. Em relação a Argentina tem uma hora de diferença.

PASSEAR:
  • Casapueblo
  • Tambo La Pataia
  • Isla Gorriti e Isla de Los Lobos
PRAIAS MAIS BADALADAS:
  • Bikini
  • José Ignacio
  • Parada 4, da Mansa
  • Parada 30, da Brava


A verdade é que os brasileiros estão atacando a cidade de "punta a punta". Os contrastes entre o calor e o frio, entre os frutos do mar e as parrilladas, os carrões de luxo e o hacer dedo, cassinos e praias, campo e mar seduzem a todos. Além disso, os dias são enormes e as noites maiores ainda. O movimento não dá trégua. Experimente. Vá até lá e tire suas próprias conclusões.

49 comentários:

Anônimo disse...

Claudia
Parabéns!
Mais uma vez você encontrou um paraíso pra toda a família!
Ótimas fotos e delicioso texto.
abs
VS

Claudia Liechavicius disse...

Realmente. O Reveillon em Punta é muito animado. Ótimo lugar para reunir a família toda.

Tiago disse...

mais um guia completíssimo by Claudia!

bj!!

Claudia Liechavicius disse...

Já visitou Punta, Tiago?
Bj

Margarida Nobre disse...

Claudia!

Que guia sensacional de Punta Del Este!
Quem sabe eu vou lá quando me decidir a trocar a neve e o frio pelo sol, no reveillon...rsrs

Beijinhos

Claudia Liechavicius disse...

Margarida,

E o melhor de tudo, para você que não gosta de excesso de calor é que nunca é quente demais. Inclusive, de noite, chega a ser bem friozinho. Ou seja, perfeito! Pelo menos, em relação ao clima. hehe.
Beijinhos

Monica Loureiro disse...

Nossa, que legal ter vindo visitar o seu Blog através do Blog do Ricardo Freire...Acabei de voltar do Chile e o Uruguay é o próximo país que está nos meus planos....
Adorei as dicas, é muuuuuuito leve e bem escrito....Parabéns !

Vagamundos disse...

Sem dúvida um destino muito apelativo para o Verão. Do Uruguai só conhecemos Colonia do Sacramento. Mas havemos de voltar até porque temos lá familia.
Bjs

Claudia Liechavicius disse...

Pois, Colonia do Sacramento será o próximo post. Venham rever Colonia pelos meus olhos na semana que vem.
E quando estiverem novamente no Uruguai não deixem de passar uns dias em Punta. É muito divertido.
Bjs
Claudia

Ana Karla Reis disse...

Adorei seu blog e especialmente as dicas de Punta pois estou indo pra lá no Carnaval. Estou em dúvida em qual região me hospedar. Abço, Ana Karla

Ilaine disse...

Querida Cláudia!

Ah, que louco de lindo... Sobre a Casa Pueblo outro dia vi uma interessante reportagem pela tv alemã. Muito Especial.

Desejo ainda um abençoado 2010. Que a felicidade continue a habitar seus caminhos nos dias do Ano Novo.

Beijo

luci disse...

Parabéns Claudia ,adorei ,como já estivemos lá por 3 vezes deu muita saudade este lugar tem um astral diferente,e muito peculiar ,sempre lançam uma moda diferente em cada verão . E como tem gente bonita hemm...
Vamos combinar umas ferias entre amigos por lá ok.
Outra proposta é Gramado que amamos de paixão ,pois temos amigos queridissímos por lá.
No estilo europeu não existe nada comparavel.Você sabia que o prefeito de lá foi eleito o melhor do Brasil?
bjs
Luci Romanelli

Claudia Liechavicius disse...

Ana Karla.
No centro da cidade ficam os hotéis mais antiguinhos e é o reduto dos gaúchos. Perfeito para quem quer cair na noite. Jose Ignacio é o lugar mais badalado, porém um pouco distante. Há hotéis deliciosos e super bem decorados em Punta Ballena e em alguns bairros mais afastados da praia. Depende de quanto você quer gastar.
Mas, seja qual for sua escolha tenho certeza de que você vai adorar Punta.
Bj
Claudia

Claudia Liechavicius disse...

Ilaine, querida.
Desejo à você um ano maravilhoso e cheio de viagens deliciosas.
Um beijo
Claudia

Claudia Liechavicius disse...

Luci
Adorei a sugestão de um reveillon em Punta com os amigos. Vamos combinar!!!
Bjs

Ana Karla Reis disse...

Claúdia,
obrigada pela dica, acabei de reservar o Jean Clevers, no Awa não tinha mais vaga, finalmente, consegui, estava difícil, por fim, saí ligando para os hotéis, pois eles estavam demorando pra responder, está um pouco em cima da hora. Enfim, fiquei satisfeita com a escolha. Tentarei ir uns dias antes pra ficar em Colônia, pois quero fazer umas fotos por lá. Mais uma vez, parabenizo-a pelo Blog. Sou sua seguidora daqui pra frente. Gde abraço.
P.S. Dps, vou postar algumas coisas interessantes da América Central, especialmente da Guatemala, acabei de chegar de lá.

lp disse...

Vou pra Punta no carnaval e amei as dicas!!!

Claudia Liechavicius disse...

Carnaval em Punta. Boa pedida!

Viagem Afora disse...

Adoramos o Blog de Vcs !!Parabens, a materia de Punta Del Leste esta completissima.
Viajamos por 5 meses e estamos mandando nosso blog para que vcs possam nos visitar.
Venham viajar conosco, boa viagem e esperamos que vcs gostem.
E se vcs gostarem, por favor indique para seus amigos....

www.viagemafora.blogspot.com

Agradecemos a sua visita.
um abraço
Antonio & Ellen

Claudia Liechavicius disse...

Ellen e Antônio.
Obrigada pela visita ao meu blog. Já visitei o blog de vocês também e até entrei como seguidora. Muito legais as colocações (super honestas) sobre o que gostaram e o que não gostaram. Adorei!!!
Vou acompanhar....
Boas viagens!!!!!

Fê Costta disse...

Ei Cláudia!!

Eu já sabia que Punta era pura badalação, mas ao ver suas fotos e ler seu relato, fiquei louca para ir lá! Parece uma delícia, principalmente quando se vai com uma turma animada!!! E o churros e o doce de leite?? Ai, que vontade!!!

A Casa Pueblo é mesmo linda! Parece até que foi tirada de Santorini na Grécia! rs

Eu já estive no Uruguay, em Colônia del Sacramento, mas é completamente diferente! Parece que são dois países distintos!... rsr Não sabia que o Uruguay já foi considerado a Suíça da América... putz, decaiu bastante dos anso 70 pra cá, hein?

E esta morena da foto, é vc?? É porque no profile vc está loira!... :)

Bjos!!

Claudia Liechavicius disse...

Oi Fê!!!
Punta realmente nem parece fazer parte do Uruguai. É incrível como parece um "estranho no ninho". O Uruguai é um país pequenino e pobre. Montevideo não tem nada que valha muito a pena. Colonia é uma gracinha e vale a visita. Mas, Punta é pura animação. Bons restaurantes. Gente pra todo lado. Hotéis excelentes. E a praia... é mero coadjuvante.
O reveillon com um bom grupo de amigos é muito divertido.
A morena da foto não sou eu. É a namorada do meu filho mais velho. No próximo post sobre Colonia do Sacramento vou colocar uma foto minha.
Bjss
Claudia

Fê Costta disse...

Ah bom!! Vc pela foto do profile parecia bem diferente! :) Muito bonita sua nora e também seu filho!

Pois é, minha mãe me disse exatamente isso de Punta, super agito e animação!! Mas só no verão, né? Tenho uma amiga que foi no inverno e disse que a praia era como uma cidade fantasma... rs

Bjos!

Claudia Liechavicius disse...

Fê.
Até no verão é frio de noite, então, imagina no inverno. De arrepiar de frio. Por isso, o ideal é ir no verão. Para o Reveillon é perfeito.
Para quem não gosta muito de badalação Punta não é boa escolha.
Bj

Miguel /ADMviagens disse...

Espetacular!

Muito completo o post o texto ótémo!

Punta é mesmo um mistério, no Brasil tenho praias muito mais bonitas, mais bem estruturadas mas nunca com o mesmo garbo e glamour...
Será que os cassinos são o segredo?

Na próxima vez por lá, farei uma visita mais técnica.

Saude Amor e Sabedoria.

Miguel Angelo é administrador de viagens, www.admviagens.com.br

Claudia Liechavicius disse...

Oi Miguel.
Obrigada pela sua visita. Vou dar um pulo no seu site também.
Um abraço.

Anônimo disse...

Claudia

adoramos as dicas e acrescentamos o Restaurante La Vista que fica próximo ao Conrad. Um Restaurante no 23* andar e giratório.....tem que fazer reserva , abs Edgar e Chris

Marcos disse...

Olá Cláudia,
achei bastante completo teu texto sobre Punta, mas gostaria de saber se vale a pena ir até lá agora em fins de abril. A idéia é ir de carro, em família: pré-adolescentes (3), casal de 40 anos e casal de 63 anos.
Me diga, por favor, se posso esperar tarifas expressivamente mais baratas nos hotéis.
Desde já agradeço um comentário.
Marcos.

Claudia Liechavicius disse...

Marcos,
Nessa época já começa a esfriar e para aproveitar as praias fica mais difícil. Além disso, para os pré-adolescentes (não sei quais são as idades) a badalação só acontece nos meses de dezembro, janeiro e fevereiro. Fora dessa época os preços caem bastante, muitos restaurantes até fecham. Para quem quer diversão não é o mês ideal. Para quem quer sossego é perfeito. De onde vocês vão partir? De Porto Alegre são umas 6/7 horas de carro. Um tempo longo, mas tranquilo. A estrada é monótona, por ser uma grande reta. No entanto, tem lugares lindos.
Espero que vocês se divirtam. Boa viagem!
Claudia

Ana do Chá e Viagens disse...

Adorei seu post, estivemos lá uns 05 anos atrás e estamos querendo retornar.

Abraços, belas fotografias.
Ana

www.viajaretudibom.blogspot.com

Maria Nina disse...

Olá, Claudia
vc fez uma apresentação irresistivel de Punta. Estou indo no Natal. Alguma sugestão para a noite de Natal? Ficaremos no Hotel del Lago. Irei com a família. Todos adultos. Abs
Maria Nina

Jacqueline disse...

Querida Claudia, amei o seu blog!!! Muito bonito, organizado, com informações super relevantes, lindas fotos. Você é abençoada por ter a oportunidade de conhecer lugares tão especiais. Obriagada, por compartilhar essa experiência conosco. Espero um dia poder conhecer pessoalmente esses lugares maravilhosos e aproveitar as suas dicas. Um super abraço.
Punta de Este é tudo de bom!!!
Jacqueline Rocha

Claudia Liechavicius disse...

Jacqueline.
Obrigada por ter escrito um comentário tão gentil. Gostei muito de suas palavras.
Volte sempre!
Bj
Claudia

Priscila Nascimento disse...

Cláudia!

Amei o blog! Vou para Punta del Este neste sábado! Completíssimo guia! Parabéns! =D

Bjs,

Priscila

Viviane disse...

Olá Cláudia, vou a Punta entre Março e Abril deste ano, adorei seu blog. E como são os preços de roupas e calçados lá? São bons em relação ao Brasil? Obrigada!

Claudia Liechavicius disse...

Viviane,
Vou ficar te devendo essa resposta. A única coisa que comprei no Uruguai foram potes de doce de leite Lapataia, que adoro!!!!
Beijo
Claudia

Anônimo disse...

Ola Claudia! sempre visito seu blog para pegar umas dicas! dessa vez estou pensando em ir para punta, serão 2 noites no mês de julho, pelo q vi não é a época ideal para baladas..mas não tem problemas! Estou vendo o Hotel Awa, ele fica no centro? a região e os quartos são bons?
Nos outros 2 dias da viagem iremos visitar Montevideo e Colonia, será uma viagem rápida p comemorar a aniversário de casamento, vc acha uma boa? sendo que é baixa temporada?
Adoro seu blog!
Carolina

Claudia Liechavicius disse...

Carolina,
Realmente, Punta é bem mais interessante nas férias de janeiro e fevereiro. Nessa época em que você vai, tudo fica vazio. Para namorar é ótimo, especialmente se você gostar do hotel. O Awa é moderno e fica mais ou menos perto do centro. Não tem bons hotéis no centro de Punta. Quem fica no centro geralmente aluga apartamentos de temporada. Tem alguns hotéis, mas os melhores ficam um pouco distantes. O Conrad, dos melhores, é o mais central. O Awa fica há mais ou menos 1 km do Conrad. É preciso um carro para poder circular por lá. Colônia é uma gracinha. Vale a pena conhecer. Montevideo não acho um lugar muito interessante, mas já que para ir a Colonia tem que passar por ali então vale uma parada para conhecer.
Boa viagem e namorem bastante.

Luciene disse...

Ola Claudia, parabéns pelo blog, muito rico em detalhes sobre PUNTA. Vou para lá com meu esposo no carnaval de 2013 e seguirei as dicas postadas. Ficaremos 7 dias, algumas pessoas disseram que é muito tempo, mas adoramos praia e queremos passear bastante já que é a unica epoca do ano que conseguimos parar de fato.
Bjs.

Claudia Liechavicius disse...

Luciene,

Uma semana é perfeito. Dá para curtir Punta e ainda conhecer algumas coisa por perto, como Montevideo e Colônia do Sacramento. Eu acho Punta muito animada e charmosa. Mas, não espere muito das praias, pois Punta tem água super gelada. As pessoas vão à praia de casaco e às vezes até de meias grossas. Muitos vão tomar terere ou chimarão. A praia é legal para uma caminhada ou para comer num restaurante à beira-mar.

Aproveitem muito.

Bj

Anônimo disse...

amei o uruguay todo em que estive... fui como co-orientador de uma disseração de mestrado e o passeio foi jóia demais...

Marina disse...

Oi Claudi! Consultei bastante seus posts sobre Buenos Aires e quando chegamos em Punta, novamente entrei aqui para ver o que seus olhos encontraram. Voce nao imagina como {e Punta fora da temporada! Um cidade fastasma! Restaurantes fechados, ate MC Donalds da av. principal, fechado! O churros tambem, a fazenda Lapataia...Que coisa, esperava tudo menos isso. Engracado que existem cidades que funcionam apenas alguns meses do ano. Punta del Leste e uma delas. Acho que teremos que voltar em outra oportunidade! Beijos e vamos sempre consultando seus posts... Marina (Projeto Anima)

Claudia Liechavicius disse...

Marina,

Eu sei. Nos meses de inverno a cidade morre. Punta é uma festa apenas no verão, especialmente do final de dezembro à fevereiro. Depois, é quase cidade fantasma. Talvez eu deva colocar essa observação no post.

Parece que vocês já estão perto de casa. Quase no final do projeto. Tenho acompanhado e ficado encantada com as fotos e os relatos.

Boa viagem.

Beijos

Patricia Peres disse...

Olá Claudia!

Adoro seu blog e estou me inspirando nos seus posts para planejar uma viagem ao Uruguai.

Gostaria de uma ajuda sua. Caso minha viagem se confirme, eu teria 9 dias inteiros, de 02/02/2014 a 10/02/2014. Como você me sugere a dividir esse tempo entre Punta, Colonia e Montevideo? Você acha que daria para incluir Buenos Aires, sem espremer demais o roteiro?

Desde já agradeço. Bjs!

Claudia Liechavicius disse...

Oi Patrícia,

Em 9 dias dá para conhecer todos os lugares que vc quer. Punta é o que mais gosto. Montevideo acho sem graça - um dia é suficiente. Para Colônia, um dia e uma noite. Durma na cidade para sentir o clima noturno que é diferente e muito simpático. De lá vá de buquebus para Buenos Aires e fique uns 3 dias. Volte diretamente de Buenos Aires.

Aproveite!

Patricia Peres disse...

Cláudia, muito obrigada pela ajuda. A viagem já está confirmada e já comecei a planejar o roteiro, dividindo o tempo nas cidades conforme sua sugestão. Bjs!

Claudia Liechavicius disse...

Patrícia,

Desejo uma ótima viagem.

Bj

Anônimo disse...

Claudia o que vc acha do dia 12/03 a 20/03..ficar em punta? ? Muito morto? ? ? obrigada

Claudia Liechavicius disse...

Anônimo,

Já não tem mais o mesmo movimento nessa época. Há quem prefira essa calma. Mas, o agito já terá passado. É melhor para curtir um bom hotel, circular sem trânsito e comer com tranquilidade nos bons restaurantes da cidade.

Tudo depende do seu pique.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...