VAI PRA PROVENCE? INCLUI NO ROTEIRO A CHARMOSA CASSIS E SUAS DIVINAS CALANQUES


Cassis é um antigo vilarejo na costa do Mediterrâneo, no sul da França, de apenas 7 mil moradores, que mantém o charme de outrora. Como é de se esperar para um reduto de pescadores, o porto é o ponto central. Colorido, cheio de vida e cravejado de barcos de pesca e de passeio que vão e vem riscando aquele marzão azul emoldurado por calanques.


Calanque Port Miou. 

CALANQUE... O QUE É ISSO?

Essa pergunta é uma constante. Afinal, não temos esse tipo de acidente geográfico no Brasil. Ele é característico do Mar Mediterrâneo e se apresenta na forma de uma belíssima enseada ladeada por falésias irregulares de calcário ou dolomita com altitudes que chagam a 400 metros. O calcário é presente também na água e garante aquela cor azul-turquesa-sonho!

Calanques são formações naturais de uma beleza inacreditável.

O QUE FAZER EM CASSIS EM UM DIA

O objetivo número um dos turistas em Cassis é passar o dia circulando de barco ou a pé pelas famosas trilhas das calanques. O centro de informações turísticas fornece mapas com orientação das rotas existentes.

Praia de Besouan, Cassis, sul da França.

Porto de Cassis.

AS TRILHAS

A menor delas, a trilha azul, é chamada de A Trilha do Pequeno Príncipe. Ela pode ser feita entre uma hora e uma hora e meia sobre um dos lados da Calanque de Port Miou que não tem praia e sim muitos barcos. É linda!

A Trilha do Pequeno Príncipe, Cassis.

Já a Trilha das 3 Calanques, a verde, é mais pesada. Costuma ser feita em pelo menos quatro horas a partir do estacionamento próximo ao centro de Cassis. No entanto, a recompensa é certa. Passa pela Calanque de Port Miou, continua até a Calanque de Port Pin e finaliza na Calanque d’En Vau, a mais bonita.

Trilha das 3 Calanques.

Calanque Port Pin.


Calanque d'En Vau.

Há outra rota chamada Cap Canaille par Le Cretes, amarela, fica na direção de La Ciotat, outra aldeia bonitinha da região. Essa rota costuma levar ao redor de duas horas e fecha nos dias de muito vento.

Cap Canaille le Cretes.

As duas primeiras rotas são no caminho para Marseille que é uma cidade grande, aliás, a maior do sul da França. Se antes não era muito visitada agora tem investido em renovações e vem atraindo cada vez mais turistas. Além de visitar os pontos históricos de interesse vale experimentar o autêntico bouillabaisse, um caldo de tempero delicioso onde são cozidos vários tipos de peixes. É a iguaria local. Recomendo o restaurante Michel, estrelado pelo Guia Michelin.

Bouilabaisse.

DE BARCO

Os barcos são ótima opção para quem preferir conhecer as calanques com menos esforço. Há vários circuitos:

  • 3 calanques (45 minutos): Cassis, Port Miou, Port Pin, En Vau. 16 euros
  • 5 calanques (65 minutos): Cassis, Port Miou, Port Pin, En Vau, L’Oule, Devenson 19,50 euros
  • 8 calanques (1h30): Cassis, Port Miou, Port Pin, En Vau, L’Oule, Devenson, Oeil de Verre, Sugiton, Morgiou 23 euros
  • 9 calanques (2 horas): Cassis, Port Miou, Port Pin, En Vau, L’Oule, Devenson, Oeil de Verre, Sugiton, Morgiou, Sormiu 28 euros

Calanque de Morgiou.

 Os barcos partem do porto em vários horários desde 9 horas da manhã até as 17:30.

O PORTO, A FEIRA PROVENÇAL E OS RESTAURANTES

Além disso, aproveite para conhecer o centrinho de Cassis que é lindo, dê uma olhada na feira provençal que acontece aos sábados de manhã e faça uma pausa para almoçar num dos tantos restaurantes deliciosos do porto. Frutos do mar são boa pedida e para acompanhar peça um vinho branco seco local, pelo qual Cassis é conhecida. Indico os restaurantes El Sol e Grand Large.

Restaurantes não faltam no porto de Cassis.

Cassis é um charme.

O porto florido de Cassis no verão é imperdível.

Farol do Porto de Cassis.

PARA SABER OS DIAS DAS FEIRAS NA PROVENCE


SAIBA MAIS

O parque das calanques abrange o território de 3 cidades: Marseille, Cassis e La Ciotat.
Ponto de partida: Cassis, mas também é possível partir de Marseille.
De Marseille a Cassis são 20 quilômetros.
Cap Canaille é a falésia mais alta da Europa.
A água costuma ser fria mesmo no verão.

Vale um mergulho mesmo com a temperatura gelada da água. 

RELEMBRANDO O ROTEIRO

Cassis entrou no roteiro do sexto dia de viagem pela Provence.



Terceiro dia: Avignon, a cidade dos papas, 

Quarto dia: As cidades dos moinhos Fontaine de Vaucluse e Isle sur LaSorgue

Quinto dia: Moustier-St-Marie e Gorges du Verdon com uma parada nos campos de lavanda, girassol e trigo nos arredores de Valensole antes do retorno a Aix-en-Provence, a cidade-base por uma semana.

Le Chateau de Cassis, um hotel super simpático e muito bem posicionado.

Compartilhe:

COMENTÁRIOS

Deixe seu comentário. Obrigada!